skip to Main Content
13 de maio de 2021 | 01:25 pm

FRANÇA E CROÁCIA SE ENFRENTAM NA FINALÍSSIMA DA COPA DA RÚSSIA 2018

Tempo de leitura: 3 minutos

França de Mbappé chega à final contra a Croácia como favorita || Foto Jason Cairduff/Reuters-Agência Brasil

Da Agência Brasil 
Depois de 24 dias e 63 partidas a Copa do Mundo 2018 terá hoje (14) o seu capítulo final no Estádio de Luzhniki, em Moscou, a partir das 12h (horário de Brasília). França e Croácia farão uma final inédita. Com seu ataque veloz e meio campo habilidoso, a França é favorita, como já era desde o início do Mundial.
No início de junho, no entanto, outras seleções também faziam parte do grupo daquelas com condições de chegar à decisão. Entre elas, Brasil, Espanha e Alemanha. Todas caíram precocemente, menos a França. Se o título for para os “Bleus”, terá passado pelos pés de Mbappé e Griezzman. Os dois atacantes têm se destacado na campanha do país neste mundial.
Eles ainda têm a companhia luxu

Croatas fazem final inédita de Copa do Mundo contra os franceses || Imagem Fifa

osa de um meio-campo talentoso e veloz, composto por Pogba, Matuidi e Kanté. Mesmo com toda essa qualidade, a França está focada em vencer, e não em inspirar o mundo com seu futebol. Na maioria dos jogos decisivos, os franceses têm deixado o adversário atacar e apostado nos contra-ataques em velocidade. Tem dado certo.
“ZEBRA” QUADRICULADA
E no grupo das favoritas não havia a Croácia. Mas o time do Leste Europeu tinha talento para ir longe na Copa. O meio-campo croata não é celebrado à toa: Modric e Rakitic são titulares no Real Madrid e Barcelona, respectivamente. O centroavante Mandzukic, autor do gol da classificação à final, joga na Juventus, melhor time da Itália na atualidade.
O técnico Zlatko Dalic ainda contou com uma boa Copa do atacante Perisic, do lateral direito Vrsaljko e dos zagueiros Lovren e Vida, além do seu goleiro. Subasic pegou quatro pênaltis, sendo fundamental para a sequência do time na Copa.
De um time como esse se esperava uma participação até as quartas de final, quando sairiam honrosamente. Mas a Croácia mostrou, além da qualidade no toque de bola no meio-campo, muita entrega e determinação nas partidas eliminatórias. Cada bola é disputada como se fosse a última, jogadores disputaram prorrogações seguidas, lesionados, mas nunca desistiam da vitória.
É inegável, no entanto, que a Croácia entra em campo mais cansada. Enquanto a França definiu sua classificação nas três partidas eliminatórias ainda no tempo normal, a Croácia jogou três prorrogações, totalizando 90 minutos a mais que os franceses. O técnico croata Zlatko Dalic sabe da condição física dos seus jogadores que, como se não bastasse, tiveram um dia a menos de descanso. A França fez a primeira semifinal e a Croácia só venceu a Inglaterra no dia seguinte.
“Os jogadores me dirão se estão prontos ou não. Sim, alguns não treinaram, mas não temos mais que treinar. Temos sim pequenos problemas, mas acredito que resolveremos todos hoje [sábado]”, disse Dalic, na coletiva de imprensa realizada ontem (14).
VANTAGEM FRANCESA EM DUELOS
França e Croácia já se enfrentaram quatro vezes, entre partidas oficiais e amistosos. Foram três vitórias da França e um empate. A Croácia jamais venceu os franceses. Mas Dalic mostrou não se importar com as estatísticas desfavoráveis e a condição de “azarão” nesta final.
“Estatísticas e recordes estão aqui para serem quebrados. Não importa quem é seu oponente na final. É nossa meta dar nosso melhor, o mundo inteiro estará assistindo a Croácia. Viemos para desfrutar do jogo e vencê-lo”, disse o treinador.
Do outro lado, a França não alimenta o favoritismo. O técnico Didier Deschamps prega respeito ao adversário e elogiou o trabalho de Dalic no comando da seleção. “Eu tenho realmente um grande respeito pelos jogadores da Croácia e pelo técnico Zlatko Dalic. Não podemos esquecer o que ele fez com um país tão pequeno”.
 

PARA COMEÇAR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Pletikosa desolado após gol de Oscar, que é por Ramires e Daniel Alves (Foto Buda Mendes/Gertty Images-Fifa).

O goleiro croata, Pletikosa, desolado após gol de Oscar, que é festejado por Ramires e Daniel Alves (Foto Buda Mendes/Getty Images-Fifa).

O Brasil bateu a Croácia por 3 a 1 na abertura da Copa 2014. E de virada, após sofrer um gol contra marcado por Marcelo. Foram 18 minutos de tensão, apesar do time ter melhorado após sofrer o golpe. Neymar recebeu passe de Oscar, o “cara” do jogo, e empatou. Oscar novamente dá passe para Fred, que cava pênalti, convertido por Neymar, já no segundo tempo. Caminhando para o final da partida, Brasil levando sufoco da Croácia. De novo, Oscar. De bico, define a partida: 3 a 1 Brasil. Infelizmente, o troféu de melhor da partida vai para apenas um jogador. Ficou com Neymar. Poderia dividir com o companheiro.
Agora, é preparação para dia 17, em Fortaleza, quando enfrenta o México.

CROÁCIA BATE AUSTRÁLIA EM SALVADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto
Equipe da Croácia minutos antes do jogo contra a Austrália (Foto FCF)

Equipe da Croácia minutos antes do jogo contra a Austrália em Pituaçu (Foto FCF).

A Croácia venceu a Austrália por 1 a 0, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, nesta noite de sexta (6). O gol foi marcado por Jelavic, aos 13 minutos da etapa final.
A partida também ofereceu a oportunidade do itabunense Sammir, do Getafe/Espanha, entrar em campo, aos 14 minutos do segundo tempo.
A Croácia fará o jogo de abertura da Copa 2014 contra o Brasil, na próxima quinta (12), no Itaquerão, em São Paulo.
Para a partida, uma possível baixa: o lateral esquerdo Pranjic torceu o tornozelo e deixou a partida aos prantos. Ele é o único jogador da posição no selecionado croata.
TORCIDA ESPECIAL EM PITUAÇU
Uma torcida especial fez a festa em Pituaçu: familiares do jogador naturalizado croata saíram de Itabuna hoje cedo para assistir ao jogo – e torcer por Sammir.
Amigos também se juntaram à torcida, dentre eles o treinador Amaral, lenda entre a gurizada itabunense que sonha com uma carreira de sucesso no futebol. Sammir começou na escolinha de Amaral, aos 9 anos.

1 A 0: FELIPÃO DIZ QUE TESTE CONTRA SÉRVIA "FOI MUITO BOM"

Tempo de leitura: 2 minutos
Jogadores comemoram gol marcado pelo atacante Fred (Foto Rafael Ribeiro-CBF).

Jogadores comemoram gol marcado pelo atacante Fred (Foto Rafael Ribeiro-CBF).

O Brasil venceu a Sérvia por 1 a 0, no Estádio do Morumbi, hoje (6). O gol foi marcado no segundo tempo pelo centroavante Fred, no último amistoso da seleção antes da estreia na Copa do Mundo, na próxima quinta (12), quando enfrentará a Croácia. Para o treinador Luiz Felipe Scolari, o jogo foi muito disputado e difícil para o Brasil superar a marcação sérvia.
– É difícil sair dessa marcação. Mas o jogo foi muito bom. Foi um bom teste – acrescentou.
O técnico da seleção disse que os jogadores estão prontos e ansiosos para o início da Copa do Mundo, na Arena Corinthians (Itaquerão), em São Paulo.
– Estamos ansiosos para começar. Tudo o que tinha de ser feito de planejamento foi feito, ou está sendo feito. Agora, no vestiário, disse para eles [jogadores] ‘aproveitem bem’. De agora em diante, o sacrifício será muito grande.
SACRIFÍCIO E GLÓRIA
Segundo Felipão, que citou uma palestra proferida ontem à noite (5) pelo ex-treinador Rubens Minelli, o recado que foi dado aos jogadores é que o sacrifício pode durar 30 dias [tempo que dura a competição], mas a comemoração “pode durar 1.430 dias [quatro anos, até a próxima Copa do Mundo]”.
O técnico também considerou normal as vaias de torcedores que apareceram durante o jogo de hoje; principalmente na saída para o intervalo. “É normal [as vaias]. Apareceu em Goiânia também. Não foi problema para nenhum dos nossos jogadores. Eles estão bem preparados e sabem que se não jogam bem, pode acontecer. Dos 67 mil torcedores, 65 mil saíram satisfeitos. Foi um cartão de visita bem legal”, disse Felipão.
De acordo com o técnico, fisicamente a seleção está pronta para começar a Copa do Mundo, mas taticamente ainda pode melhorar. “Podemos fazer alguma coisa, principalmente com bola parada”, disse ele. Com informações da Agência Brasil.

COPA 2014: SELEÇÃO DA CROÁCIA CHEGA HOJE À BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Sammir, de Itabuna, está entre os nomes que defenderão a Croácia.

Sammir, de Itabuna, está entre convocados da Croácia.

A seleção da Croácia desembarca às 16h15min desta terça (3) no Aeroporto Internacional de Salvador, de onde segue para a Praia do Forte, em Mata de São João, no litoral norte baiano.
A seleção croata fará a partida de abertura da Copa 2014. O jogo será contra o Brasil, no dia 12, no Itaquerão, em São Paulo, e tem dois brasileiros entre os convocados, o itabunense Sammir (Getafe/Espanha) e Eduardo Silva(Shaktar Donestsk/Ucrânia).
Os atletas ficarão hospedados em um resort localizado a 90 quilômetros da capital baiana. Um moderno centro de treinamento foi construído para receber a seleção de Niko Kovac.
O subsecretário de Turismo da Bahia, Benedito Braga, está de olhos em dividendos que a vinda da Croácia possa trazer para o estado.
– A delegação croata e todas que virão à Bahia conhecerão nossa hospitalidade, simpatia e elevado profissionalismo – disse Braga, apontando que essa receptividade é importante para que a Croácia, além de Alemanha e Suíça, reconheça o estado para o pós-Copa, indicando a Bahia como destino para o turismo de lazer.

SAMMIR DEFENDERÁ A CROÁCIA NA COPA 2014

Tempo de leitura: < 1 minuto
Itabunense Sammir é convocado pela Croácia.

Itabunense Sammir é convocado pela Croácia.

O jogador itabunense Sammir, ex-Atlético Paranaense e Getafe/Espanha, está garantido na Copa do Mundo 2014. O atleta foi convocado pelo técnico da Croácia, Niko Kovac, na lista definitiva do país para a competição.
A seleção estreia na Copa justamente no próximo dia 12. E contra o Brasil, no Itaquerão, em São Paulo.
A Croácia tem como destaques Luka Modric, Ivan Rakitic e Mario Mandzukic. Além de Sammir, outro brasileiro defenderá a Croácia, na Copa do Mundo 2014: Eduardo da Silva, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia.
Croácia e Brasil estão no Grupo A da Copa do Mundo, do qual também fazem parte México e Camarões.

FAMÍLIA DE SAMMIR FESTEJA PRÉ-CONVOCAÇÃO DE JOGADOR ITABUNENSE PARA A COPA

Tempo de leitura: < 1 minuto
A avó e a mãe do atleta exibem camisas e medalhas do atleta (Foto Oziel Aragão/Plantão Itabuna).

A avó e a mãe do atleta exibem camisas e medalhas do atleta (Foto Oziel Aragão/Plantão Itabuna).

Um jogador itabunense deverá disputar a Copa do Mundo e deverá estar entre os atletas da Croácia que farão o jogo de abertura da competição, dia 12 de junho, contra o Brasil.
Jorge Sammir é um dos brasileiros da pré-lista de convocados da seleção croata. O outro a fazer parte da seleção de Niko Kovac é Eduardo Silva, do Shakhtar Donetsk.
Sammir atualmente joga pelo Gêtafe, da Espanha, após atuar por mais de cinco anos no Dínamo, de Zagreb, e naturalizar-se croata. Antes, peregrinou por times como o Atlético-PR.
O jogador também defendeu o Brasil em campeonatos Sub 20, no período 2005-2006, lembra a mãe dele, Erci da Silva Cruz A notícia da pré-convocação foi recebida com festa pela família do atleta em Itabuna. Com informações do Plantão Itabuna.

Back To Top