skip to Main Content
25 de janeiro de 2021 | 08:23 am

SECRETÁRIA RECONHECE FALHAS NA EDUCAÇÃO MUNICIPAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Dinalva Melo compareceu hoje à Câmara de Vereadores (foto Wilson Oliveira)

Dinalva Melo compareceu hoje à Câmara de Vereadores (foto Wilson Oliveira)

Deficiências na qualidade do ensino e dificuldades com a falta de infraestrutura e equipamentos essenciais nas escolas de Itabuna foram reconhecidas nesta terça-feira, 26, pela secretária municipal da Educação, Dinalva Melo. Ela compareceu à Câmara de Vereadores, onde falou sobre as propostas do novo governo para o setor.
Afirmando que o nível da educação pública municipal “em nada difere da realidade brasileira”, a secretária disse que hoje o desempenho de um estudante que conclui a oitava série na rede é equivalente ao de um aluno de quarta série. Para mudar esse cenário, Dinalva Melo observou que há 20 programas em análise para ser implantados na rede. Citou ainda quatro centros de educação infantil, que serão instalados nos bairros de Nova Ferradas, Vila Anália, Fonseca e Novo Horizonte, cujos projetos foram aprovados pelo Ministério da Educação em 2012.
Questionada pelos vereadores sobre os dados da matrícula, a secretária informou que o relatório ainda não foi fechado, em razão de muitos pais terem matriculado os filhos de última hora. Ela acrescentou que a falta de linhas telefônicas e acesso à internet impedem as escolas de gerar relatórios diários.

CADEIRANTE DENUNCIA DESCASO EM ÔNIBUS ADAPTADOS EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

Elevadores de ônibus travam e dificultam a vida de passageiros (Foto Bruno Santana).

O cadeirante Bruno Santana, morador da Nova Califórnia, denunciou problemas enfrentados por ele ao tentar usar ônibus urbano em Itabuna, ontem. O cadeirante tentava se deslocar de casa para a Câmara de Vereadores, mas teve que esperar ainda mais por um ônibus adaptado com elevador funcionando.
Constrangimento maior o cadeirante enfrentou no retorno para casa, enquanto esperava o busão na avenida Juracy Magalhães. “O primeiro ônibus que passou tava com elevador “enganchando” e o segundo, quebrado. Foram três ônibus adaptados e todos estavam quebrados”, diz Bruno, que ilustrou o drama vivido ontem com fotos.
Na última tentativa, Bruno conseguiu entrar no ônibus usando o elevador, mas o equipamento travou e foi preciso acionar um socorro da empresa São Miguel. Os passageiros tiveram que descer do veículo pela porta da frente, após serem obrigados a pular a catraca, caso de uma mulher recém-operada. “Teve que pular a catraca mesmo assim”, indigna-se Bruno.
Bruno diz que o Nova Califórnia possui linhas com quatro veículos adaptados para cadeirantes. Apenas um estava funcionando ontem. O constrangimento é diário. “Os cadeirantes de Itabuna perdem o direito de ir e vir, pois não podemos andar mais de ônibus para ir à escola, ao trabalho ou a lazer”, reclama.

Usuários pulam catraca para descer de ônibus com elevador com defeito.

Back To Top