skip to Main Content
23 de abril de 2021 | 01:29 pm

NILTON DIZ QUE “PT DE ILHÉUS SE APEQUENOU” SOB COMANDO DE EDNEI MENDONÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PT ilheense vive dias turbulentos após a queda de braço do empresário Nilton Cruz, que tentou disputar a Prefeitura em 2020, e o grupo do presidente Ednei Mendonça. Ambos eram amigos, mas o caldo entornou no segundo semestre do ano passado, quando o partido preferiu indicar Everaldo Anunciação como vice do empresário Cacá Colchões (PP) a compor chapa com o prefeito reeleito Mário Alexandre, Marão (PSD).

Hoje, Nilton disse que está avaliando se continuará no PT e disse que o grupo de Ednei ganhou fôlego interno com a eleição de Enilda Mendonça, irmã de Ednei. “Veremos no que isso vai dar. A sigla em ilhéus continua com importância pífia. Já que os vereadores eleitos têm comportamentos independentes e com zero afinidade com a ideologia partidária”, disse ele ao site Políticos do Sul da Bahia.

Nilton provocou ainda mais. Disse que o PT ilheense continua sendo “uma casinha” comandada por “décadas pelo mesmo grupo que apequenou o partido”. E completou: “Apequenou o partido, mesmo quando tínhamos Governos Federal (Lula e Dilma) e Estadual(Wagner e Rui), Todos com excelente avaliação popular”.

Para fechar, ainda sobrou para o PT de Itabuna:

– Sofrível a atuação do PT em Ilhéus. Nunca conseguiu eleger ninguém para cargos mais expressivos. Precisa de renovação e abertura, assim como Itabuna. Os caciques têm que se recolherem para suas ocas – declarou.

PT NÃO FARÁ OPOSIÇÃO SISTEMÁTICA AO GOVERNO MÁRIO ALEXANDRE, AFIRMA EDNEI MENDONÇA

Partido vai compor bloco da minoria na Câmara, afirma presidente do PT de Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O professor Ednei Mendonça, presidente do PT em Ilhéus, disse hoje (30) ao PIMENTA que o partido não vai fazer oposição sistemática ao governo do prefeito Mário Alexandre (PSD). Enfatizou que o PT trabalha pelo município, prova disso é o volume de investimentos do governo Rui Costa na cidade.

Por outro lado, a defesa dos interesses de Ilhéus, explica Mendonça, também não significa alinhamento automático ao governo municipal. Por isso, os dois vereadores da sigla, Carlos Augusto (Augustão) e Enilda Mendonça, vão formar o bloco da minoria com mais um colega, o tupinambá Cláudio Magalhães, do PCdoB. O objetivo inicial do bloco é assumir a presidência de comissões legislativas.

“NÃO NOS REPRESENTA”

Perguntamos se a proximidade do deputado estadual Rosemberg Pinto e do empresário Nilton Cruz, ambos petistas, com o prefeito Mário Alexandre é também sinal de aproximação entre o PT de Ilhéus e o governo. Ednei negou de forma peremptória, argumentando que Rosemberg e Nilton não falam em nome da Executiva local, que mantém, segundo ele, posicionamento coeso.

Para reforçar o argumento, lembrou que a sigla não apoiou Mário Alexandre nas eleições de 2020, quando o ex-presidente estadual da legenda Everaldo Anunciação foi candidato a vice-prefeito na chapa liderada pelo progressista Carlos Machado (Cacá Colchões).

Também em conversa neste sábado com o site, o militante Jerberson Josué, que foi candidato a vereador pelo PT em 2016 e 2020, disse que, nos encontros com Mário, Rosemberg atua como líder do governo Rui Costa, e isso não envolve a representação local nem um posicionamento do partido.

O JOGO DE PARTE DO PT DE ILHÉUS PARA RIFAR NILTON CRUZ

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PT de Ilhéus ferve, nas últimas horas, com a possibilidade de indicar o candidato a vice na chapa do prefeito e candidato à reeleição, Mário Alexandre, “Marão”, do PSD. A composição é defendida pelo governador Rui Costa.

Nilton Cruz, filiado ao PT há 30 anos, dono de sucesso na área empresarial e bem relacionado com a cúpula nacional do seu partido e também com o prefeito, seria o nome natural petista para a vice. Foi o nome posto no diretório para disputar a prefeitura e teve a pré-candidatura oficializada em julho último.

Seria o nome. Porém…

Nos bastidores, o comentário é que o presidente municipal do PT, Ednei Mendonça, teria trabalhado por outros nomes para a vice de Marão, dentre eles a ex-vereadora Professora Carmelita e até o ex-presidente estadual do PT Everaldo Anunciação, este afastado da política ilheense há quase 30 anos.

A movimentação, ao gosto de Everaldo e Ednei, gerou descontentamento interno. Nilton Cruz ainda não se pronunciou publicamente, mas pessoas próximas dizem que ele reagirá à movimentação dos companheiros de partido. Falará publicamente nos próximos dias e antes da convenção do PT, programada para dia 16. 

EDNEI TEM CONTAS REPROVADAS PELO TCE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ednei teve contas reprovadas pelo TCE-BA.

Ednei teve contas reprovadas pelo TCE-BA.

O Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) reprovou as contas da Diretoria Regional de Educação de Ilhéus (Direc 6), por unanimidade, referentes ao exercício de 2011. Os conselheiros também decidiram por aplicar multa no valor de R$ 2 mil ao gestor Ednei Mendonça Oliveira, devido a irregularidades encontradas na prestação de contas. A extinta Direc 6 era vinculada à Secretaria de Educação do Estado (SEC).

O conselheiro relator, Gildásio Penedo Filho, considerou que o relatório emitido pelos auditores da 5ª Coordenadoria de Controle Externo (CCE) continha elementos suficientes para a desaprovação, especialmente em razão da constatação de pagamentos que foram efetuados sem processo licitatório e a recorrente prática da fragmentação de despesas como forma de evitar a licitação.

A mesma posição foi adotada pelo Ministério Público de Contas (MPC) e pela representação da Procuradoria-Geral do Estado, o que levou o conselheiro revisor, Antonio Honorato, e os demais conselheiros a seguir o voto do relator.

EDNEI TOMA POSSE. HUGHES E SIMÕES CONTINUAM

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ednei Mendonça é o novo secretário de Governo de Ilhéus (foto Clodoaldo Ribeiro)

Os secretários ilheenses da Administração, Fernando Hughes, e da Saúde, Alexandre Simões, desistiram de abandonar suas pastas. Como fazem parte do mesmo grupo do ex-titular da Secretaria de Governo, Alisson Mendonça, os dois iriam seguir o mesmo caminho do companheiro, ou seja, entregariam os cargos ao prefeito Newton Lima. Segundo o Jornal Bahia Online, o desembarque foi abortado pelo deputado estadual Rosemberg Pinto, que operou para evitar o agravamento da crise interna no PT e acabou deixando Alisson “sozinho na buraqueira”.
Quem tomou posse hoje pela manhã na Secretaria de Governo, conforme estava previsto, foi o professor Ednei Mendonça, do grupo do deputado federal Josias Gomes.  Nos bastidores palacianos, houve uma queda-de-braço entre o grupo de Josias e o de Geraldo Simões pela Secretaria de Governo. Alisson queria voltar para a Câmara de Vereadores e emplacar Fernando Hughes na pasta; Josias trabalhou para colocar Ednei no cargo e acabou emplacando sua indicação.

COM A CADEIRA QUENTE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Esperava-se que a posse do professor Ednei Mendonça na Secretaria de Governo de Ilhéus só ocorresse nesta sexta-feira, 2, mas o prefeito Newton Lima não quis esperar. Ednei será empossado no cargo amanhã (1º), às 11 horas, em solenidade no Palácio Paranaguá.
A Secretaria foi desocupada hoje pelo vereador Alisson Mendonça (não são parentes), que retorna na próxima semana para seu mandato na Câmara.

EDNEI TOMA POSSE NA SEXTA-FEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O professor Ednei Mendonça deverá tomar posse nesta sexta-feira, 3, no cargo de secretário de Governo de Ilhéus. Ele irá substituir o vereador Alisson Mendonça, seu correligonário no PT, que entrega a Secretaria para retornar ao legislativo.
Alisson anunciou ontem que não somente deixa o executivo, como também está rompendo com o prefeito Newton Lima. Ele fez críticas ao governo, afirmando que o prefeito do município, de fato, é o secretário de Finanças Jorge Bahia. “Nós fizemos um acordo com Newton, mas quem governa é o secretário”, disparou.
Além de ir para a Secretaria de Governo, Mendonça, que faz parte do grupo do deputado federal Josias Gomes, vê sua esposa, a vereadora Carmelita Ângela, ser indicada pela executiva municipal do PT como candidata à sucessão de Newton Lima.  Oficialmente, a escolha ainda depende do prefeito, mas a preferência do partido pelo nome de Carmelita fortalece a vereadora.
Segundo fontes petistas, foi essa indicação do diretório e a suposta intenção do prefeito de aceitá-la que teria levado Alisson Mendonça a romper com a administração municipal. O vereador anunciou seu retorno à Câmara para a próxima semana.

ALISSON NÃO TOMA POSSE. NEM O SUPLENTE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Benevides diz que o povo, titular do mandato, não sabe o que está acontecendo na Câmara de Ilhéus

O suplente de vereador Rafael Benevides (PP)  foi para a rádio Santa Cruz de Ilhéus nesta manhã “chiar” porque o presidente do legislativo municipal, Dinho Gás, não lhe dá posse.
A Câmara voltou do recesso no dia 15 de fevereiro e permanece com 12 vereadores. Alisson Mendonça (PT) está fora temporariamente, na Secretaria de Governo, da qual já anunciou a saída, mas ainda não o fez porque negocia com o prefeito na tentativa de emplacar o substituto.
Ligado ao deputado federal Geraldo Simões, Alisson quer deslocar o secretário da Adminstração, Fernando Hughes, para o Governo. Outra corrente petista, afinada com Josias Gomes, defende o nome de Ednei Mendonça, ex-diretor da Direc 6. No meio da queda-de-braço, o prefeito Newton Lima, atarantado, sem saber o que fazer.
Atarantado está também Benevides, que já ocupou a cadeira na Câmara em outra oportunidade, quando Alisson saiu para assumir a Secretaria de Planejamento. Acabou punido por “mau-comportamento”, pois dedicou o mandato a promover frequentes ataques ao governo do qual Alisson Mendonça faz parte e até ao próprio, Alisson, de quem curiosamente Benevides é parente.
Agora, o suplente reclama (com toda razão) porque a Câmara não lhe dá posse. Ele afirma que “o verdadeiro titular do mandato é o povo, que não sabe o que está acontecendo no legislativo ilheense”.

O DESTINO DE EDNEI

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ednei pode ir para a Secretaria de Governo

Desligado da Direc 6 no mês passado, o professor Ednei Mendonça quase foi parar na Secretaria de Educação de Ilhéus, onde substituiria a colega Lidnei Campos.
Pelas novas informações que chegam do Palácio Paranaguá, Lidnei será preservada. Agora, se cogita a possibilidade de acomodar o ex-coordenador da Direc no cargo de secretário de Governo, em lugar de Alisson Mendonça, que no próximo dsia 15 reassume seu mandato na Câmara de Vereadores.
Enquanto isso, a Direc 6 permanece acéfala, já que o nome da professora Ana Maria Oliveira, indicado pelo deputado federal Geraldo Simões e pelo estadual Rosemberg Pinto, não foi aceito pela Secretaria de Educação do Estado.

NÃO DEU

Tempo de leitura: < 1 minuto

(Foto Marcos Souza).

Faixa afixada na entrada do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Ilhéus, pedia a permanência do professor Ednei Mendonça na direção da Direc 6, órgão da Secretaria Estadual de Educação (SEC). Não deu. Mendonça acabou exonerado ontem pelo governador Jaques Wagner. A Direc ilheense, no entanto, ficará sem substituto, temporariamente. É que, conforme bastidores, a indicada para o cargo não foi aprovada na “sabatina” do secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto.

WAGNER EXONERA MIRALVA E EDNEI MENDONÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Saiu no Diário Oficial deste final de semana as exonerações dos diretores das Direcs 6 e 7 (Ilhéus e Itabuna), Ednei Mendonça e Miralva Moitinho, respectivamente. Confirmando o que antecipou este blog, a professora Rita Dantas substituirá Miralva.
Já a cadeira até ontem ocupada por Ednei Mendonça ficará vaga, por enquanto. Mas quem deve assumir o cargo é a dirigente sindical Ana Maria Oliveira (confira).

MIRALVA E EDNEI FICAM

Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário estadual de Educação, Osvaldo Barreto, disparou ligações para os diretores das Direcs de Ilhéus e Itabuna, Ednei Mendonça e Miralva Moitinho, respectivamente.

E deu uma boa notícia para ambos: os dois continuam na equipe.

Back To Top