skip to Main Content
7 de agosto de 2020 | 01:14 am

MEC CRIA LINHA PARA CANDIDATOS DO ENEM DENUNCIAR FAKE NEWS

Tempo de leitura: 2 minutos

O ministro da Educação, Rossieli Soares, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, fizeram um alerta para que os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não caiam em notícias falsas, as chamadas fake news, e para que estejam atentos ao horário de verão para não perderem a prova e chegarem após o fechamento dos portões.
Segundo Maria Inês, nos últimos dias, circulou um boato de que o Enem seria adiado, o que é mentira, o exame está mantido nos dias 4 e 11 de novembro. “A fake news é uma doença social e nesse período de exame em que os participantes estão no grau máximo de ansiedade, elas atrapalham e muito”, diz.
Para se proteger, os candidatos devem se informar pelos canais oficiais de comunicação.
Candidatos podem alertar o Inep sobre notícias falsas pela Página do Participante e pelo aplicativo do Enem, disponível para os sistemas Android e IOS. Os participantes podem também entrar em contato com o Inep pelo telefone 0800-616161. Maria Inês pede que os estudantes denunciem as fake news “para que a gente possa desmentir esse tipo de notícia que causa tanto transtorno aos participantes”.
HORÁRIO DE VERÃO
Outro alerta do MEC e do Inep foi para que os participantes estejam atentos ao horário de verão, que começa no primeiro dia de prova do Enem, neste domingo (4). “Temos diferença grande nos estados brasileiros em relação ao horário oficial que é o de Brasília. No estado do Amazonas temos alguns municípios que não seguem as demais cidades. É fundamental que os participantes estejam atentos e procurem se informar”, diz Maria Inês. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário da capital.
Até a manhã de hoje, cerca 1 milhão de candidatos ainda não tinham acessado o cartão de confirmação de inscrição e não sabiam o local de prova do Enem. O Inep vai enviar e-mail e mensagens SMS para esses candidatos. A orientação é que o participante faça o trajeto até o local de prova antes do dia da prova, para conhecer o caminho e evitar imprevistos. O cartão pode ser acessado pela Página do Participante e pelo aplicativo do Enem.

Leia Mais

MEC DESCREDENCIA FACULDADE MONTENEGRO, DE IBICARAÍ

Tempo de leitura: 2 minutos

Faculdade de Ibicaraí é descredenciada pelo Ministério da Educação

Portaria do Ministério da Educação (MEC) determinou o descredenciamento de uma das mais antigas faculdades particulares do interior da Bahia, a Montenegro, em Ibicaraí, na região sul. A Portaria 763 está publicada na edição desta segunda-feira (29) do Diário Oficial da União.
O MEC aponta várias irregularidades na instituição de ensino superior e decide, também, pela transferências dos alunos ainda matriculados na Montenegro.  Além do descredenciamento, o MEC determina a desativação de todos os cursos.
A Faculdade Montenegro oferece os cursos de Pedagogia, Educação Física, Secretariado Executivo e Turismo. Caso não haja possibilidade de transferência dos alunos destes cursos para outras faculdades, a Montenegro será autorizada a continuar em funcionamento até que estes alunos concluam as respectivas graduações.
A instituição terá 45 dias para envio da lista de alunos com a previsão de conclusão do curso. A Portaria 763 é assinada pelo secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior, Sílvio José Cecchi.
HISTÓRICO
A Faculdade Montenegro é alvo de investigações por irregularidades, desde o início desta década, tanto pelo MEC como pelo Ministério Público Federal (MPF), como em 2012. Já em janeiro do ano passado, o MEC abriu investigação de irregularidades por atuar sem recredenciamento (reveja aqui).
Oriunda da Academia de Educação Montenegro, a faculdade foi criada nos anos 1980 por Waldir Montenegro Matos, educadora falecida em 2011. A instituição formou milhares de profissionais, sendo referência na graduação em Secretariado Executivo e de professores de Educação Física.
Por cerca de 20 anos, a Montenegro foi a única faculdade a oferecer curso de Educação Física. Somente nos últimos anos, a oferta nesta área foi ampliada com os cursos da Unime, em Itabuna, e da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), na Rodovia Ilhéus-Itabuna.

MINISTRO DA EDUCAÇÃO INAUGURA AMPLIAÇÃO DO CAMPUS DO IFBA EM UBAITABA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Campus avançado do IFBA em Ubaitaba, no sul da Bahia || Foto Aleiton Oliveira

O ministro da Educação, Rossieli Soares, inaugura nesta segunda-feira (22), às 16 horas, em Ubaitaba, as obras de ampliação do campus avançado do Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia da Bahia (IFBA), onde foram investidos cerca de R$ 1,4 milhão. A unidade funciona na Rua Juca Magalhães, Centro.
Ele será recebido pelo vice-governador João Leão, pelo reitor pro tempore do IFBA, Renato da Anunciação Filho, pelo diretor pro tempore do campus avançado de Ubaitaba, Esaú Francisco Sena Santos, e pela prefeita Suely Carneiro e outras autoridades.
O IFBA possui mais de 18,8 mil estudantes e conta com 21 campi no estado, um campus avançado em Ubaitaba, um núcleo avançado em Salinas da Margarida e um polo de inovação em Salvador. São oferecidos cursos técnicos profissionalizantes, superiores e pós-graduação. O Instituto conta ainda com programas de extensão como o ITCP (Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares), Mulheres Mil e Pronatec.

MANHÃ DE PRIMAVERA NA ALAMEDA DA JUVENTUDE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Manhã de Primavera leva música e arte à Beira-Rio em saudação à Primavera

Alunos da Escola Curumim, de Itabuna, promovem uma releitura de Domingo no Parque, um dos grandes sucessos do músico baiano Gilberto Gil, na Alameda da Juventude, na Beira-Rio, a partir das 8h deste domingo (30). A proposta da 28ª edição da Manhã de Primavera da Curumim é, por meio da música, falar de um setembro dourado e de amor à vida, segundo a direção da escola.

ESTUDANTES OCUPAM IF BAIANO EM URUÇUCA PARA COBRAR AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estudantes ocupam campus do If Baiano|| Fotomontagem TV Santa Cruz

Estudantes do Instituto Federal Baiano (IF Baiano) ocupam o campus da instituição em Uruçuca desde a quarta-feira (12). Eles protestam contra o atraso no pagamento do auxílio alimentação e por causa da quantidade insuficiente da comida oferecida pela instituição.
Os estudantes alegam, ainda, que a algumas áreas do campus estão com a estrutura ruim para o desempenho das atividades recreativas. É o caso, segundo eles, da quadra de esportes, que tem ferros expostos. Apenas duas, das três disponíveis, são usadas. O estudantes reclamam, ainda, que os materiais usados para a prática de esportes são levados por eles.

Leia Mais

QUALIDADE DO ENSINO PIOROU NO MUNICÍPIO DE ITABUNA EM 2017, APONTA MEC

Tempo de leitura: 4 minutos

Imeam é uma das escolas onde o ensino piorou.

Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) confirmam queda na qualidade do ensino nas escolas municipais em Itabuna. De acordo com o levantamento, somente duas das 16 escolas da zona urbana alcançaram o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Os dados oficiais revelam também que mais de 80% registraram regressão na qualidade do ensino nos últimos anos, tanto nas séries iniciais quanto nas séries finais do Ensino Fundamental. O Ideb é feito a cada dois anos em todos os municípios brasileiros.
Um dos exemplos de educação ruim em Itabuna foi verificado no Colégio Sesquicentenário (Ciso), que estava com nota acima da meta há 10 anos e hoje capenga. Segundo o MEC, em 2007 a unidade situada no bairro de Fátima atingiu 5,1, quando a meta era de 4,4 para as séries finais do Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano). Uma década depois a nota baixou para 3,5, quase 2 pontos abaixo da meta prevista de 5,8. A nota de 2017 ficou abaixo dos 4,4 pontos de 2015.
O Ciso não teve número mínimo de alunos participantes nas séries iniciais (1º ao 5º ano do ensino fundamental) em 2017, mas os dados dos anos anteriores mostram quedas seguidas nas notas. Para 2015, a meta era 5,2, mas ficou em 4,7. Muito abaixo da nota de 2013, quando a escola conseguiu 5,2, superando a meta de 4,9.
IMEAM
Outra unidade escolar com resultado muito ruim no Ideb foi o Instituto Municipal de Educação Aziz Maron (Imeam), que em 2017 teve nota Ideb de 2,6, muito distante da meta de 4,9 estabelecida pelo MEC. No ano passado, a unidade instalada no centro de Itabuna registrou número insuficiente de participantes na avaliação para as séries finais.
A Escola Genival Correia de Almeida, localizada no bairro João Soares, também ficou longe de atingir o Ideb nas séries iniciais. O desafio era alcançar 5,8 em 2017, mas não passou do vergonhoso 2,7. A nota foi inferior à obtida em 2015, quando a unidade conseguiu 4,6. No ano passado, a escola não teve o número suficiente de alunos participantes para avaliação nas séries finais.

Leia Mais

NENHUM ESTADO BRASILEIRO ATINGE A META DO IDEB NO ENSINO MÉDIO

Tempo de leitura: 3 minutos

Brasil não consegue melhorar a qualidade da educação|| Foto MEC

Nenhum estado brasileiro atingiu a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, no ensino médio. Além disso, cinco estados apresentaram redução no valor do índice. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira (3) pelo Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Após três edições consecutivas sem alteração, o Ideb do ensino médio avançou apenas 0,1 ponto no ano passado. Apesar do crescimento observado, o país está distante da meta projetada. De 3,7 em 2015, atingiu 3,8 em 2017. A meta estabelecida para 2017  foi de 4,7. “Foi um crescimento inexpressivo. Estamos muito distantes das metas propostas. É mais uma notícia trágica para o ensino médio do Brasil”, destacou o ministro da Educação, Rossieli Soares.
Até 2015, os resultados do ensino médio, diferentemente do ensino fundamental, eram obtidos a partir de uma amostra de escolas. A partir da edição de 2017, o levantamento  passou a ser aplicado a todas as escolas públicas e, por adesão, às escolas privadas. Pela primeira vez o Inep passou a calcular Ideb para as escolas de ensino médio. Apesar do crescimento observado, o país está distante da meta projetada. Neste cenário, cinco estados tiveram redução no valor do Ideb. O registro positivo vai para o Espírito Santo, estado com o melhor desempenho no país.

Leia Mais

CÂMARA APROVA FUNDO DE EDUCAÇÃO EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Criação de Fundo da Educação foi aprovada por 17 votos || Foto Pedro Augusto

A criação do Fundo Municipal de Educação de Itabuna foi aprovada pela Câmara de Vereadores em sessão plenária nesta quarta-feira (8). A proposta do Poder Executivo teve 17 votos favoráveis. A aprovação seguiu o parecer do vereador Babá Cearense (PHS), que teve relatório aprovado por unanimidade na semana passada.
A aprovação só foi concedida após análise e sugestões do Conselho Municipal de Educação que foram transformadas em emendas. O Fundo Municipal de Educação deve captar e aplicar recursos financeiros na política educacional pública e deve cumprir os objetivos do Conselho Municipal de Educação.
O projeto de lei aprovado determina a transparência, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a fim de facilitar o controle social e a avaliação de resultados e terá um Conselho de Acompanhamento que enviará parecer mensal à Comissão de Educação do Legislativo.
Nesta quinta (9), a Câmara realizará sessão das Comissões Técnicas, às 14h30min, na sala Filemon de Souza Brandão. Após isso, haverá sessão ordinária no Plenário Raymundo Lima.

IFBA PRORROGA PRAZO PARA PEDIDO DE ISENÇÃO DE TAXA EM PROCESSO SELETIVO

Tempo de leitura: 2 minutos

IFBA prorroga prazo para pedido de isenção de taxa

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) prorrogou para até o dia 9 deste mês o prazo para a solicitação de isenção parcial da inscrição no processo seletivo 2019 para cursos técnicos nas modalidades integrada e subsequente. Já as inscrições gerais podem ser feitas até o dia 16, na internet, clique aqui.
Para fazer a solicitação da taxa de inscrição é necessário que o candidato comprove que estudou os últimos cinco anos em escolas públicas (para os cursos do integrado) ou que cursou todas as séries do ensino médio em escolas públicas (para os cursos do subsequente). Os contemplados pagarão o valor de R$ 3,50, referente a 10% da taxa de inscrição. Quem não conseguir o benefício, pagará taxa total de R$ 35.
O IFBA oferece 5.185 vagas em todos os campi no estado. Para o campus de Ilhéus, as oportunidades são para os cursos de técnicos em edificações (30), informática (30) e segurança do trabalho (60), no período noturno, na modalidade subsequente; além de outras 150 vagas nesses mesmos cursos, no turno da manhã, na modalidade integrada.
VAGAS NAS OUTRAS UNIDADES
Em Eunápolis, as vagas são para os cursos técnicos em meio ambiente (40), segurança do trabalho (40) e informática (40) na modalidade subsequente, no turno da noite, e outras 180 no período da manhã, na modalidade integrada. Ainda no extremo sul, na unidade de Porto Seguro, são 90 vagas nos cursos técnicos em alimentos, biocombustíveis e informática, na modalidade integrada.

Leia Mais

MATRÍCULA PARA MAIS DE 17 MIL VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS COMEÇA NA TERÇA-FEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Matrícula para o segundo semestre em curso técnico começa na terça-feira

A Secretaria da Educação da Bahia divulgou, nesta sexta-feira (20) no Diário Oficial, o período de matrícula dos cursos técnicos de nível médio para o segundo semestre letivo deste ano. São 17.310 vagas para 52 cursos em Centros Estaduais e Centros Territoriais de Educação Profissional, além de unidades compartilhadas da rede estadual de ensino, em 115 municípios, em todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia.
A matrícula será realizada de 24 a 26 deste mês na unidade escolar escolhida pelo estudante. O início do período letivo será no dia 30 de julho. Do total de vagas, 9.335 são para a modalidade subsequente, destinadas a estudantes que concluíram o Ensino Médio e se inscreveram no Processo Seletivo encerrado na quarta-feira (18) e cuja lista com os classificados já está disponível no Portal da Educação.
As demais vagas são para as modalidades Proeja Médio, voltadas para quem concluiu o Ensino Fundamental ou tenha o Ensino Médio Incompleto, com 18 anos completos, e Concomitante ao Ensino Médio, direcionada para o aluno que está matriculado no 2º ano do Ensino Médio em qualquer escola da rede estadual de ensino.

Back To Top