skip to Main Content
16 de julho de 2020 | 12:04 am

EM ITABUNA, RUI PREPARA PUXÃO DE ORELHA…

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rui Costa cobrará aliados em Itabuna (Foto Vaner Casaes).

Rui Costa cobrará aliados (Foto Vaner Casaes).

Rui Costa (PT) virá a Itabuna amanhã (17), onde fará caminhada pela Avenida do Cinquentenário. Será uma atividade de campanha da candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Puxada pelo governador eleito da Bahia, a caminhada terá concentração no Jardim do Ó, a partir das 15h.
Antes, Rui deverá se reunir com políticos aliados, dentre eles o deputado Geraldo Simões, a ex-presidente do PT itabunense Miralva Moitinho e o ex-presidente da Bahiagás Davidson Magalhães, além do grupo ligado ao prefeito Claudevane Leite. De acordo com fonte, Rui deverá dar uma “chamada” nos grupos e cobrará união dos grupos pela reeleição de Dilma Rousseff.
A avaliação do comando estadual é de que a fragmentação dos aliados em Itabuna está permitindo maior visibilidade à campanha de Aécio Neves (PSDB) no município sul-baiano.
Dilma venceu em Itabuna no primeiro turno, mas parece que foi derrotada por larga margem, a julgar pelo volume de campanha adversário nas ruas. Apoiadores do DEM, PSDB e PMDB ocupam as ruas centrais e jogam pesado nos bairros mais afastados.

IBOPE TAMBÉM REVELA EMPATE NA DISPUTA PRESIDENCIAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Da Agência Brasil
O empate técnico entre os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) também foi apontado pela pesquisa Ibope, divulgada hoje (15), para o segundo turno das eleições presidenciais. De acordo com o instituto, Aécio Neves tem 45% das intenções de voto e Dilma, 43%.
Brancos e nulos somam 7%. Os que não sabem ou não responderam, 5%.
Na pesquisa anterior, o tucano aparecia com 46%, enquanto a petista somava 44% das intenções de votos. A variação em relação ao levantamento divulgado nesta quarta-feira está dentro da margem de erro, que é de dois pontos para mais ou para menos.
Considerados os votos válidos, excluindo os votos brancos, nulos e indecisos, mesmo procedimento usado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial, Aécio tem 51% e Dilma, 49%. Os percentuais são iguais aos alcançados tanto na pesquisa passada como nas duas feitas pelo Instituto Datafolha neste segundo turno.
O levantamento do Ibope foi encomendado pela TV Globo. Foram entrevistados 3.010 eleitores, entre os dias 12 e 14 de outubro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01097/2014.
No primeiro turno, Dilma Rousseff obteve 41,59% dos votos válidos e Aécio Neves, 33,55%. Enquanto a candidata do PT ganhou em 15 estados, o candidato do PSDB foi vencedor em dez.
Confira dados do Datafolha desta quarta (15)

DATAFOLHA MOSTRA NOVO EMPATE ENTRE AÉCIO E DILMA. CRESCE REJEIÇÃO AO TUCANO

Tempo de leitura: 1 minuto
Aécio e Dilma aparecem novamente empatados em pesquisa Datafolha.

Aécio e Dilma aparecem novamente empatados em pesquisa Datafolha.

O Instituto Datafolha acaba de fechar nova pesquisa de intenções de voto da corrida pela presidência da República. O resultado é o mesmo da semana passada. Aécio Neves (PSDB) tem 51% dos votos válidos ante 49% de Dilma Rousseff (PSDB). Novo empate técnico.
Quando computados indecisos e brancos e nulos, Aécio tem 45% e Dilma aparece com 43%. Na pesquisa dos dias 8 e 9, o tucano tinha 46% e a petista surgiu com 44%. Houve aumento do percentual de brancos e nulos de 4% para 6% no período, enquanto o de indecisos permaneceu em 6%.
O instituto também aferiu o percentual de solidez do voto. Aécio e Dilma estão empatados nesse quesito: 42%.
REJEIÇÃO DE AÉCIO AUMENTA
Caiu o percentual dos eleitores que talvez possam votar em Aécio (era 22% e caiu para 18%), enquanto subiu o índice dos que podem votar em Dilma (subiu de 14% para 15%), mas dentro da margem de erro (dois pontos percentuais).
A rejeição a Aécio Neves aumentou quatro pontos. Saiu de 34% para 38%. A rejeição a Dilma oscilou para baixo, de 43% para 42%. Porém, dentro da margem de erro.
A pesquisa consultou  9.081 eleitores ontem e hoje (14 e 15) em 366 municípios e foi encomendada pela TV Globo e a Folha de São Paulo.  Ela está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 01098/2014.

COM RUI COSTA, LÍDICE PROMOVE ATO DE APOIO A DILMA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Lídice anuncia apoio à reeleição de Dilma Rousseff (Foto Tácio Moreira/Metropress).

Lídice anuncia apoio à reeleição de Dilma Rousseff (Foto Tácio Moreira/Metropress).

A senadora baiana Lídice da Mata e o seu partido, o PSB, promoverão ato de apoio à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) neste segundo turno. O ato está programado para esta quinta-feira (16), às 9 horas, no Hotel Matiz Salvador, no Stiep. O ato terá presença do governador eleito da Bahia, Rui Costa (PT).
Lídice foi candidato ao governo baiano e apoio Marina Silva (PSB) à presidência no primeiro turno. Será o primeiro ato público unindo Rui e Lídice, após a senadora deixar a base aliada para lançar-se candidata ao governo baiano.

O ato político ocorre uma semana após o PSB baiano divulgar nota pública em que, diferentemente da executiva nacional, decide apoiar Dilma Rousseff. “Este será o primeiro ato político que marca o engajamento da presidente estadual do Partido Socialista, senadora Lídice da Mata, pela reeleição de Dilma na Bahia, quarto maior colégio eleitoral do País”, assinala nota do partido.

AÉCIO OCUPOU CARGO NA CÂMARA, AOS 17 ANOS, MESMO MORANDO NO RJ, DIZ TERRA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aécio Neves ocupou cargo na Câmara morando no Rio, aos 17 anos (Foto Orlando Brito/D. do Poder).

Aécio Neves ocupou cargo na Câmara morando no Rio, aos 17 anos (Foto Orlando Brito/D. do Poder).

Do Portal Terra
Tem circulado na última semana nas redes sociais a informação de que o candidato à presidência Aécio Neves (PSDB) ocupou um cargo de secretário de gabinete parlamentar na Câmara dos Deputados entre 1977 e 1981, portanto, quando o mineiro tinha entre 17 e 21 anos e, segundo sua biografia oficial, morava no Rio de Janeiro.

Em sua biografia, porém, o candidato cita seus primeiros passos na política em 1981, quando foi convidado pelo avô, Tancredo Neves, para trabalhar em sua campanha para governador de Minas Gerais.

Segundo o site de sua campanha, aos 10 anos, Aécio se mudou para o Rio de Janeiro, onde passou a adolescência e o início da vida adulta. Informação conflitante com o site da Câmara dos Deputados, que confirma Aécio como secretário de gabinete parlamentar entre 1977 e 1981, antes de se tornar secretário particular de Tancredo, mesmo não morando em Brasília.

O período conflitante da biografia do candidato coincide com o intervalo de tempo em que o pai de Aécio, Aécio Cunha, atuou como deputado federal pela Arena (1963 – 1979) e pelo PDS (1983-1987), partidos de apoio ao regime militar.

O Terra entrou em contato com a assessoria de imprensa de Aécio Neves, que não havia se posicionado até a publicação da matéria.

Confira íntegra no portal Terra

"PORTAS DO PT ESTÃO ABERTAS PARA VANE"

Tempo de leitura: 2 minutos
Everaldo diz que portas do PT estão abertas para retorno de Vane.

Everaldo diz que portas do PT estão abertas para retorno de Vane.

Everaldo Anunciação, presidente estadual do PT, confirmou o que este blog havia antecipado em junho. O partido escancarou as suas portas para o retorno do prefeito Claudevane Leite. “Essa definição, se vem ou não, vai ser muito pessoal, dele, de Vane. Ele foi vereador do PT, tem história de vida com o Renascer e possui plena identidade com o partido”, disse Everaldo em entrevista ao Difusora News, apresentado por Joel Filho e Ricardo Bacelar. “A hora que [ele] quiser retornar, as portas estão abertas”.
No entendimento de Everaldo, o PT pode ajudar muito Vane a “fazer uma coalizão pelo desenvolvimento de Itabuna”. No primeiro contato, o prefeito itabunense alertou que aquela era conversa, definição para depois da eleição de Rui Costa ao governo baiano.
Agora, as forças estão concentradas na reeleição de Dilma Rousseff à presidência da República. De acordo com Everaldo, Vane disse querer “virar o jogo para dar maioria a Dilma, para a gente garantir esses projetos [para Itabuna]”.
Everaldo, porém ressalta a necessidade de discussão interna, no PT municipal, “para não fraturar o partido, criar desarmonia”. O dirigente estadual diz que seu esforço e posicionamento pessoal é pelo retorno do prefeito ao partido. “Vane tem projeto coletivo”, acrescenta, concluindo que a conjuntura para 2016 dirá qual será o candidato da esquerda à prefeitura de Itabuna. No projeto eleitoral, Everaldo não deixou de citar um aliado antigo, o PCdoB.
Vane deixou o PT em 2011, após perceber que não teria espaço para disputar prévias e ser candidato a prefeito pelo partido. A legenda tinha como candidata posta a esposa do deputado federal Geraldo Simões, Juçara Feitosa. Vane filiou-se ao PRB e acabou eleito prefeito, superando o candidato à reeleição, Capitão Azevedo (DEM), enquanto Juçara terminou a disputa em terceiro lugar.

PERVERSA PARCIALIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

marco wense1Marco Wense

A parcialidade da chamada “grande imprensa”, principalmente neste segundo turno, é lamentável.

A parcialidade da chamada “grande imprensa” com a disputa presidencial, deixando de lado a indispensável isenção na cobertura jornalística, é algo lamentável.
Concordo até que os meios de comunicação tenham sua preferência por uma determinada candidatura. Essa escolha, no entanto, não pode prejudicar e nem deturpar o noticiário político, sob pena de perda de credibilidade.
Quer apoiar uma candidatura, tudo bem. Mas faça editorialmente. O leitor ou telespectador tem o direito de mudar de canal ou não comprar o jornal que manifesta opinião contrária da sua.
Alguns “jornalões”, principalmente do eixo Rio-São Paulo, vêm tendo um comportamento deplorável na sucessão presidencial, distorcendo, escondendo os fatos e manipulando informações a favor do candidato Aécio Neves (PSDB).
Não se fala mais do mensalão tucano-mineiro, que foi o embrião do mensalão petista, nem do escândalo do metrô no governo Alckmin, que de acordo com o promotor responsável pelo caso, Marcelo Mendroni, envolveu bilhões de reais.
São dois escândalos que só serão lembrados depois da eleição, já que dizem respeito a Minas, terra do candidato Aécio Neves, e a São Paulo, onde o presidenciável teve uma boa votação no primeiro turno.
dilmaA presidente Dilma Rousseff, que busca legitimamente o segundo mandato, termina tendo razão quando diz que o PSDB gosta de jogar a sujeira para debaixo do tapete, alimentando a grande aliada dos criminosos engravatados, sem dúvida a impunidade.
Em relação à roubalheira na Petrobras, o governo da presidente Dilma fez o que tinha de ser feito. A eficiente e honrosa Polícia Federal prendeu os abutres do dinheiro público. Os larápios da coisa pública deveriam apodrecer na cadeia, sem dó, piedade e compaixão.
E as manchetes? É aí que o parcialismo se mostra escancarado. Um dos jornalões sapecou: “O PT foi o partido mais votado nas prisões de SP”. No Nordeste, os desinformados votam em Dilma. Em São Paulo, os ladrões.
Armínio Fraga, já anunciado por Aécio Neves como seu ministro da Fazenda, abriu a boca e disse: “O salário mínimo está muito alto no Brasil”.  Silêncio total. Nem uma manchetinha e, muito menos, qualquer comentário.
Se fosse Guido Mantega que dissesse tamanha prova de que tucano não gosta de trabalhador, os “jornalões” dariam a manchete no alto da primeira página e com letras graúdas: “O salário mínimo está muito alto no Brasil, diz Mantega”.
Concluo dizendo que a eleição presidencial de 2014 vai ficar na história política da República do Brasil como a que juntou toda a imprensa do Rio e de São Paulo contra uma candidatura. A chamada “grande imprensa”.
Só um “coração valente” para suportar toda essa perversa parcialidade.
Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

VOX POPULI: DILMA TEM 45% E AÉCIO SURGE COM 44%

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aécio e Dilma aparecem empatados em pesquisa Datafolha.

Aécio e Dilma aparecem empatados em pesquisa Vox Populi.

Pesquisa Vox Populi, encomendada pela TV Record, Record News e R7, indica que a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, e o candidato Aécio Neves (PSDB) estão tecnicamente empatados na corrida ao Palácio do Planalto. A petista, porém, aparece um ponto percentual à frente do tucano, segundo o levantamento divulgado nesta segunda-feira (13).
Em relação às intenções de voto, Dilma Rousseff tem 45% e Aécio Neves aparece com 44%. Os brancos e nulos são 5% do total, enquanto que os eleitores indecisos também somam 5%. Como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, os dois candidatos estão empatados tecnicamente.
Considerando apenas os votos válidos, ou seja, sem as intenções votos em branco e nulo e os eleitores que não sabem em quem vão votar, outro empate técnico: Dilma aparece com 51% e Aécio totaliza 49%.
A pesquisa ouviu 2.000 eleitores em 147 cidades de todas as regiões do País entre o sábado (11) e domingo (12). A margem de erro do levantamento é de 2,2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com o número BR-01079/2014.

DEPUTADOS CONTINUAM EM CAMPANHA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Assembleia Legislativa baiana.

Assembleia Legislativa baiana.

Da Tribuna da Bahia
Em meio às contas de quem sai e quem permanece na legislatura 2015/2018, diante da proclamação provisória dos resultados, os parlamentares eleitos adiaram o retorno das atividades, principalmente, a perspectiva de realizarem votações na Assembleia Legislativa.
O segundo turno presidencial que leva para o embate a presidente Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) é uma das motivações. Pelo menos no PT e na bancada da oposição, o clima de campanha prossegue pelos próximos 15 dias. Estão na pauta projetos que geraram discussões, durante todo o ano, a exemplo das Leis de Organização Básica da Polícia Militar e dos Bombeiros.
Está para ser apreciado o projeto que disciplina a atividade de despachante documentalista, as chamadas emplacadoras, da Bahia junto ao Detran; o projeto que cria a entrância especial do Judiciário para as cidades de Alagoinhas, Paulo Afonso e Porto Seguro; os projetos de estruturação do TCE e do TCM e a proposta que pede autorização do empréstimo de R$ 800 milhões do PAC mobilidade para a aplicação na construção da Linha 1 – Tramo 3 do metrô, que ligará Cajazeiras, Águas Claras e Pirajá. Confira

WAGNER DIZ QUE AÉCIO "NÃO TEM MUITO APREÇO PELO TRABALHO"

Tempo de leitura: 2 minutos
Wagner diz que Aécio não tem apreço pelo trabalho (foto Pimenta).

Wagner diz que Aécio não tem apreço pelo trabalho (foto Pimenta).

O governador baiano, Jaques Wagner (PT), concedeu entrevista à Folha desta segunda (13). Nela, aborda a política nacional, eleições de 2014, necessidade de reforma política e corrupção.
Wagner diz, na entrevista, que Aécio “não tem muito apreço pelo trabalho” e vê em Dilma Rousseff, presidente e candidata à reeleição, pessoa “muito mais qualificada, trabalhadora e determinada” do que o senador mineiro.
Para o petista, a campanha tucana erra ao bater na tecla corrupção. “Não reconheço em Aécio Neves alguém que possa dar aula de ética. O povo sabe que tem santo e tem diabo em todos os partidos”, disse. E cita a derrota do tucano no próprio estado (Minas Gerais): “O povo mineiro não é bobo”. Lá, apenas Antônio Anastasia, candidato tucano ao senado, venceu. Perderam Aécio e Pimenta da Veiga, que disputou o governo.
Ainda provocando, o governador baiano disse que Aécio não foi quem pensou em choque de gestão em Minas, pois “estava no Rio [de Janeiro] passeando. Para sentar na cadeira de presidente, tem que trabalhar muito. E ele (Aécio) não tem muito apreço pelo trabalho”.
O governador baiano também faz autocrítica e considera que o PT precisa refletir sobre o seu desempenho em São Paulo. Acredita que a eleição de Rui Costa ao governo da Bahia se deu porque algo foi plantado. Wagner considera que Lula terá bala na agulha para 2018, na sucessão de Dilma Rousseff – ou de Aécio.

Back To Top