skip to Main Content
11 de maio de 2021 | 01:19 am

CONQUISTA: ZÉ RAIMUNDO ATINGE 46% E HERZEM GUSMÃO TEM 35%, REVELA PESQUISA A TARDE/POTENCIAL

Tempo de leitura: 2 minutos

Nova pesquisa eleitoral em Vitória da Conquista aponta para possibilidade de vitória do deputado estadual Zé Raimundo (PT) ainda no primeiro turno, segundo o Instituto Potencial. Encomendado pelo jornal A Tarde, o levantamento mostra Zé Raimundo com 46% das intenções de voto ante 35% do prefeito e candidato à reeleição, Herzem Gusmão (MDB). O deputado saiu de 34% para 46% em relação à pesquisa de setembro, enquanto o prefeito saltou de 29% para 35%.

David Salomão (PRTB) passou de 9% para atuais 3%. Romilson Filho (PP) e Cabo Herling (PSL) registraram 1% cada, enquanto Maris Stella (Rede) e Professor Ferdinand (PSOL) não somaram, juntos, 1%.

A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais e o nível de confiança chega a 95%. Foram realizadas 600 entrevistas presenciais no município, das quais 526 na sede e 74 nos distritos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o nº BA 06887/2020.

Na atual rodada, Zé Raimundo tem 48,9% dos votos válidos, o que, combinado com outros dados da pesquisa, lhe dá possibilidade de vitória ainda no primeiro turno, na avaliação do estatístico Zeca Martins, diretor da Potencial Pesquisa. Para ser eleito em primeiro turno, um candidato precisa conseguir mais da metade dos votos válidos (excluídos brancos e nulos).

“A pesquisa indica uma vitória de Zé Raimundo, quem sabe ainda no primeiro turno. Se a abstenção e votos brancos e nulos aumentarem um pouco, a tendência é que ele ganhe no primeiro turno”, afirma Martins. Nulos e brancos somam 6%. Os indecisos são 7%.

Ainda de acordo com o diretor da Potencial, a simulação de segundo turno entre Zé Raimundo e Herzem corrobora a vantagem do petista. “Herzem cresce pouco. Vai de 35% para 38%”, destaca. No cenário descrito, o candidato do PT venceria o do MDB por 51% a 38% dos votos válidos.

Em outra simulação, desta vez do petista contra Salomão, a vantagem favorável ao ex-prefeito seria ainda maior: 59% contra 22%. Confira a íntegra.

GERALDO FALA DE RECEPTIVIDADE DO ELEITOR E DIZ QUE “A VIRADA É NA RUAS”

Eleitora da Mangabinha com o candidato a prefeito do PT, Geraldo Simões
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-deputado e candidato a prefeito de Itabuna pelo PT, Geraldo Simões, comemorou a receptividade na retomada às visitas aos bairros. No final de semana, Geraldo visitou algumas comunidades e se disse entusiasmado com a recepção na Mangabinha. Ele e o vice, Jairo Araújo (PCdoB), ressaltaram a emoção e as demonstrações de carinho do eleitor.

Prefeito de Itabuna por dois mandatos, Geraldo tenta o governo local pela quarta vez. Ele ressalta a acolhida por onde passa e a lembrança do eleitor do que foram as duas gestões – 1993-1996 e 2001-2004.

Geraldo e Jairo em visita a moradoras da Mangabinha

“Por onde tenho passado as pessoas dizem que querem votar em nossa chapa, querem o 13 na urna e na gestão em 2021. A virada é nas ruas”, afirma Geraldo.

ITABUNA: AUGUSTO DIZ QUE, SE ELEITO, AMPLIARÁ PARCERIAS ENTRE PREFEITURA E UFSB

Reitora Joana Angélica e o candidato Augusto Castro || Foto Lucas Matos
Tempo de leitura: 2 minutos

O candidato a prefeito de Itabuna pelo PSD, Augusto Castro, disse que deverá ampliar parcerias com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), caso eleito, “em vários setores da Administração pública, principalmente para colocar para funcionar projetos e serviços da Prefeitura que estão parados ou funcionam mal”.

Na manhã desta segunda (9), Augusto teve audiência com a reitora da UFSB, Joana Angélica Guimarães, quando falou dos projetos que pretende desenvolver, além de fazer um relato sobre a campanha quando vem apresentando aos eleitores temas do Plano de Governo.

“Se o povo nos garantir o mandato de prefeito, vamos precisar melhorar a interlocução com as universidades federal e estadual e as faculdades na execução do nosso projeto em favor da população”, reafirmou o candidato da Coligação Mudar Para Fazer. Augusto disse à reitora que mantém apoios em Brasília e Salvador para que a Prefeitura de Itabuna passe a prestar bons serviços às pessoas. “Contamos com importantes apoios, inclusive no Congresso Nacional”.

NOVOS CURSOS

A reitora Joana Angélica Guimarães anunciou novos curso no próximo ano em Ciências Agroflorestais – Engenharia Florestal e Engenharia Agrícola e Ambiental – para o campus Jorge Amado. Além disso, assegurou que a Reitoria passará a funcionar no antigo prédio do Fórum Ruy Barbosa, no centro de Itabuna, e que, até meados de 2021, será concluída a primeira etapa das obras da sede da UFSB, com pavilhão de aulas na área norte da cidade, próximo ao Bairro Nova Califórnia, limítrofe à sede regional da Ceplac.

No próximo ano, a Universidade Federal do Sul da Bahia também ganhará três laboratórios na área molecular, ampliando os estudos e enfrentamento do covid-19. Segundo a Reitoria, a Universidade tem como modelo a ênfase nos bacharelados interdisciplinares e cursos profissionais de segundo ciclo nos campi de Itabuna, Porto Seguro e Teixeira de Freitas. Outra novidade são os colégios universitários (Cuni) que funcionam por meio de convênio com o governo estadual.

Leia Mais

EMPRESAS DE PESQUISA DE OPINIÃO FAZEM ALERTA CONTRA FRAUDE ELEITORAL

Tempo de leitura: 5 minutos

A Operação Leão de Neméia, do Ministério Público do Estado de Goiás (MPE-GO), investiga fraude nas pequisas eleitorais. Na última quinta-feira (5), A Polícia Civil de Goiás cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em Goiânia e na cidade vizinha Aparecida de Goiânia contra empresa que “produziu e divulgou 349 pesquisas suspeitas em 191 dos 246 municípios goianos”, segundo nota do MPE-GO.

De acordo com a Operação Leão de Neméia, a empresa cometeu crimes em campanhas eleitorais municipais, e os responsáveis, além de pagar multa, poderão ser presos por seis meses a um ano. As eleições ocorrem no próximo domingo (15) em 5.568 municípios.

“As fraudes consistem em produzir pesquisas que não refletem a realidade das intenções de voto dos eleitores, com desobediência dos requisitos exigidos na legislação eleitoral, em bairros inexistentes e com oferta criminosa de manipulação de dados em favor de candidatos”, descreve a nota do Ministério Público de Goiás.

A iniciativa do MPE-GO atendeu ofício circular do Ministério Público Federal, que anexava planilha elaborada pela Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep), com lista de nomes e endereços de empresas que informavam ter realizado pesquisas eleitorais com recursos próprios no ano de 2020.

Segundo a planilha, essas empresas registraram quase 1.300 pesquisas na Justiça Eleitoral até a terceira semana de agosto, valor total até R$ 27 milhões. Sete de cada dez pesquisas registradas teriam sido custeadas com recursos das próprias empresas.

De acordo com a Apeb, o número de pesquisas autofinanciadas segue aumentando em todo o país. Até o dia 1º de novembro, das 7.334 pesquisas registradas, 4.741 indicavam ter financiamento próprio (64%).

Foi a proporção inédita de pesquisas com recursos próprios que chamou atenção da associação de empresas de pesquisa de opinião.

“Causou estranheza para nós. As empresas de pesquisas são empresas que vivem de prestar serviço e cobrar por isso. Elas não dispõem de recursos próprios para fazer milhares de pesquisas em centenas de municípios com recursos próprios”, relata à Agência Brasil João Francisco Meira, presidente do Conselho de Opinião Pública da Abep.

A advogada Ana Raquel Gomes e Pereira, especializada em direito eleitoral, também questiona a prática da pesquisa autofinanciada.

“Qual é a intenção de um instituto de pesquisa, que sobrevive de fazer pesquisa, fazer uma pesquisa por conta própria e divulgar essa pesquisa? Aqui no interior de Goiás, a gente vê institutos de pesquisa que nunca ouviu-se falar. Foram juridicamente constituídos recentemente e estão fazendo pesquisas com resultados questionáveis, inclusive quando feitas apenas em um bairro”, detalha.

O presidente do Conselho de Opinião Pública da Abep assinala outras impropriedades nos registros das pesquisas autofinanciados, como o custo dos levantamentos sob suspeita.

“São empresas que oferecem serviços a preços completamente impossíveis. Cem pesquisas em 100 lugares diferentes, com tamanho de amostra diferente, todas custando R$ 2 mil cada uma. Nós não temos certeza se quer se essas pesquisas tenham sido de fato executadas.”

Meira calcula que uma pesquisa com 500 entrevistas na amostra deva custar “no mínimo” R$ 30 mil.

PESQUISA FALSA REPERCUTE

O sociólogo Dione Antonio Santibanez, especialista em pesquisas de opinião, também enfatiza a incongruência dos valores declarados.

“Pesquisa eleitoral é cara. Envolve contratação de pessoal, uso de tecnologia e custo de deslocamento. Não existe pesquisa em valor acessível”, pondera.

Santibanez pontua que falta controle da Justiça Eleitoral sobre a realização das pesquisas. “O sistema de registro acaba sendo inócuo. Ele não funciona para preservar a acuidade e a qualidade das pesquisas. Ele acaba ajudando a quem frauda”, critica lembrando que a divulgação de pesquisa falsa pode repercutir nos resultados do pleito: “que o eleitor pode ser induzido por resultado de pesquisa, isso é fato.”

O especialista sugere que as empresas devam prestar mais informações sobre cada pesquisa eleitoral. “Se além de registar o plano amostral resumido, questionário e a nota fiscal, fosse colocado o relatório com os resultados e o banco de dados, seria ótimo para todo mundo: para o eleitor, paras os pesquisadores, para a academia que pode ter interesse nesses dados.”

João Francisco Meira, da Abep, concorda com a sugestão. “O relatório da pesquisa registrada no Tribunal Superior Eleitoral deveria conter todas as respostas referentes a todas as perguntas contidas no questionário, para que elas possam eventualmente ser analisadas por interessados.”

Ele acrescenta recomendações para garantir transparência e lisura dos levantamentos: “seria interessante que no registro de pesquisas autofinanciadas que venha uma demonstração da situação financeira da empresa, para que possa demonstrar que tem condições de executar o trabalho com recursos próprios ao mesmo tempo que ela tem que apresentar uma informação fidedigna assinada por contador.”

A advogada Ana Raquel Pereira, que já fez representações contra pesquisas suspeitas, espera maior atuação do Ministério Público e da Justiça Eleitoral.

“Essa questão das pesquisas têm sido muito delegada para os partidos e para os candidatos. Não é costume ver a impugnação de uma pesquisa eleitoral por iniciativa do MP, a menos que seja uma coisa muito escrachada.”

PROPAGAÇÃO NAS REDES SOCIAIS

Pereira ressalta que há outros tipos de crimes com a divulgação das pesquisas especialmente feitas por redes sociais e canais de mensagens espontâneas como WhatsApp.

“A questão das pesquisas eleitorais fraudulentas não é necessariamente uma novidade no mundo eleitoral. No entanto, com a facilidade de propagação das notícias pelas redes sociais isso tomou uma amplitude muito maior”, afirma.

Ana Raquel ainda acrescenta que “o modus operandi tem tido variações. Pode-se divulgar uma pesquisa totalmente fraudulenta, que se utiliza o nome de um responsável técnico que não tem mínima noção de que o nome dele está declarado na pesquisa. Tem pesquisa sendo divulgada com suposto registro no Tribunal Superior Eleitoral. E tem também a divulgação de pesquisa que não foi feita que se utiliza do nome de um instituto de pesquisa, e o instituto não sabe”.

IBOPE

Procurado pela reportagem, o Ibope não indicou nenhuma fonte para falar sobre as fraudes, mas o instituto de pesquisa de opinião há mais anos em atividade no Brasil confirmou que é comum ter que desmentir pesquisas que são divulgadas em seu nome.

Conforme a assessoria de imprensa do instituto nesta campanha eleitoral já teve que desmentir pesquisas para intenção de votos em candidatos a prefeitos ou vereadores nas cidades de Betim (MG), Dourados (MS), Fortaleza (CE), Guaxupé (MG), Paulínia (SP), São João do Meriti (RJ), Soure (BA), Uberaba (MG) e Vitória (ES).

Como já reportado pela Agência Brasil, a divulgação de pesquisas eleitorais é arbitrada pela Lei no 9.504/1997. Conforme a lei, só podem ser publicadas as pesquisas que entidades, empresas ou institutos de pesquisa de opinião tenham registrado junto à Justiça Eleitoral, ao menos cinco dias antes da divulgação.

Desde 2014, a Justiça Eleitoral tornou disponível o aplicativo Pardal para denúncias sobre a campanha eleitoral. As versões do aplicativo podem ser acessadas na internet, no site do Tribunal Superior Eleitoral.

POTENCIAL/A TARDE: MARÃO TEM 34% E VALDERICO E CACÁ ATINGEM 13% CADA UM

Tempo de leitura: 2 minutos

Marão lidera, com 34%, e Cacá e Valderico estão empatados, com 13%

Pesquisa da Potencial encomendada pelo jornal A Tarde aponta a liderança do prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), na corrida sucessória em Ilhéus, com 34% das intenções de voto. Na sequência, aparecem Valderico Junior (DEM) e Cacá Colchões (PP), ambos com 13%.

Professor Reinaldo (PTB) tem 5% e o ex-vereador Cosme Araújo (PDT) surge com 3%. Bernardete Souza (PSOL), João Barros (PRTB) e Roberto Barbosa (Solidariedade) têm 1% cada um. Os indecisos somam 22% e a soma dos brancos 7%.

O levantamento foi feito de 30 de outubro a 2 de novembro, com 600 eleitores – 500 na sede e 100 nos distritos. A margem de erro é de 4 pontos percentuais e o nível de confiança, conforme o instituto, é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BA-09710/ 2020.

ESPONTÂNEA

Na espontânea, Marão tem 33% das intenções de voto, Valderico 13% e Cacá surge com 12%. Reinaldo atinge 4% e Cosme Araújo 3%. Bernadete, João Barros e Roberto Barbosa têm 1% cada um.

Para o diretor do Instituto Potencial, Zeca Martins, a vantagem de 21 pontos percentuais de Marão não é cenário consolidado, pois 37% dos entrevistados podem mudar o voto, há número expressivo de indecisos, indicando eleitorado “vulnerável”.

– Como tem alguns insatisfeitos e aqueles que ainda podem mudar [o voto], então não é um cenário consolidado. Está bem encaminhado, mas não considero consolidado. [O prefeito] Está abaixo do seu potencial [eleitoral], porém tem rejeição do tamanho do potencial. E a avaliação não é tranquila – avalia Zeca Martins na pesquisa contratada pelo jornal soteropolitano.

Ainda segundo a pesquisa, Valderico tem eleitorado mais decidido – somente 24% dos eleitores que anunciaram intenção de voto no democrata podem mudar de opinião, conforme o Instituto Potencial. Esse percentual sobe para 31% quando os avaliados são aqueles os que anunciaram intenção de votar em Marão. E atinge 32% quando o nome é Cacá.

EM BARRO PRETO, O “LISO” CONTRA O “MILHÃO”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Promete ser das mais emocionantes a reta final destas eleições na pequena Barro Preto, no sul da Bahia. A reeleição da prefeita Ana Paula (MDB), antes tida como certa, começou a perigar. Isso, porque a candidatura de Juraci da Saúde (PP) registra forte crescimento na reta final.

Por lá, o que se diz é que o “Liso”, referência ao candidato com poucos recursos financeiros para tocar a disputa, igualou o jogo na área central com a candidatura do Milhão (o amarelo é a cor predominante da campanha da prefeita). A região central era a maior preocupação do candidato.

Além disso, Juraci, segundo observadores, ganhou ainda mais corpo nas áreas mais afastadas e na zona rural do município bem na fase decisiva da campanha. Quem arrisca um prognóstico?

CAMACAN: DR. TOINHO MAIA E EX-VEREADORES ANUNCIAM APOIO A ARILDO DE FLORENTINO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Arildo obtém apoios importantes na reta final de campanha

A candidatura de Arildo de Florentino (PP) iniciou a penúltima semana da campanha eleitoral obtendo fortes apoios na corrida à Prefeitura de Camacan. Dentre eles, Toinho Maia, ex-vereador e um dos mais conceituados médicos de Camacan, filho do ex-deputado estadual, saudoso e tradicional político Euvaldo Maia.

Além dele, os ex-vereadores Fernando Nery e Zelindo Pires, o empresário Itamar Ferreira e Joedique Ribeiro. Durante encontro, os apoiadores, declararam apoio e empenho para eleger Arildo de Florentino. A receptividade das visitas realizadas por Arildo e equipe em todos os bairros e distritos da cidade tem sido acima das expectativas.

GERALDO CITA PARCERIA COM RUI COSTA PARA GERAR EMPREGO E RENDA EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

Geraldo, ao centro, com Sodré (à esquerda) e Jairo durante live

Geraldo Simões (PT) se comprometeu a implementar amplo programa de geração de emprego, com destaque para comércio, indústria e serviços, em Itabuna, caso eleito. A promessa foi feita durante live do candidato a prefeito de Itabuna com o secretário de Organização do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação (SindAlimentação), Eduardo Sodré, nesta terça-feira (3).

Ressaltando a importância da parceria com o governador Rui Costa para geração de emprego e renda, Geraldo afirmou que já tem entendimentos com Governo Estadual para que Itabuna tenha uma compensação por causa da perda de indústrias no município. “As empresas querem isenção de impostos e é o governador quem escolhe as cidades aonde elas vão se instalar. Nós vamos colar em Rui Costa para que Itabuna seja candidata para receber essas indústrias”.

Geraldo afirma que vai utilizar as relações que tem com o senador Jaques Wagner e o governador Rui Costa, para trazer o Porto Seco, coletar 100% do esgoto e tratar 100% água e pavimentar as ruas com asfalto de qualidade. “Está na hora da gente reverter esse declínio e ajudar Itabuna a dar a volta por cima”, afirmou.

Para Jairo Araújo, candidato a vice-prefeito, Itabuna necessita de uma gestão que trate os problemas da cidade, que são muitos, mas que também construa oportunidades e alternativas de emprego e renda. Geraldo pontuou que Itabuna está com apenas 22% de trabalhadores com a carteira assinada, destacando que é 81ª cidade no estado da Bahia com trabalhadores registrados.

Ele criticou a desativação da fábrica da Nestlé na cidade e alertou que acarretará um aumento do número de desempregados com carteira assinada, próprios como também dos terceirizados. “Além do empobrecimento das pessoas, isso diminui a arrecadação da prefeitura”.

Leia Mais

ITAJUÍPE: JUSTIÇA PUNE ELEITOR E VICE-PREFEITO POR FAKE NEWS CONTRA SI DANTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O juiz eleitoral da 136ª Zona Eleitoral de Itajuípe, Frederico Augusto de Oliveira, determinou a retirada de grupos de WhasApp de um vídeo que “narra fatos inverídicos” contra a candidata do Progressistas à Prefeitura de Itajuípe, Graciela de Souza Dantas(Si Dantas).

A peça, divulgada por Hélio Alves dos Santos, supostamente a mando de Leandro Junquilho Cunha, candidato a vice-prefeito pela chapa adversária, responsabiliza Si Dantas pela demolição de barracos do bairro Coração de Jesus, em Itajuípe.

O juiz determinou à empresa WhastApp Inc que até o dia 16 de novembro seja bloqueada, temporariamente, a conta utilizada por Hélio, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00, e retirada do vídeo dos grupos “100% fogo cruzado” e “Tribuna Popular”.

O magistrado determinou ainda a citação de Hélio dos Santos e Léo Junquilho para que se abstenham de enviar o vídeo ID nº 25413782 por qualquer meio, sob pena de aplicação imediata de multa de R$ 1.000,00 para cada divulgação. A retirada dos barracos do Bairro Coração de Jesus, em Itajuípe, atendeu a um Termo de Ajustamento de Conduta(TAC) firmado pelo Ministério Público Estadual, a época, por se tratar de local de nascente.

ITABUNA: JOÃO LEÃO E CACÁ REFORÇAM APOIO A AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leão reforça apoio à chapa Azevedo e Minas Aço.

O vice-governador da Bahia, João Leão, e o deputado federal Cacá Leão, ambos do Progressistas, reforçaram o apoio à campanha do Capitão Azevedo (PL) à Prefeitura de Itabuna. O vice de Azevedo, Roberto Minas Aço, é do Progressistas. Durante a visita a Itabuna, João Leão disse que a parceria de Azevedo com o Estado “transformará Itabuna no centro de um polo econômico sul-baiano, atraindo grandes empresas para a cidade”.

– Itabuna precisa do Capitão Azevedo, um homem forte, preparado, com experiência e que vai trazer de volta o progresso e o desenvolvimento que Itabuna tanto merece. Ele e Roberto Minas Aço estarão de braços dados com o Governo da Bahia para revolucionar o crescimento dessa terra, trazendo empreendimentos e potencializando a geração de emprego e renda para os itabunenses – disse o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

PESQUISA PARA PREFEITO AGITA SUCESSÃO EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PSD deverá divulgar, no próximo sábado (7), o resultado da pesquisa eleitoral sobre a sucessão à Prefeitura de Itabuna. O levantamento foi encomendado pelo partido do prefeiturável Augusto Castro ao Instituto Gasparetto, do sociólogo Agenor Gasparetto.

O questionário começou a ser aplicado nesta terça (3) e vai até a próxima sexta (6), conforme registro feito no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Deverão ser entrevistados 1.100 eleitores do município.

Esta talvez se torne a primeira pesquisa registrada e divulgada após o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV. Na semana que passou, a Eleva registrou pesquisa em seu próprio nome. O resultado deveria ser divulgado no último sábado (31), porém os números não foram tornados públicos nem o instituto respondeu ao PIMENTA se iria divulgá-los.

ELEITOR TEM ATÉ DIA 5 PARA SOLICITAR A 2ª VIA DO TÍTULO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Termina nesta quinta-feira (5) o prazo para o eleitor solicitar a segunda via do título no cartório eleitoral da zona onde está cadastrado. A previsão consta do calendário das Eleições Municipais de 2020.

Para a emissão da segunda via do título, o eleitor deve estar quite com a Justiça Eleitoral, ou seja, não pode ter débitos pendentes – como multas por ausência às urnas ou aos trabalhos eleitorais, como o de mesário – ou ainda ter recebido multas em razão da violação de dispositivos do Código Eleitoral (Lei 4.737/1965), da Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) e leis conexas.

O título eleitoral não é o único documento que possibilita a participação nas eleições. O eleitor pode se apresentar à mesa de votação levando consigo qualquer documento oficial com foto, a exemplo da carteira de identidade ou da carteira de habilitação (CNH).

O cidadão cuja inscrição eleitoral estiver em situação regular tem como alternativa ao título de papel a versão digital do documento, o e-Título, que pode ser obtido gratuitamente nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

e-Título serve como documento de identificação do eleitor caso ele já tenha feito o cadastramento biométrico. Isso porque a versão digital será baixada com foto, o que dispensa a apresentação de outro documento no momento do voto.

O aplicativo também informa o local de votação e, por meio de ferramentas de geolocalização, guia o usuário até sua seção eleitoral. Além disso, o app oferece serviços como a emissão de certidões de quitação eleitoral e negativa de crimes eleitorais.

Leia Mais

PRESIDENTE DO TRE-BA DETERMINA MEDIDAS MAIS SEVERAS CONTRA AGLOMERAÇÕES

Presidente do TRE baiano promete jogo mais duro contra aglomerações promovidas por candidatos
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador Jatahy Júnior, disse que a corte não vai tolerar o descumprimento das medidas sanitárias durante as campanhas eleitorais. O Tribunal baiano foi o primeiro do país a editar medida, a Resolução nº 30/20, regulamentando a atuação dos juízes eleitorais com poder de polícia.

Ao ser informado de casos de abuso por parte de candidatos, nas cidades de Iguaí e Barra do Choça, o presidente orientou a juíza Isabella Lago, Presidente da Comissão de Segurança e Ordem Pública do TRE-BA, a encaminhar os vídeos para os juízes das respectivas zonas e solicitar que tomem providências para que isso não se repita.

“Onde o malefício da aglomeração já aconteceu, cabe à Justiça Eleitoral tomar providência para que não se repita e apurar os fatos para punir, de forma exemplar, os responsáveis com multas e, futuramente, até mesmo com a perda do mandato que o mesmo eventualmente venha a obter”, afirma o desembargador.

O TRE-BA vem mantendo as decisões dos juízes zonais quando punitivas aos candidatos que insistem em colocar em risco a saúde da população. “Não vamos aceitar esse tipo de comportamento, os juízes eleitorais podem contar com reforço policial, com a parceria do Ministério Público Eleitoral e o Tribunal pode designar juízes auxiliares para zonas onde se fizer necessário o endurecimento das medidas”.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DE ITABUNA TEM ADESÃO DE APENAS UM CANDIDATO

Joalisson assina carta-compromisso pelo desenvolvimento sustentável || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Joalisson Feijó foi o primeiro candidato nas eleições municipais de Itabuna em 2020, dentre os concorrentes à Câmara e ao Centro Administrativo Firmino Alves, a manifestar publicamente, por meio de carta, seu compromisso com o Programa Cidades Sustentáveis (PCS). A iniciativa visa promover a construção de cidades mais justas, democráticas e sustentáveis, com 12 eixos e seus indicadores.

A agenda de sustentabilidade urbana, segundo Joalisson, que concorre a uma das 21 vagas na Câmara de Vereadores, deve fazer parte da responsabilidade de um vereador. “Ele deve identificar as reais necessidades do povo, quais são as áreas mais vulneráveis, quais políticas públicas devem ser implementadas e quais investimentos devem ser feitos”, frisou o candidato a vereador de Itabuna.

Dentre os eixos sugestões do Cidades Sustentáveis estão Governança; Educação para a Sustentabilidade e Qualidade de Vida; Ação Local para a Saúde; Economia Local, Dinâmica, Criativa e Sustentável; Equidade, Justiça Social e Cultura de Paz; Melhor Mobilidade, Menos Tráfego; e Planejamento e Desenho Urbano.

UBATÃ: TINHO LIDERA DISPUTA, COM 64,80%, E DIRAM TEM 16,45%, REVELA GASPARETTO PESQUISA

Tempo de leitura: 2 minutos

O comerciante Vinicius do Vale de Souza, Tinho (PSB), lidera a disputa pela Prefeitura de Ubatã, com 64,80% das intenções de voto, revela o levantamento feito pela Gasparetto Pesquisa e Estatísticas Ltda ao qual o PIMENTA teve acesso. Ainda no cenário estimulado, Diram Santos, Diram (PDT), aparece em segundo lugar, com 16,45%.

O empresário e ex-prefeito Edson Neves (PSD) surge em terceiro, com 7,07%. Intenções de votar em branco ou nulo somam 4,61%. Já o percentual de eleitores que não sabem ou não responderam atinge 7,07%, segundo a Gasparetto Pesquisa e Estatística, que ouviu 608 eleitores.

ESPONTÂNEA

Candidato apoiado pela prefeita Siméia de Expedito, Tinho também lidera a disputa na pesquisa espontânea, quando a cartela com o nome dos candidatos não é apresentado ao eleitor.

Nesta modalidade, Tinho atinge 53,29% das intenções de voto. Diram alcança 11,35% e Edson Neves tem 3,62%. Na espontânea, o percentual de não sabe ou não respondeu atinge 28,29%. Já o universo de eleitores que pretendem votar em branco ou anular o voto alcança 3,45%, segundo a consulta da Gasparetto Pesquisa.

O instituto também quis saber, na opinião do eleitor, quem vencerá a disputa no município sul-baiano.

Para 71,38% Tinho será o próximo prefeito de Ubatã.

Outros 8,22% cravam o nome de Diram, enquanto 2,3% citaram Edson Neves. Já 18,09% não souberam ou não responderam à pergunta.

EDSON NEVES É O MAIS REJEITADO

A pesquisa apontou, ainda, que Edson Neves é o mais rejeitado dentre os candidatos à sucessão da prefeita Siméia de Expedito.

Segundo a Gasparetto Pesquisa, 64,64% dos eleitores rejeitam Edson Neves.

Diram tem 50,99% de rejeição. Líder na disputa ao governo de Ubatã, Tinho é o menos rejeitado, com 21,38%.

REGISTRO

Feita pelo Instituto Gasparetto, a pesquisa ouviu 608 eleitores de Ubatã no dia 24 de outubro e tem margem de erro de 4 pontos percentuais. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BA-04737/2000.

Back To Top