skip to Main Content
16 de abril de 2021 | 11:14 am

GUERRA POLÍTICA ACIRRA ÂNIMOS EM BUERAREMA

Tempo de leitura: 2 minutos

Uma guerra política vem se arrastando há quase um mês em Buerarema. De um lado, parte dos vereadores. Do outro, governistas e o prefeito Vinícius de Orlando (DEM). Diz o presidente da Casa, Elinho Almeida (POD), que o prefeito tem usado os vereadores da base para o confronto com o Legislativo.

O início da guerra se deu em 13 de novembro, quando Vinícius enviou à Casa pedido para que fosse votado reajuste de salário dele próprio, do vice e de secretários municipais. O projeto acabou aprovado com presença mínima na Casa na véspera da eleição.

O prefeito, reeleito em 15 de novembro, passará a receber salário de R$ 18 mil. O vice, R$ 9 mil.

No embalo do projeto do Executivo, a base governista aproveitou a sessão (fantasma, nas palavras de Elinho) para colocar em votação projeto que reajusta os vencimentos dos vereadores para o período 2021-2024.

Hoje (4), novamente vereadores da base governista aprontaram. Segundo o presidente da Casa, grupo de cinco edis contratou um chaveiro e arrombou a porta da Câmara para votar um projeto da área cultural. “Vou prestar queixa na polícia de mais esse ato criminoso”, disse Elinho.

Segundo o presidente da Casa, vereadores orientados pelo prefeito têm buscado atropelar o Regimento Interno. “Temos reagido com pulso firme e denunciado as arbitrariedades e ilegalidades ao Ministério Público Estadual”, afirmou Elinho.

CULTURA

O prefeito enviou projeto da Lei Aldir Blanc à Câmara na última quinta (3), porém sem detalhar a quem seriam pagos os benefícios. “O projeto não dá destinação aos R$ 158 mil. A discussão sequer envolveu uma das nossas principais entidades culturais, a Casa de Cultura Jonas e Pilar”, disse ele.

Segundo o vereador, o projeto foi enviado à Casa, em regime de urgência, há 24 horas, mas a verba já estava disponível para o município desde setembro. “Vamos seguir o regimento, ir pelo caminho legal, até porque envolve dinheiro federal, e colocar o projeto em discussão às 19 horas desta sexta. Seguiremos o trâmite legal para evitar prejuízos, inclusive financeiros, aos nossos artistas”, afirmou Elinho. O prefeito Vinícius de Orlando não foi localizado.

BUERAREMA: ELINHO ALMEIDA TERÁ JEOVÁ ROSÁRIO COMO CANDIDATO A VICE-PREFEITO

Jeová, Bacelar e Elinho durante encontro que selou chapa
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Câmara de Vereadores de Buerarema, Elinho Almeida (Podemos), formará chapa puro-sangue na disputa pela prefeitura do município sul-baiano em 2020. O empresário Jeová Rosário, presidente da Viação Jequitibá, será o vice de Elinho. Ambos são filiados ao Podemos.

A confirmação da vice ocorreu durante reunião, nesta tarde de segunda (31), em Salvador, do pré-canddidato com o presidente estadual do Podemos, o deputado federal Bacelar, e com Jeová. Os nomes serão oficializados em convenção municipal prevista para 16 de setembro.

Elinho disse que, até o prazo final das convenções partidárias, manterá conversas com siglas e movimentos do campo de oposição em Buerarema para fechar as propostas de campanha e governo. “Nosso interesse é formar chapa e coligação que representem os anseios dos cidadãos de Buerarema”, disse.

BUERAREMA: EMPRESÁRIO DEVE SER O VICE DE ELINHO ALMEIDA NA DISPUTA À PREFEITURA

Elinho deve fechar chapa com um empresário na vice
Tempo de leitura: < 1 minuto

Elinho Almeida (Podemos) terá reunião decisiva em Salvador, na próxima segunda-feira (31), para fechar a composição da chapa com a qual ele disputará a Prefeitura de Buerarema. O vereador e presidente da Câmara mantém diálogo com nomes da oposição ao prefeito Vinícius Ibrann.

Nas últimas horas, aumentou a possibilidade de o segmento empresarial de Buerarema indicar o vice na chapa de Elinho. “A gente está conversando com todas as forças políticas do campo de oposição, com empresários e comunidade para definir o nome a vice, fazendo pesquisa e escutando a população”, afirmou ele ao site.

Um dos nomes cogitados para a vice é o do empresário Jeová Rozário, bastante influente na economia da região de Buerarema, Una e Itabuna, mas Elinho não confirma. “A gente vai dialogar até o fim pela unidade das oposições em Buerarema, para termos um governo real, que mude a vida das pessoas, e encontrar o melhor nome”, disse ele, afirmando que a presença de Jeová, formando a chapa ou apoiando a candidatura “honra o projeto de uma Buerarema melhor”.

TRAIÇÃO POLÍTICA EM BUERAREMA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Guima traiu aliado.

Guima traiu aliado.

O prefeito Guima Barreto (PDT) deu um cavalo de pau e traiu um aliado na disputa pela presidência da Câmara de Vereadores de Buerarema. Após informar que apoiaria o colega de partido e ex-líder do governo Elio Almeida (Elinho), o prefeito decidiu indicar, momentos antes da votação, outro nome para a disputa.
Elinho retirou a candidatura e comunicou ao prefeito que votaria nulo na eleição. Guima preferiu manter a candidatura de Ariosvaldo Vieira. Acabou derrotado por 6 a 4. José Raimundo de Souza, o Zezinho (PSC), nome da oposição, será o novo presidente da Câmara.

NILO DE OLHO EM 2014

Tempo de leitura: < 1 minuto

Alan, Hélio (Dé), Gideon Ribeiro, Nilo e Elinho: 2014.

Já pensando em 2014, o deputado estadual Marcelo Nilo (PDT) corre trecho para ampliar a sua base política no estado. No sul da Bahia, o presidente da Assembleia Legislativa baiana reforçou o grupo político com a atração dos vereadores Alain Andrade e Gideon Ribeiro, além do  ex-prefeito e ex-presidente da Câmara de Barro Preto, Hélio Santos (Dé).
O empresário Elio Almeida (Elinho) e o pré-candidato a prefeito de Buerarema, Guima (PTB), também fazem parte da base e articulam apoios de lideranças regionais ao projeto político de Marcelo Nilo.
O presidente da Assembleia Legislativa é tido entre os nomes para compor a chapa majoritária de 2014. Mas a discussão, antes, passa por 2012. E o pedetista já articula para angariar apoios e eleger o máximo de prefeitos e vereadores.

Back To Top