skip to Main Content
7 de abril de 2020 | 12:36 pm

TEMPORAL DANIFICA EQUIPAMENTOS DA EMBASA E ILHÉUS FICA SEM ÁGUA

Temporal deixa Ilhéus sem água nesta segunda-feira (6)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Ilhéus enfrentou final de noite de domingo e madruga de segunda (6) de chuva forte. Foram 80 milímetros de chuva em pouco mais de cinco horas, que provocaram alagamentos e afetou o abastecimento de água no município.

Há pouco, a Embasa informou que o aguaceiro paralisou equipamentos que fazem a captação de água dos mananciais para as estações de tratamento da cidade. Conforme a empresa, técnicos estão avaliando os danos e adotando medidas para restabelecer o fornecimento de água.

Na zona sul, onde o abastecimento estava sendo regularizado depois de obras e manutenção emergencial na rede distribuidora na última quinta (2), o serviço foi prejudicado por quedas constantes na rede de energia elétrica ao longo do final de semana. O temporal desta madrugada prejudicou o acionamento automático das bombas que fazem a captação de água bruta para a Estação de Tratamento de Água (ETA) Pontal.

No centro-oeste, zona norte e em Olivença, onde o distribuição de água estava ocorrendo normalmente, o temporal provocou desabastecimento prolongado de energia até às cinco da manhã de hoje. “O temporal também levou a estrutura de sustentação de trecho da rede adutora de água bruta, o que demandou nova suspensão das operações para que o reparo seja executado”.

BAIANOS COM CADASTRO SOCIAL NA EMBASA NÃO VÃO PAGAR ÁGUA POR 90 DIAS

Embasa dará isenção na conta de água para famílias pobres
Tempo de leitura: < 1 minuto

Cerca de 860 mil consumidores ficarão isentos do pagamento da conta de água, na Bahia, pelos próximos 90 dias, conforme cálculos do governo baiano. No início da tarde, Rui Costa anunciou que a isenção valerá para residências que consomem até 25 metros cúbicos de água por mês não pagarão e que seus moradores integrem o cadastro social da Embasa. Ontem (1º), o governador já havia anunciado isenção da conta de luz para famílias que consomem até 80 kw por mês.

– Nós vamos enviar para a Assembleia um projeto de lei garantindo o pagamento das famílias que estão no cadastro social e que têm esse consumo. Terão a conta paga pelo governo por 90 dias. Isso significa recurso imediato nas mãos das pessoas. Estamos falando de 860 mil pessoas beneficiadas – acrescentou.

O custo da medida será de R$ 50 milhões para o governo baiano. A isenção valerá apenas para consumidores que são abastecidos pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). Vários municípios no Estado são abastecidos por empresas autônomas ou de sociedade mista, a exemplo da Emasa, em Itabuna. Nestas, quem deverá anunciar o “perdão” são os prefeitos.

ILHÉUS: ABASTECIMENTO DE ÁGUA SERÁ SUSPENSO EM 25 LOCALIDADES DA ZONA SUL NA 5ª

Temporal deixa Ilhéus sem água nesta segunda-feira (6)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O fornecimento de água será suspenso na próxima quinta (2) em mais de vinte localidades da zona sul de Ilhéus, informou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). A suspensão se deve às obras de entroncamento de nova rede de água tratada ao sistema de abastecimento da empresa (confira a lista abaixo).

Segundo a empresa, a previsão é de que o serviço seja concluído ainda na tarde da próxima quinta e de regularização do abastecimento em até 24 horas após. Com o entroncamento, a empresa utilizará nova rede adutora de 10 quilômetros de extensão da Estação de Tratamento de Água (ETA), no Pontal, para bairros centrais de Ilhéus hoje atendidos pela estação da Barragem do Iguape.

– Como a Barragem do Iguape teve sua capacidade de acumulação e de recuperação alteradas ao longo dos últimos anos, consequência de mudanças no regime de chuvas e intervenções humanas, vamos usar água do Rio Santana para suprir parte da demanda de bairros centrais de Ilhéus. A partir do funcionamento desse equipamento, deixaremos de captar aproximadamente 2,5 milhões de litros de água do Iguape diariamente”, explicou o gerente do Escritório Local da Embasa em Ilhéus, José Lavigne.

Segundo a empresa, a mudança não afetará o abastecimento de água da zona sul, pois a ETA do Pontal possui mais capacidade de produção do que a atualmente utilizada.

LOCALIDADES AFETADAS

A relação de localidades afetadas com as obras, na próxima quinta, é composta por BR-415, Barreira, Ceplus, Couto, Cururupe, Hernane Sá I e II, Ilhéus II, Jardim Atlântico, Loteamento São Caetano, Mar a Vista, Mar de Ilhéus I, Nossa Senhora da Vitória, Nelson Costa, Pérola do Mar, Pontal, Parque Olivença, Praia Dourada, Rodovia Ilhéus-Olivença, Santo Antônio de Pádua, São João, Sapetinga, Sol e Mar I e II e a Urbis.

TEATRO POPULAR PODE SUSPENDER PROGRAMAÇÃO E VIVE SOB AMEAÇA DE CORTE DE ÁGUA E LUZ

Teatro Popular pode suspender programação e está ameaçado de ter água e luz cortados || Foto Zélia Uchôa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos mais importantes projetos culturais da Bahia, o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) anunciou neste domingo (1º) que poderá ter que suspender a programação de março devido à falta de recursos. Pelo mesmo motivo, o TPI não teve programação em fevereiro. E está sob ameaça de corte de energia elétrica (Coelba) e de água (Embasa).

– A interrupção das atividades se dá por conta da falta de recursos que o grupo vem enfrentando desde o final do ano passado, o que tem impossibilitado o pagamento dos salários de seus funcionários e até mesmo das contas básicas quem mantém o funcionamento da Tenda – informou em nota.

Nesta segunda (2), deverá ocorrer reunião com amigos, parceiros, artistas e produtores para discutir alternativas que garantam o funcionamento do TPI em março. Em 2020, o Teatro Popular de Ilhéus completa 25 anos de existência, período em que garantiu ações, criou público para o teatro regional e circulou por várias cidades do Brasil, levando peças aqui produzidas e levando a arte regional para além da fronteira baiana e até do país, com apresentações na Europa.

As comemorações dos 25 anos contarão com a publicação do livro A vida é uma rima, um ensaio biográfico do Teatro Popular de Ilhéus, que está sendo escrito pelo crítico teatral e jornalista Valmir Santos. Além disso, o grupo vem se preparando para estrear o espetáculo Sonho de uma noite de verão: ópera brega rock para acordar do pesadelo. O espetáculo está em fase de ensaios e montagem de cenários e figurinos. “O espetáculo deveria ter estreado em dezembro, mas as dificuldades enfrentadas pelo grupo têm atrasado sua estreia”, observa a direção do TPI em nota.

ILHÉUS ATINGE 80% DE COBERTURA DE SANEAMENTO BÁSICO, SEGUNDO EMBASA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Representantes da Embasa se reúnem com o prefeito e discutem ampliação de serviços || Foto Rodrigo Macedo

Os investimentos em saneamento básico na zona sul de Ilhéus elevaram de 40% para 80% o nível de cobertura no município sul-baiano, de acordo com dados da Embasa e do governo municipal. O percentual foi revelado pelo prefeito Mário Alexandre (Marão) após encontro com dirigentes da Embasa em Ilhéus. Durante o encontro, também foi discutido cronograma de ampliação dos serviços da empresa.

De acordo com os gestores, a melhoria do trecho entre o bairro Pontal e a Sapetinga é uma das principais ações a serem realizadas. Além desses bairros, outros pontos serão contemplados. Em março, a empresa inaugura a Praça do Caic, no Hernani Sá. Em maio, moradores do Nelson Costa ganham uma estação de tratamento de esgoto e a reforma da Praça da Mangueira com requalificação da quadra e entorno.

Também será dado início ao projeto de requalificação e paisagismo na Maramata e entorno, com construção de passeio e parquinho. O prefeito Mário Alexandre elogiou a agilidade na execução das obras e ressaltou a parceria com a empresa. “Com esta obra, melhoramos a qualidade de vida das pessoas e promovemos o desenvolvimento do município”.

UBAITABA: AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE CONTRATO COM A EMBASA É ADIADA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ubaitaba adia debate sobre contrato com a Embasa || Foto Humberto Hugo

A Prefeitura de Ubaitaba e a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) adiaram para a próxima quinta (23), às 20h, na Câmara Municipal de Vereadores, a audiência pública para apresentação da minuta de contrato de programa a ser assinado para a gestão associada dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário no município. O adiamento se deu em razão do falecimento de Maria de Lurdes Oliveira Santos, dona Miúda, 83 anos, mãe do vereador Uilson de Gói.

A sessão, em nova data, será aberta à sociedade e contará com a participação de representantes da Agência Reguladora dos Serviços de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa), Ministério Público estadual, Poder Judiciário e de instituições ambientais. Os participantes da audiência pública poderão apresentar sugestões, por escrito, em formulário próprio, sobre o tema da audiência pública.

EMBASA AUTORIZA CONCURSO PÚBLICO COM 854 VAGAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Concurso da Embasa terá 854 vagas em todo o Estado

O novo concurso público da Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa) vai oferecer 854 vagas para diversos cargos. Conforme publicação no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (23), o Conselho de Administração da empresa já autorizou o certame, em reunião ordinária realizada no dia 27 de novembro de 2018.

O próximo passo será a definição da empresa que ficará responsável pela seleção dos candidatos. O presidente do Conselho de Administração, Cícero de Carvalho Monteiro, assinou a resolução 218/2018, hoje publicada. Pimenta com Bahia Notícias.

INTENÇÃO DO GOVERNADOR DE FAZER PPP NA EMBASA É CRITICADA PELO SINDAE

Tempo de leitura: 2 minutos

Rui Costa é criticado pelo Sindae por PPP da Embasa

O anúncio do governador Rui Costa, feito nesta segunda-feira (1º), de que vai investir em saneamento básico por meio de parcerias público-privadas, as famosas PPPs, mostra um equívoco que pode trazer enorme prejuízo para o estado e a sociedade na avaliação de dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia (Sindae). Os dirigentes do sindicato dizem que Rui Costa tem “incompreensível obsessão por essa parceria privada”.

Ainda na avaliação do Sindae, o governador está deixando de lado estudos da Embasa que não recomendam essa opção e está menosprezando um exemplo danoso bem perto dele, que é a PPP do emissário submarino da Boca do Rio, em Salvador. De acordo com a entidade, a PPP desse emissário foi um contrato assinado no final do governo Paulo Souto, em dezembro de 2006, e que, logo no início da gestão de Jaques Wagner, teve brutal redução.

O valor caiu de R$ 738 milhões para R$ 619 milhões, comprovando um superfaturamento de R$ 119 milhões. Uma cifra escandalosa num contrato assinado com a Odebrecht, mostrando antiga relação do governo baiano com a construtora que hoje figura no centro de um brutal esquema de corrupção com o poder público.

No seu primeiro governo, Rui Costa tentou dar 50% das ações (entre ordinárias e preferenciais) da Embasa para integralizar o capital de uma empresa que ele estava criando, a Bahiainvest. A ação política do Sindicato, relembram dirigentes, evitou que isso ocorresse e gerasse um prejuízo de R$ 1 bilhão por ano à Embasa, devido perderia isenções tributárias que desfruta por ser empresa pública prestadora de serviço essencial.

Segundo o Sindae, estudos feitos por técnicos da Embasa mostram que contratos de PPP demoram em média dois anos para terem os primeiros efeitos, contra quatro meses frente a outras opções, como empréstimos diretos, sendo que na PPP os juros são os comuns de mercado, muito elevados, enquanto os de fonte que a Embasa pode acessar, como empresa pública, são juros subsidiados e portanto mais baratos, podendo captar recursos no Brasil e exterior.

“Os contratos de PPP têm algo danoso a ser discutido pela sociedade: todo o endividamento e todas as garantias do contrato são do ente público, sem nenhum risco para a empresa privada. O governador talvez faça a defesa dela quando observa o resultado da PPP do metrô, não considerando que a Embasa lida com água, bem essencial à vida, que não pode ser gerida na ótica de empresários ávidos por lucro”, aponta o sindicato em nota.

O Sindicato informa ainda que a Embasa hoje é considerada uma empresa organizada, com tranquila gestão financeira, e que vem ampliando consideravelmente as redes de água e esgotamento sanitário, sobretudo com recursos próprios. Caso o governo opte por PPP, avalia a direção do Sindae, vai colocar em risco a sobrevivência futura da Embasa, forçando a mesma a ficar na rotina de pagar esses contratos absurdos e sem ter capacidade de investir como deveria para cumprir seu papel social.

SEM EMBASA, RUI ANUNCIA NOMES DO SEGUNDO ESCALÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabunense Andrea Mendonça assumirá a Junta Comercial da Bahia (Juceb)

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (26), durante o #PapoCorreria, os nomes de 20 auxiliares que vão compor e dirigir órgãos estaduais nesta segunda gestão. O gestor baiano não definiu o nome para  presidência da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), dirigida por Rogério Cedraz desde março de 2015.

Dos ocupantes de cargos de segundo escalão, alguns permanecem, a exemplo do itabunense Saulo Pontes, na Superintendência de Infraestrutura de Transporte (SIT), Saulo Pontes, Diogo Medrado (Bahiatursa), Wilson Dias (CAR) e Luiz Gavazza (Bahiagás).

As mudanças atingem órgãos como a Junta Comercial da Bahia (Juceb), que será comandada pela itabunense Andréa Mendonça, irmã do deputado federal Félix Mendonça Júnior (PDT), e Detran, de onde sai Lúcio Gomes, de Ilhéus, para dar lugar a Rogério Pimentel, interinamente.

Lista dos escolhidos
Agerba – Carlos Henrique
Bahiagás – Luiz Gavazza
Bahiatursa – Diogo Medrado
CAR – Wilson Dias
CBPM – Antonio Carlos Tramm
CDA – Renata Rossi
Conder – Sérgio Silva
Desenbahia – Francisco Miranda
Detran – Rodrigo Lima Pimentel (interino)
Fundac – Regina Affonso
Ibametro – Randerson Leal
Inema – Márcia Telles
Instituto Anísio Teixeira (IAT) – Cybele Amado
Irdeb – Flavio Gonçalves
Junta Comercial – Andrea Mendonça
Prodeb – Samuel Araújo
SAC – Demir Barbosa
SIT – Saulo Pontes
Sudesb – Vicente Neto
Urbis – Emerson Leal

DEMANDA POR ÁGUA POTÁVEL AUMENTARÁ 50% EM URUÇUCA COM SISTEMA EM SERRA GRANDE

Tempo de leitura: 2 minutos

Encontro discutiu necessidade de ampliação da rede de saneamento

A regularização de 415 lotes da área conhecida como Ecovila, localizada no distrito de Serra Grande, em Uruçuca, vai aumentar a demanda pelo serviço de abastecimento de água do município em 50%. O assunto foi discutido, na última segunda (18), por representantes da Embasa com o prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite Júnior.

De acordo com o gestor, existe um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público, o que motivou a inclusão da área no Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). “Como já houve a assinatura do convênio de cooperação, nos compete agora identificar no Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE) a perspectiva de atendimento da área, com os investimentos necessários e fontes de recursos já constando no contrato de programa”, esclareceu Felipe Madureira, gerente da Unidade Regional de Itabuna (USI) da Embasa.

Uma nova reunião para avançar na renovação do contrato de programa com a Embasa está prevista para 14 de março. A Prefeitura deseja que a Embasa amplie o serviço de esgotamento sanitário na sede municipal. Já foram investidos R$ 4,7 milhões na construção do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da localidade, beneficiando 2.300 moradores.

Leia Mais
Back To Top