skip to Main Content
20 de fevereiro de 2020 | 06:11 pm

EMENDAS GARANTEM R$ 1,486 MILHÃO AO HOSPITAL DE BASE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Deputado se reuniu hoje com diretores do Hospital de Base

Deputado se reuniu hoje com diretores do Hospital de Base

Emendas parlamentares irão garantir recursos de R$ 1,486 milhão ao Hospital de Base de Itabuna. A maior parte desse valor – R$ 1 milhão – resulta de emenda apresentada pelo deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB), por solicitação do deputado estadual Augusto Castro. Os outros R$ 486 mil foram incluídos no Orçamento a partir de proposta do senador João Durval Carneiro (PDT).
Nesta terça-feira, 18, Castro esteve no hospital com o diretor geral Paulo Bicalho, o diretor médico Paulo Medauar e o responsável pela área administrativa, Leléu Rodrigues, e apresentou o espelho das emendas.
O deputado tucano destacou a preocupação de Jutahy e Durval com o Hospital de Base. “Ambos conhecem Itabuna e sabem da necessidade que o Hospital de Base, praticamente um hospital regional, passa para garantir o atendimento da nossa população carente”, afirma.

POLÍTICA EQUIVOCADA ATRAPALHA ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Cenabahiana

Não se sabe se tem a ver com o resultado das eleições de Itabuna, mas os deputados federais Geraldo Simões (PT) e Márcio Marinho (PRB) estão batendo cabeça na Câmara. A referência às eleições se justifica porque o petista parece ainda não ter engolido a vitória do correligionário de Marinho, Vane do Renascer, na sucessão municipal.

Os sintomas de desentendimento entre os dois parlamentares foram percebidos nesta terça-feira, 27, quando se discutia em Brasília os destinos das emendas de bancada. Marinho defendeu que Itabuna fosse contemplada com projetos de infraestrutura, enquanto Simões apontava outras prioridades, a exemplo da conclusão das obras do Centro de Convenções.

Como não se chegou ao esperado denominador comum, a cidade ficou de fora e amarga um prejuízo que pode passar dos R$ 50 milhões.

EMENDAS REFORÇAM O PAC

Tempo de leitura: < 1 minuto

 O Senado aprovou nesta terça-feira (04), emendas que ampliam o alcance do PAC do Cacau para 1.300 produtores que ainda estão fora do programa. Os dispositivos, incluídos na PEC 472/2009 por acordo entre os senadores César Borges (PR/BA) e Romero Jucá (PMDB/RR), relator da matéria, determinam alteração na tabela de descontos, com a finalidade de compatibilizar a capacidade de pagamento com a produção. Permite ainda a compra de débitos do Pesa com recursos o Banco do Nordeste.

Para sair do papel, no entanto, as emendas ainda precisam enfrentar a caneta do Governo Federal. Existe o risco de veto, uma vez que o Ministério da Fazenda já havia rejeitado anteriormente as mesmas propostas.

Back To Top