skip to Main Content
9 de agosto de 2020 | 02:26 am

CURSOS DE QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL TÊM ALTA DEMANDA NA PANDEMIA; CONFIRA OS +10

Tempo de leitura: 3 minutos

A procura por cursos de educação a distância tem aumentado durante a pandemia e superado as expectativas de quem atua na área. Com vagas abertas e gratuitas em cursos online de qualificação profissional, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) bateu a marca de 1 milhão de matrículas realizadas desde o início da pandemia, há quase cinco meses.

“Desde março, a gente se preocupou muito em oferecer cursos para ocupar a mente das pessoas e aproveitar essa oportunidade para requalificação. Ao todo, lançamos 23 cursos gratuitos. Nossa meta era de 100 mil matrículas, mas atingimos mais de 1 milhão”, afirma Felipe Morgado, gerente executivo de Educação Profissional do Senai Nacional.

Os cursos oferecidos têm duração média de 14 horas e são autoinstrucionais. Além de videoaulas, os estudantes contam com material didático em formato digital, realizam atividades, incluindo resolução de problemas, e precisam passar por uma avaliação para receber o certificado de conclusão. “São cursos estruturados e preparados para desenvolver competências nas pessoas”, acrescenta Morgado.

O Senai lançou um ranking das 10 capacitações gratuitas mais procuradas da entidade (veja lista abaixo). No topo da lista, o curso de segurança do trabalho foi procurado por mais de 120 mil pessoas. “O tema de saúde e segurança no trabalho, com a pandemia, ganhou muito mais atenção das pessoas, principalmente de profissionais que voltaram aos seus postos de trabalho”, diz o gerente executivo do Senai. O curso de finanças pessoais também fez sucesso, com pouco mais de 96 mil matrículas. De novo, segundo Felipe Morgado, o cenário de instabilidade econômica causada pela pandemia ajuda a explicar o interesse. “Muitas pessoas estão perdendo o emprego e precisam repensar a organização de suas finanças”.

Os cursos na área de tecnologia da informação e indústria 4.0 também estão entre os destaques do Senai. Na avaliação do gerente executivo de Educação Profissional da entidade, a transformação tecnológica tem obrigado os trabalhadores e se manterem em permanente atualização. “Com a digitalização das empresas, precisamos digitalizar os trabalhadores da indústria também”.

Para ter acesso aos cursos e às vagas, basta acessar a plataforma Mundo Senai, preencher um cadastro simples e começar a qualificação. O tempo de realização do curso pelo trabalhador é flexível, além de ser 100% online. A plataforma também oferece outros serviços, como orientação profissional e oferta de vagas de trabalho.

Veja a ista dos 10 cursos do Senai mais procurados durante a pandemia:

1º – Segurança do Trabalho: 120.487 matrículas

Sensibiliza os participantes para as questões básicas da prevenção de acidentes e segurança do trabalho, de forma a criar uma mentalidade prevencionista. Duração: 14 horas

2º – Finanças pessoais: 96.374 matrículas

Mostra aos participantes a importância do equilíbrio financeiro, a fim de obter mais qualidade de vida, tranquilidade e motivação. Duração: 14 horas

3º – Tecnologia da Informação e Comunicação: 84.843 matrículas

Apresenta os principais temas relacionados à infraestrutura de TI, serviços de redes, softwarehardware, normas e padrões técnicos. Duração: 14 horas

4º – Noções Básicas de Mecânica Automotiva: 73.513 matrículas

Mostra os principais componentes e como funcionam os automóveis, as forças físicas envolvidas e os mecanismos por trás do funcionamento. Duração: 14 horas

5º – Desvendando a Indústria 4.0: 68.167 matrículas

Apresenta a Indústria 4.0, propiciando ao aluno a introdução ao tema e a obtenção da base conceitual das tecnologias habilitadoras que suportam essa indústria. Duração: 20 horas

6º – Fundamentos de Logística: 62.757 matrículas

Mostra o que é necessário para administrar o patrimônio e os recursos de uma empresa, conhecendo a história, os principais conceitos e definições da área. Duração: 14 horas.

7º – Lógica de Programação: 59.405 matrículas

Ensina os conceitos básicos sobre lógica de programação, tipos de dados, estruturas de controle e repetição e exemplos do uso de variáveis homogêneas e heterogêneas. Duração: 14 horas

8º – Educação ambiental: 49.859 matrículas

Busca conscientizar os participantes sobre questões básicas da educação ambiental, de forma a criar uma mentalidade prevencionista com relação ao meio ambiente. Duração: 14 horas

9º – Metrologia: 46.954 matrículas

Proporciona o conhecimento básico necessário à aplicação e interpretação das medidas na área da mecânica. Objetivo é explorar os principais temas relacionados à metrologia, desde os instrumentos mais básicos, como as réguas, até os de maior grau de precisão. Duração: 14 horas.

10º – Empreendedorismo: 45.833 matrículas

Oferece conhecimentos sobre o ato de criação de novos empreendimentos nos mais diversos setores. Duração: 14 horas.

FEIRA VIRTUAL DIVULGA VAGAS DE EMPREGO E ESTÁGIO EM ITABUNA E TEIXEIRA DE FREITAS

Feira Virtual será realizada nesta quinta-feira, a partir das 17h
Tempo de leitura: < 1 minuto

As Faculdades Pitágoras e Unime promovem, nesta quinta-feira (23), a 1ª Feira de Empregabilidade Virtual com divulgação de vagas de emprego e cursos de capacitação para quem está em busca de recolocação profissional. O evento online é gratuito e aberto ao público. Os interessados podem se inscrever por meio do link https://bit.ly/FeiraPitagoraseUnime. Para informações e dúvidas, entrar em contato ou enviar mensagem por WhatsApp nos números: (73) 99975-6230 ou (73) 98226-3635.

Analista fiscal, auxiliar de depósito, coordenador comercial, empacotador, encarregado de produção, mecânico de caminhão, professor acadêmico e repositor são algumas das oportunidades de emprego disponíveis.

Já a programação de cursos aborda temas como: “Planejamento de carreira para além da orientação profissional”, “Como ser um empreendedor de sucesso nas redes sociais?” e “Como aumentar a sua empregabilidade em um momento que o mundo parou?”. O evento será transmitido nos canais oficiais no YouTube da Pitágoras Teixeira de Freitas e Unime Itabuna. Confira a programação no “leia mais’, abaixo.

Leia Mais

ILHÉUS: BAMIN AUTORIZA OBRAS DO PORTO SUL E DEVE CONTRATAR 400 FUNCIONÁRIOS

Obras do Porto Sul devem começar neste segundo semestre || Imagem Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia Mineração (Bamin) assinou, na última semana, a ordem de serviço para início da primeira fase das obras de implantação do Porto Sul, em Ilhéus. A empreiteira contratada já poderá iniciar a mobilização de pessoal e equipamentos para começar as obras. Estes primeiros trabalhos correspondem à construção de vias, instalação de sinalização, pontes, implantação de rede elétrica e de água, entre outros. São obras que vão viabilizar a etapa seguinte, que é a construção e desenvolvimento da estrutura do empreendimento.

O investimento da empresa será de R$ 188 milhões, segundo o diretor financeiro e de Relações Institucionais da Bamin, Alexandre Aigner. “O início desta primeira fase do projeto demonstra nossa confiança no Porto Sul, bem como na retomada econômica das regiões nas quais atuamos. É um esforço que evidencia o nosso compromisso em participar e contribuir ativamente com esta retomada”, afirma Alexandre Aigner.

A obra deve gerar 400 empregos diretos e 1.200 indiretos no pico da implantação do Porto Sul, segundo Aigner. Além de empregos, disse ele, a retomada vai dinamizar a economia local, movimentando outros setores e gerando renda, em um momento em que toda a sociedade sofre os impactos econômicos da pandemia.

A construção do Porto Sul, além de dotar o estado com mais um terminal portuário também vai ampliar o corredor logístico da Bahia. “Este empreendimento entre o Governo do Estado e a Bahia Mineração vai possibilitar a saída dos nossos produtos (minério de ferro, grãos do oeste) e também será uma garantia para que a licitação da concessão da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) possa ser realizada pelo Governo Federal”, ressalta o secretário estadual de Infraestrutura da Bahia, Marcus Cavalcanti.

PROJETO PEDRA DE FERRO

A Bamin é uma empresa brasileira de mineração que iniciou suas atividades em 2005 com um projeto pioneiro para o estado da Bahia. O empreendimento denominado Projeto Pedra de Ferro pretende produzir 18 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, apoiado em uma gestão de excelência e sustentabilidade.

Leia Mais

LUIZA HELENA TRAJANO: UM EXEMPLO PARA PEQUENOS E GRANDES EMPREENDEDORES

Tempo de leitura: 2 minutos

A live foi uma palestra, com doses de entusiasmo, chamada de responsabilidade, inovação, tradição, simpatia e respeito. A fala de Luiza nos faz sair do lugar comum e avançar. Luiza é sinônimo de trabalho, adjetivo e também filosofia de vida, como disse a ela na oportunidade.

Rosivaldo Pinheiro || rpmvida@yahoo.com.br

Como já disse anteriormente, estamos observando no Brasil as vísceras e veias expostas desta nação, uma verdadeira explosão de falta de estrutura e ação vieram à tona, impulsionadas pelo novo coronavírus. O vírus fez aumentar a lente de observação dos nossos problemas seculares que havíamos conseguido reduzir a partir da eleição de Fernando Henrique Cardoso, ganhando maior celeridade com o conjunto de políticas públicas implementado nos governos Lula e Dilma. Após o impeachment, tivemos um achatamento de curva, a da atenção social. E, agora, com a expansão da curva pandêmica, essas vulnerabilidades se mostraram ainda mais explícitas.

Tive a honra de entrevistar, na última terça-feira (13), a empresária Luiza Helena Trajano, responsável pelo comando da Magazine Luiza. Uma história de sucesso. É a maior empresa do segmento varejista nacional, que se iniciou com uma lojinha em Franca, interior de São Paulo, aberta por Luiza Helena Donato, tia da atual comandante.

Luiza nos contou que a empresa nasceu do espírito empreendedor da tia e que, inicialmente, ela só queria gerar emprego para a família. Hoje, a Magalu emprega mais de 40 mil funcionários, diretamente, e outros milhares de forma indireta, sendo a empresa de maior valor do setor no Brasil. O valor de mercado da Magalu é de R$ 110,7 bilhões (Ibovespa, maio de 2020).

O que mais me impressionou nesse papo empreendedor foi observar aquela mulher humana, sensível, compromissada com o país, com o trabalho e sabedora das suas qualidades e limitações. Mas, acima e apesar de tudo, com a alma e o coração imersos na humildade. Foi uma verdadeira aula de sabedoria e valor de cidadania. Apesar de ocupar um espaço de poder, algo que pode envaidecer muitos que não são pé no chão, não deixou aflorar o ego.

Concluo dizendo que a live – confira no vídeo abaixo –  foi uma palestra, com doses de entusiasmo, chamada de responsabilidade, inovação, tradição, simpatia e respeito. A fala de Luiza nos faz sair do lugar comum e avançar. Luiza é sinônimo de trabalho, adjetivo e também filosofia de vida, como disse a ela na oportunidade. E serve de inspiração para mulheres e homens que querem revolucionar os seus olhares e ações na construção de uma sociedade menos desigual, onde os nossos papéis sociais possam ser exercidos buscando construir pontes em prol de uma sociedade mais harmônica e feliz.

Rosivaldo Pinheiro é economista e especialista em Planejamento de Cidades (Uesc).

ILHÉUS: PROFESSORES APONTAM CONTRADIÇÃO DE MARÃO, QUE DEMITIU 268 SERVIDORES

Dirigentes da APPI apontam contradição de Marão, que demitiu 268 servidores
Tempo de leitura: 2 minutos

Numa nota pública dura, a Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI) diz que o prefeito Mário Alexandre, Marão, ao falar de seu empenho para assegurar o emprego de rodoviários demitidos pela ViaMetro, comete contradição e esquece o que fez com 268 servidores públicos em 2019.

A direção da APPI reforça ser entidade defensora do emprego. “Mas de TODOS os empregos”, acrescenta. Os dirigentes da Associação dos Professores também lembra que assinou nota de repúdio às demissões de trabalhadores da ViaMetro, do Grupo Brasileiro. “O que defendemos é que os nossos representantes políticos não usem o critério de dois pesos e duas medidas, priorizando a defesa dos interesses pessoais, em detrimento ao coletivo”, ressaltam.

E acrescentam:

– O prefeito que luta pela segurança e proteção de trabalhadores de empresas privadas, não teve o mínimo receio, nem tampouco nenhum tipo de solidariedade, com servidores que hoje vivem da ajuda sincera do povo de Ilhéus, recebendo cestas básicas mensais que garantem o prato na mesa de sua família.

Marão é criticado por demitir 268 servidores em 2019|| Foto Pimenta

Abaixo, a íntegra da nota.

Ao tornar público seu empenho para garantir o emprego dos 30 trabalhadores do sistema de transporte, recém-demitidos pelas empresas concessionárias do serviço, o prefeito de Ilhéus comete uma lamentável contradição. O discurso de hoje é um contrassenso ao gesto de ontem.

Quem hoje defende o emprego como uma importante conquista do trabalhador e como instituição mantenedora da sobrevivência da família, é o mesmo que, em janeiro de 2019, decretou um afastamento em massa na Prefeitura de Ilhéus, deixando 268 pais e mães de família, todos com mais de 30 anos de serviço público, sem chão, abandonados e sem direito a absolutamente nada, após dedicarem parte da vida ao serviço público.

Importante salientar: Somos defensores do emprego. Mas de TODOS os empregos. A APPI/APLB, inclusive, assinou a nota de repúdio da CTB contra as demissões dos trabalhadores da empresa Viametro, concessionária do serviço público de transporte coletivo municipal que promoveu a demissão de 100 trabahadores (as) no dia 24 de março. O que defendemos é que os nossos representantes políticos não usem o critério de dois pesos e duas medidas, priorizando a defesa dos interesses pessoais, em detrimento ao coletivo.

Lamentável que o prefeito Mário Alexandre, neste momento tão delicado da vida de todos os ilheenses, utilize-se do discurso eleitoreiro e esqueça que lá atrás não se comportou como um gestor preocupado com os seus próprios servidores.

A solidariedade de hoje não sensibilizou a atitude de ontem. O prefeito que luta pela segurança e proteção de trabalhadores de empresas privadas, não teve o mínimo receio, nem tampouco nenhum tipo de solidariedade, com servidores que hoje vivem da ajuda sincera do povo de Ilhéus, recebendo cestas básicas mensais que garantem o prato na mesa de sua família.

É como disse o advogado e jurista baiano Rui Barbosa: “Eu não troco a justiça pela soberba. Eu não deixo o direito pela força. Eu não esqueço a fraternidade pela tolerância. Eu não substituo a fé pela superstição, a realidade pelo ídolo”.

SESAB ABRE SELEÇÃO COM 300 VAGAS PARA O HOSPITAL ESPANHOL; SALÁRIO PODE CHEGAR A R$ 4,5 MIL

Instituto e Sesab abrem 300 vagas em seleção para o Hospital Espanhol || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) abriu seleção pública emergencial para contratação de 300 profissionais para o Hospital Espanhol, em Salvador, que funcionará como hospital-referência no atendimento a pacientes vítimas do novo coronavírus (Covid-19). A seleção será feita pelo instituto que venceu a licitação para administrar a unidade, o Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde (INTS).

O processo emergencial de inscrição e formação de banco de dados é para contratação para mais de 30 cargos da área de saúde e também administrativos. Ao todo, mais de 300 vagas estão abertas para profissionais com nível fundamental, médio e superior, a exemplo de Técnico de Enfermagem, Enfermeiro, Fisioterapeuta, Farmacêutico, Engenheiro, Maqueiro, Motorista, Roupeiro, Recepcionista e Auxiliar Administrativo.

Os salários variam de R$ 1.200 a R$ 4.500. Os interessados em participar do processo devem acessar o site http://inscricoes.ints.org.br, para conferir todos os cargos disponibilizados, os requisitos de cada um, preencher a ficha de cadastro e anexar os documentos necessários.

Fechado há mais de cinco anos, o Espanhol está passando por uma reforma e contará com 160 leitos, sendo 80 leitos de terapia intensiva (UTI) e 80 leitos de internamento, que atenderão os pacientes com quadros confirmados do novo coronavírus, que serão encaminhados à unidade através da regulação.

G20 VAI INJETAR US$ 5 TRILHÕES NA ECONOMIA PARA MINIMIZAR EFEITOS DO CORONAVÍRUS

Países anunciam R$ 5 trilhões de dólares
Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta quinta-feira (26), os líderes do G20 discutiram, por videoconferência, ações para atenuar os impactos sociais e econômicos causados da pandemia de covid-19. De acordo com comunicado conjunto, os países estão injetando mais de US$ 5 trilhões na economia global, em políticas fiscais direcionadas, medidas econômicas e esquemas de garantia.

A reunião foi organizada pela Arábia Saudita, que está na presidência rotativa do grupo dos 20 países mais ricos do mundo. O governo brasileiro também participou do debate.

O grupo informou que vai continuar realizando um apoio fiscal ousado e em larga escala. “Estamos adotando medidas imediatas e vigorosas para apoiar nossas economias; proteger trabalhadores, empresas – especialmente micro, pequenas e médias empresas – e os setores mais afetados; e amparar os vulneráveis por meio de uma proteção social adequada”, diz o comunicado.

Entre outras ações, os países do G20 vão acompanhar os riscos de dívida em países de baixa renda devido à pandemia e pedir que seus ministros de Finanças e os bancos centrais trabalhem com as organizações internacionais para fornecer a assistência financeira internacional apropriada. “Apoiamos as medidas extraordinárias adotadas pelos bancos centrais. Os bancos centrais agiram para apoiar o fluxo de crédito para as famílias e empresas, promover a estabilidade financeira e aumentar a liquidez nos mercados globais”, afirmam os líderes.

Os líderes do G20 lamentaram as mortes ocorridas, expressaram sua gratidão aos profissionais de saúde e comprometeram-se coletivamente no esforço de proteger vidas, os empregos e a renda das pessoas; restaurar a confiança, preservar a estabilidade do mercado e retomar o crescimento; minimizar as interrupções no comércio e nas cadeias de suprimentos globais; prestar ajuda a todos os países que precisam de assistência, e coordenar medidas financeiras e de saúde pública.

Leia Mais

ALSHOP DEFENDE USO DO FAT PARA MANUTENÇÃO DOS EMPREGOS NO VAREJO

Associação de Lojistas de Shoppings defende uso do FAT para manter empregos
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop) defende a liberação de parte dos recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para a manutenção de empregos no varejo. Shoppings por todo o país estão fechados como medida preventiva contra o avanço do novo coronavírus (Covid-19). A sugestão foi apresentada pela Associação à Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, vinculada ao Ministério da Economia.

– Com a consequência da limitação do fluxo de pessoas nos centros de compras que hoje só atendem serviços essenciais podemos ter agravamento no desemprego mas antes de falar em números sem base, propomos uma medida concreta para manter os empregos enquanto as lojas ficam sem faturamento – disse Nabil Sahyoun, presidente da entidade.

O pedido feito à Secretaria visa manter os empregos de colaboradores vinculados às lojas que já não podem abrir desde o último final de semana. “Neste momento nossa preocupação é com os empregos do nosso setor que é o maior empregador e motor da economia no país que é o comércio e os serviços”, ponderou Sahyoun.

Em São Paulo, a Alshop já havia obtido, junto ao governo paulista, uma linha de financiamento para os varejistas com taxas de 0,35% ao mês por meio do programa Desenvolve SP do governo do Estado. A Alshop representa cerca de 40 mil associados do setor de varejo e tem obtido medidas para reduzir os impactos da crise econômica que será consequente a crise sanitária do Covid-19.

EMPRESAS OFERTAM 47 VAGAS DE EMPREGO EM ITABUNA E JEQUIÉ NESTA SEGUNDA (16)

Itabuna e Jequié: empresas ofertam quase 50 vagas nesta segunda
Tempo de leitura: 2 minutos

Empresas instaladas em Itabuna e em Jequié estão com oferta de 47 vagas de emprego, com intermediação do SineBahia, nesta segunda-feira (16). O maior número de vagas é ofertado pela unidade itabunense do SineBahia. Em Jequié, que possui duas unidades do serviço estadual de emprego, são 16 vagas.

Quem ainda não possui cadastro no SineBahia, deve comparecer a uma das unidades nestes municípios munido de carteiras de Trabalho e de Identidade, CPF e comprovantes de residência e de escolaridade.

Se o interessado for pessoa com deficiência (PCD), é necessário, além dos demais documentos, a apresentação de laudo médico. Clique em Leia Mais, abaixo, e confira todas as vagas anunciadas pelo SineBahia para esta segunda em Itabuna e em Jequié.

Leia Mais

SINEBAHIA: CONFIRA 36 VAGAS DE EMPREGO NAS UNIDADES DE ITABUNA E DE JEQUIÉ HOJE (13)

SAC de Itabuna e de Ilhéus suspenderão atendimento a partir de segunda (23)
Tempo de leitura: 2 minutos

Esta sexta-feira (13) reserva, ao menos, 36 vagas de emprego em unidades do SineBahia em dois dos maiores municípios das regiões sul e sudoeste do Estado. São 31 oportunidades em Itabuna e outras 5 em Jequié.

Os candidatos devem procurar as unidades do SineBahia nestes municípios. Os documentos necessários para cadastro são CPF e carteiras de Trabalho e de Identidade (RG) e comprovantes de residência e de escolaridade. Caso seja pessoa com deficiência, também é importante apresentar laudo médico. Clique em Leia Mais, abaixo, e confira todas as vagas para hoje.

Leia Mais
Back To Top