skip to Main Content
1 de março de 2021 | 09:41 am

SISU 2021 ABRIRÁ INSCRIÇÕES EM ABRIL; CONFIRA DATAS

Tempo de leitura: 2 minutos

As inscrições para o processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), em seu primeiro semestre, ocorrerão de 6 a 9 de abril. O resultado será divulgado em 13 de abril, segundo informações do Ministério da Educação (MEC). As inscrições serão feitas pela página do Sisu na internet.

Os selecionados terão de 14 a 19 de abril para efetuar a matrícula ou o registro acadêmico na instituição de ensino para a qual o candidato tenha sido selecionado. Quem não for selecionado na chamada única do Sisu poderá disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. O prazo para manifestar interesse em participar da lista de espera será de 13 a 19 de abril.

Para participar do Sisu, o estudante deverá ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição de 2020, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não pode ter participado do Enem na condição de treineiro.

O Sisu é o programa do MEC para acesso de brasileiros a cursos de graduação em universidades públicas do país. As vagas são abertas semestralmente, por meio de um sistema informatizado, e para participar é preciso ter garantido um bom desempenho nas provas do Enem e não ter zerado a redação.

Além do Sisu, as notas do Enem podem ser usadas para acessar o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições privadas, e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que facilita o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior.

ENCCEJA TEM 1,3 MILHÕES DE INSCRITOS; PROVAS SERÃO APLICADAS EM ABRIL

Provas da Encceja serão aplicadas em abril
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério da Educação informou, nesta quarta-feira (3), que o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2020 tem 1.630.046 inscritos confirmados. São 301.438 interessados na certificação de ensino fundamental e 1.328.608 para o ensino médio. As provas serão aplicadas no dia 25 de abril em todo o país.

Entre as quatro provas ofertadas pelo Encceja, as áreas que tiveram mais procura pelos inscritos na busca de certificação no ensino fundamental foram língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação (267.314), seguida de matemática (266.155).

Entre os interessados na certificação do ensino médio, a prova de matemática e suas tecnologias foi a mais procurada (1.180.500), seguida pela de linguagens, códigos e suas tecnologias e redação (1.065.461). Essa diferença se explica pelo fato de que inscritos no Encceja 2020 que realizaram edições anteriores do exame podem selecionar apenas as provas em que não obtiveram nota suficiente para certificação.

A depender da escolha do participante durante o processo de inscrição, podem ser aplicadas até quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma prova de redação.

Leia Mais

PRIMEIRO ENEM DIGITAL COMEÇA NESTE DOMINGO

Ao todo, estão inscritos 93 mil estudantes em 104 cidades
Tempo de leitura: 4 minutos

A primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital começa neste domingo (31). O exame será aplicado de forma piloto para um número reduzido de participantes, mas já poderá ser usado para concorrer a vagas no ensino superior. Ao todo, estão inscritos 93 mil estudantes em 104 cidades. Embora seja feito pelo computador, os candidatos deverão ir até os locais de prova e, assim como no Enem impresso, levar caneta esferográfica de cor preta.

Neste primeiro dia de aplicação, os participantes farão as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo dia, que será no dia 7 de fevereiro, os candidatos farão as questões de matemática e ciências da natureza. O número de questões objetivas (90 por dia), o tempo para fazer as prova e os horários de aplicação serão os mesmos do Enem impresso: cinco horas e meia no primeiro dia e cinco horas no segundo. Os portões abrem às 11h30 e fecham às 13h (horário de Brasília).

A diferença é que a prova será feita pelo computador. As questões objetivas serão todas marcadas na tela, e os participantes não precisarão preencher o cartão-resposta à mão. A redação, no entanto, será escrita à mão, por isso a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, é obrigatória. O tema e os textos motivadores estarão na tela. A correção também será feita da mesma forma que o Enem impresso.

No segundo dia de exame, a caneta também poderá ser usada. Os participantes receberão uma folha de rascunho para fazer os cálculos das provas de exatas à mão, caso desejem.

O QUE LEVAR

A lista do que pode ou não também é semelhante ao Enem impresso. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem imprimir, na Página do Participante, a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

Leia Mais

ENEM 2020 TEM ABSTENÇÃO RECORDE; MAIS DA METADE FALTOU ÀS PROVAS

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, fala da abstenção recorde do Enem 2020 || Foto Marcello Casal Jr.
Tempo de leitura: 3 minutos

O segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 teve 55,3% de faltas, abstenção recorde no exame, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Do total de 5.523.029 inscritos no exame, menos da metade, 2.470.396, compareceu aos locais de prova. O índice foi maior que no primeiro dia, quando 51,5% dos inscritos não compareceram às provas. 

A média histórica de abstenção no Enem, segundo o Inep, é de cerca de 27%. O recorde anterior havia sido registrado em 2009, com 37,7% de abstenção. Foram eliminados no segundo dia 1.274 participantes por descumprirem as regras do exame, além de 14 emergências médicas. No primeiro dia, 2.967 candidatos foram eliminados.

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, o número de faltosos foi maior do que o esperado, mesmo assim, a realização do exame foi vitoriosa. “Têm vários motivos que podem levar as pessoas a fazerem ou não a prova do Enem, é uma decisão individual e eu respeito a decisão individual das pessoas. O que é importante é o Inep assegurar a oportunidade e isso nós fizemos. Estamos dando a oportunidade de quem quer fazer o Enem poder fazer”, diz. “Conseguimos assegurar, no meio da pandemia, que 5,6 milhões pudessem fazer a prova e que 2,5 milhões fizessem as provas. Acho que isso é uma vitória”, acrescenta.

Segundo Lopes, o segundo dia transcorreu com tranquilidade. Não houve, até o momento, notificações de pessoas que foram impedidas de realizar o exame por conta da lotação das salas, como ocorreu no primeiro dia de aplicação. O Inep atualizou os números divulgados no último domingo. Até o momento, foi confirmado que isso ocorreu em 11 cidades, em 37 escolas.

Tanto esses estudantes quanto os participantes que foram prejudicados por questões logísticas, como falta de luz no local de prova, e aqueles que não fizeram o exame por apresentarem sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa terão direito a fazer o exame na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

O pedido para participar da reaplicação deve ser feito na Página do Participante. O sistema estará aberto, segundo Lopes, a partir das 12h desta segunda-feira (25). O prazo vai até o dia 29. Os resultados serão divulgados no dia 12 de fevereiro, quando os estudantes saberão se os pedidos foram aceitos ou não.

Segundo o Inep, até o momento, 18.210 candidatos solicitaram a reaplicação por conta de doenças infectocontagiosas. Desses pedidos, o Inep aceitou 13.716. “Nesses casos não é preciso pedir a reaplicação porque o pedido foi feito no sistema, já foi deferido. Para essas pessoas, já estamos trabalhando na elaboração da prova.

ENEM 2021

Lopes confirmou a realização este ano do Enem 2021. Segundo ele, a prova deverá ocorrer no final do ano, entre novembro e dezembro. A autarquia se prepara para realizar o exame novamente em um ambiente de pandemia. “Vamos fazer o Enem no final do ano, também no ambiente de pandemia. Entendemos que a aplicação do Enem em novembro, dezembro será sob a cortina da pandemia. Em breve, soltaremos o edital do Enem 2021. Precisamos começar agora a preparar a aplicação do Enem”, diz.

De acordo com Lopes, é importante que o Inep mantenha o calendário das avaliações para que a sociedade não seja prejudicada e para que os estudantes não interrompam a trajetória de estudos.

GABARITOS

O Enem 2020 tem uma versão impressa, que começou a ser aplicada no último domingo (17) e terminou neste domingo, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As notas do Enem podem ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni). O gabarito das provas da edição impressa será divulgado na quarta-feira (27).

MEC IMPÕE ENEM NO NOVO PICO DA PANDEMIA E MILHÕES FARÃO PROVA NESTE DOMINGO

Milhões de candidatos farão primeiro dia de provas do Enem neste domingo || Foto Marcello Casal Jr.
Tempo de leitura: 3 minutos

Milhões de estudantes de todo o país fazem hoje (17) a primeira prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Os portões serão abertos às 11h30. Os estudantes podem entrar no local de prova até as 13h, no horário de Brasília. Por causa da pandemia do novo coronavírus, a recomendação é que seja mantido o distanciamento entre as pessoas, mesmo fora dos locais de aplicação.

Quem for diagnosticado com covid-19, ou apresentar sintomas dessa ou de outras doenças infectocontagiosas até o momento do exame, não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Inep pelo telefone 0800-616161. Esses estudantes terão direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

As provas começam a ser aplicadas às 13h30min. Neste domingo, os participantes fazem as provas objetivas de linguagens e ciências humanas, com 45 questões cada, e a prova de redação. Os estudantes terão cinco horas e 30 minutos para resolver as questões. A prova termina às 19h.

O QUE LEVAR

Para fazer o exame alguns itens são obrigatórios. Neste ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista. Os participantes que não estiverem com máscara de proteção facial não poderão ingressar no local de prova. (Veja dicas para este dia clicando no leia mais, abaixo)

Leia Mais

ENEM TERÁ REGRAS PARA TENTAR EVITAR CONTÁGIO PELO CORONAVÍRUS; VEJA

Tempo de leitura: 4 minutos

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 devem estar atentos às regras para evitar o contágio pelo novo coronavírus. As medidas que devem ser adotadas tanto na aplicação do Enem impresso quanto do Enem digital estão previstas nos editais dos exames, e o descumprimento poderá levar inclusive à eliminação dos candidatos.

A máscara de proteção facial será item obrigatório nesta edição do Enem. Além de precisar apresentar um documento oficial original com foto e de ter uma caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, quem não estiver de máscara não poderá fazer a prova.

Dentro de sala, os estudantes deverão permanecer com a máscara durante toda a realização do exame. O edital prevê que a máscara deve ser usada da maneira correta, cobrindo o nariz e a boca. Caso isso não seja feito, o participante será eliminado. Os candidatos poderão levar máscaras para trocar durante a aplicação, seguindo a recomendação de especialistas da área de saúde.

O equipamento de proteção poderá ser retirado apenas para a identificação dos participantes, para comer e beber. Toda vez que retirarem a máscara, os participantes não devem tocar na parte frontal dela, e devem, em seguida, higienizar as mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador. As mãos devem ser higienizadas também quando os participantes forem ao banheiro e no decorrer do exame.

Outra regra é o distanciamento social. As salas, de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estarão dispostas de forma a assegurar a distância entre os participantes.

Quem for diagnosticado com covid-19 ou apresentar sintomas da doença, ou de outra infectocontagiosa até a realização do exame deve comunicar o Inep pela Página do Participante e pelo telefone 0800 616161. Esses candidatos terão direito de participar da reaplicação do Enem nos dias 23 e 24 de fevereiro.

PANDEMIA

A realização das provas em um momento de aumento de dos casos e das mortes por covid-19 em todo o país preocupa professores, estudantes, autoridades e especialistas. “É um risco grande mobilizar milhões de pessoas em um momento desses”, diz o professor titular de epidemiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Roberto Medronho. Em todo o país, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos para fazer o Enem, de acordo com o Inep.

Segundo Medronho, as medidas anunciadas ajudam a controlar a transmissão, mas não há um cenário completamente seguro. “Garantia não há. O ideal é suspender o exame. Mas, posso dizer que vai minimizar de forma razoável o risco”, diz.

De acordo com Medronho, os participantes podem também se proteger evitando aglomerações nos portões do local exame, mantendo um distanciamento de pelo menos 1,5 metro das pessoas ao redor, mesmo antes de entrar na prova. Devem também, mesmo que não seja obrigatório, levar máscaras para trocar ao longo do exame. “Recomendo que levem duas máscaras e que na metade da prova troque pela máscara nova. Com isso, estarão protegendo a si mesmos e protegendo os colegas”, orienta.

PEDIDOS DE ADIAMENTO

Com o agravamento da pandemia, surgiu nas redes sociais um novo movimento pedindo o adiamento do Enem. O Brasil bateu a marca de 200 mil pessoas mortas pela covid-19. O número diário de óbitos ultrapassou a marca de 1 mil por dia.

Leia Mais

SESI BAHIA PROMOVE AULAS DE REVISÃO PARA O ENEM 2020

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sesi Bahia promoverá, a partir da próxima segunda (14), a Semana do ENEM, uma revisão completa de conteúdos voltados ao Exame Nacional do Ensino Médio. Serão cinco dias de aulas preparatórias, com transmissão pelo YouTube da Escola SESI Bahia (www.youtube.com/escolasesibahia). Além dos estudantes do 3º ano das escolas da Rede Sesi Bahia de Educação, o evento também é aberto para alunos da rede pública e de outras escolas privadas.

A programação também inclui palestras com psicopedagogas das escolas do SESI. “A ideia é apoiar os estudantes na revisão dos conteúdos e nos aspectos socioemocionais. Nossa intenção é fazer com que eles se preparem emocionalmente para esse momento, diminuindo a ansiedade”, explica Luísa Andrade, coordenadora do projeto. As aulas preparatórias também terão intervalos de 30 minutos, com apresentações culturais.

PROGRAMAÇÃO

14.12 (das 7h às 12h30min) – Tema: Ciências da Natureza e suas Tecnologias

15.12 (das 7h às 12h30min) – Tema: Matemática e suas Tecnologias

16.12 (das 7h às 12h30min) – Tema: Ciências Humanas e suas Tecnologias

17.12 (das 7h às 12h30min) – Tema: Linguagens, códigos e suas tecnologias

18.12 (das 7h às 12h) – Tema: Redação

SESI PRORROGA INSCRIÇÕES PARA VAGAS NO ENSINO MÉDIO COM BOLSA INTEGRAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

As inscrições do processo seletivo para bolsas de estudo integrais oferecidas pelas Escolas do Serviço Social da Indústria (SESI Bahia) foram prorrogadas até o dia 22 de novembro. O prazo seria encerrado neste domingo, dia 15. As bolsas são destinadas a estudantes do 1º ano do Ensino Médio para o ano letivo de 2021. O principal critério para concorrer a uma das bolsas é ter renda familiar de até dois salários mínimos. Os candidatos deverão se submeter a uma prova online que será realizada no dia 06 de dezembro.

No total são oferecidas 475 bolsas em escolas de ensino médio da Rede Sesi de Educação da capital e no interior do estado. Em Salvador, são 240 bolsas de estudo distribuídas em duas escolas. Também há oportunidades nos municípios de Feira de Santana (80), Barreiras (35), Luís Eduardo Magalhães (40), Ilhéus/Itabuna (35), Vitória da Conquista (25) e Juazeiro (20).

Para os estudantes de Salvador e Feira de Santana as vagas serão para o Novo Ensino Médio, no itinerário de educação profissional em parceria do Sesi com o Senai.

INSCRIÇÕES PELA INTERNET

As inscrições para o processo seletivo são gratuitas. O edital com todas as informações está disponível nos sites da Escola Sesi (www.escolasesiba.com.br) e do Instituto Universal de Desenvolvimento Social (www.iuds.org.br), empresa contratada para realizar a seleção.

Em 2021, a Rede Sesi Bahia de Educação amplia a sua atuação e passa a contar com dez escolas em todo o estado, com a inauguração da unidade de Juazeiro, na região norte. Com mais de 50 anos de atuação na Bahia, a Rede Sesi de Educação tem um projeto educacional diferenciado, focado na inovação e no protagonismo juvenil. As metodologias de ensino são voltadas para o desenvolvimento de habilidades e competências para a vida social e para o mundo do trabalho.

PARA 49,7% DOS INSCRITOS, PROVAS DO ENEM DEVEM SER APLICADAS EM MAIO

Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram, hoje (1º), o resultado da enquete para a escolha do novo período de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Para 49,7% dos estudantes, o Enem impresso deve ser aplicado em 2 e 9 de maio de 2021 e o Enem digital em 16 e 23 de maio.

As outras opções de data eram o Enem impresso em 6 e 13 de dezembro deste ano e Enem digital em 10 e 17 de janeiro de 2021, com 15% dos votos; e Enem impresso em 10 e 17 de janeiro de 2021 e Enem digital em 24 e 31 de janeiro, com 35,3% dos votos dos estudantes.

As provas, que aconteceriam em novembro deste ano, foram adiadas em função das medidas de enfrentamento à pandemia da covid-19.

A pesquisa com os estudantes foi aberta no dia 20 de junho na Página do Participante e 1,113 milhão de estudantes, que representam 19,3% dos inscritos no exame, responderam de forma voluntária. O Enem 2020 tem pouco mais de 5,7 milhões de inscritos.

DATA

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, a data escolhida pelos estudantes ainda não é a oficial, mas será levada em conta para a definição. “Mais de 80% pediram para fazer a prova no ano que vem. É uma opinião importante, mas não é a única fonte de decisão”, disse, ressaltando que poderá ser, inclusive, uma data diferente daquelas que foram colocadas na enquete.

Lopes explicou que o MEC e o Inep irão, agora, consultar o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), que estão tratando do cronograma das aulas no ensino médio, e as associações que representam as instituições de ensino superior, para saber quando pretendem começar o primeiro semestre ano que vem. “A data sairá desse processo de construção coletiva”, disse.

A expectativa é que a definição do período de aplicação da prova seja anunciado daqui duas ou três semanas. Segundo Lopes, independentemente da data, o governo está se preparando para garantir a segurança sanitária dos participantes e das pessoas que trabalham na aplicação do Enem, com a disponibilização de álcool em gel e máscaras, além de diminuir a quantidade de estudantes nas salas.

Para o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, caso o Enem 2020 seja realizado em maio do ano que vem, isso prejudicaria o primeiro semestre letivo das universidades. “É uma variável que será levada em consideração no debate com as instituições”, explicou.

SISU E ENADE

Paulo Vogel disse que o portal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já está aberto para a consulta de vagas para ingresso no segundo semestre deste ano, nas universidades e institutos federais de ensino. As inscrições vão de 7 a 10 de julho.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, também anunciou que a prova do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2020, que aconteceria em novembro, será adiada para 2021 em razão da pandemia da covid-19 e dos problemas para a conclusão do cronograma do segundo semestre letivo. A nova data ainda será definida. O Enade avalia o desempenho dos estudantes e dos cursos de ensino superior.

SESI ENCERRA DIA 30 INSCRIÇÕES PARA VAGAS GRATUITAS NO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

Sesi oferece vagas gratuitas para turmas EJA do Ensino Fundamental e do Médio || Foto Gilberto Jr./Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Encerram-se na próxima terça-feira (30) as inscrições para o curso a distância para jovens e adultos que ainda não concluíram o ensino fundamental e médio. As vagas, oferecidas pelo Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia), são gratuitas e o curso será oferecido totalmente pela internet.

Os interessados precisam ter mais de 18 anos e devem fazer a inscrição pelo site do SESI, no endereço www.fieb.org.br/sesi. Ainda há vagas nos polos do Sesi de Ilhéus, Juazeiro, Luís Eduardo Magalhães, Brumado, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Salvador.

A gerente de Educação de Jovens e Adultos do Sesi Bahia, Gisele Freitas, explica que o SESI está preocupado em oferecer uma oportunidade de elevação de escolaridade para pessoas que não conseguiram concluir o ensino fundamental ou médio. “Como trabalhamos com uma plataforma totalmente digital, temos a oportunidade de atingir ainda mais pessoas, sem precisar que elas saiam de casa”, destaca.

O Sesi Bahia é a única instituição no estado que oferece o ensino médio e fundamental II a distância, com oferta autorizada pelo Ministério da Educação. O curso também é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação.

PRAZO DE INSCRIÇÃO NO ENEM 2020 ACABA HOJE (27)

Prazo de inscrição no Enem encerra-se nesta quarta (27)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Termina às 23h59 desta quarta-feira (27)  o prazo para as inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) alerta os interessados que não deixem para a última hora e lembra que quem solicitou a isenção da taxa de inscrição precisa se inscrever, assim como os demais participantes.

Os dados declarados pelos candidatos devem ser conferidos e apenas alguns deles podem ser modificados na página do participante, durante o acompanhamento da inscrição. No caso da escolha do município para fazer a prova, por exemplo, o Inep pede cuidado reforçado, porque, após o encerramento do prazo, não será possível trocar. Além disso, é necessário memorizar a senha ou anotá-la e guardá-la em local seguro, porque é com ela que o participante irá acompanhar todas as etapas de execução do exame.

Feita a inscrição, o pagamento do boleto, no valor de R$ 85, só pode ser feito até amanhã. De acordo com o último balanço divulgado pelo Inep, mais de 5 milhões de estudantes se inscreveram no Enem 2020.

DATA DAS PROVAS

Por causa da pandemia do novo coronavírus, no fim de junho será feita uma enquete com os estudantes inscritos, na Página do Participante. As datas do exame serão definidas após a consulta.

INSCRIÇÕES NO ENEM SÃO PRORROGADAS ATÉ DIA 27

Prazo de inscrição no Enem é prorrogado até dia 27 de maio
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 terão mais cinco dias para se inscrever no exame. O novo prazo, definido pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), encerra-se às 23h59min da próxima quarta-feira (27). Após a inscrição, o pagamento do boleto deve ser realizado até dia 28 do mesmo mês.

A prorrogação das inscrições foi definida após entendimento alcançado entre o Inep e o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), em reunião realizada na manhã desta sexta (22).

Levantamento do Inep revela que 5.151.868 pessoas já se inscreveram no Enem 2020 até o meio-dia de hoje. Destas, 5.050.768 na versão impressa e 101.100 na digital. Como já anunciado anteriormente pelo MEC e Inep, será feita uma enquete com os participantes inscritos, no final de junho, na Página do Participante. As datas do exame serão definidas após a consulta.

SE LIGUE: PRAZO DE INSCRIÇÃO NO ENEM 2020 TERMINA NESTA SEXTA (22)

Prazo de inscrição no Enem encerra-se nesta quarta (27)
Tempo de leitura: 2 minutos

Os estudantes que desejam fazer o próximo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem ficar atentos, pois, apesar do adiamento das provas para dezembro ou janeiro, o prazo de inscrições não será prorrogado e termina nesta sexta (22). Os interessados terão até as 23h59min (horário de Brasília) para se inscrever. Até ontem, cerca de 4,3 milhões estavam inscritos em todo o país.

Para evitar erros na hora da inscrição, o Inep recomenda a todos os participantes que o procedimento seja feito com calma. O aluno deve, por exemplo, verificar cuidadosamente as informações declaradas. Algumas delas não poderão ser modificadas depois da inscrição concluída.

Os dados que constam na Receita Federal (nome, nome da mãe e data de nascimento) devem ser os mesmos declarados por quem vai fazer o Enem. Quando há divergência, o sistema informa que o participante precisa fazer a correção no órgão. A inscrição poderá ser concluída apenas após a atualização dos dados na Receita.

O participante que já concluiu a inscrição tem a oportunidade de fazer modificações em alguns itens do sistema do Enem, mas somente até amanhã, antes do prazo final de inscrições.

Os inscritos que se enquadram nos requisitos apresentados nos editais como beneficiários da gratuidade da taxa de inscrição ficarão isentos sem a necessidade de um pedido formal. Para os demais, a taxa de R$ 85 deve ser paga até 28 de maio, por meio de Guia de Recolhimento da União (GRU), gerada ao final da inscrição.

NOVA DATA

Nos próximos dias , o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) vai fazer uma consulta aos inscritos para definir novas datas para o exame, que estava previsto para os dias 1 e 8 de novembro (impresso) e 11 e 18 de novembro (digital). Eles serão convidados a responder uma enquete na Página do Participante para que possam manifestar sua opinião em relação ao melhor momento para realizar as provas.

INSCRIÇÕES PARA O ENEM 2020 COMEÇAM NESTA SEGUNDA

Tempo de leitura: 2 minutos

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam nesta segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet. O prazo está mantido, embora haja reação de educadores e político pedindo revisão de datas de inscrição e de aplicação das provas por causa da pandemia do coronavírus e suspensão de aula nas redes pública e particular (veja aqui).

A partir deste ano o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

ISENÇÃO DE TAXA

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), todos os participantes que se enquadrarem nos perfis especificados nos editais, mesmo sem o pedido formal, terão isenção da taxa. A regra vale tanto para os participantes que optarem pelo Enem impresso quanto para os que escolherem o Enem digital e se aplica, inclusive, aos isentos em 2019 que faltaram aos dois dias de prova e não tenham justificado ausência.

Leia Mais

SESI BAHIA OFERECE 2,8 MIL VAGAS PARA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS, 400 EM ILHÉUS

Há vagas para a unidade de Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Serviço Social da Indústria (Sesi Bahia) oferece oportunidade para jovens e adultos retomarem seus estudos gratuitamente. Até 30 de maio, a instituição inscreve para 2.850 vagas no Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) e no Ensino Médio (1º ao 3º ano) para quem tem mais de 18 anos. As vagas são para s modalidade a Distância (EaD) nos polos EJA Sesi em Ilhéus, Juazeiro, Luís Eduardo Magalhães, Brumado, Vitória da Conquista, Teixeira de Freitas e Salvador. Em Ilhéus, são 400 vagas ofertadas.

As inscrições devem ser feitas pelo site do Sesi Bahia (www.fieb.org.br/sesi). O Sesi Bahia é a única instituição no estado que oferece o Ensino Médio e fundamental II a distância, com oferta autorizada pelo Ministério da Educação. O curso também é reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação.

Além disso, o Sesi Bahia possui a metodologia de Reconhecimento de Saberes que identifica, valida e certifica as competências e habilidades desenvolvidas nas experiências de vida e trabalho do estudante. A principal vantagem é que o reconhecimento dos conhecimentos prévios do aluno diminui o tempo de curso ao focar nas competências essenciais que o estudante precisa dominar para concluir o Ensino Fundamental ou Médio.

Back To Top