skip to Main Content
5 de agosto de 2020 | 05:11 am

MARCELL MORAES ABRAÇA A CAUSA DO JEGUE

Tempo de leitura: < 1 minuto

marcel e o jegue2O deputado estadual Marcell Moraes tem como principal bandeira a defesa dos animais, o que sem dúvida é uma causa válida. O problema é quando descamba para um exagero que torna o parlamentar, no mínimo, patético.

A última de Moraes é espernear contra as negociações entre a Bahia e empresários chineses, interessados em importar jegues. Para o deputado, trata-se de um absurdo, pois (argumento dele) o animal é “um patrimônio nosso, que não pode ser exportado”.

Ainda segundo o deputado, “os chineses querem fazer o animal sofrer”. Ele diz que vai buscar apoio do Ministério Público na tentativa de impedir que as negociações prossigam.

EM COLETIVA, WAGNER ABORDA PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner concede entrevista nesta segunda, 19, para falar da tão esperada licença prévia do projeto Porto Sul, estimado em R$ 3,5 bilhões. A coletiva está marcada para as 14h30min, na Governadoria.

O Porto Sul envolve investimentos públicos (governos federal e estadual) e da Bahia Mineração (Bamin). Foi Wagner quem anunciou, na semana passada, a emissão da licença prévia do projeto Porto Sul, que terá capacidade para exportar, anualmente, cerca de 66 milhões de toneladas de grãos e minérios. A previsão é de que o porto esteja pronto em 2016 e gere, aproximadamente, 2 mil empregos.

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu a licença após a realização de várias audiências e readequações do projeto original, inclusive com mudança do local de construção do porto. O investimento também contempla construção de aeroporto e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol).

JEGUE NORDESTINO SERÁ TIRA-GOSTO DE CHINÊS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Chineses querem exportar 300 mil jegues por ano

Da Agência O Globo
Em meio aos produtos brasileiros exportados para a China, o novo objeto de desejo é o popular jegue nordestino.  Há cerca de um mês, um acordo entre os dois países liberou o intercâmbio de jumentos – também conhecidos como jegues ou asnos, utilizados na indústria chinesa de alimentos e cosméticos.
Os chineses pretendem importar 300 mil jumentos por ano do Nordeste, onde o animal é encontrado em abundância. Com as facilidades de financiamento, houve um crescimento muito grande do uso de motos para o transporte local e os jegues estão perdendo espaço no interior do Nordeste.
A China abate 1,5 milhão de burros ao ano. O processo envolve tecnologia de ponta, com melhoria genética, produção de alimentos específicos e assistência técnica.

CODEBA "SANGRA" PORTO DE ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Porto de Ilhéus: perda de cargas importantes e sucateamento.

Ou as lideranças sulbaianas se unem (algo difícil) ou o sul da Bahia, exatamente Ilhéus, perderá o porto internacional do Malhado. Notícias que chegam ao PIMENTA apontam que a Codeba quer retirar do porto sulbaiano a exportação de níquel da Mirabella Mineração, de Itagibá, em 2012.
Caso a jogada se concretize, o beneficiário seria o Terminal Privado de Cotegipe (TPC), porto que “roubou” a exportação de soja a partir de Ilhéus. Talvez aí se explique por que a Codeba, responsável pela administração dos portos baianos, tenha investido muito pouco no terminal sulbaiano nos últimos anos, estimulando o sucateamento do mesmo.
Alheios a tudo isso, percebe-se lamentável silêncio dos nossos nobres prefeitos, deputados e demais líderes regionais…

Back To Top