skip to Main Content
24 de junho de 2021 | 03:35 pm

COVID-19: MANOEL NOVAES ATINGE 100% DE OCUPAÇÃO; MÉDICA DIZ QUE SITUAÇÃO É GRAVE

O Hospital Manoel Novaes atende de “portas abertas”
Tempo de leitura: 2 minutos

O único hospital pediátrico especializado em atendimento de crianças vítimas do novo coronavírus no sul da Bahia registrava 100% de ocupação de leitos clínicos e de terapia intensiva (UTI) nesta quarta-feira (17). O Manoel Novaes, em Itabuna, dispõe de 12 leitos clínicos e 4 de UTI. O número de atendimentos para casos covid-19 cresceu 50% em março.

Segundo a diretora técnica do hospital, Fabiane Chávez, o número de atendimentos a pacientes com suspeita ou positivados saltou de 70 para 105 no comparativo dos 15 primeiros dias de fevereiro com a primeira quinzena de março.

Segundo avalia a médica, é o pior momento desde o início da pandemia. As equipes do Hospital Manoel Novaes nunca fizeram tantos atendimentos de pacientes infectados pelo novo coronavírus em um período tão curto de tempo, afirma Fabiane Chávez.

Ontem, todos os 16 leitos Covid-19 estavam ocupados e a unidade não teve como receber novos pacientes. A médica observa que o aumento de casos de Covid-19 em crianças e adolescentes é registrado também na rede básica de saúde em Itabuna, onde também atua.

– Dia desses, de 10 crianças que atendi na unidade de saúde, oito testaram positivo para a doença. Há crescimento na quantidade de pacientes graves, que precisam de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O número de vagas nos hospitais pediátricos no Brasil já era insuficiente antes das internações por Covid e piorou com esse aumento de casos – afirma.

Fabiane Chávez: “situação só tem se agravado”

SITUAÇÃO GRAVE E NEGACIONISMO

A situação só tem se agravado, reforça a profissional. “Atualmente, o plantonista atende pacientes Covid-19 o dia inteiro. Mas não é só isso. Tem chegado cada vez mais pacientes necessitando de internação. Isso ocorria com bem menos frequência no ano passado, durante a primeira onda da pandemia”. Ela lembra ainda que já há, no sul da Bahia, mortes confirmadas de crianças infectadas pela doença.

De acordo com a diretora técnica, muitos pais ainda não entenderam a crise sanitária que o mundo está atravessando e não têm sido rigorosos nos cuidados com as crianças e adolescentes.

– Quase toda a hora temos que convencer os pais de que a doença apresentada pelos seus filhos é indicativo de Covid-19. Quase sempre o resultado é positivo para o vírus. Eles precisam ter mais cuidado e pararem com o negacionismo – alerta.

GRÁVIDAS INFECTADAS

Aumentou também, nos últimos meses, o percentual de mulheres grávidas infectadas pela Covid-19 e os bebês estão nascendo positivados. “Todos devemos redobrar os cuidados, principalmente, por causa da circulação das variantes de Manaus e do Reino Unido. As pessoas estão morrendo mais. Em muitos casos jovens, sem comorbidades e até crianças”, finaliza. Nesta quarta-feira (17), a taxa de ocupação de leitos de UTI e clínicos no Hospital Manoel Novaes é de 100%.

USO DE REDES EM HOSPITAL DE ITABUNA AJUDA NO DESENVOLVIMENTO DE BEBÊS PREMATUROS

Hospital de Itabuna usa redes para acalmar crianças
Tempo de leitura: < 1 minuto

O uso de redinhas de flanela nas incubadoras da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal  tem sido fundamental para o desenvolvimento motor e sensorial,  estabilização da respiração, ganho de peso mais rápido e melhoria no sistema neurológico dos prematuros no Hospital Manoel Novaes. Os bebês passam algumas horas do dia nas redes da unidade.

A diretora técnica do HMN, Fabiane Chávez, explica que o uso das redes contribui para que os bebês prematuros respondam mais rápido ao tratamento. “Gera a sensação de mais conforto. Muitos se sentem como se estivessem na barriga da mãe. A rede também evita a lesão por pressão. O processo contribui ainda para melhorar o desenvolvimento cerebral”, explica a médica pediatra.

A médica pediatra reforça que as redinhas simulam um ambiente mais próximo do encontrado dentro do útero materno. “Como são estimulados a se movimentarem, os bebês conseguem melhorar, por exemplo, o funcionamento dos pulmões. As redes contribuem para a estabilização da frequência de batimentos cardíacos”.

CRIANÇAS MAIS CALMAS

A fisioterapeuta Virgínia Madalena afirma que, como as crianças ficam mais calmas, choram menos, acabam ganhando peso mais rápido. “É impressionante como ocorre a evolução já nos primeiros dias em que recorremos ao uso das redinhas. A técnica ajuda acelerar a alta médica das nossas crianças”, conta.

Mas nem todos os bebês prematuros podem fazer uso da redinha de flanela. A fisioterapeuta Mirelle Antunes esclarece que, para ser colocada na rede, a criança precisa apresentar estabilidade no quadro respiratório e esteja respirando sozinho. “É um processo que gera muitos benefícios para os bebês, mas que exige uma mobilização e participação de toda a equipe da nossa UTI. Esse processo de humanização implantado pelo hospital tem gerado excelentes resultados” conclui.

EMENDA GARANTE MAIS 3 RESPIRADORES PARA HOSPITAIS DE ITABUNA

Diretoras Fabiane Chávez e Lívia Mendes, do Novaes e do Calixto, respectivamente
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os hospitais Calixto Midlej Filho e Manoel Novaes ganharam reforço para atendimento a pacientes positivados para o novo coronavírus ou com quadro suspeito da doença com a chegada de três respiradores artificiais, obtidos por meio de emenda parlamentar de 2018 do ex-deputado Augusto Castro, que é pré-candidato a prefeito de Itabuna. Os respiradores foram entregues nesta terça (11).

Dois dos equipamentos já foram montados e estão prontos para serem usados, segundo a instituição. O terceiro deve ser entregue nos próximos dias, segundo a diretora médica do Hospital Calixto Midlej Filho, Lívia Mendes. “São aparelhos que poderão ser utilizados tanto nos leitos quanto em ambulância para o transporte de paciente em estado grave”, explicou Lívia.

A diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, Fabiane Chávez, explica que os respiradores servem tanto para adultos quanto para os pacientes pediátricos. “São aparelhos modernos que serão grandes aliados no processo de recuperação dos pacientes em estado mais grave”, finaliza.

Os hospitais da Santa Casa contam com 63 leitos exclusivos para pacientes positivados para o novo coronavírus. São 50 leitos no Hospital Calixto (40 leitos de enfermaria e 10 UTIs) e 13 no Manoel Novaes (10 de enfermaria e três de UTI).

AGRADECIMENTO

“É uma doação que chega no momento importante nessa batalha que estamos travando para garantir o atendimento aos pacientes. Gostaria de agradecer ao ex-deputado Augusto Castro pela iniciativa”, diz o provedor da SCMI, Francisco Valdece.

Back To Top