skip to Main Content
11 de agosto de 2020 | 05:21 pm

BRENO SANTOS GANHA AS REDES SOCIAIS COMO “FERNANDO CUMA” (CONFIRA VÍDEO)

Fernando e Breno: personagem e humorista
Tempo de leitura: < 1 minuto

Viralizar é um verbo transitivo direto, intransitivo e pronominal que, recentemente, passou a fazer parte da vida do humorista itabunense Breno Santos. Isso ocorreu há pouco mais de um mês, quando decidiu gravar vídeos imitando figuras conhecidas no sul da Bahia.

O personagem mais famoso que caiu nas graças do povo foi “Fernando Cuma”. Ele encarna o personagem que imita o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, que se tornou famoso pela dicção ruim e a pouca intimidade com a Língua Portuguesa.

Os vídeos com as imitações de Breno Santos se espalharam rapidamente pelo WhasApp e Instagram. Assista à entrevista exclusiva com Fernando Cuma e sua marreta e conheça um pouco mais sobre o trabalho do humorista sul-baiano. Aperte o play.

JUSTIÇA EXTINGUE MANDATO DE FERNANDO E MANDA CÂMARA DAR POSSE AO VICE

Justiça extingue mandato de Fernando e manda dar posse ao vice-prefeito
Tempo de leitura: 2 minutos

Após a justiça determinar a perda de direitos políticos por três anos e o afastamento definitivo do prefeito Fernando Gomes do cargo, o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna, Ulisses Maynard Salgado, determinou a extinção do mandato do prefeito do PTC e a posse do vice, Fernando Gomes Vita. A decisão é desta sexta-feira (7) em atendimento a pedido formulado pelo Ministério Público Estadual.

Fernando havia sido condenado em primeira instância por crime de improbidade administrativa e a defesa teria perdido prazo para recurso no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o que resultou em condenação à perda do cargo.

O acórdão da corte foi publicado ainda no primeiro semestre e, após requerimento do MP, o juiz Ulisses Maynard determinou ao presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, Ricardo Xavier, que dê posse ao vice-prefeito, Fernando Gomes Vita (MDB), em até 15 dias.

Decisão do juiz da Vara da Fazenda Pública, Ulisses Maynard, nesta sexta

O prefeito Fernando Gomes chegou a se pronunciar sobre a decisão. Dizendo que ainda não foi comunicado da determinação do juiz da primeira instância, o prefeito afirma que a decisão pelo perda dos direitos políticos é equivocada, pois o TJ-BA já havia reconhecido que não houve perda de prazo para recursos em segundo instância e, assim, o processo não havia transitado em julgado – quando não mais cabe recurso  e a decisão tem que ser cumprida. Ainda cabe recurso ao prefeito.

ITABUNA: PREFEITO AUTORIZA RETORNO DE METADE DA FROTA DE ÔNIBUS

Ônibus poderão rodar a partir da próxima segunda (10), conforme decreto
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, assinou que autoriza o retorno do transporte coletivo, seguindo normas e procedimentos de segurança em saúde para o seu funcionamento. De acordo com o documento, fica autorizada a retomada, a partir da próxima segunda (10), com 50% da frota das empresas São Miguel e Viação Sorriso da Bahia.

Entre as recomendações às empresas, a obrigatoriedade do uso de máscaras faciais por parte dos motoristas, cobradores e passageiros, a proibição de passageiros em pé no interior do veículo e funcionamento das 8h às 17h30min. Os ônibus também deverão ser higienizados com a limpeza dos assentos, corrimãos, piso e janelas – porém só ao final de cada jornada, e cumprir a integridade do protocolo de Medidas Sanitárias que foi elaborado pelo município e anexado ao Decreto 4.224, de 5 de agosto.

Caso haja descumprimento nas regras do Decreto, as concessionárias do serviço público do transporte coletivo terão seus veículos apreendidos. Ainda conforme o Decreto, a empresa pode ser multada e ter o contrato de concessão rescindido. Até ontem (5), as empresas cobravam da prefeitura o pagamento de dívida com o fornecimento de vales transportes aos servidores municipais. O montante devido pelo município não foi informado.

ITABUNA: FERNANDO AUTORIZA ABERTURA DE SHOPPING, ACADEMIAS E SALÕES

Justiça extingue mandato de Fernando e manda dar posse ao vice-prefeito
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Fernando Gomes autorizou, nesta quinta (30), a abertura do Shopping Jequitibá, de academias de ginástica e de salões de beleza e barbearias já nesta sexta (31). A autorização está no Decreto 13.762, publicado há pouco e significa avanço para a fase 3 do plano de flexibilização das atividades econômicas durante a pandemia.

Mudanças no horário do funcionamento também ocorreram. A partir de amanhã, o comércio poderá abrir das 09 às 18h, enquanto o Shopping funcionará das 12 às 20h. As academias de musculação, dança e ginástica poderão funcionar das 5 às 19h, obedecendo o protocolo de medidas sanitárias e condições específicas estabelecidas para cada setor. O comércio poderá abrir somente de segunda a sexta-feira. No período, fica proibida a realização de liquidações e promoções que estimulem aglomerações. Já sobre o Toque de Recolher, passar a vigorar das 20h às 5h.

“O fechamento do comércio tem impactado diretamente na quantidade de postos de trabalho, causando prejuízos na ordem de R$ 500 milhões e o encerramento definitivo de 39 empresas”, destacou o prefeito Fernando Gomes. Ele lembra que qualquer medida de ampliação ou restrição referente ao funcionamento do comércio poderá ocorrer, caso ocorra crescimento da taxa de pessoas infectadas pela Covid-19.

ITABUNA, 110 ANOS: ENCARAR DESAFIOS, SUPERAR CRISES E SE REINVENTAR ESTÁ NO DNA GRAPIÚNA

Itabuna completa 110 anos de emancipação com o DNA da superação || Foto José Nazal
Tempo de leitura: 5 minutos

Daniel Thame

Itabuna chega aos 110 anos de emancipação no momento em que o mundo vive uma das piores crises sanitárias de sua história, com impactos devastadores na economia. Por causa da pandemia da Covid-19, a cidade paralisou as atividades comerciais e empresariais não essenciais por mais de cem dias e só agora inicia um processo gradual de reabertura, seguindo rígidos protocolos de segurança determinados pela Organização Mundial de Saúde.

A crise afeta diversos segmentos de Itabuna, mas a capacidade de se reinventar, superar crises e dar a volta por cima, está no DNA do itabunense, desde os pioneiros que iniciaram a transformação da então Vila de Tabocas na Itabuna com ares de metrópole, até os tempos atuais, em que o espírito empreendedor prevalece em meio a dificuldades que estão aí para serem superadas.

Fernando diz acreditar na capacidade de superação do itabunense

Itabuna atravessou as crises cíclicas do cacau, encarou a pior das crises até então, com o apocalipse gerado pela vassoura-de-bruxa e as crises econômicas nacionais. Mas sempre se superou, como vai superar os impactos ainda não mensuráveis da Covid-19 no sul da Bahia.

É assim, por exemplo, que pensa o prefeito Fernando Gomes, em seu quinto mandato à frente do município. Mesmo com foco na saúde, para preservar vidas. “Ao assumir a Prefeitura de Itabuna decidi olhar para frente e não reclamar do passado. E assim fiz e tenho feito. Confio na força de trabalho dos itabunenses, acredito na capacidade de superação e tenho confiança no futuro, porque Itabuna é uma cidade que sempre superou obstáculos para se consolidar como um dos polos da Bahia e do Nordeste” afirma.

ESPÍRITO EMPREENDEDOR

Duas gerações de empreendedores, Helenilson e o filho Manoel Chaves Neto

Implantar em Itabuna o primeiro shopping do Sul da Bahia no ano 2000, em meio a uma crise devastadora provocada pela vassoura-de-bruxa, parecia algo impensável. Não para Helenilson Chaves, visionário e empreendedor nato, um apaixonado pela cidade, que fez nascer um shopping que se transformaria num marco da consolidação da Itabuna como o maior polo comercial, prestador de serviços, lazer/entretenimento, saúde e ensino superior da região.

Jequitibá é um dos símbolos do comércio sul-baiano

Aos 20 anos, o Shopping Jequitibá, hoje dirigido por Manoel Chaves Neto, passa por um processo permanente de ampliação, modernização e ampliação do mix de produtos/serviços. Mesmo com o shopping fechado por 120 dias por causa da pandemia, Neto mantém o otimismo. “Quando ocorreu o fechamento das operações do Jequitibá por força da pandemia, decidimos encarar a avassaladora consequência da Covid-19, com foco na adequação do shopping ao novo normal, buscando alternativas e soluções para o empreendimento como um todo”.

“Reabriremos o Jequitibá com seis novos projetos sendo implementados. Essas ações são um exemplo da educação e ensinamentos de meu pai e a nossa eterna crença na capacidade de Itabuna superar crises. Continuamos e estamos convictos do potencial mercadológico de Itabuna, do sul da Bahia e por contar disto, em breve vamos anunciar relevantes novidades” ressalta Manoel Chaves Neto.

Leahy: comércio unido na travessia

A FORÇA DO COMÉRCIO

Além do comércio, Itabuna também se consolidou como polo regional de serviços na área da saúde, com centenas de leitos hospitalares, de clínicas e consultórios médicos das mais diversas especialidades, e no setor educacional, com universidades públicas e centros universitários privados. Seu raio de influência atinge 120 municípios e uma população superior a um milhão de habitantes.

Carlos Leahy, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna fala do otimismo e esperança nos 110 anos do município. “Itabuna sempre foi um celeiro de grandes empresários, com um comércio de abrangência regional. Vamos atravessar juntos essa situação inesperada e unidos vamos dar a volta por cima, saindo mais fortalecidos, porque essa essas são marcas do itabunense, empreender, não desistir nunca e olhar para o futuro com otimismo”.

Margotto fala de aspirações e força do itabunense

Para Edimar Margotto Junior, advogado, empresário e agropecuarista, “a terra de Jorge Amado, de Firmino Rocha, de Candinha Doria, de Cyro de Mattos, de Zélia Lessa e de Valdirene Borges” tem tudo para surfar a onda do desenvolvimento sustentável. “Superamos a vassoura-de-bruxa e somos referência pujante em comércio e em tecnologia, a 8ª economia da Bahia, com mais de 5.000 empresas e um PIB anual superior a R$ 3 bilhões”, afirma.

Segundo Margotto, com um orçamento anual que supera os R$ 600 milhões, Itabuna pode viver dias melhores, com direito a educação de qualidade e em tempo integral, com saneamento básico e despoluição do Rio Cachoeira, com ambiente propício ao empreendedorismo, um plano de mobilidade urbana”. “Podemos vivenciar um novo momento, com uma cidade mais humana e mais justa, sobretudo para as pessoas mais necessitadas”, finaliza.

Rafael Andrade: superação e mutirão que é exemplo para o mundo

EXEMPLO DE SOLIDARIEDADE

Idealizador e coordenador do Mutirão do Diabetes de Itabuna, maior evento de prevenção e tratamento da doença no mundo, o médico oftalmologista Rafael Andrade, do Hospital Beira Rio, afirma que uma importante característica da cidade é se superar perante grandes adversidades, com o que ela tem de melhor, a sua gente. “Quantas crises passamos e quantos vezes nos levantamos, ainda mais fortes?”. “Enchentes, secas, crises da vassoura-de-bruxa, muitas crises econômicas, mesmo assim seguimos em frente com este povo de fé que não se entrega” diz.

“Minha história é a prova deste solo fértil grapiúna. Aqui nasceu, cresceu e se expandiu para todo o Brasil, o Mutirão do Diabetes, que se mistura com a história da minha vida, que começou em 2004 atendendo pouco menos de 200 pessoas, e durante 15 anos vem atendendo dezenas de milhares de pessoas.”

Julius Kaeser, ex-diretor da Nestlé em Itabuna, fala da avidez do grapiúna em aprender

HISTÓRIA DE SUPERAÇÃO

Julius Kaeser, que foi diretor da Nestlé em Itabuna no período de 1985 a 1998, hoje radicado em Portugal, testemunhou a bonança provocada pela alta do cacau e também da crise gerada pela vassoura-de-bruxa. “Algo que sempre me chamou positivamente a atenção com relação a comunidade grapiúna foi a forma fraternal no tratamento com as pessoas, o espírito empreendedor. A formação profissional dos colaboradores que trabalhavam na empresa também foi surpreendente. A avidez de querer aprender cada vez mais e se superar era até comovente”, diz.

“Foi um enorme prazer poder ter tido a oportunidade de liderar um grupo de pessoas tão motivadas. Foi uma lição de vida para mim e tenho a certeza de que mais uma vez a cidade vai ser recuperar e sair ainda mais fortalecida”, ressalta.

CONVÊNIO COM A UNIFTC PERMITE REABERTURA DO ODONTOCENTRO DE ITABUNA

Unidade do Odontocentro é reinaugurada após 18 meses
Tempo de leitura: < 1 minuto

Convênio de cooperação técnica e financeira firmado pela Secretaria de Saúde e a Rede UniFTC permitiu a reabertura do Centro de Especialidades Odontológicas de Itabuna (Odontocentro). A unidade estava fechada há quase dois anos devido à falta de investimentos e necessidade de reforma e aquisição de equipamentos e mobiliário.

Com o convênio com a UniFTC, o Odontocentro poderá funcionar à noite, segundo o secretário municipal de Saúde, Emerson Oliveira. O Odontocentro oferece serviços especializados odontológicos, a exemplo de endodontia, periodontia, cirurgias e atendimento de pacientes especiais, e conta com 6 consultórios e 16 profissionais de Odontologia.

A coordenadora de Saúde Bucal da Secretaria de Saúde, Cláudia Rejane Alves, disse que o convênio permitirá ampliar o atendimento aos usuários do SUS, com a atuação dos graduandos de Odontologia da UniFTC, por meio do estágio supervisionado, e atividades acadêmicas que serão realizadas no espaço na formação profissional de todos.

De acordo com o diretor da UniFTC de Itabuna, Kaminsky Mello Cholodovskis, a parceira com a Prefeitura faz parte das iniciativas de responsabilidade social da instituição de ensino, com foco na melhoria da qualidade do atendimento em saúde no município e melhor capacitação de seus alunos.

– Estamos alegres com o resultado desta parceria que hoje tornou concreto a reabertura do CEO que, além de atendimento aos usuários do SUS, servirá como espaço para o desenvolvem de aulas práticas acadêmicas e estágio supervisionado para os nossos alunos de Odontologia – pontuou o diretor.

ITABUNA: EMERSON OLIVEIRA É NOMEADO SECRETÁRIO INTERINO DA SAÚDE

Enfermeiro Emerson Oliveira assume a Secretaria da Saúde de Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

O enfermeiro Emerson Oliveira, diretor da Vigilância à Saúde, foi nomeado secretário interino da Saúde de Itabuna pelo prefeito Fernando Gomes. A nomeação ocorreu na tarde desta segunda (13).

À frente da Vigilância à Saúde, Emerson coordena as ações de testagem e monitoramento da covid-19 em Itabuna. Já ocupando o cargo, ele determinou o pagamento dos salários de todos os servidores da Secretaria.

O atraso de salário levou os mais de 1,3 mil funcionários da Pasta a paralisar as atividades hoje. Desde a última quarta (8), a Secretaria da Saúde estava sem comando. Contrário à reabertura do comércio, Juvenal Maynart deixou o cargo.

HOSPITAL DE BASE DE ITABUNA RECEBE 15 RESPIRADORES PULMONARES

Homens descarregam respiradores pulmonares no Hospital de Base
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital de Base de Itabuna recebeu, nesta terça (7), 15 respiradores pulmonares enviados pelo Ministério da Saúde. Os respiradores serão destinados a ala exclusiva de atendimento aos pacientes com a Covid-19 do hospital municipal. Segundo o prefeito Fernando Gomes, os equipamentos foram enviados pelo Ministério da Saúde, após solicitação do deputado federal João Carlos Bacelar (Jonga Bacelar)

O prefeito Fernando Gomes agradeceu a doação. “Nesse momento tão difícil que estamos passando, só temos a agradecer esses 15 respiradores. Agradecer a Jonga pelo apoio e ao presidente Jair Bolsonaro por ter atendido nosso pedido de imediato”. O deputado disse que espera aumentar para o maior número possível de leitos de UTI no município. “Itabuna precisa desse apoio”, disse João Carlos Bacelar.

ILHÉUS: PTC FECHA COM VALDERICO JÚNIOR

Jorge Farias e Valderico Júnior selam aliança eleitoral
Tempo de leitura: < 1 minuto

O PTC deixou a base de apoio ao prefeito Mário Alexandre (PSD) para apoiar a pré-candidatura do empresário Valderico Júnior (DEM) na sucessão municipal ilheense. A aliança foi fechada nesta segunda (6).

Ao deixar a base e fechar com a oposição, o presidente do PTC, Jorge Farias dos Santos, disse que o governo municipal não prestigiou o partido. “O PTC não estava sendo respeitado, não tinha voz”, explicou.

Valderico Júnior comemorou a aliança com mais um partido para o arco de alianças. “A chegada do PTC motiva ainda mais todo o nosso grupo”, afirmou. O novo partido, porém tem pouca expressão no cenário nacional. No sul da Bahia, o partido tem como principal nome o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes.

FERNANDO GOMES, BIA DORIA E OS PESOS E MEDIDAS DA GRANDE MÍDIA

Tempo de leitura: 3 minutos

A pandemia do coronavírus e suas consequências socioeconômicas levaram milhares de pessoas a morar nas ruas. Porém, a grande mídia deu pesos e medidas completamente diferentes às duas falas.

Cláudio Rodrigues || aclaudiors@gmail.com

A primeira semana de julho chega ao fim com mais de 64 mil óbitos vitimas da Covid-19, essa pandemia que mudou por completo nossas vidas. Além da tragédia da pandemia, a semana foi marcada por duas declarações, no mínimo infelizes: uma do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, e outra da primeira-dama e presidente do Fundo Social de São Paulo, Bia Doria.

Em uma entrevista coletiva por videoconferência, na última terça, dia 30, o prefeito da cidade sul-baiana soltou uma frase que lembrou o “E daí?” do presidente Jair Bolsonaro. “Primeiro, lutar pela vida, a vida é uma só. [Depois que] morrer, acabou [a vida]. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Mas não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura. No dia 8, mandei fazer o decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer”, disse o prefeito.

O “morra quem morrer” do prefeito Gomes foi a principal notícia do day after. Todos os veículos de comunicação em seus programas noticiosos, de entretenimento e até algumas agências de notícias internacionais deram destaque à fala do prefeito, além dos comentários nas redes sociais.

Já a primeira-dama do estado de São Paulo, em uma entrevista publicada em rede social, para a socialite Val Marchiori, aquela do empréstimo irregular de R$ 2,79 milhões, junto ao Banco do Brasil, segundo atestou o Tribunal de Contas da União (TCU), travaram um diálogo com algumas “pérolas” que beiraram o ridículo.

“Falando sobre projetos sociais, algo muito importante é assim… as pessoas que estão na rua… não é correto você chegar na rua e dar marmita, porque a pessoa tem que se conscientizar que ela tem que sair da rua. Porque a rua hoje é um atrativo, as pessoas gostam de ficar na rua”, disse a senhora Doria. A entrevistadora questionou: “eles querem ficar na rua porque no abrigo eles têm horário pra entrar, eles têm responsabilidades, limpeza e eles não querem, né, Bia?

A presidente do Fundo Social do estado mais rico do Brasil afirmou: “Não querem! A pessoa quer receber a comida, a roupa, uma ajuda, e não quer ter responsabilidade. Então, isso tá errado”. Sem perder o embalo, a socialite e dublê de jornalista emendou: “todo mundo tem responsabilidades”. Não se fazendo de rogada, a mulher do governador João Doria completou: “Nós temos, se a gente não pagar nossas contas, vai pra cartório. E o povo fala!”.

O que difere a falta de empatia do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, e a da primeira-dama de São Paulo, Bia Doria? O primeiro é um senhor de 81 anos, em seu quinto mandato de prefeito e no final da carreira política. Ex-vaqueiro, semialfabetizado, como uma dicção quase que incompreensível e sofrendo uma forte pressão por parte do setor econômico da cidade. Gomes tem uma carreira política muito controversa. Foi destaque na revista Veja como “O marajá dos marajás” por ter um salário de quase U$ 18 mil, no inicio dos anos de 1990, em um de seus mandatos de prefeito.

Bia Doria é artista plástica, tem no currículo exposições realizadas em todo o Brasil e em países da Europa e Estados Unidos, filha de imigrantes italianos. Estava em um bate-papo descontraído, nas dependências do Palácio dos Bandeirantes e, aos 60 anos, preside um órgão do Governo do estado de São Paulo responsável por atender pessoas em situação de vulnerabilidade social.

A fala da primeira-dama paulista foi tão chocante e repulsiva quanto a do prefeito itabunense. Vale lembrar que a pandemia do coronavírus e suas consequências socioeconômicas levaram milhares de pessoas a morar nas ruas. Porém, a grande mídia deu pesos e medidas completamente diferentes às duas falas.

Não quero fazer defesa do alcaide baiano, pois Fernando Gomes é o tipo de político que conta com minha completa aversão, mas o comportamento de Bia Doria, uma elitista que já se envolveu em outras polêmicas, não difere em nada. Faltou a ambos sentir o que sentiria outra pessoa caso estivesse vivendo a mesma situação.

Cláudio Rodrigues é consultor em comunicação.

Back To Top