skip to Main Content
23 de abril de 2021 | 03:17 am

ITABUNA: FERNANDO GOMES É VACINADO CONTRA A COVID-19

Fernando Gomes toma a primeira dose de vacina contra a covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-prefeito de Itabuna Fernando Gomes (PTC) tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na manhã desta quarta-feira (17). “Hoje foi dia de vacinação”, postou ele em uma de suas redes sociais. O ex-prefeito e ex-deputado tem 81 anos e foi infectado pelo coronavírus em dezembro passado (relembre).

Prefeito de Itabuna por cinco mandatos, Fernando também governou o município no primeiro ano da pandemia da covid-19. Tentou a reeleição, mas acabou em terceiro lugar na disputa vencida por Augusto Castro (PSD).

Fernando foi dos primeiros gestores baianos a determinar o fechamento do comércio e a adotar medidas restritivas para as atividades econômicas, mas uma de suas falas ganhou o mundo ao justificar que, após meses, autorizaria a reabertura do comércio. “Morra quem morrer”, disse ele numa entrevista coletiva virtual (relembre aqui).

FERNANDO DEIXA A POLÍTICA, AGRADECE RUI E DESEJA SAÚDE E SABEDORIA A AUGUSTO

Tempo de leitura: 2 minutos

Sem poder participar da cerimônia de transmissão de cargo ao sucessor, Augusto Castro, Fernando Gomes enviou carta ao novo prefeito de Itabuna. Na missiva, Fernando faz um rápido retrospecto da carreira política, agradece o governador Rui Costa e deseja saúde e sabedoria a Augusto.

Fernando não pôde participar da cerimônia devido à infecção pela covid-19, diagnosticada por meio de exame. A íntegra pode ser conferida abaixo:

CARTA DO PREFEITO FERNANDO GOMES OLIVEIRA AO PREFEITO AUGUSTO CASTRO, NA TRANSMISSÃO DO CARGO, EM 1º DE JANEIRO DE 2021

Excelentíssimo Prefeito Augusto Castro,

Primeiro, parabenizo-o pela vitória.

Por todas as oportunidades que tive de assumir funções públicas nesta cidade de Itabuna, agradeço à Deus, à Nossa Senhora e ao povo de Itabuna.

Gostaria de estar presente na transmissão de cargo de prefeito.

Infelizmente, isso não foi possível por ter sido acometido pela COVID-19. Seguindo os protocolos médicos, estou em isolamento, seguindo as recomendações médicas.

Diante disso, solicitei ao meu amigo e excelentíssimo vice-prefeito Fernando Vita que me represente nesta hora de muita responsabilidade.

Sobre a minha história política, preciso dizer com muita convicção que a encerro com leveza, com serenidade, com um sentimento de respeito, sobretudo à vontade democrática do povo de Itabuna, que sempre me acolheu com tanto amor. Também por esse povo, com esse povo e para esse povo, fica em mim o sentimento mais sincero de dever cumprido.

Foram quatro anos como secretário de Administração na gestão de José Oduque Teixeira, 22 anos como prefeito de Itabuna em cinco gestões e 12 anos como deputado federal, em três mandatos.

Cumpri minha missão. Parafraseando o apóstolo Paulo, “combati o bom combate” e encerro vitorioso a minha carreira política, com uma biografia digna.

Não poderia deixar de, nesse momento, fazer um agradecimento especial ao excelentíssimo governador do Estado da Bahia, senhor Rui Costa, pela barragem que trouxe água, que é sinônimo inequívoco de vida.

E agradeço também pelo Teatro Municipal Candinha Doria, pela Policlínica e por todas as parcerias em realizações diversas que ajudaram muito a melhorar o dia-a-dia desta cidade.

A partir de hoje, essa missão se conduz pelas suas mãos.

Que Deus lhe dê saúde e sabedoria para governar essa linda cidade, que muito merece.

Acima de mim, de Itabuna e de vossa excelência, estão Deus e Nossa Senhora.

Saudações,

FERNANDO GOMES OLIVEIRA
Prefeito de Itabuna

NÚMERO DE CASOS ATIVOS DE COVID-19 SOBE PARA 944 EM ITABUNA

Itabuna registra 136 casos de Covid-19 em 24 horas.
Tempo de leitura: < 1 minuto

O número de casos ativos de novo coronavírus em Itabuna não para de crescer. Num intervalo de 24 horas, a quantidade de pessoas infectadas (com vírus ativo) passou de 906 para 944. No domingo (20), foram registrados 38 casos a mais que no sábado (19), segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Itabuna já registra 15.527 casos de Covid-19 e 39 pessoas internadas em hospitais locais. São 23 pacientes em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 16 em leitos clínicos (enfermaria). Há 14.268 curados e 353 mortes causadas pela doença.

Nos últimas dias, entre os que testaram positivo para doença em Itabuna estão o prefeito Fernando Gomes, Sandra Neilma (secretária de Assistência Social) e Geraldo Pedrassoli (ex-secretário de finanças). Gomes e Neilma estão com os sintomas leves da doença. Enquanto que Geraldo está internado em estado mais grave.

FERNANDO GOMES E PRIMEIRA-DAMA DE ITABUNA TESTAM POSITIVO PARA COVID-19

Fernando Gomes e Primeira-dama Sandra Neilma – Foto montagem
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (PTC), que faz parte do grupo de risco pela idade avançada, entrou para a lista de infectados pelo novo coronavírus no município do sul da Bahia. Fernando foi submetido a exames depois de a primeira dama e secretária municipal de Assistência Social, Sandra Neilma, apresentar os sintomas da doença. O exame confirmou que ela foi infectada pela segunda vez.

A primeira vez que o teste de Sandra Neilma deu positivo foi em junho, quando ficou assintomática. Naquela ocasião, o prefeito Fernando Gomes fez os testes que deram negativo. Desta vez, os dois testaram positivo para a Covid-19 e estão em isolamento, como determina Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde. Eles apresentam sintomas leves da doença.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Itabuna registra 15.125 casos positivos do novo coronavírus, sendo 840 casos ativos. Há 13.933 pessoas curadas, 19 internadas em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 em leitos clínicos. O município registra ainda 352 óbitos causados pela Covid-19.

PREFEITO FERNANDO GOMES DIZ QUE VAI TRANSMITIR CARGO AO SUCESSOR DIA 1º DE JANEIRO

Fernando Gomes Oliveira
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (PTC), terceiro colocado nas eleições municipais deste ano, disse que deseja muito sucesso ao prefeito eleito Augusto Castro (PSD), a quem vai transmitir o cargo dia 1º de Janeiro no Teatro Candinha Doria. “Deus  [o] abençoe para que possa fazer um bom governo em benefício da população”, afirmou.

Ao fazer um balanço do final do mandato, com o qual encerra a carreira política iniciada na década de 1960, Fernando Gomes disse ainda não guardar mágoa pela derrota política em 2020. “Ao contrário, estou bastante feliz. Fiz a melhor das minhas gestões, neste quinto mandato, quando mais trabalhei. Contei com o apoio do governador Rui Costa de quem me tornei amigo, independente de política”, resumiu em entrevista ao Balanço Geral, da Record TV Cabrália.

Ao falar do encerramento de sua vida pública, o atual prefeito reconheceu que teve dificuldades ao longo da gestão iniciada em 2017. Citou a dívida de mais de R$ 100 milhões apenas com o FGTS que deixará ao sucessor, mas afirmou que espera que ele tenha mais sorte em negociá-la.

“Mudei a lei. A Prefeitura não vai pagar mais o FGTS. Tentei fazer acordo para pagar em 240 meses, mas só me deram 100 meses. Dessa forma, a dívida é impagável”, esbravejou. Gomes revelou que os ex-prefeitos Capitão José Nilton Azevedo (2009-2012) e Claudevane Leite, o Vane do Renascer (2013-2016) em oito anos não pagaram nenhuma parcela do FGTS, daí a dívida.

O ainda prefeito de Itabuna declarou que deseja pagar os salários de dezembro do funcionalismo, disse não ter atrasados e deixará em caixa, pelo menos, R$ 30 milhões somente na Secretaria da Saúde e outros R$ 8 milhões do “PACÃO”, recurso contratado em 2012 por Azevedo para pavimentação de bairros da zona oeste. Por último, fez seu agradecimento aos eleitores de Itabuna por tê-lo apoiado ao longo de sua vida pública.

SECRETARIÁVEIS DE AUGUSTO COMPÕEM EQUIPE DE TRANSIÇÃO

Júnior Brandão, Álvaro Ferreira, Abude e Guinho: secretariáveis
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito eleito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), definiu a sua equipe que tratará da transição de governo. E, talvez, começa a desenhar o primeiro escalão. Dos seis nomes escolhidos para a transição, ao menos três são apontados como certos no secretariado de Augusto.

Seriam eles Enderson Guinho na Secretaria de Esportes – a ser recriada na reforma administrativa a ser encaminhada para a Câmara – e Júnior Brandão na Educação. Já o empresário Ronaldo Abude pode assumir a Administração ou comandar a área da Indústria e Comércio.

O advogado Álvaro Ferreira é outro nome cogitado. Assumiria a Procuradoria-Geral do Município. Além destes nomes, a equipe de transição é composta pela advogada Janaína Alves de Araújo, sócia do secretário de Administração de Ilhéus, Bento Lima, em escritório de advocacia, e o contabilista Almir Fernandes Júnior.

http://157.230.186.12/2020/11/24/augusto-diz-que-entende-ansiedade-mas-secretariado-so-em-dezembro/

 

PESQUISAS ELEITORAIS X URNAS DA GPE/SÓCIO ESTATÍSTICA

Tempo de leitura: 3 minutos

A fragmentação do eleitorado em várias candidaturas bastante competitivas e a menor restrição ao nome de Augusto Castro facilitaram a sua vitória.

Agenor Gasparetto

Como é praxe desde a criação do instituto, em 1990, após cada eleição, no formato jornal impresso e, atualmente, por mídias eletrônicas, realizamos uma balanço, comparando resultados das urnas em relação à pesquisa registrada ou à última pesquisa realizada nos municípios. Neste texto apresentamos os dados de Itabuna e Ilhéus.

(*) Prefeito, candidato à reeleição, candidatura sub judice / (**) Ex-prefeito de Itabuna, candidatura sub judice                                                                                                                                Fonte: Pesquisa registrada no TSE sob o Nº BA-05162/2020. Amostra 1.100 eleitores, com um erro amostral de 3%; no período de 3 a 6 de novembro.

Em Itabuna, no período anterior à pandemia, lideravam as pesquisas pela ordem Dr. Mangabeira, Capitão Azevedo e Augusto Castro, os dois primeiros próximos aos 20% de intenções de voto e Augusto Castro, em terceiro, entre 12 e 15%. A partir da retomada das pesquisas em agosto, o quadro começou a se alterar. Augusto Castro, recuperado após longo período de internação pela Covid-19, começou a melhorar seu desempenho. A partir de meados de outubro, já se desenhava um cenário como provável vitorioso. Em fins de outubro alcançou patamar pouco superior a 30 pontos e se manteve com pequenas taxas de crescimento ao longo das semanas seguintes. Paralelamente, Dr. Mangabeira passou a perder aderência, estabilizando-se próximo a pouco mais de 10%. Capitão Azevedo também perdeu aderência, ficando num patamar próximo aos 15%. O prefeito Fernando Gomes entrou tardiamente na campanha, e ocupou um patamar próximo aos 15 pontos percentuais, alternado segunda posição com Azevedo. Geraldo Simões, Charliane Sousa e Dr. Isaac Nery, se situavam num patamar pouco inferior a 5 pontos. A fragmentação do eleitorado em várias candidaturas bastante competitivas e a menor restrição ao nome de Augusto Castro facilitaram a sua vitória.

Acompanhando as eleições em Itabuna desde 1992, esta eleição fugiu ao padrão itabunense de disputa eleitoral, caracterizado por disputas muito acirradas em que no domingo anterior à eleição, havia situações de empate técnico, diferenças apertadas e uma expectativa de virada de última hora. Nesta eleição, isto não se repetiu. Nas últimas quatro pesquisas realizadas por nosso instituto, ao longo dos últimos dois meses, em todas elas o cenário se manteve e a urna confirmou. Nesse sentido, de todas as eleições acompanhadas até hoje pelo instituto, esta foi a mais fácil, a mais previsível. Seu padrão se aproximou ao da vizinha Ilhéus, caracterizado pela previsibilidade, pela grande antecedência.

Amostra: 1.027 eleitores, com um erro amostral de 3%; no período de 5 a 7 de novembro. Essa pesquisa não foi registrada.

Ilhéus, mais uma vez, como sempre aconteceu desde que nosso instituto passou a acompanhar eleições, 1992, com meses de antecedência já era possível antever o vencedor. Desta vez, ainda que um pouco mais tardiamente, também se observou esse padrão. Todavia, antes da pandemia, se alguém me perguntasse se o prefeito poderia se reeleger, da perspectiva da pesquisa, seria categórico: improvável. Provavelmente, não! No entanto, a pandemia criou um clima em que os prefeitos dos municípios, como regra, melhoram sua imagem, e estudos poderão comprovar que a maior parte fez sucessor ou se reelegeu. Ilhéus foi um dos casos em que isto aconteceu. Entender como se deu esse processo e suas nuanças merece ser objeto de estudo aprofundado.

Obviamente, no caso de Ilhéus, há ainda dois componentes relevantes e que merecem destaque: o primeiro, a ação do Governo do Estado, destacando-se a inauguração da nova ponte, um novo cartão postal de Ilhéus, e o prolongamento da via que dá para as praias do sul. E o segundo fator, que poderia ter resultado em desfecho diferente, a fragmentação da oposição, destacando-se Valderico Jr. e Cacá, mas também Professor Reinaldo, Cosme Araújo e Bernardete. Caso houvesse uma polarização, uma eleição plebiscitária, o atual prefeito correria sérios riscos de não se reeleger. Mas se elegeu com relativa facilidade por esse conjunto de circunstâncias. O quadro captado pela urna e pelas pesquisas se manteve estabilizado com semanas de antecedência.

Agenor Gasparetto é sóciólogo e diretor da GPE-Sócio Estatística.

ITABUNA: FERNANDO PREPARA TRANSIÇÃO DE GOVERNO

Fernando reúne secretariado para definir membros da transição
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Fernando Gomes reuniu secretariado, nesta segunda (16), para tratar do processo de transição de governo. Terceiro colocado na disputa eleitoral, ele deverá anunciar a sua equipe para que reúna as informações necessárias do município para o grupo do prefeito eleito, Augusto Castro.

Fernando terá até o final deste mês para constituir os membros de transição e informar ao prefeito eleito, publicando-a no Diário Oficial do Município.

GASPARETTO PESQUISAS ACERTOU DE NOVO

Tempo de leitura: 2 minutos

A Gasparetto Pesquisas e Estatísticas sempre acertou seus prognósticos. Sinal de que competência. Profissionalismo e credibilidade são seu grande capital.

Luiz Conceição

Ainda inebriado pela vitória da campanha de Augusto Castro e Guinho me dou conta de que a empresa Gasparetto Pesquisas e Estatísticas acertou novamente na pesquisa que apura intenções de voto em Itabuna para a prefeitura. No sábado, 7, a pesquisa apontou o candidato Augusto Castro (PSD) líder absoluto, com 31,82%, na pesquisa estimulada, quando a cartela com os nomes dos candidatos é apresentada.

Na eleição, o percentual do vitorioso foi de 39,50% dos votos válidos. A vitória superou 23.050 votos sobre o segundo colocado. Nenhum prefeito se elegeu antes com tal margem esmadora de votos em Itabuna.

O prognóstico se confirmou, inclusive em relação ao segundo colocado, com menos da metade das intenções de votos do primeiro colocado. Capitão Azevedo (PL), aparecia com 15,73%. Na terceira colocação, o atual prefeito e candidato à reeleição Fernando Gomes (PTC), com 13,91%, seguido pelos candidatos Antônio Mangabeira (PDT), com 9,64%.

A discrepância ficou por conta da subida extraordinária, na reta final, do candidato Doutor Isaac Neri (Avante) que registrou 7,25% na eleição, quando na pesquisa da GPE tinha apenas 3,55% e na queda do candidato Geraldo Simões (PT), que obteve 5,46% ante 4,82% na sondagem.

Entre os demais candidatos, a atual vereadora Charliane Souza (MDB) registrava 3,18%. Os candidatos Pedro Eliodoro (UP) e Professor Max (PSOL) têm 0,36%. Nas últimas colocações estão os candidatos Edmilton Carneiro (PSDB), 0,18%, e Alfredo Melo (PV), com 0,09%.

A pesquisa eleitoral presencial, registrada no TSE sob o número BA-05162/2020, ouviu 1.100 pessoas, entre os dias 3 e 6 /11, tinha nível de confiança de 95% e margem de erro 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Gasparetto, da Gasparetto Pesquisas e Sócio-Estatística

Em seu relatório o sociólogo Agenor Gasparetto anotou: “Eleitoralmente falando, Augusto Castro lidera em todos os critérios e tem a menor taxa de restrição/rejeição”, diz. “Em suma, a situação se encaminha para a eleição do candidato Augusto Castro. Sua principal vantagem está na sua menor taxa de restrição/rejeição” afirma. Bingo.

Para os incrédulos, a pesquisa registrou com fidelidade quase absoluta o cenário político de Itabuna.

A Gasparetto Pesquisas e Estatísticas sempre acertou seus prognósticos. Sinal de que competência. Profissionalismo e credibilidade são seu grande capital.

Também quero deixar meus parabéns à harmoniosa equipe do marketing da campanha vitoriosa.

Muito obrigado a Cláudio Rodrigues, Bolívar Bernardo Pinto, Luciano Ferreira, Ricardo Ozzy, William Costa, Regina Lima, Mariela Nunes, Tiago Gonçalves, Éricles Silva e Silas Lima, os editores Marcelo Santana e Álvaro Silva e os cinegrafistas Itan Viana, Renato Carvalheira e Elton Viana, Júlia Rovena, Letícia Oliveira e Lucas Matos.

Portanto, não só a Gasparetto Pesquisas e Estatísticas está de parabéns. A equipe também. Axé!

Luiz Conceição é jornalista.

AUGUSTO CASTRO É O PREFEITO ELEITO DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD) venceu a disputa pela Prefeitura de Itabuna. Os números finais da disputa pelo comando do Centro Administrativo Firmino Alves ainda serão divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que concentrou a divulgação dos números. Sabe-se, até aqui, que a diferença para o segundo colocado foi por ampla margem.

O empresário de 50 anos, nascido em Ibicaraí, chega à Prefeitura de Itabuna após dois mandatos como deputado estadual, no período de 2011 a 2019. Entre o mandato na Alba e a vitória deste domingo (15), superou mais de 40 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Calixto Midlej Filho, vítima da covid-19.

Já nas urnas, superou nomes conhecidos e fortes da política local, dentre eles o prefeito e candidato à reeleição, Fernando Gomes (PTC), Capitão Azevedo (PL) e Geraldo Simões (PT). Mais que nomes tidos como novos na política local, Augusto conseguiu melhor encarnar a mudança desejada pelo eleitorado itabunense, superando Dr. Mangabeira (PDT) e a vereadora Charliane Sousa (MDB).

À frente da Prefeitura de Itabuna, terá grandes desafios, como a reorganização da saúde e da educação, investimentos em infraestrutura e urbanismo e elevar a qualidade dos serviços públicos prestados ao itabunense.

ITABUNA: AUGUSTO LIDERA APURAÇÃO, COM 31,22% DOS VOTOS

Por enquanto, Augusto vai confirmando pesquisa da Gasparetto, com mais de 30% dos votos válidos
Tempo de leitura: < 1 minuto

A primeira parcial da apuração oficial dos votos para prefeito de Itabuna traz Augusto Castro (PSD) com 31,22% dos votos válidos. Ele é seguido por Fernando Gomes (PTC) com 19,98%.

Na sequência, vêm Dr. Mangabeira (PDT), com 15,78%, Capitão Azevedo (PL), com 13,66%, Dr. Isaac (Avante), com 7,79%, e Geraldo Simões (PT), com 5,57%.

Ainda há Charliane Sousa (MDB), com 3,01%, Edmilton Carneiro (PSDB), com 1,61%, Professor Max (PSOL) tem 0,96%, Alfredo Melo (PV) obteve 0,31% dos votos e Pedro Eliodório (UP), 0,14%.

Há grande lentidão na totalização dos votos por parte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até agora foram totalizados apenas 3,02% dos votos.

TRE-BA NEGA REGISTRO DE CANDIDATURA A FERNANDO; “CONTINUA A PERSEGUIÇÃO”, DIZ PREFEITO

Fernando tem registro de candidatura indeferido também pelo TRE-BA
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito Fernando Gomes teve o pedido de registro de candidatura indeferido, também, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) em decisão do desembargador Freddy Pitta Lima, relator do caso em segunda instância. A decisão é da noite deste sábado (14). O desembargador manteve decisão de primeira instância pelo não registro da candidatura do prefeito e candidato à reeleição.

Na sua decisão monocrática, Freddy Pitta Lima observou a existência de todos os requisitos para “declaração de inelegibilidade, a exemplo da rejeição de contas relativas ao exercício do cargo ou função pública, por irregularidade insanável que caracterize ato doloso de improbidade administrativa; decisão irrecorrível proferida pelo órgão competente; e ausência de provimento suspensivo ou anulatório emanado do Poder Judiciário”.

“Nego provimento ao Recurso manejado por Fernando Gomes Oliveira, dou provimento parcial aos recursos da Coligação Deixa o Homem Trabalhar, apenas para deferir seu pedido de assistência simples, e provimento ao recurso do Ministério Público, bem assim da Coligação Itabuna Tem Jeito, para manter a sentença hostilizada, que julgou procedente a Ação de Impugnação de Registro de Candidatura e indeferiu o pedido de registro de candidatura de Fernando Gomes de Oliveira, para concorrer ao cargo de Prefeito no Município de Itabuna, no pleito de 2020”, decidiu o desembargador e relator do caso.

Com essa decisão, Fernando ainda pode concorrer, mas os votos não serão computados até que o caso seja analisado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília.

“TAPETÃO”

O prefeito Fernando Gomes se pronunciou quanto à decisão do TRE baiano e, de início, acusou que adversários querem tirá-lo das eleições recorrendo ao “tapetão”. “Continua a perseguição contra Fernando Gomes. Eles não têm voto para vencer a eleição. Partem para a Justiça. O desembargador que deu essa posição, só que a decisão tem que ir para o TRE (Pleno do TRE), onde sete pessoas vão votarem”, disse Fernando.

Ainda disse que os adversários querem derrotá-lo recorrendo à via judicial. “Eles querem ganhar a eleição na base do tapetão. Se quer ganhar eleição, é no voto. A vez passada foi a mesma coisa. Quando chegou no TRE, tomaram de 6 a 1. Já entramos com agravo”, ironizou.

DATAQUALY VÊ AUGUSTO NA FRENTE E FERNANDO, MANGABEIRA, AZEVEDO, GERALDO E ISAAC EMPATADOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa traz intenções de voto a prefeito em Itabuna || Fotomontagem DiárioBahia

Feita no período de 6 a 9 de novembro, pesquisa Dataqualy traz Augusto Castro (PSD) na liderança da corrida sucessória em Itabuna, com 32,5% das intenções de votos no cenário estimulado. O levantamento entrevistou 400 eleitores e mostra empate técnico, na margem de erro, entre o prefeito Fernando Gomes (PTC), Dr. Mangabeira (PDT), Capitão Azevedo (PL), Geraldo Simões (PT) e Dr. Isaac (Avante).

Fernando Gomes (PTC) – 15,03%
Dr. Mangabeira (PDT) – 13,02%
Capitão Azevedo (PL) – 9,03%
Geraldo Simões (PT) – 6,5%
Dr. Isaac (Avante) – 6,3%.

Num outro pelotão, porém empatados com Azevedo, Geraldo e Dr. Isaac, aparecem Charliane Sousa (MDB), com 3,3%; Professor Max (PSOL), com 1%; Edmilton Carneiro (PSDB), com 0,8%; Alfredo Melo (PV), com 0,3%.

O instituto não explicou porque o nome de Pedro Eliodório não consta do resultado final da pesquisa. O percentual de brancos e nulos atinge 7,3% e o de indecisos chega a 4,5%.

A pesquisa sobre a sucessão em Itabuna foi contratada por uma empresa de Salvador, a Alves Quatro Assessoria de Comunicação, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o código BA-01535/2020. A margem de erro é de 4,9 pontos percentuais (devido ao baixo numero de entrevistados) e o intervalo de confiança chega a 95%.

RUAS SÃO INTERDITADAS PARA OBRAS NO CENTRO DE ITABUNA

Vias do Centro são interditadas para obras de recapeamento asfáltico
Tempo de leitura: < 1 minuto

As ruas São Vicente de Paulo, Oswaldo Cruz e Ruffo Galvão e a Avenida Nações Unidas, no centro, foram interditadas para veículos nesta terça (10). De acordo com a Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna (Sesttran), a interdição valerá até o final das obras de recapeamento asfáltico da Rua Ruffo Galvão e da Avenida Nações Unidas.

Agentes da Secretaria Municipal de Segurança Transporte e Trânsito (SESTTRAN) estão no local orientando motoristas e motociclistas. Carros ou ambulâncias que forem pegar pacientes nos centros médicos da rua terão acesso liberado.
As obras de recapeamento são tocadas com recursos do Estado. Segundo o prefeito Fernando Gomes, também será recuperada a pavimentação das avenidas Ilhéus, Félix Mendonça e Manoel Chaves (Kennedy).

AUGUSTO LIDERA COM 31,82%, AZEVEDO TEM 15,73% E FERNANDO APARECE COM 13,9%

Os três primeiros colocados na pesquisa da Sócio Estatística
Tempo de leitura: < 1 minuto

A oito dias das eleições municipais, finalmente foi divulgada a primeira pesquisa registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) sobre o pleito em Itabuna, um dos principais da Bahia. Hoje, o caminho do candidato do PSD está tranquilo, segundo os dados divulgados pela empresa Gasparetto Pesquisas e Estatísticas.

O candidato Augusto Castro (PSD) aparece na frente dos concorrentes, com 31,82%, na pesquisa estimulada, quando há cartela com os nomes dos candidatos. O levantamento foi divulgado no final da tarde deste sábado (7).

OS NÚMEROS DE TODOS OS CANDIDATOS

Em segundo lugar, com 15,73% da preferência do eleitorado itabunense, aprece o ex-prefeito Capitão Azevedo (PL). Ele é seguido de perto, pelo atual prefeito. O candidato à reeleição Fernando Gomes (PTC) tem 13,91% e é seguido pelos candidatos Doutor Mangabeira (PDT), com 9,64%, e Geraldo Simões (PT), com 4,82%.

Entre os demais candidatos, Doutor Isaac Neri (Avante) tem 3,55%, e a atual vereadora Charliane Souza (MDB), 3,18%. Os candidatos Pedro Eliodoro (UP) e Professor Max (PSOL) têm 0,36%. Nas últimas colocações estão os candidatos Edmilton Carneiro (PSDB), 0,18%, e Alfredo Melo (PV), com 0,09%.

A pesquisa eleitoral presencial, registrada no TSE sob o número BA-05162/2020, ouviu 1.100 pessoas, entre os dias 3 e 6 /11, tem nível de confiança de 95% e margem de erro 3%.

“Eleitoralmente falando, Augusto Castro lidera em todos os critérios e tem a menor taxa de restrição/rejeição”, diz em seu relatório o sociólogo Agenor Gasparetto. “Em suma, a situação se encaminha para a eleição do candidato Augusto Castro. Sua principal vantagem está na sua menor taxa de restrição/rejeição” afirma.

Back To Top