skip to Main Content
15 de abril de 2021 | 02:11 pm

COM APOIO DA FICC, ATLETAS ITABUNENSES VENCEM COPA SÃO PAULO DE JUDÔ

Tempo de leitura: < 1 minuto
João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

João, Daniel Leão e Viviane Izidro após conquista em SP.

Dois atletas itabunenses ganharam destaque nacional no último dia 2 de abril. Viviane Izidro Santos e João Victor, de 16 e 19 anos, respectivamente, foram campeões da Copa São Paulo de Judô de 2017 na modalidade Kata. Ambos integram a equipe da Associação Ipon de Judô em Itabuna, que tem como coordenador, o professor Roni Montenegro.

Morador do bairro Conceição, João Vitor, que pratica judô desde os 14 anos, acumula diversos títulos regionais; além de ter sido campeão brasileiro em 2016. O atleta iniciou a carreira praticando capoeira, logo depois, descobriu a paixão pelo judô. Viviane, residente no São Pedro, começou o esporte com 9 anos de idade. A atleta revelou que o principal incentivo surgiu da mãe, que já praticou a modalidade quando mais jovem.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), junto com a Diretoria de Esporte, patrocinaram a viagem da dupla para São Bernardo do Campo, onde foi realizada a Copa. O presidente da FICC, Daniel Leão, ressaltou que o objetivo da entidade é incentivar novos valores e revelar atletas que possam se destacar nas diversas modalidades esportivas.

FICC OFERECE 60 VAGAS E ATÉ R$ 2 MIL DE SALÁRIO EM SELEÇÃO PÚBLICA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

Sede da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

As inscrições para o Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social (Pacais) ficam abertas até a próxima segunda (3). São oferecidas 42 vagas para oficineiros de Arte e 18 para assistentes artísticos, de acordo com edital da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). O programa tem por objetivo difundir a cultura através de oficinas de iniciação artística. Salário varia de R$ 1 mil a R$ 2 mil.

CONFIRA EDITAL

Do total de vagas ofertadas para os cargos descritos no Edital, duas serão reservadas a pessoas com deficiência, desde que haja compatibilidade com as atividades do cargo pretendido. Segundo a coordenadora pedagógica do programa, Denise Tavares, ao longo da sua execução o Pacais já contemplou mais de 5 mil pessoas no município.

Leia Mais

LOJA PÕE LIXO NA ARTE. E A ARTE, NO LIXO!

Tempo de leitura: 2 minutos
Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

Painel de Genaro sofre ataque da Ricardo Eletro (Foto Pimenta).

O painel A civilização do cacau (Saga do cacau), de Genaro de Carvalho, no encontro da Praça Adami com a Avenida do Cinquentenário, em Itabuna, é um dos mais ricos retratos da cultura cacaueira sul-baiana. A obra foi fixada ali, no Edifício Comendador Firmino Alves, em 1953, encomendada pelo Banco Econômico. Sofreu a ação do homem até ser, finalmente, restaurada em 2011 pelo artista Richard Wagner, contratado pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), então presidida pelo escritor grapiúna Cyro de Mattos.

Para resistir à ação predatória em uma das regiões mais movimentadas do centro da cidade, um gradeado protege o painel em azulejo. Nem sempre o bicho homem respeita este limite. Nem sempre o gradeado significa proteção. Camelôs utilizam o espaço para guardar produtos ou até mesmo cadeiras. Não há repressão por parte do município.

A permissividade abriu espaço para que não só os informais cuidassem de, novamente, ameaçar o patrimônio artístico e histórico. De domingo para segunda, homens contratados pela Ricardo Eletro tiveram a “brilhante” ideia de usar o espaço para descartar o resto de letreiro da finada Insinuante.

Questionada pelo PIMENTA, a gerência da loja explicou que a decisão de usar aquele espaço como descarte de lixo teria sido tomada, desavisadamente, por operários contratados para mudar a cara do estabelecimento, trocando o letreiro da finada rede de móveis e eletros. “A gente vai tirar [o lixo] amanhã”, disse a tranquila gerente.

O blog procurou a presidente da Ficc, Nilmecy Gonçalves, mas a sua assessoria informou que ela estava fora da cidade.

CEI FINGE QUE MIRA EM ROBERTO JOSÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aldenes e Jairo colhem assinaturas para instalar CEI

Aldenes e Jairo colhem assinaturas para instalar CEI

A dupla de vereadores comunistas na Câmara de Itabuna – Aldenes Meira e Jairo Araújo – coletava assinaturas na tarde de hoje (24) para abrir uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) com o objetivo de apurar supostas irregularidades na gestão de Roberto José na Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

Comenta-se que o ex-presidente da fundação possa ter exagerado nos gastos e tais suspeitas deverão ser apuradas pela CEI, que já teria assinaturas suficientes para ser instalada. Nos bastidores, também se diz que os comunistas jogam por tabela e o verdadeiro alvo não seria Roberto José, ou pelo menos não somente ele.

No Centro Administrativo Firmino Alves, tem gente que vai precisar tomar cuidado para não perder o controle.

ITABUNA TERÁ PROGRAMAÇÃO CULTURAL NA PASSAGEM DA TOCHA OLÍMPICA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Tocha Olímpica chegará a Itabuna exatamente um mês após ter sido acesa na Grécia

Como uma das cidades contempladas com a passagem da Tocha Olímpica, Itabuna prepara um pacote de atividades culturais para marcar a presença do símbolo dos jogos. A festa está programada para o dia 21 de maio, a partir das 16 horas.

A Tocha Olímpica percorrerá as principais avenidas de Itabuna. Nesse percurso, haverá apresentações diversas, promovidas pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Está prevista exibição de rodas de capoeira, grupos de percussão, fanfarra, violinos e balé. Parte dessa programação está reservada para o momento final da passagem, em cerimônia na Praça Rio Cachoeira.

Na praça,onde a Tocha Olímpica ficará exposta, haverá apresentação da Fanfarra Falcões e de balé grego com alunas do projeto Viv-à-rte. Segundo a Prefeitura, por determinação do Comitê de Organização Local, não será permitida a instalação de barracas para venda de bebidas e alimentos na praça.

FICC CONTESTA NOTA DO PIMENTA

Tempo de leitura: 2 minutos

A assessoria da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) enviou nota ao PIMENTA, contestando postagem na qual o blog se refere a queixas de monitores de programas desenvolvidos pela instituição, devido ao atraso de salários.

A Ficc não nega o atraso, mas afirma que seria falsa a afirmação de que os trabalhadores  reclamaram do problema.  Os pagamentos deveriam ter ocorrido no dia 11, mas, de acordo com a Ficc, começariam a sair somente ontem (19).

Diz a nota que “é ZERO o número de colaboradores que oficialmente se pronunciaram com a presidência da FICC ou  mesmo com os setores de Coordenação dos referidos programas no sentido de registrar quaisquer sentimentos de insatisfação”.

O PIMENTA observa que em nenhum momento se referiu a reclamações ou pronunciamentos oficiais dos funcionários, mas tão somente que o atraso gerou queixas, ainda que não manifestadas “oficialmente”.

Ainda segundo a nota da Ficc, “a reclamação parte, na verdade, de um elemento pontual que, por algum motivo, distanciado da maneira austera e transparente com que a FICC se relaciona com todos os seus colaboradores, emerge-se num esforço de desconstruir o bom andamento das políticas públicas que vêm sendo implementadas pela FICC ”.

O PIMENTA desconhece qual seria esse “elemento pontual”, mas o fato é que recebeu manifestações de funcionários descontentes. Por algum motivo, que compete somente aos mesmos ponderar, eles optaram por não revelar suas identidades.

Ainda na mesma nota, a Ficc contesta suposta informação do blog sobre gastos de R$ 50 mil na compra de “copos descartáveis”, ressaltando que a despesa com esse material foi, na verdade, de 5.320,00.

Em nenhum momento o PIMENTA se referiu à compra de “copos descartáveis”, sendo claro que houve confusão da assessoria da Ficc neste item. Na verdade, o blog comentou sobre a compra de copos de água mineral e de fato cometeu equívoco no valor informado, o que merece o devido reparo.

Conforme a ata de registro de preço número 006/2016, referente ao processo licitatório 003/2016, a Ficc desembolsou R$ 48.680,00 em contrato que envolveu o fornecimento, por um período de 12 meses, de água mineral (em copos, garrafas de 500 ml e garrafões de 20 litros) e 3 mil refeições acondicionadas em quentinhas.

Fica feito o esclarecimento.

FICC EXPLICA ATRASO DE PAGAMENTO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ficc esbanja nas compras, mas se aperta para pagar salários

Ficc esbanja nas compras, mas se aperta para pagar salários

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) iniciou ontem, com atraso de oito dias, o pagamento aos monitores do Programa de Arte e Cultura em Áreas de Interesse Social e do Projeto Viv-à-rte. Em nota, a entidade atribuiu a demora a “questões burocráticas de natureza bancária, concernentes à transição entre presidências”.

O atraso gerou muitas queixas dos monitores e comentários anônimos enviados ao PIMENTA (possivelmente por funcionários contratados pela Ficc). Em comentário à nota publicada pelo blog sobre os gastos da fundação com estrutura para eventos (palco e cobertura), um leitor observou: “sobra dinheiro na Ficc, mas falta no bolso dos educadores sociais”.

A nota  do blog informara que, no primeiro trimestre de 2016, a fundação pagou R$ 480 mil em despesas com palco e toldo, sendo R$ 260 mil apenas em março. Na Prefeitura, o comentário é de que a Ficc vive uma situação privilegiada e um exemplo curioso foi a licitação para a compra de copinhos de água mineral, no valor de R$ 50 mil, também no primeiro trimestre.

Nem o gabinete do prefeito Claudevane Leite é tão bem abastecido, tanto que é normal o gestor mandar pedir água à fundação de cultura.

SOBRA DINHEIRO NA FICC, MAS FALTA PARA TAPA-BURACOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

Ficc pagou R$ 480 mil em despesas com som e palco nos três primeiros meses de 2016

A crise felizmente não bateu às portas da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). Se por aí muitos reclamam da falta de dinheiro, esse problema não existe no órgão municipal responsável pelo desenvolvimento de projetos culturais, o que pode ser verificado por meio de alguns números recentes.

Para se ter uma ideia da fartura, nos três primeiros meses deste ano, a Ficc pagou R$ 480 mil somente em despesas com palco e cobertura (toldo). Mais da metade desse valor (cerca de R$ 260 mil) foi liberada no mês de março, o último da gestão do ex-presidente Roberto José, que se desligou da fundação para entrar na disputa eleitoral.

Em compensação, se dinheiro não é motivo de dor de cabeça na Ficc, o mesmo não pode ser dito com relação à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). O órgão se encontra impossibilitado de realizar operação tapa-buracos na cidade porque o governo não pagou um débito de R$ 220 mil com a empresa que fornece material para a produção do asfalto. E os motoristas bem sabem como se encontram as ruas da cidade…

Longe de questionar a importância da cultura e das ações da Ficc. Porém, a mais singela noção de prioridade indica que há algo de errado nessa divisão dos recursos públicos.

atualizada às 12h48

HOJE TEM ENCENAÇÃO DA PAIXÃO DE CRISTO EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Encenação terá maior elenco e novos efeitos especiais  (Foto Eric Souza/Ficc).

Encenação terá maior elenco e novos efeitos especiais (Foto Eric Souza/Ficc).

Os itabunenses poderão reviver nesta Sexta-Feira Santa um dos momentos mais dramáticos e impactantes da história da humanidade: a Paixão de Cristo. A encenação, que tem entrada franca, acontece a partir das 19 horas, no Estádio Luiz Viana Filho (Itabunão).

De acordo com a Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), o espetáculo traz inovações este ano, como maior elenco, novos efeitos especiais e cenário projetado em telão com tecnologia 3D.

O diretor da encenação, Marquinhos Nô, promete muita emoção aos espectadores. “Temos algumas surpresas para o público que a gente não pode revelar, mas que com certeza o deixarão ainda mais próximo de tudo o que vai acontecer. Quem for ao espetáculo se sentirá ainda mais emocionado”, garante Marquinhos.

AZEVEDO QUER BANDEIRA COMO VICE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Azevedo se movimenta com apoio de gente do governo Vane (foto Pimenta)

Azevedo se movimenta com apoio de gente do governo Vane (foto Pimenta)

O ex-prefeito José Nilton Azevedo, ainda no DEM, não jogou a toalha quando o assunto é a disputa pelo poder municipal. Segundo fonte ouvida pelo Pimenta, uma possível candidatura de Azevedo conta com apoio e incentivo de gente graúda do governo do prefeito Claudevane Leite (PRB), embora este siga pessoalmente comprometido com o comunista Davidson Magalhães.

Os colaboradores de Vane que flertam com o ex-prefeito não descartam a possibilidade de Azevedo vir a ter sua candidatura inviabilizada em função de pendências judiciais, mas ainda assim calculam que vale a pena tê-lo por perto. Se não for como candidato, seria na função de cabo eleitoral.

A estratégia, naturalmente, inclui o desembarque de Azevedo do DEM (ele irá provavelmente para o PSD ou PR). Outro ponto é reprogramar o GPS do presidente da Ficc (Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania), Roberto José, que passaria a ter a Câmara de Vereadores como destino.

Detalhe: para o grupo que articula a candidatura do ex-prefeito, o vice dos sonhos é o juiz aposentado Marcos Bandeira.

ROBERTO JOSÉ NO PROS?

Tempo de leitura: < 1 minuto
Roberto José de olho no PR (Foto Thiago Pereira).

Roberto José de olho no PR (Foto Thiago Pereira).

Diz o semanário A Região, em sua Malha Fina, que o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), Roberto José, está de malas prontas para o PROS. A decisão teria sido tomada ao saber (definitivamente) que o seu partido, o PSD, não terá candidato a prefeito no município, por decisão do senador Otto Alencar.

Verdade ou não, o PROS é o partido que foi para a base (?) do Governo Vane para, justamente, garantir uns dois minutos de televisão ao projeto de candidatura do deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB). E, claro, assegurou uma secretaria, exatamente a então ocupada por Roberto, a de Transporte e Trânsito (Settran).Fi

BIBLIOTECAS PÚBLICAS RECEBEM 2,5 MIL LIVROS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Clássicos da literatura universal compõem acervo doado (Foto Ficc).

Clássicos da literatura universal compõem acervo doado (Foto Ficc).

Dirigentes recebem livros da Ficc.

Dirigentes recebem livros da Ficc.

As bibliotecas do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), na Urbis IV, e Plínio de Almeida, no Espaço Cultural Josué Brandão, ganharam 2,5 mil livros, doados pela Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc).

O reforço no acervo das bibliotecas públicas é parte das ações do projeto Letras que Voam, criado em 2015 pela fundação municipal de cultura.

Por meio do projeto, a Ficc adquiriu mais de 20 mil livros, além de acervo multimídia, jogos educativos, tendas, baús, mesas e cadeiras, segundo o presidente da Fundação, Roberto José.

O projeto atinge tanto o público público infanto-juvenil como o adulto. De acordo com a coordenação do Letras que Voam, a fundação doou, em dezembro, 500 livros ao Centro de Atenção Integral à Criança (Caic Jorge Amado) e outros 500 à biblioteca da Escola Municipal Lourival Oliveira Soares, em Ferradas.

VANE: ROBERTO JOSÉ PERMANECE NA FICC

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vane em reunião com conselheiros de cultura hoje.

Vane em reunião com conselheiros de cultura hoje.

O prefeito Claudevane Leite disse hoje (3) a membros do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Itabuna (CMPCI) que Roberto José permanecerá à frente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc). O cargo era pretendido por políticos ligados ao PROS e ao vereador Carlos Coelho, como revelou em primeira mão o PIMENTA (relembre aqui).

Aos conselheiros, Vane disse que não pretende fazer mudanças na presidência da entidade. Atenderá a um desejo do próprio Roberto José. Este já se manifestou que prefere a presidência da Ficc a ter que abrir mão dela para continuar à frente da Secretaria de Transporte e Trânsito (Settran).

Primeiro secretário do CMPCI), Evaldo Costa diz ter levado a pauta, junto com outros dirigentes, ao prefeito Vane, que se mostrou solícito e negou mudanças, “por ora”, na fundação cultural.

TEATRO À VISTA!

Tempo de leitura: < 1 minuto
Teatro foi reformado e abriga programação da Felita (Foto Ricardo Mascarenhas).

Teatro foi reformado e abriga programação da Felita (Foto Ricardo Mascarenhas).

roberto jose
Itabuna não possui teatro e ficou ainda pior com a reforma interminável (e paralisada há mais de um ano!) do Centro de Cultura Adonias Filho, no Jardim do Ó. A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc) tentou assumir o espaço cultural, mas recebeu negativa do governo baiano.
Agora, parece surgir uma luz.
O presidente da fundação, Roberto José da Silva, negocia com a Ação Fraternal de Itabuna (AFI) para que o Teatro Amélia Amado seja reaberto para eventos culturais. A proposta inicial tem à frente a própria Ficc. As conversas estão avançadas com a direção do colégio.
Até o próximo domingo, o teatro recebe programação da Feira Literária de Itabuna (Felita). O evento é realizado na AFI e foi aberto ontem à noite com bate-papo com grandes nomes da literatura regional. Hoje, os escritores Jorge Araujo, Paloma Amado e Aleilton Fonseca falam da feira e de literatura às 9h30min, numa coletiva à imprensa.

BELO ESPETÁCULO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Centenas de pessoas assistiram à encenação da Paixão de Cristo, no estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna, no feriadão da Semana Santa. Por causa da greve da PM, neste ano o espetáculo ocorreu no domingo (Foto Eric Souza/Ficc).

Centenas de pessoas assistiram à encenação da Paixão de Cristo, no estádio Luiz Viana Filho, em Itabuna, no feriadão da Semana Santa. Por causa da greve da PM, neste ano o espetáculo ocorreu no domingo.  Cerca de cem atores participaram da produção dirigida por Marquinhos Nô. Há quase 20 anos, a encenação não era feita no estádio (Fotos Eric Souza/Ficc).

crucificação de jesus

Back To Top