skip to Main Content
29 de maio de 2020 | 08:14 am

DIA INTERNACIONAL DO GOLEIRO. QUAL O SEU HOMENAGEADO?

Tempo de leitura: 3 minutos

Caso seja bafejado pela sorte, ou quem sabe, a técnica, defendendo sua retaguarda, é aplaudido efusivamente pelos torcedores de sua equipe e xingado pela torcida adversária. Se não foi feliz na sua intervenção, “a casa cai” e imediatamente ganha, no mínimo, a alcunha de frangueiro

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Não sei como surgiu a homenagem aos goleiros, comemorada em todo o mundo no dia 26 de abril. Goleiro é uma das posições que não admitem falha, pois no futebol é o gol quem “manda” e quem marca mais ganha o jogo, o turno, o campeonato. Goleiros bons já tivemos à mancheia, embora os milhões de comentaristas brasileiros sempre disseram que eles não sabiam sair das quatro linhas como os europeus.

Na seleção canarinho sempre foi motivo de amor e ódio. Que o diga o goleiro da Copa de 50, Barbosa, que tomou os dois gols do “Maracanaço”, marcado para sempre e morreu com esse desgosto. Dizem até que o lugar do goleiro – embaixo dos três paus – é tão amaldiçoado que não nasce grama. As diferenças entre o goleiro e os atacantes são abissais e ninguém enfarta caso um atacante perca um gol, mas morre se o goleiro toma.

Marcadas as diferenças, alguns goleiros sabem se impor e conseguem fazer história nos times por que passam – com raríssimas exceções – e na Seleção Brasileira, outros não conseguem essa proeza. Guarda-redes, goalkeeper, arqueiro ou simplesmente goleiro é aquele que consegue fazer voos sensacionais para tirar, com a ponta dos dedos, a bola da direção do gol, se jogar nos pés do atacante, calcular o lado certo da batida da falta ou do pênalti.

Caso seja bafejado pela sorte, ou quem sabe, a técnica, defendendo sua retaguarda, é aplaudido efusivamente pelos torcedores de sua equipe e xingado pela torcida adversária. Se não foi feliz na sua intervenção, “a casa cai” e imediatamente ganha, no mínimo, a alcunha de frangueiro e perde a admiração da torcida e a confiança do treinador e dos cartolas do clube, mesmo sendo o petardo disparado pelo adversário indefensável.

Neste domingo (26), Dia do Goleiro, fiz questão de homenagear o arqueiro Manga, que sabia se colocar em frente da trave como ninguém. No Botafogo foi Campeão Carioca em 1961, 1962, 1967 e 1968, Taça Brasil de 1968, Rio-São Paulo de 1962, 1964, 1966. Já que falei de estatística, pelo Botafogo jogou 442 partidas e sofreu 394 gols. Também jogou 12 partidas pela Seleção Brasileira.

Manga em ação defendendo o Botafogo (RJ)

Pelo Botafogo passaram grandes goleiros, com os quais me identifiquei bastante, mas Manga sempre foi especial pela sua presença e firmeza na pequena área e impunha respeito ao abrir “as asas” e deixar o atacante perdido, sem saber o que fazer. Melhor, ainda, quando o próximo jogo era contra o Flamengo e ele não perdia a esportiva ao dizer que tinha recebido o “bicho” pela vitória antes mesmo do jogo.

Já Maurício Duarte, ex-jogador profissional de grandes equipes brasileiras (Botafogo, inclusive), radialista, comentarista de futebol, amigo de excelente caráter, homenageou o goleiro Laércio, do Itabuna. E a homenagem foi prestada em tempo certo a uma pessoa que não mais se encontra entre nós e fez história no Itabuna Esporte Clube e em Itabuna, chegando a ser o xodó da torcida pelas grandes atuações dentro e fora do campo.

Itabuna sempre foi pródiga em bons goleiros desde os tempos do futebol amador – Fluminense, Flamengo, Grêmio, Janízaros, Bahia, Itabuna, Corinthians e Botafogo, este com um fato inusitado: o goleiro Danielzão mais tarde trocou de posição e passou a jogar como centroavante. Esses mesmos goleiros dos clubes defenderam com mãos de ferro a Seleção de Itabuna, vencedora do Intermunicipal por oito anos seguidos: Octacampeã.

Desfilaram em baixo dos três paus da seleção itabunense os goleiros Carlito, Asclepíades, Ivanildo, Plínio, Luiz Carlos, Betinho, dentre outros, que escreveram seus nomes da história do futebol itabunense. Goleiros que defendiam bolas impossíveis e se atiravam nelas como um esfomeado em busca de um prato de comida, para não deixar de citar a rica e bela gíria futebolística, além dos altamente técnicos.

É uma justa homenagem a um profissional – antes amador – que destoa dos colegas de equipe desde pequeno, por ser raro os que têm o sonho de ser goleiro e lutam para isso nos babas e escolinhas de futebol. Não raro, os goleiros são descobertos por serem aqueles que não têm talento para jogar na zaga, meio do campo e ataque e são escalados nos babas como goleiro, posição pouco disputada nos campinhos.

Por isso e tudo isso, minhas homenagens aos goleiros do Brasil e do mundo. Vai que é sua, Tafarel!

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

SÉRIE D: JUAZEIRENSE SAI NA FRENTE E FLU EMPATA EM BRIGA POR VAGAS NAS OITAVAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Flu precisa de uma vitória simples em casa para avançar para as oitava|| Foto Divulgação

Juazeirense e Central-PE largaram na frente na briga por uma vaga nas oitavas de final da Série D. Em Juazeiro, o time baiano abriu o confronto diante do Atlético Patrocinense-MG com uma vitória por 1 a 0. Em Caruaru (PE), a equipe pernambucana venceu o Jacuipense por 2 a 0.

No Adauto Moraes, a Juazeirense marcou o gol da vitória ainda no primeiro tempo. Aos 36 minutos, Clebson balançou as redes e garantiu a vantagem do empate para o confronto da volta. O duelo decisivo está marcado para o próximo domingo (23) em Patrocínio (MG).

Assim como nos últimos dois confrontos entre as equipes na Série D, Salgueiro e Fluminense de Feira ficaram empatados. No Cornélio de Barros, o Tricolor baiano abriu o placar com Edson aos 10 minutos do primeiro tempo. O Carcará respondeu na segunda etapa e deixou tudo igual com Muller Fernandes, de pênalti.  As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo (23), em Feira.

No Lacerdão, a Jacupiense saiu em desvantagem contra o Central. Joelson abriu o placar para os donos da casa aos 27 minutos da etapa inicial. Já no segundo tempo, aos 24 minutos, Diego Palhinha fechou o marcador em 2 a 0. A volta está marcada para a próxima quinta-feira (20) em Riachão do Jacuípe.

JOGADOR DO SANTOS, ITABUNENSE VIVE EXPECTATIVA DE ESTREIA NA COPA SÃO PAULO

Tempo de leitura: 2 minutos

Sandry Roberto embarcando para a disputar a Copa São Paulo Júnior

Ele só tem 16 anos, mas já faz parte da equipe do Santos que disputará a edição deste ano da Copa São Paulo de Futebol Junior, competição que reúne 128 clubes e mais de três mil jogadores de todas as regiões do país.O menino em questão é Sandry Roberto, que começou aos oito anos no futebol de salão da escolinha do Colégio Ciso, chegou aos 11 na equipe de futebol de campo da AABB e, aos 13 anos, foi aprovado na “peneira” do Santos.

Nesta sexta-feira (4), às 19h, no Estádio Municipal Francisco Ribeiro Nogueira,  o “Nogueirão”, o Santos do itabunense estreia na Copa São Paulo de Futebol, contra o Sergipe (SE). Sandry Roberto é um dos 25 Meninos da Vila que desembarcaram, na tarde de quarta-feira (2), na cidade de Mogi das Cruzes, para a disputa da primeira fase da 50ª edição da competição.

Sob comando do treinador Emerson Ballio, o Santos vai em busca do tetracampeonato da competição de base mais importante do Brasil. Em Itabuna, no sul da Bahia, quem não “vai se desligar da TV ” na hora do jogo é o professor Vladistone Menezes, treinador de Sandry Roberto no Ciso e AABB. “Desde muito cedo que o garoto mostrava uma habilidade diferenciada. Sempre se destacou”, conta ao PIMENTA o orgulhoso treinador.

UM DOS GRANDES NOMES

O Vladistone Menezes afirma não ter dúvidas de que Sandry Roberto será um grandes nomes do futebol brasileiro. “O Sandry é um volante diferenciado, que sabe marcar e sair jogando como poucos atletas na posição dele. Aqui em Itabuna, ele atuava como meia direita, mas no Santos foi escalado como volante e seu futebol cresceu ainda mais”, comemora.

Além da equipe do Sergipe, na primeira fase, o Santos enfrentará o São Caetano (SP), no dia 7, às 20h; e União (SP), no dia 10, às 19h45min. O treinador do Santos ainda não divulgou os relacionados para o jogo de estreia. A Copinha começou na quarta-feira (2) e a grande decisão será  em 25 deste mês, no dia de aniversário de São Paulo.

“BOLT” DO BAHIA DESPACHA O VASCO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Foto Felipe Oliveira/EC Bahia

Foto Felipe Oliveira/EC Bahia

O Bahia enfiou 3 a 0 no Vasco, neste domingo (20), na Fonte Nova, em Salvador, apoiado na velocidade do artilheiro Mendoza, que fez dois gols. A agilidade do jogador tricolor fez a torcida apelidá-lo, rapidamente, de “Bolt”, numa referência à lenda do atletismo mundial, o jamaicano Usain Bolt, o maior velocista de todos os tempos.  

Com a vitória de hoje, o Bahia chega aos 26 pontos, passando à 12ª colocação no Brasileirão 2017, enquanto o cruzmaltino cai uma posição, para 16º, com 25. Na próxima rodada, o Vasco pega o Flu, no Rio, sábado (26), às 16h. Já o Bahia, encara o Botafogo, na Fonte Nova, às 16h do domingo (27). 

MORRE LÉO BRIGLIA, UM DOS MAIORES CRAQUES QUE A BAHIA JÁ VIU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leo-Briglia-304x354Hoje é um dia triste para o futebol. Morreu, aos 87 anos, o itabunense Léo Briglia, certamente um dos maiores craques que a Bahia produziu para o esporte das multidões.

Artilheiro da primeira edição do campeonato brasileiro, em 1959, Léo foi o principal responsável pela conquista do título nacional pelo Bahia naquele ano. Chegou a ser cogitado para a Seleção Brasileira, mas acabou perdendo a chance devido a problemas físicos. Substituíram-no por um sujeito  chamado Edson, apelido Pelé. Além do Bahia, Léo também brilhou no Fluminense.

Na década de 50, quando jogava pela Seleção de Itabuna, Léo simplesmente acabava com os adversários. Era um time dos sonhos, que se fazia respeitar no futebol baiano. “Nós papávamos todos eles”, disse certa vez o mestre, sem falsa modéstia.

A causa da morte de Léo Briglia ainda não foi confirmada. Seu corpo será velado a partir desta manhã, no Velório Santo Antônio, e o sepultamento irá ocorrer nesta sexta-feira (26), em horário a ser confirmado pela família.

Atualizado às 9h34

VITÓRIA APLICA VIROTE NO FLU: 3 A 1

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vitória teve domínio do jogo na etapa final (Foto ECV).

Vitória teve domínio do jogo na etapa final (Foto ECV).

O Vitória derrotou o Fluminense por 3 a 1, no Barradão, hoje à noite. O tricolor carioca abriu o placar aos 18 minutos do primeiro tempo, gol de Cícero após cruzamento de Conca.
Aos 21 minutos da etapa final, Marcinho cobrou falta e Dinei, de cabeça, balançou a rede adversária.
O empate demorou a sair, mas a virada…
O rubro-negro baiano virou. Quatro minutos depois, William Henrique fez o segundo. Aos 30 minutos, Vinícius fez o terceiro do Vitória. O time baiano foi a 21 pontos, porém permanece na zona de rebaixamento.
Confira, abaixo, os gols do confronto com o Flu. Domingo (21) tem BA-VI na Fonte Nova. O Bahia começou a jogar, há pouco, contra o Botafogo, no Maracanã.

ITABUNA ESTREIA COM DERROTA NA SÉRIE B; COLO-COLO LIDERA

Tempo de leitura: 2 minutos
O ilheense Xandy garantiu a vitória do Ipiranga (Foto Álbum Pessoal).

O ilheense Xandy garantiu a vitória do Ipiranga (Foto Álbum Pessoal).

O Itabuna Esporte Clube começou mal a sua campanha pelo retorno à elite do futebol baiano. Há pouco, o Azulino perdeu, de virada, por 2 a 1, para o Ipiranga, no Estádio Junqueira Ayres, em São Francisco do Conde.
A equipe sul-baiana abriu o placar, bem no início do jogo. Cleiton balançou a rede de Jeférson com um minuto. A virada do Ipiranga começou a ser construída logo após o golpe azulino. Aos 14 minutos, Xandy deixou tudo igual.
O Ipiranga obteve a vitória no segundo tempo. E no finalzinho. Xandy fez o segundo do Ipiranga, aos 42 minutos da etapa final, decretando a derrota azulina. O Itabuna volta a jogar no próximo domingo (23), no Estádio Luiz Viana Filho, às 15h, contra o Leônico, que também perdeu na estreia, por 1 a 0, para o Jacobina. O Ipiranga enfrentará o Fluminense de Feira, no mesmo horário.
COLO-COLO DERROTA ATLÉTICO
Enquanto o Azulino estreou com derrota, o Colo-Colo se impôs diante do Atlético de Alagoinhas, no Estádio Mário Pessoa. O Tigre Ilheense fez 2 a 0. Com três pontos e melhor saldo de gols que o Ipiranga, o time ilheense pode terminar a rodada como líder, a depender do resultado do embate entre Jequié x Flamengo de Guanambi, no Waldomiro Borges.
O próximo jogo será contra o Flamengo, no sudoeste baiano. O Atlético enfrentará o Jequié, no sábado (22).
Atualização às 19h – O Flamengo venceu o Jequié por 3 a 1 e, provisoriamente, lidera a Série B. A rodada será completada na quinta (20) com o jogo Ipitanga x Fluminense.

JUSTIÇA MANTÉM FLUMINENSE NA SÉRIE A

Tempo de leitura: < 1 minuto

Douglas Corrêa | Agência Brasil
A Justiça do Rio concedeu liminar nesta quarta-feira (15) determinando que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cumpra a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que no fim do ano passado rebaixou a Portuguesa para a Série B do Campeonato Brasileiro.

 O clube foi punido com a perda de 4 pontos por ter escalado o meia-atacante Héverton, que estava suspenso, na partida contra o Grêmio. Na mesma decisão, o Clube de Regatas Flamengo também perdeu 4 pontos por ter escalado o jogador André Santos, de forma irregular, na partida contra o Cruzeiro.
Com a medida, o Fluminense Futebol Clube permanece na Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol.

PORTUGUESA ESTUDA USAR “CAMISA DO FLU” NA SÉRIE B

Tempo de leitura: 2 minutos

Do Globo Esporte

(Reprodução).

(Reprodução).

Como forma de protesto pela sua derrota no STJD, a Portuguesa pode vestir um uniforme igual ao do Fluminense na Série B do Campeonato Brasileiro de 2014. Inspirada em uma ideia lançada por torcedores nas redes sociais, a diretoria da Lusa quer usar o fato de os dois clubes vestirem cores parecidas (branco, verde e vermelho – no caso do Fluminense, grená), para provocar o clube carioca.

Por ter escalado de forma irregular o meia Héverton na última rodada do Brasileirão, a Lusa perdeu quatro pontos e acabou sendo rebaixada, salvando assim o Fluminense da degola.

– Nós vimos a ideia na internet e passamos a discutir na diretoria. Eu acho que, se ficarmos realmente na Série B, usar a camisa do Fluminense seria uma grande forma de protesto contra um clube que sempre dá um jeito de escapar do rebaixamento pelo tapetão. Se usarmos a camisa, o Fluminense estaria no lugar que merece e onde a Lusa não deveria estar, pois conquistou dentro de campo o direito de ficar na Série A – afirmou o vice-presidente de futebol da Portuguesa, Roberto dos Santos, que vai ser mantido no cargo por Ilídio Lico, que assumirá o posto do atual presidente Manuel da Lupa, no dia 4 de janeiro.

Atual fornecedora de material esportivo da Lusa, a Lupo tem contrato com o clube até o fim de 2014. Como não patrocina o Fluminense, a empresa não teria qualquer impedimento para produzir a camisa de acordo com a vontade da Portuguesa. A empresa foi procurada pelo GloboEsporte.com para comentar o caso e ainda não se pronunciou.

BAHIA VENCE CRUZEIRO E SE GARANTE NA SÉRIE A. VITÓRIA SONHA COM LIBERTADORES

Tempo de leitura: < 1 minuto


O Bahia venceu o Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, livrando-se do rebaixamento para a Segundona. Os gols foram marcados por Marquinhos Gabriel e Talisca. Vinicius Araújo descontou para a Raposa. Com o resultado, o Bahia foi a 48 pontos.

No Barradão, em Salvador, o Vitória recebeu o Flamengo. Na Batalha dos Rubro-negros, deu Leão: 4 a 2 e a possibilidade de definir, na última rodada, a classificação à Libertadores-2014. O time chegaria à competição continental pela primeira vez. Ainda nesta noite, o time baiano deve torcer por

A penúltima rodada do Brasileirão 2013 encerrou-se com dois times cariocas na zona de rebaixamento: Fluminense (43 pontos) e Vasco (44). Só uma combinação de resultados pode livrar um dos times da degola.

Confira os gols de Vitória 4 x 2 Flamengo.

Back To Top