skip to Main Content
20 de setembro de 2020 | 02:02 pm

VANE DECIDE EXONERAR PRESIDENTE DA MARIMBETA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Teles: exoneração à vista.

Teles: exoneração à vista.

O presidente da Fundação Marimbeta, Júnior Telles, será exonerado do cargo até o final deste mês. A decisão foi tomada pelo prefeito Claudevane Leite, após tomar conhecimento dos desmandos administrativos de Telles.

Denúncias de funcionários e ex-dirigentes da instituição de atendimento ao menor reforçaram a decisão do prefeito. Na semana passada, Vane havia adiantado que haveria mudanças na instituição.

O presidente da fundação não ficará desamparado. Mesmo com o histórico de Telles na Marimbeta, Vane irá premiá-lo com o cargo de diretor administrativo da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). Salário: R$ 6.000,00!

Há quem diga que, mesmo com a generosidade de Vane (com o chapéu alheio, claro!), Teles esteja reclamando da saída honrosa.Ingrato…

Atualização às 16h34min – Júnior Teles não terá premiação, segundo fonte oficial. O cargo mencionado acima continuará sendo ocupado, segundo a fonte, por Geraldo Dantas.

MARIMBETA NA MIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vane e o pepino da Marimbeta...

Vane e o pepino da Marimbeta…

O prefeito Claudevane Leite continua tendo dores de cabeça com a gestão da Fundação Marimbeta. Agora, descobre-se que a entidade doou um terreno à Secretaria Municipal de Esporte e Recreação sem que fosse analisada pelo conselho deliberativo – que está desativado, como mostramos aqui.
Pior, a transação não teve o “ok” da Câmara de Vereadores. Nem poderia porque a presidência da fundação não pediu permissão ao legislativo. A inexperiência do presidente Júnior Teles tem sido apontada como a causadora da dor de cabeça ao prefeito, que já havia determinado mudanças na Marimbeta. Teles periga.

OAB ACIONADA PARA ATIVAR CONSELHO DELIBERATIVO DA MARIMBETA

Tempo de leitura: 2 minutos
Comissão da OAB em reunião com representantes da Marimbeta (Foto Divulgação).

Comissão da OAB em reunião com representantes da Marimbeta (Foto Divulgação).

Uma comissão de funcionários da Fundação Marimbeta, junto com representantes do Conselho Deliberativo da entidade, reuniu-se na semana passada com o presidente da OAB-Itabuna, Andirlei Nascimento. Motivo: pedir a intervenção da entidade, para “ativar” o referido Conselho.
Isso, porque há queixas de que o presidente da Fundação, Júnior Teles, estaria tomando decisões unilaterais, sem o aval dos conselheiros, contrariando o que prevê a legislação sobre fundações da natureza da Marimbeta.
Recentemente, diante da falta de merenda por cinco meses, funcionários foram até o gabinete do prefeito Claudevane Leite e a situação foi resolvida no dia seguinte. Entretanto, permanecem, por exemplo, as reclamações quanto ao pagamento de salários e vales-transportes em atraso, além da falta de material para as oficinas. “Para o trabalho não parar, muitas vezes os professores tiram do bolso e compram material para as oficinas”, informou um professor, que prefere não ser identificado temendo represálias.
Há também questionamentos com relação ao número de funcionários contratados que não aparecem. Ou seja, só estão presentes na folha de pagamento. “A Marimbeta tem em torno de 50 concursados e mais de 90 contratados, mas muitos deles ninguém sabe quem são”, ilustrou outro servidor da Fundação.
Com relação à estrutura, chama atenção a falta de banheiro nos sítios 1 e 5. Aliás, outros problemas são apontados nesses locais. No 1, desapareceu uma quantidade de madeira que seria para fazer móveis para a entidade. “Desapareceu metade no governo passado e agora sumiu outra quantidade”, afirmou um funcionário da Fundação.
Já no sítio 5, foi construído um galpão numa área preservada conhecida como “A matinha”, onde tinha árvores frutíferas. “Nesse galpão, construído em setembro do ano passado, são guardados alimentos para doar a instituições. Mas isso não tem nada a ver com a Marimbeta”.
Está prevista, para esta semana, uma visita de representantes da OAB e do Ministério Público às instalações da Fundação Marimbeta.

CHIADEIRA NA MARIMBETA

Tempo de leitura: 2 minutos

broncaUma comissão de funcionários da Fundação Marimbeta estará reunida com o prefeito Claudevane Leite nesta quarta-feira (24), para expor uma série de problemas enfrentados pela entidade. O mais grave deles é a falta de merenda escolar, que não é fornecida desde maio. Além disso, os professores se queixam da absoluta falta de material didático para as oficinas e da falta de infraestrutura, como a existência de dois sítios sem banheiro.
A pauta com as principais necessidades da fundação foi elaborada na última quinta-feira (18), durante reunião no Sindicato Rural, com a presença de representantes dos cinco sítios de integração da Marimbeta. “Não tem bola para a oficina de futebol, não tem sementes para a horta e tantos outros problemas. Mas o mais grave é a falta de merenda. Porque a fome não espera. O cardápio que a nutricionista afixou lá é fictício”, relatou um professor, cuja identidade será preservada.
Segundo ele, nos últimos tempos, está sendo oferecida merenda apenas para os alunos do programa Viv-à-rte, iniciativa vinculada à Marimbeta.
Na última reunião com funcionários, o presidente da fundação, Júnior Teles, afirmou que recebe a quantia de R$ 150 mil, por mês, para o funcionamento da entidade. Entretanto, a Prefeitura diz que repassa R$ 250 mil mensais.
“Cadê esses cem mil?”, questiona o professor, que chama a atenção para a terceira troca de tesoureiro em um ano e nove meses. “O terceiro, pelo que estamos percebendo, será nomeado após a eleição”, acrescentou.

MARIMBETA CONVOCA APROVADOS PARA 2ª FASE DE PROCESSO SELETIVO

Tempo de leitura: < 1 minuto

júnior telesA Fundação Marimbeta divulgou hoje (30) edital de convocação dos candidatos a educadores sociais do Programa Viva-A-Arte. Na primeira fase, foram analisados os currículos dos concorrentes. Agora, serão realizadas as entrevistas com os aprovados.

A data e o horário da entrevista foram definidos por ordem alfabética. O candidato pode conferir o dia em que será entrevistado no edital (clique aqui). De acordo com o presidente da Fundação Marimbeta, Júnior Teles, 254 candidatos participarão desta nova fase.

As entrevistas começam na segunda (4), às 8 horas, na unidade II do Sítio, no Fonseca. São oferecidas 100 vagas para educadores sociais. Cada um terá direito a bolsa mensal de R$ 400,00.

O SONHO DA PEQUENA PATRÍCIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Patrícia é aluna da Fundação Marimbeta e sonha ser bailarina.

Patrícia é aluna da Marimbeta e sonha ser bailarina profissional (Foto Gabriel Oliveira)

Patrícia Silva dos Santos, 9 anos, da Fundação Marimbeta, é uma das representantes de Itabuna na 8ª edição do Festival Nacional de Dança (Ballance 2013), que vai até o próximo domingo (2), na Cidade do Saber, em Camaçari.
Patrícia e mais 21 alunas do Stúdio de Dança Natália Azevedo participam do festival na Região Metropolitana de Salvador. A aluna mora no Fonseca e tem no balé um de seus sonhos. “Vou ser uma grande profissional”, diz.
A professora Tatiana de Jesus Moraes afirma que Patrícia é um dos destaques durante as aulas. O Ballance tem como julgadores professores da franquia do Balé Bolshoi  em Joinvile (SC) e tem a finalidade de descobrir novos talentos.
Os selecionados nos concursos de dança durante o Ballance ganham bolsas de estudo na escola catarinense. As duas melhores bailarinas garantem vaga no Youth American Grand Prix Brasil (YAGP/Brasil) para participar de festival em Nova York  em 2014.
 

ESPOSA DE FG COTADA PARA A MARIMBETA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sandra Neilma, ex-secretária de Assistência Social de Itabuna, passou a ser nome cotado para assumir a presidência da Fundação Marimbeta (Sítio do Menor). Seria um reacomodação de nomes fernandistas no governo de Capitão Azevedo (DEM).

O prefeito, no entanto, analisa as implicações da nomeação. Um porém seria o fato de Neilma residir atualmente em Vitória da Conquista, mas esta é barreira transponível, pois o esposo, 0 ex-prefeito Fernando Gomes, voltou a fazer insistente piseiro em Itabuna.

O nome do professor Carlos Alves Marques, que atualmente dirige o Caic, foi praticamente descartado pelo governo, de acordo com um conselheiro de Azevedo. O cargo está vago desde a saída de Geraldo Pedrassoli para a Secretaria da Fazenda.

DESCASO NA MARIMBETA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itabuna está fazendo acusações gravíssimas contra a diretoria da Fundação Marimbeta.  A entidade denuncia que três servidores contraíram tuberculose após contato com uma aluna do Sítio Dois, do bairro Fonseca, e não tiveram a assistência devida.
A reclamação é que a Marimbeta só encaminhou os servidores para realizar exames dias depois que eles tiveram contato com a menina doente, depois de muita pressão. O pior: a Fundação teria se negado a pagar os exames e os funcionários tiveram que meter a mão no bolso.

Back To Top