skip to Main Content
15 de janeiro de 2021 | 11:54 pm

PALMEIRAS APLICA 3 A 0 NO RIVER PLATE NA ARGENTINA

River Plate perde por 3 a 0 para o Palmeiras, na Argentina
Tempo de leitura: 2 minutos

O Palmeiras deu um grande passo na busca por uma vaga na final da Copa Libertadores, ao derrotar o River Plate (Argentina) por 3 a 0, na noite desta terça-feira (5) no estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Buenos Aires), na partida de ida das semifinais.

Agora, o time paulista recebe a equipe de Marcelo Gallardo no Allianz Parque (São Paulo), na próxima terça-feira (12) a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Jogando em casa, o River começou a partida pressionando a equipe comandada pelo técnico português Abel Ferreira. Assim, a primeira oportunidade do time argentino não demora a aparecer. Logo no primeiro minuto, Borré chuta para fora com perigo após receber de Matías Suárez.

Quatro minutos depois, o atual vice-campeão da Libertadores quase abre o placar, quando Carrascal bate da pequena área para grande defesa do goleiro Weverton.

Aos 20 minutos, o River Plate tem nova oportunidade, com Borré, que chega de carrinho, mas erra na finalização.

Mas aos 26 minutos o Palmeiras finalmente conseguiu criar algo. E quando o fez, abriu o placar. Gabriel Menino recebe na direita e cruza rasteiro para o meio da área. O goleiro Armani corta errado e a bola sobra na entrada da área para Rony, que bate cruzado para marcar.

Com a desvantagem no marcador, o River se desequilibra, e aos 30 minutos Gustavo Scarpa vence novamente o goleiro Armani. Mas o gol é anulado por impedimento de Luiz Adriano, que participou da jogada.

O tempo passa, e o River Plate volta a melhorar, e a criar boas oportunidades com Matías Suárez, aos 38, e com Ignacio Fernández, que, em cobrança de falta, acerta o travessão do gol defendido por Weverton aos 43 minutos. Mas o placar permanece inalterado até o intervalo.

Leia Mais

EDINA ALVES E NEUZA BACK REPRESENTAM ARBITRAGEM BRASILEIRA NO MUNDIAL DA FIFA

Edina Alves e Neuza Back vão atuar no Mundial da FIFA
Tempo de leitura: < 1 minuto

A arbitragem brasileira será representada pela árbitra Edina Alves Batista (FIFA-SP) e pela auxiliar Neuza Back (FIFA-SP) no Mundial de Clubes da FIFA, que será realizado em fevereiro, no Catar. As duas foram indicadas pela entidade máxima do futebol mundial para formar um dos trios da competição, que será completo pela assistente argentina Mariana de Almeida.

Esta será a primeira vez que Edina Alves participará de um jogo internacional de futebol masculino. Tanto ela quanto Neuza Back fazem parte do quadro de arbitragem brasileira na FIFA para 2021. Com essa escalação, elas podem se tornar as primeiras brasileiras a arbitrar um jogo masculino de uma competição da FIFA.

O trio de arbitragem feminina para o Mundial de Clubes é mais um passo da FIFA para abrir caminho para as mulheres nos grandes palcos do futebol internacional. Antes dessa escalação, a entidade indiciou árbitras para comandar jogos nas Copas do Mundo Sub-17 de 2017 e de 2019. Essa será a primeira vez que uma partida oficial de futebol masculino profissional será comandada por uma árbitra em uma competição da FIFA.

Em 2019, Edina Alves Batista foi escalada para arbitrar o seu primeiro jogo da Série A do Campeonato Brasileiro. Desde então, ela foi árbitra central em 13 partidas. No mesmo ano, ela se somou às árbitras assistentes Neuza Back e Tatiane Camargo para formar o trio brasileiro na Copa do Mundo da França. Elas participaram de quatro partidas durante a competição, incluindo a semifinal entre Estados Unidos e Inglaterra, um dos jogos mais importantes do torneio.

BAHIA DECIDE REINTEGRAR RAMÍREZ E PROMETE MEDIDAS CONTRA O RACISMO

Ramirez e Gerson em lance de partida do último domingo || Foto Alexandre Vidal/CRF
Tempo de leitura: 3 minutos

O Bahia anunciou nesta quinta-feira (24) a reintegração do meia-atacante Índio Ramírez ao elenco profissional. O jogador colombiano havia sido afastado temporariamente após ter sido acusado de cometer injúria racial contra o volante Gerson, do Flamengo, no jogo entre as duas equipes, no último domingo (20), no Maracanã, pela 26ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Em nota oficial, o Tricolor de Aço argumenta que os laudos das perícias em língua estrangeira contratadas para investigar o caso não comprovaram as acusações. “O clube entende que, mesmo dando relevância à narrativa da vítima, não deve manter o afastamento do atleta Índio Ramírez ante a inexistência de provas e possíveis diferenças de comunicação entre interlocutores de idiomas diferentes”, afirma o comunicado.

O clube ainda menciona que o papel da agremiação “é de formação e transformação, sempre preservando os direitos fundamentais e a ampla defesa” e que o colombiano “deverá ser reincorporado ao elenco tão logo os profissionais da comissão técnica e psicólogos entendam adequado”.

O posicionamento divulgado pelo Bahia também discorre sobre racismo, cita o trabalho do Núcleo de Ações Afirmativas e diz ser “o primeiro time de futebol do mundo a lançar um programa de imersão para debater os aspectos estruturais do racismo”, chamado “Dedo na Ferida”. O clube também assumiu um compromisso de “adotar um conjunto imediato de medidas estruturais”, entre as quais incluir uma “cláusula antirracista, xenofóbica e homofóbica” nos contratos, propor um “protocolo antidiscriminatório” para jogos realizados no país e promover aos atletas uma imersão a respeito do tema durante a pré-temporada.

Leia Mais

ITABUNENSE DE R$ 640 MILHÕES SEGUE COMO TITULAR NO SANTOS

Sandry vem se destacando no meio campo do Santos|| Foto Ivan Storti/Santos FC
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com multa contratual estipulada em R$ 640 milhões (100 milhões de euros para times estrangeiros), o jovem itabunense Sandry deve ir para mais uma partida como titular no Santos. O menino de 18 anos foi um dos destaques do time paulista que goleou o Grêmio por 4 a 1, pela Taça Libertadores, na última quarta-feira (16). A vitória garantiu o Santos nas semifinais da competição.

A excelente atuação na partida anterior deve garantir a manutenção de Sandry na equipe titular do Santos, que, às 16 horas deste domingo, enfrenta o Vasco, no Rio de Janeiro. O jogo em São Januário é pela 26ª do Campeonato Brasileiro.

Com 38 pontos na tabela, o Santos ocupa a 8ª colocação no Brasileirão deste ano, quanto o Vasco luta para se manter na primeira divisão, com 25. O time de São Januário precisa da vitória, logo mais, para sair da zona de rebaixamento.

UNIRB VENCE COLO COLO NOS PÊNALTIS E CONQUISTA VAGA NA SÉRIE A

Wel Carlos fez o gol que carimbou o título e a vaga do Acesso || Reprodução TVE Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Unirb, de Alagoinhas, conquistou a vaga do Acesso na elite do futebol baiano em 2021 ao bater o Colo Colo, de Ilhéus, neste domingo (6), e levar o título da Série B do Estadual de 2020. Após empate sem gols nos dois jogos em Ilhéus e em Alagoinhas, o Unirb acabou superando o Tigre na cobrança de pênaltis, por 4 a 2.

A finalíssima foi disputada no Estádio Antônio Carneiro, mando de campo do Unirb, dono da melhor campanha da fase de classificação da Série B, com 11 pontos, um a mais que o Colo Colo.

O Unirb, criado em 2018, conquistou a “Segundona” de forma invicta, com três vitórias da fase de classificação e quatro empates, os dois últimos contra o Tigre.

O HERÓI DA PARTIDA

Na final, o herói foi o goleiro do Unirb, Thiago, que defendeu dois pênaltis. Ele dedicou o título a uma tia e ao pai, falecido há sete meses. O gol do título na cobrança de penalidades foi de Wel Carlos.

UNIRB E COLO COLO DECIDEM TÍTULO DA SÉRIE B DO BAIANO DE FUTEBOL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Unirb e Colo Colo em finalíssima neste domingo (6) || Foto José Nazal

Unirb e Colo Colo decidem, neste domingo (6), o título da Série B do Campeonato Baiano de Futebol de 2020, às 15h10min, no Estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. No jogo de ida, domingo passado (29), deu empate em 0 a 0, no Mário Pessoa, em Ilhéus. O campeão garante a única vaga na Série A do próximo ano.

Dono da melhor campanha na fase de classificação, o Unirb, de Alagoinhas, conquistou o direito de decidir o título em casa. A equipe foi criada em 2019. O Colo Colo, vai para a terceira decisão de Série B do Baiano, a popular Segundona. Dentre os títulos, o maior deles, o de campeão da Série A, em 2006, destronando Bahia e Vitória.

O jogo de amanhã não tem favorito. Na partida de domingo passado, o Tigre Ilheense construiu várias chances de ir para Alagoinhas com a vantagem de um empate, mas não saiu do empate em 0 a 0. Leva o título quem vencer a partida, por qualquer placar. Se houver novo empate, o campeão sairá em cobranças de penalidades.

BRASILEIRÃO 2020 COM NOVO LÍDER

Artilheiro Brenner marcou um dos gols na vitória são-paulina || Foto Rubens Chiri/SPFC
Tempo de leitura: < 1 minuto

O São Paulo bateu o Goiás por 3 a 0 e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro de Futebol 2020. Os gols foram marcados por Igor Gomes, Brenner e Hernanes. O time paulista chegou aos 44 pontos e assume a ponta do Brasileirão de forma isolada.

DUDU DA GÁVEA? NÃO ACREDITO…

Tempo de leitura: 3 minutos

De minha parte, acho que valeram as orações feitas, não tanto por ele, por estar abilolado, mas pelas gozações que por certo seriam a mim impostas pelos colegas de Beco e outros refúgios etílicos existentes Itabuna afora.

 

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Dudu Rocha…quem diria… foi parar na Gávea. Torcedor apaixonado pelo Botafogo, cansado com as perdas de decisões, Dudu devolve a faixa de campeão e resolve torcer pelo inimigo. A notícia me deixou perplexo. Após ler e reler a missiva, sem acreditar no que via, resolvi levar ao conhecimento dos amigos esportistas, torcedores diversos, até onde chega o pensamento humano. Calma, eu explico:

Do amigo, parceiro de Alto Beco do Fuxico e torcedor do Fogão, como eu, Dudu Rocha, recebo a seguinte missiva:

“Amigo Walmir:

Cansei!!!

Do amigo e ex-Bota

Dudu Rocha

29.05.08

Ainda pasmo e sem entender nada, eu lia e relia o texto enviado e o novo endereço do remetente escrito no verso do envelope:

Rem: Dudu Rocha

Novo endereço: Gávea

Confesso que levei um terrível susto e somente consegui me recuperar de tamanho choque após umas três doses da mais legítima Rio de Engenho, pois a cachaça se apresenta como um remédio providencial para essas coisas, mormente quando o assunto mexe com o coração.

Nem eu nem qualquer vivente frequentador assíduo ou não do Alto (Médio ou Baixo) Beco do Fuxico conseguiria assimilar tal tresloucado gesto, tomado de uma hora para outra. Ninguém, de sã consciência, teria coragem de acreditar numa história como essa, ainda mais se tratando de um torcedor de quatro costados, filho da fina-flor da mais tradicional família Rocha, todos botafoguenses, batizados e crismados com a camisa da estrela solitária ao peito.

Na tentativa de me refazer do susto, imediatamente liguei para amigos mais chegados, para repartir esse momento de infortúnio. Precisava saber se tudo não passava de um sonho, de um profundo pesadelo. De início, liguei para José Senna, flamenguista empedernido, capaz de abandonar qualquer farra nos bares da moda em Copacabana para assistir a uma partida do seu Flamengo no Maracanã.

Não precisa contar que a primeira reação de Sena foi achar que eu estava com febre, delirando, e disse na em cima da bucha:

– Ora, Rosário, está de porre, que cachaça brava foi essa que você tomou. Se não for cana, ficou maluco – gritou ao celular.

Mais calmo, após as devidas explicações sobre o bilhete e a faixa a mim entregue, passou à ofensiva:

– Bom, diga a ele que em princípio nós aceitamos, mas é preciso passar pelo conselho, já que ele era useiro e vezeiro em ridicularizar nosso time. Vou conversar com a diretoria lá no Rio, depois veremos. Mas pode ter certeza que a decisão será dada em alto estilo, numa assembleia extraordinária da Confraria do Alto Beco do Fuxico – prometeu.

Não satisfeito, liguei, desta vez para um vascaíno, o Paulo Fernando Nunes da Cruz (Polenga), que dentre os feitos futebolísticos traz assinalado em seu currículo o mérito de ter levado o polêmico Eurico Miranda no Alto Beco do Fuxico, quando era presidente do clube de São Januário. No Beco, mais exatamente no bar de Parente [Alcides Rodrigues Roma], provou três doses de Angélica, devidamente curada, e para arrematar ainda participou de cerca de 18 garrafas de Brahma bem gelada.

Mas voltando ao assunto, que é o que interessa, Polenga ficou injuriado com a proposta de Dudu Rocha de se transferir de mala e cuia para o Flamengo, um time com as cores vermelho e preto.

– Quem já viu isso, seu Walmir, se pelo fosse para o Vasco, que é branco e preto como o Botafogo, ainda vai lá! Isso é uma heresia. Desde que Dudu deixou Itabuna para ir morar em Ilhéus que estou desconfiando que ele não está batendo bem da cabeça –, diagnosticou Polenga, com ar proeminentemente professoral.

De lá pra cá, mais não se teve notícia de Dudu Rocha, que deixou de vir a Itabuna, pra saudade dos colegas do Beco. Tampouco José Senna deu resposta de sua reunião com o tal Conselho do Flamengo, no Rio de Janeiro, ficando o dito pelo não dito. O que é certo é que nenhuma assembleia extraordinária da Confraria do Alto Beco do Fuxico foi convocada.

Como não tive coragem de apresentar a proposta de Polenga a Dudu Rocha, também não sei se ele teve coragem de cometer o tão tresloucado gesto, desprezando General Severiano e o Engenhão, para se bandear para as acanhadas acomodações da Gávea, infestada de urubus.

Acredito que quem não deve estar em paz é o velho Dunga, seu pai, que nunca pensou ter alguém em sua família capaz de cometer tamanho sacrilégio. De minha parte, acho que valeram as orações feitas, não tanto por ele, por estar abilolado, mas pelas gozações que por certo seriam a mim impostas pelos colegas de Beco e outros refúgios etílicos existentes Itabuna afora.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

JACUIPENSE VENCE O SANTA CRUZ PELA SÉRIE C DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Na nona rodada o Jacuipense perdeu, em casa, para o Vila Nova por 3 a 0
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Jacuipense venceu o Santa Cruz, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, na noite desta segunda-feira (30), pelo placar de 1 a 0, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série C. Com o resultado, a equipe baiana pulou para a quinta colocação do Grupo A, com 24 pontos, quatro a menos que o Vila Nova. O time de Goiás ocupa a quarta colocação.

A vitória não garantiu o Jacuipense na próxima fase da competição, pois foi a penúltima rodada da primeira fase. No próximo sábado (5), fora de casa, o time baiano enfrentará o Vila Nova, às 17h. No primeiro confronto entre as duas equipes, pela nona rodada, o Vila Nova venceu por 3 a 0.

Já o Santa Cruz, mesmo com a derrota em Salvador, segue líder do Grupo A, com 36 pontos. O time Pernambucano já está classificado para a próxima fase da Série C do Brasileiro.

Leia Mais
Back To Top