skip to Main Content
15 de abril de 2021 | 11:31 am

ELEIÇÕES 2020: QUEM CONTINUA EM CAMPO E QUEM VAI PENDURAR AS CHUTEIRAS?

Tempo de leitura: 3 minutos

Façamos as apostas e aguardemos a abertura das urnas no próximo dia 15, que dirá quem continuará em campo para as próximas disputas e quem, em definitivo, irá “pendurar as chuteiras”.

Claudio Rodrigues || aclaudiors@gmail.com

As eleições municipais de 2020, devido à função da pandemia do novo coronavírus, é realmente uma eleição diferente. Em  Itabuna, a decisão do juiz eleitoral Antônio Carlos Rodrigues de Moraes, proibindo algumas modalidades de eventos de campanha, deixou o processo ainda mais anormal. Mas essa eleição na terra de Jorge Amado é, também, um divisor de águas, pois poderá aposentar “velhas raposas” da política local, a exemplo do prefeito Fernando Gomes (PTC) e os ex-prefeitos Geraldo Simões (PT) e Capitão Azevedo (PP), além do quase neófito Antônio Mangabeira (PDT).

Independentemente do resultado, vencendo ou não, essa será a última campanha eleitoral de Fernando Gomes, uma vez que a idade e o fator de já estar disputando uma reeleição talvez não lhe permitam encarar outra campanha em 2024 – participar de outra disputa dependeria mais da não reeleição agora.

Os ex-prefeitos Simões e Azevedo apostam todas as fichas nesse pleito. Caso não obtenham êxito, darão adeus a uma nova disputa, uma vez que o projeto Geraldo chegará à sexta derrota consecutiva – perdeu em 2008 e 2012 com a esposa Juçara Feitosa, na tentativa de chegar ao paço municipal e o próprio Simões ficou pelo caminho nas disputas de 2010, 2014 e 2018 em campanhas para a Câmara Federal e para a Assembleia da Bahia e em 2016 ficou em sexta colocação no pleito municipal.

Já o Capitão Azevedo, que governou a cidade no período de 2009 a 2012, perdeu as disputas à reeleição em 2012 e a última em 2016, sem esquecer de uma tentativa para a Assembleia Legislativa. Caso não vença a eleição do próximo dia 15, quase certamente não veremos mais suas corridinhas e pulinhos, marcas pessoais de suas campanhas. O médico Antônio Mangabeira, que encara sua terceira eleição, tendo perdido em 2016 na disputa pela prefeitura e conquistado a primeira suplência a Câmara Federal em 2018, caso amargue uma nova derrota, dificilmente dará as caras em uma futura eleição.

Por outro lado, novos e outros nomes vão aflorar como futuras lideranças, independentemente do resultado final. Entre esses nomes, figuram o ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD), os vereadores Enderson Guinho (Cidadania) e Charliane Sousa (MDB) e o militar e médico Dr. Isaac Nery (Avante). Há também a possibilidade de surgimento de um ou dois nomes dos 534 que buscam uma vaga na Câmara Municipal como nova liderança política.

Dentre os candidatos majoritários da disputa atual, Castro é o mais experiente, com 50 anos e dois mandatos de deputado estadual, mesmo não saindo vencedor, ainda terá gás para enfrentar novas disputas. Caso venha a ganhar a peleja de 2020, emergirá como nova liderança regional.

O companheiro de chapa de Augusto Castro nessa eleição, o jovem vereador Enderson Guinho, com sua forte penetração junto à juventude e dentro de alguns segmentos da Igreja Católica, tem muito campo a conquistar e se tornará um forte nome na política itabunense. A vereadora e única mulher na Câmara Municipal e na disputa de 2020, Charliane Souza, que tinha uma reeleição a Câmara dada como certa, mesmo perdendo a atual disputa, deixará sua marca e será nome certo na disputa por uma vaga à Assembleia Legislativa da Bahia, em 2022.

O médico e verdadeiro neófito Isaac Nery, já que disputa a sua primeira eleição, caso não consiga vencer a peleja de novembro, se tiver um discurso coerente e a depender do desempenho do futuro gestor, poderá colocar seu nome num processo eleitoral futuro. Como ainda há muita água e baronesas para passar por baixo das pontes que ligam os dois lados da cidade, façamos as apostas e aguardemos a abertura das urnas no próximo dia 15, que dirá quem continuará em campo para as próximas disputas e quem, em definitivo, irá “pendurar as chuteiras”.

Cláudio Rodrigues é consultor na área de comunicação e marketing.

“GERALDO SERÁ UM GRANDE PREFEITO PARA ITABUNA”, AFIRMA JAQUES WAGNER

Tempo de leitura: < 1 minuto

Wagner durante participação no programa e inserções de Geraldo

O ex-governador e hoje senador baiano Jaques Wagner (PT) apareceu no horário eleitoral para defender a eleição de Geraldo Simões a prefeito de Itabuna. Não deixou de lembrar que são 11 candidatos na disputa, mas o petista, no entendimento de Wagner, seria a melhor escolha.

– Sei que vocês têm muitas escolhas, mas Geraldo é único. Experiência para fazer, competência para fazer e vontade de fazer. Será um grande prefeito para Itabuna – disse ele, também lembrando que o petista terá o apoio dos deputados estadual e federal e dos senadores baianos na gestão do município.

O senador também diz ter acompanhado as gestões de Geraldo como prefeito e o esforço nos mandatos como deputado. “Eu acompanhei todo o seu esforço para melhorar a vida e a qualidade de Itabuna. Meu apoio pra ele é por saber que ele vai contar com o apoio de Rui Costa, de nossas bancadas de deputados e até de nossos senadores”, emendou.

Segundo a campanha de Geraldo, o vídeo com Wagner é o início de uma série com os apoios declarados a Geraldo com o objetivo de mostrar a força política do candidato para buscar recursos fora de Itabuna. Antes de Wagner, Rosemberg Pinto, deputado estadual e líder do Governo Rui Costa na Assembleia Legislativa baiana, apareceu no horário eleitoral fazendo a defesa do voto em Geraldo.

ESPECIALISTAS INDICAM AÇÕES EMERGENCIAIS EM SAÚDE DURANTE PAPO COM GERALDO E JAIRO

Tempo de leitura: 2 minutos

Neste final de semana, o candidato a prefeito de Itabuna pelo PT, Geraldo Simões, e o seu vice, Jairo Araújo, reuniram grupo de doutores e especialistas para traçar um diagnóstico de ações emergenciais e propostas de médio e longo prazos para a saúde de Itabuna. Das discussões, participaram a professora doutora Vitória Solange Coelho Ferreira e o professor doutor Antônio José Costa Cardoso, além do médico sanitarista Humberto Barreto.

Foram discutidas propostas emergenciais, como unidades de saúde funcionando até as 22 horas, a recuperação das unidades básicas de saúde e reorganização da rede hospitalar. Geraldo definiu que em 1º de janeiro, caso eleito, logo após a posse tomará diversas medidas, em parceria com governo do estado. “Penso em, já em 1º de janeiro, baixar diversos atos decretando emergência nessa área, para que possamos, junto com o governo estadual, iniciar a recuperação da nossa saúde. Chega de descaso”.

Para Jairo, o município deve fortalecer a ideia de pertencimento. “O SUS é um programa universal, todos fazem uso dele, de alguma forma. O problema é que o governo tenta, a todo custo, enfraquecê-lo. Temos que buscar meios para que o posto de saúde e a escola dos bairros sejam o maior amor de todos os moradores daquela localidade, que defendem de qualquer desmando”.

Para o médio e longo prazo, foi proposto o trabalho em parceria com o setor privado e filantrópico para garantir o atendimento digno a todos, porém na perspectiva da autonomia em média e alta complexidade. Entre as propostas de Antônio José Costa Cardoso, está “a criação de uma rede de atendimento psicossocial, com a implantação de um Ambulatório de Crises”.

A doutora Vitória Solange Coelho Ferreira disse que se deve também fortalecer e potencializar as ações com outros municípios, em regime de consórcio. “Com isso, vamos garantir uma produtividade com maior qualidade. Outro ponto é a implantação de uma unidade do Laboratório Central [Lacen] em Itabuna”, defendeu.

GERALDO E JAIRO CONVOCAM ITABUNA PARA “DAR A VOLTA POR CIMA”

Tempo de leitura: 2 minutos

Na manhã deste sábado (3), movimento de jovens que apoiam as candidaturas de Geraldo Simões (prefeito) e Jairo Araújo (vice) promoveu bandeiraço na Alameda da Juventude (Beira-Rio). No evento, os candidatos convocaram os itabunenses a dar a volta por cima, especialmente no caos da Saúde, da Educação e no desemprego, que afeta principalmente a juventude.

“Já mostrei que sabemos cuidar da saúde, da geração de empregos e da Educação. E, junto com Jairo e com o povo de Itabuna, vamos dar a volta por cima e levar Itabuna a reencontrar o caminho do desenvolvimento”, disse Geraldo.

Evento reuniu jovens e movimentos na Beira-Rio

O candidato petista destacou que o programa de governo da coligação “Itabuna na Frente, com a Força de sua gente” tem propostas para reconstruir a cidade. “Temos o apoio do governador Rui Costa e teremos uma grande parceria com o governo do estado. Nossa coligação tem a força para garantir avanços que o município precisa, junto com os nossos vereadores e os itabunenses”.

Jairo Araújo lembrou que o atual prefeito não deu uma resposta à altura do desafio que é o enfrentamento da pandemia. “Lamento por todos os itabunenses que sofreram com a perda de seus familiares por conta do Covid 19. Sabemos que com gestão adequada, muitas vidas teriam sido salvas”, disse.

O encontro, recheado de muita música, dança e alegria, foi realizado na Alameda da Juventude, espaço construído por Geraldo Simões e destinado à prática esportiva e ao lazer de jovens e adultos. Contou ainda com a participação de diversos candidatos a vereador e foi embalado ao som do samba-reggae, levado pela percussão da banda Negras Perfumadas, comandada por Egnaldo França, do projeto Encantarte.

GERALDO E JAIRO OBTÊM APOIO DE GESTORES PÚBLICOS, DEPUTADOS E SECRETÁRIOS ESTADUAIS

Gestores públicos, deputados e secretários anunciam apoio a Geraldo e Jairo
Tempo de leitura: 2 minutos

Dezenas de gestores públicos participaram, na manhã de hoje, de uma reunião online com Geraldo Simões e Jairo Araújo. Participaram, também, os secretários Josias Gomes e Davidson Magalhães, além do deputado Rosemberg Pinto, que são lideranças políticas na cidade. “Todos declararam apoio e se comprometeram em fazer chegar a mensagem da chapa a toda população”.

Jairo Araújo, pré-candidato a vice-prefeito, agradeceu ao apoio e lembrou que ali estavam as pessoas que fazem chegar à população as políticas públicas implementadas desde os governos Lula e Dilma, na Presidência, e, na Bahia, nos governos Jaques Wagner e Rui Costa. “Aqui nós temos equipamentos fantásticos, trazidos pelos nossos governos, que poderiam estar melhor servindo à população. Cito o exemplo do teatro, da barragem, da policlínica, do gasoduto e de uma universidade federal”.

Para Geraldo, as últimas gestões “não souberam aproveitar os equipamentos e investimentos dos governos do PT”. Ele disse que isso “se dá pela incompetência do gestor”, que não tem o olhar de cuidar das pessoas nem de promover o desenvolvimento do município. “Vamos retomar a nossa tradição de grandes administrações. Temos todos os ingredientes para fazer uma gestão que venha a cuidar bem das pessoas, bem como promover o desenvolvimento sustentável do município, e nós temos aqueles que sabem fazer um ótimo tempero na gestão pública”.

RECONSTRUÇÃO DE ITABUNA

Já o secretário e presidente estadual do PC do B, Davidson Magalhães, afirmou que é necessário construir um discurso de reconstrução da cidade. “Aproveitar a força de Rui na cidade, uma vez que o governo do Estado tem muitas ações em Itabuna, e vamos ter outras ações em breve. Esse legado deve ser mostrado, mas também precisamos conectar a campanha com aquilo que está sendo planejado para Itabuna nos próximos meses”.

Josias Gomes declarou que a proposta é antecipar ao itabunense o que será um governo de Geraldo. “O fato de estar discutindo com esses gestores os projetos para a cidade dá muita consistência à campanha, num momento em que o debate político está muito rebaixado no município”.

CHANCES REAIS

Deputado estadual e líder do Governo na Alba, Rosemberg Pinto declarou que está na campanha, já em conversas com Rui e Wagner e que seus liderados locais também farão parte do time. “Temos chances reais de vitória e vamos unificar nossa turma para esse objetivo”.

Participaram da reunião, ainda, o presidente municipal do Partido dos Trabalhadores, Jackson Moreira, além de dirigentes do PROS e do Patriota, os outros partidos que compõem a coligação “Itabuna na frente, com a força de sua gente”.

ITABUNA: GERALDO E JAIRO DEFINEM SAÚDE, EDUCAÇÃO E EMPREGO COMO PRIORIDADES DE GOVERNO

Tempo de leitura: 2 minutos

Organizar a saúde, estimular a geração de empregos, cuidar da educação e fortalecer o combate às desigualdades. Esses foram os pontos principais abordados por Geraldo Simões e Jairo Araújo, durante a convenção que homologou seus nomes para prefeito e vice, na Coligação “Itabuna na frente, com a força de sua gente”. A aliança conta com PT, PC do B, PROS e Patriota.

A dupla Geraldo e Jairo se mostrou totalmente entrosada. Enquanto Jairo criticou a atual gestão que permite o crescimento da violência que atinge a juventude negra, Geraldo bateu no desastre da saúde, que penaliza os pobres. “Vamos organizar a rede de atenção básica e ampliar o programa de saúde da família, e investir na universalização dos serviços que hoje são negados à população”.

Geraldo afirma que a Prefeitura vai investir do Hospital de Base, fortalecendo os serviços de alta complexidade, começando pela implantação de especialidades como Ortotraumatologia, Hemodinâmica em Cardiologia e em Neurologia. “Vamos também implantar, no Hospital de Base, o serviço de Hemodiálise, para aliviar o sofrimento das pessoas que dependem desse serviço e hoje só contam com atendimento na Santa Casa”.

Ele citou ainda o desempenho pífio da educação e o grande desemprego que assola a cidade. “Com apoio do governador Rui Costa, vamos retomar a geração de empregos. Queremos trazer o porto seco para Itabuna, dentro do complexo Porto Sul. Mas vamos também apoiar os pequenos negócios, o comércio de bairro, fortalecendo o Banco do Povo”.

WAGNER

O senador Jaques Wagner, maior autoridade a participar da Convenção, ressaltou sua alegria de ver Geraldo na disputa, e aconselhou humildade e determinação para vencer a eleição. “Ajudei nessa construção e vou ajudar na campanha. Parabenizo ainda pela escolha do vice, o combativo vereador Jairo Araújo. Tenho certeza que Itabuna será beneficiada com uma grande gestão, com apoio do governador Rui Costa, dos partidos

A convenção foi feita totalmente online, respeitando as regras de prevenção ao novo coronavírus, e se mostrou a maior em audiência nas plataformas de streaming. Chegou a atingir mais de 250 pessoas assistindo online no YouTube, por meio do canal TV PT Itabuna. Essa, aliás, foi uma marca da pré-campanha, desenvolvida por Geraldo, que evitou reuniões presenciais desde que a situação de pandemia foi declarada pela Organização Mundial da Saúde.

APOIOS

Além do senador Jaques Wagner, várias autoridades participaram da convenção e declararam apoio à chapa Geraldo e Jairo, dentre elas o presidente estadual do PT, Éden Valadares, presidente Estadual do PC do B, Davidson Magalhães, a deputada federal Alice Portugal (PC do B); deputado federal licenciado e secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, Josias Gomes (PT); membro do diretório nacional do PT, Everaldo Anunciação; deputado estadual Marcelino Gallo (PT); ex-Ministro da Educação Fernando Haddad; deputado estadual Rosemberg Pinto (PT); presidente do PT Itabuna, Jackson Moreira; presidente municipal do PC do B, Gilson Costa; presidente do PROS, Claudevane Leite; e o presidente do Patriota, Wallace Setenta.

ITABUNA: COM JOSEILDO E OSNI, VANE DECLARA APOIO A GERALDO SIMÕES

Geraldo obtém apoio de Vane na disputa pela Prefeitura de Itabuna
Tempo de leitura: 2 minutos

Após desistir de sua candidatura, o ex-prefeito Claudevane Leite (Prós) declarou apoio a Geraldo Simões (PT) neste sábado, durante um café da manhã no Itabuna Palace. O anúncio foi feito ao lado dos deputados Joseildo Ramos e Osni Cardoso, ambos do PT, do presidente municipal do Partido dos Trabalhadores, Jackson Moreira, e do próprio Geraldo.

Vane fez algumas considerações e sugestões ao declarar o apoio a Geraldo. “Estou muito à vontade, com essa construção, a ponto de sugerir que Geraldo, obtendo sucesso, tenha um olhar para essa situação da coleta do lixo, bem como para o transporte coletivo, com a efetivação da licitação que fizemos, e com o plano de cargos e salários do funcionalismo. São pontos que, tenho certeza, Geraldo também tem total simpatia e não terá dificuldade alguma”.

Geraldo agradeceu o apoio, dizendo que essas bandeiras de Vane são perfeitamente compatíveis com seu programa de governo, que está sendo construído coletivamente através do PGP. “A nossa candidatura está numa crescente. A chegada de Claudevane e de outras forças políticas que estão se juntando a nós, sinaliza para a cidade que temos uma candidatura competitiva no campo da esquerda”.

O deputado estadual Osni Cardoso afirmou que o momento é histórico. “Esse café da manhã é o início de um novo momento para Itabuna. Estou feliz por fazer parte desse momento”.

Joseildo definiu o apoio como o reencontro de Itabuna com seus melhores momentos. “Geraldo nos inspirou, como prefeito, e me ajudou como prefeito de Alagoinhas. Essa é a chance de Itabuna revisitar seus melhores momentos, ao lado desses duas figuras, que tanto já contribuíram para seu desenvolvimento”.

Para o presidente Jackson Moreira, a formalização do apoio foi a consagração da estratégia da humildade e da arte da construção política. “Desde agosto estamos nessa construção, em diversas conversas com Vane, e hoje foi a consolidação dessa construção”.

O encontro teve ainda a participação de Manoel Porfírio, membro da Executiva Municipal do PT e assessor parlamentar dos deputados e foi um dos participantes na construção do acordo.

BN/SÉCULUS: AZEVEDO TEM 26,47%; AUGUSTO, 20,27%; MANGABEIRA, 10,22%; E GERALDO 8,04%

Tempo de leitura: 2 minutos

Sem incluir o nome do prefeito Fernando Gomes, que anunciou pré-candidatura apenas depois do início do levantamento, a pesquisa Bahia Notícias/Séculus mostrou empate técnico na disputa eleitoral em Itabuna. A consulta com 599 eleitores, feita nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, mostra Capitão Azevedo (PL) com 26,47%, Augusto Castro (PSD) com 20,27%, Dr. Mangabeira (PDT) com 10,22% e Geraldo Simões (PT) com 8,04%.

O segundo pelotão traz Dr. Isaac (Avante) com 3,18%, Guinho (Cidadania) e Som Gomes (Republicanos) com 2,68% cada um, Vane do Renascer (PROS) com 2,18%, Charliane Sousa (MDB) com 1,34%, Professor Max (PSOL) com 1,17% e Júnior Brandão (Rede) com 0,84%. Não souberam responder 10,22% dos consultados. Não escolheria nenhuma das opções 9,88% e não opinou 0,84%.

Segundo a Séculus, na perspectiva espontânea, quando não são apresentadas opções aos entrevistados, 12 nomes apareceram. Capitão Azevedo (25,13%), seguido pelo ex-deputado Augusto Castro (17,25%). Em terceiro lugar, Dr. Mangabeira (8,54%), empatado com Geraldo Simões (7,87%).

Também são citados Som Gomes (3,85), Guinho (2,01%), Isaac (1,68%), Charliane (1,34%), Fernando (0,50%), Nengo e Duda, com 0,34% cada. Os demais entrevistados responderam nenhum (14,57%) e não sabe (13,74%). Outros 1,68% não opinou.

REJEIÇÃO

O levantamento também avaliou o índice de rejeição dos pré-candidatos em um cenário estimulado. Dentre os quatro com maiores intenção de votos, o de menor rejeição é Augusto Castro (3,02%). Seguido por Geraldo Simões (8,88%), Capitão Azevedo (9,21%) e Dr. Mangabeira (11,06%).

Os demais nomes obtiveram os seguintes resultados: Vane do Renascer (11,06%),Som Gomes (7,54%), Charliane Souza (6,20%), Professor Max (3,52%), Guinho (3,35%), Dr. Isaac Nery (2,01%) e Júnior Brandão (1,01%). Outros 16,75% jamais votariam em nenhum, assim como 13,90% não souberam responder e 2,51% não opinaram.

A pesquisa BN/Séculus ouviu 599 eleitores nos dias 31 e 1 de setembro e tem margem de erro estimada em 3,5 pontos percentuais. O levantamento foi registrado na Justiça Eleitoral sob o protocolo BA-00235/2020.

WAGNER PARTICIPA DE ENCONTRO DO PT DE ITABUNA EM APOIO À PRÉ-CANDIDATURA DE GERALDO

Wagner e Geraldo participam de encontro de tática eleitoral
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Partido dos Trabalhadores realiza, neste sábado (1), a partir das 9h, o Encontro Municipal de Tática Eleitoral para definir a participação do partido na eleição majoritária. O ex-prefeito Geraldo Simões é o nome do PT como pré-candidato ao Centro Administrativo Firmino Alves.

Diversas lideranças estaduais e nacionais do PT já confirmaram participação no evento, a exemplo presidente estadual do PT, Éden Valadares, do senador Jaques Wagner, do deputado federal Josias Gomes e do ex-presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação.

O Encontro ocorrerá de forma remota e será transmitido ao vivo pelo canal do diretório itabunense no Youtube, o TV PT Itabuna. As discussões ocorrerão por meio da plataforma Zoom. O canal do partido no Youtube é o https://www.youtube.com/channel/UCrqZDrLACfg7ikynNXn4KLA

ITABUNA: PT CONVIDA E LANNS ALMEIDA SERÁ PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR PELO PARTIDO

Lanns Almeida, ao centro, acompanhado de Paulo César, Jackson, Geraldo e Flávio Barreto
Tempo de leitura: 2 minutos

O engenheiro agrônomo e diretor da Biofábrica de Cacau, Lanns Almeida, foi convidado pela direção do PT itabunense para disputar vaga à Câmara de Vereadores. E aceitou. O martelo foi batido na tarde desta terça (3) durante encontro com o presidente do PT de Itabuna, Jackson Moreira, o pré-candidato a prefeito Geraldo Simões e com o ex-presidente do PT Flávio Barreto, além do assessor Paulo Sérgio.

Para Jackson Moreira, a filiação de Lanns é “demonstração de que o PT pretende qualificar o debate político” no município. “O companheiro Lanns dispensa apresentações. Um profissional reconhecido, mas também um pensador, que muito tem a contribuir para a elevação do nível da Câmara de Vereadores, quando eleito. É daqueles quadros que qualificam o cargo”.

Jackson reafirma o compromisso do PT de “apresentar soluções para o enfrentamento da situação de caos observado em diversos setores da administração pública” de Itabuna. “Para isso apresentamos o nome do companheiro Geraldo Simões, para candidato a prefeito, porque já tem o currículo duas gestões extraordinárias no município, além da experiência parlamentar e de gestão de diversos órgãos, como uma secretaria estadual e a Codeba. Vamos mostrar à população, com Geraldo e com nosso time de candidatos a vereadores e vereadoras, que temos um grande compromisso com o desenvolvimento de Itabuna”.

LANNS ALMEIDA

Engenheiro Agrônomo formado em 2013 pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Lanns Almeida é casado e pai de dois filhos. Já atuou como coordenador de projetos pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), como assessor técnico da diretoria executiva da CAR e secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Itabuna. Ele atua nas áreas de Planejamento e Gestão de Programa e Projetos, Geoprocessamento e Cacauicutura no Sistema Cabruca.

O presidente do PT de Itabuna, Jackson Moreira, afirma, ainda, que será realizado, nos próximos dias, um evento de filiação e lançamento da pré-candidatura a vereador. “Vamos marcar esse momento, que é muito importante, simbolicamente, para o PT e para o momento político em nossa cidade”.

O RETORNO DE VANE

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

 

Não resta aos geraldistas contrários outra conduta que não seja a de abrir as portas do PT com um “seja bem-vindo”, “bom retorno, companheiro!” ou, se alguém preferir, “Vane e o PT, tudo a ver”.

 

 

O retorno do ex-prefeito Claudevane Leite ao Partido dos Trabalhadores está sendo o assunto mais comentado nas redes sociais, principalmente nos grupos de WhatsApp de Itabuna.

Vane do Renascer, como é mais conhecido na vida pessoal e no campo político, sonha em ser novamente gestor do centro administrativo Firmino Alves, uma postulação legítima que encontra uma certa resistência no grupo do também ex-alcaide Geraldo Simões.

Se não conseguir se firmar como uma opção do petismo para a disputa da sucessão de 2020, Vane deve sair candidato a vereador com grandes possibilidades de ser eleito. O evangélico político já parlamentou por duas vezes na Casa Legislativa.

Geraldo Simões, que há muito tempo domina a legenda, mostrando sua força diante do petismo itabunense, diz que vai presentear o futuro companheiro com uma camisa do “Lula Livre”.

Vane, então prefeito de Itabuna, sempre foi criticado por não ter governado com a autoridade que o cargo exige, deixando a administração sob a forte influência do PCdoB, que ditava os rumos do governo, causando uma insatisfação no staff mais próximo do chefe do Executivo.

Os obstáculos para o retorno de Vane ao PT só não são maiores por causa do governador Rui Costa. O morador mais ilustre do cobiçado Palácio de Ondina tem uma boa relação com o ex-prefeito.

O então alcaide Vane do Renascer foi um dos primeiros a apoiar a pré-candidatura de Rui. Vale lembrar que a cria política de Jaques Wagner tinha menos de 3% nas pesquisas de intenções de voto. Os adversários diziam que o “poste” de Wagner não iria para lugar nenhum.

Outro detalhe é que Geraldo Simões foi contra a candidatura de Rui Costa. Aliás, o relacionamento de GS com RC nunca foi bom. De público, o silêncio e o teatro. Nos bastidores, o pega-pega.

Portanto, o caminho da volta de Vane ao PT está pavimentado. Tem o aval do governador Rui Costa, do comando estadual da legenda e do deputado federal licenciado Josias Gomes.

Não resta aos geraldistas contrários outra conduta que não seja a de abrir as portas do PT com um “seja bem-vindo”, “bom retorno, companheiro!” ou, se alguém preferir, “Vane e o PT, tudo a ver”.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

A CANDIDATURA DE FERNANDO GOMES

Tempo de leitura: 3 minutos

Marco Wense

 

O morador mais ilustre do Palácio de Ondina apoiaria a ousada pretensão de Fernando Gomes, fazendo dele o candidato da base aliada? Como ficaria o PT de Geraldo Simões? Para pirraçar o geraldismo, alguns fernandistas ficam dizendo que Geraldo seria um bom vice.

 

A possibilidade do prefeito Fernando Gomes disputar o sexto mandato já é assunto do dia a dia no staff fernandista, que tem na linha de frente Maria Alice, secretaria de Governo e fiel escudeira do alcaide.

A opinião de que Fernando buscaria a reeleição era tratada com desdém pela maioria dos correligionários mais próximos do gestor. Agora, já divide o grupo. Tem gente até apostando que sua candidatura é favas contadas. Os mais otimistas falam até na quebra do tabu do segundo mandato consecutivo. Vale lembrar que o surpreendente eleitorado de Itabuna nunca reconduziu ao cargo um chefe do Executivo.

É evidente que a candidatura de Fernando provoca uma mudança radical no processo sucessório. Todas as análises políticas terão que ser revistas. O cenário muda completamente, da água para o vinho, como diz a sabedoria popular.

Quais seriam os três principais questionamentos em relação a esse novo ingrediente na sucessão do cobiçado centro administrativo Firmino Alves? O primeiro diz respeito ao governador Rui Costa. O segundo, ao médico Antônio Mangabeira. O terceiro, ao Capitão Azevedo.

O morador mais ilustre do Palácio de Ondina apoiaria a ousada pretensão de Fernando Gomes, fazendo dele o candidato da base aliada? Como ficaria o PT de Geraldo Simões? Para pirraçar o geraldismo, alguns fernandistas ficam dizendo que Geraldo seria um bom vice.

E Mangabeira, prefeiturável do PDT? Dentro da legenda, mais especificamente entre os integrantes do diretório, a opinião de que a candidatura de FG é bem vinda prevalece. A eleição ficaria polarizada entre o pedetista, que é quem representa verdadeiramente o antifernandismo, e o alcaide.

Ora, quando digo que Mangabeira é quem encarna o antifernandismo, é porque só o PDT faz oposição ao governo municipal. As outras legendas estão omissas, ou por serem aliadas do governador Rui Costa, hoje companheiro de Fernando, ou por interesses outros. Alguém já viu um posicionamento do PCdoB de Davidson Magalhães e do PSB de Renato Costa em relação a gestão Fernando Gomes?

Quanto a Azevedo, não se tem nenhuma dúvida de que seria o mais prejudicado. O eleitorado do militar é quase o mesmo de Fernando. O populismo ficaria rachado. Não há espaço para dois “fernandos”.

Outro detalhe é que a cada vez mais constante aproximação de Azevedo com Fernando vai minando sua candidatura pelo DEM de ACM Neto. O prefeito soteropolitano caminha a passos largos para apoiar Mangabeira. ACM Neto, presidente nacional do Democratas, não quer saber de Fernando Gomes e vice-versa.

O maior problema de Azevedo, que foi meu colega no curso de direito na então Fespi, hoje UESC, é sua instabilidade política. Tem que decidir se quer a liderança de Fernando ou Neto. Agradar aos dois simultaneamente é impossível. Termina desagradando e perdendo a confiança de ambos.

O “foram me chamar” será substituído pelo “já estou aqui”. Fernando Gomes, em que pese uma acentuada rejeição, é um candidato que preocupa. É quem mais sabe onde as cobras dormem.

O voto do antifernandismo pode ser um importante “cabo eleitoral” para Mangabeira, principalmente se no decorrer da campanha o cidadão-eleitor-contribuinte perceber que o postulante do PDT é a melhor opção para evitar a sexto mandato de Fernando Gomes.

Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

GERALDO SIMÕES E AS URNAS

Tempo de leitura: 2 minutos

Marco Wense

 

No mais, esperar o desenrolar dos fatos. São eles que vão provocar novos comentários e tornar os rumos da sucessão municipal mais transparente e menos nebuloso.

 

Como irá se comportar o ex-prefeito Geraldo Simões caso não seja candidato na sucessão municipal de 2020? Uma interessante pergunta, já que o próprio Geraldo ainda não sabe como responder. Seu futuro político é uma grande incógnita.

Se for um postulante ao comando do centro administrativo Firmino Alves, tudo bem. O ex-gestor de Itabuna, por duas vezes, tem todo direito de tentar novamente ser a autoridade máxima do município.

E se “minha pedinha”, como é carinhosamente chamado, ficar de fora da disputa? Vai apoiar o prefeiturável do governador Rui Costa, que tende a ser o mesmo do prefeito Fernando Gomes, subindo no mesmo palanque?

É bom lembrar que Geraldo Simões ao ser questionado sobre a aliança entre Rui e Fernando, disse que era “casamento de cobra com jacaré”.

Acho que não, principalmente em decorrência desse tratamento dado pela cúpula estadual do PT com o aval do chefe do Palácio de Ondina. O ex-alcaide sequer tem seu nome lembrado para ocupar um merecido espaço na reforma administrativa, obviamente no primeiro escalão.

Geraldo, que fundou o PT em Itabuna, que foi duas vezes prefeito da cidade, deputado federal e estadual, não pode ser isolado como se fosse um “João ninguém”, um político sem nenhuma história. Geraldo é merecedor de uma atenção maior.

Na hipótese de ficar de fora da disputa e continuar sendo defenestrado pelo governo estadual, resta a Geraldo quatro caminhos: 1) fazer corpo mole na campanha do candidato de Rui Costa e Fernando Gomes, 2) se afastar do processo sucessório, 3) apoiar outro prefeiturável; e 4) sair candidato por outro partido.

A possibilidade de mudar de partido já não é assunto proibido no staff petista municipal. Em conversas reservadas, alguns correligionários já discutem até qual a legenda mais viável.

Não sei qual é o sentimento que toma conta de Geraldo Simões diante desse desprezo, cada vez mais escancarado, sem nenhuma preocupação em deixá-lo, politicamente falando, na sarjeta, no ostracismo.

E como fica o diretório municipal diante da pretensão do deputado federal Josias Gomes, ex-secretário de Relações Institucionais do governo Rui Costa, de ser o candidato da legenda a prefeito de Itabuna?

Leia Mais

PARTIDOS JÁ RECEBERAM R$ 1,3 BILHÃO PARA FINANCIAR CAMPANHA ELEITORAL

Tempo de leitura: 2 minutos

TSE autorizou o pagamento para 22 partidos|| Foto divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mandou pagar cerca de R$ 1,3 bilhão do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) para 22 dos 35 partidos políticos que têm direito aos recursos. Segundo TSE, DEM, Avante, PRB, Pros, PSC, PT, PTC, MDB, Patriotas, PHS, PMN, Pode, PPS, PR, PRP, PRTB, PSD, PSDB, PSL, PSOL, PV e SD receberam a verba para financiar a campanha eleitoral.
De acordo com dados do TSE, o MDB é o partido com direito a mais recursos, com R$ 230.974.29008, seguido do PT, que conta com R$ 212.244.045,51. O PSDB ficou com R$ 185.868.511,77, seguido do PP, que embolsou R$ 131.026.927,86. Veja no final do texto quanto cada partido receberá. O total de 35 partidos terá acesso aos recursos financeiros.
Mais 12 legendas – PSTU, PDT, PMB, PP, PTB, Rede, PCB, PCdoB, DC, PCO, PPL e PSB – tiveram o processo aprovado, e o TSE deve emitir as ordens de pagamento nos próximos dias. O partido Novo ainda não indicou ao TSE os critérios de distribuição do fundo para receber sua quota.Os partidos vão receber o total R$ 1,7 bilhão de Fundo Especial de Financiamento de Campanha.
O Novo já se declarou contra a aplicação de recursos públicos no financiamento dos partidos e das campanhas eleitorais. “O Novo é mantido por seus filiados e doadores, não pelos impostos, pagos pelo cidadão”, diz o partido, que tem 19.026 filiados, segundo dados disponíveis no portal do TSE.
A legenda tem direito a R$ 980.691,10 do Fundo Especial de Financiamento de Campanha. Conforme o TSE, se o Novo não requisitar sua parcela do fundo, o valor será devolvido ao Tesouro Nacional até o fim deste ano.
Para receber os recursos do fundo, os partidos têm de formalizar o pedido no TSE e mandar a ata da reunião do diretório nacional que definiu os parâmetros de distribuição da verba. Entre os critérios, obrigatoriamente está a destinação de 30% do total para o custeio das campanhas das candidatas de cada partido.

Leia Mais

GERALDO FALA DE ELEIÇÕES E ALFINETA FERNANDO: "ITABUNA PARECE QUE FOI BOMBARDEADA"

Tempo de leitura: 2 minutos
Foto Pimenta 28.07.2018

(Foto Pimenta)

O ex-deputado e ex-prefeito de Itabuna Geraldo Simões (PT) deverá ter o nome confirmado em convenção do PT, no próximo sábado (4), em Salvador, como um dos nomes do partido na disputa por vagas à Assembleia Legislativa. Ao PIMENTA, ele afirmou que pretende fazer uma campanha regional, focando em Itabuna, Ilhéus e no sul da Bahia. Numa rápida entrevista, o ex-deputado falou de eleições 2018, Lula, gestão do adversário histórico, Fernando Gomes, e de Rui Costa. Confira abaixo.
PIMENTA – O “bloco” já está na rua?
GERALDO SIMÕES – Começamos a andar na última semana, atentos à nova legislação. Vamos levar nosso nome à convenção do partido, no sábado (4), e aí a campanha deslancha. Nossa proposta é de uma candidatura regional. Sempre fui favorável ao voto distrital. Vou centrar minha campanha em Itabuna, Ilhéus e no sul da Bahia.
PIMENTA – Como avalia a gestão em Itabuna?
GERALDO – Estou muito preocupado com violência altíssima, saúde a mesma dificuldade, educação não funciona. A cidade parece que foi bombardeada. Tem buraco em tudo que é lugar. Semana passada um carro caiu em um buraco no centro da nossa cidade. Aquilo é o retrato de uma Itabuna que está sem perspectiva. A administração local está nesse desastre inteiro e não está pior ainda por conta do apoio que o governador Rui Costa está dando à gestão. Apoio é coisa que nunca tive nos meus dois governos, quando o pessoal do DEM governava o Estado.
PIMENTA – Avaliando a disputa nacional e estadual, o PT deve insistir com Lula?
GERALDO – Lula é inocente. Está preso porque a elite não gosta de governos que trabalham pela população. Foi assim com Getúlio Vargas, João Goulart e Juscelino Kubitschek. E, por último, com a presidenta Dilma Rousseff. Nós vamos registrar a candidatura de Lula no dia 15 de agosto e vamos provar que Lula é inocente e, portanto, tem direito a ser candidato.
PIMENTA – Apesar de todos os sinais no Judiciário, o sr. acredita que ele possa disputar e, vencendo, assumir a presidência?
GERALDO – As pesquisas mostram até Lula ganhando em primeiro turno. O meu desejo é que aconteça. O povo está com Lula. Quem está contra? A grande imprensa e o Judiciário.

______________

Rui está sendo um bom governador para a Bahia e o melhor governador da história para a nossa região.

______________

PIMENTA – José Dirceu diz que Wagner seria bom candidato do PT. Há o nome de Fernando Haddad. Não avalia como possíveis substitutos?
GERALDO – Meu candidato é Lula. Se lá na frente tiver alguma coisa, a gente para e analisa.
PIMENTA – E a disputa estadual?
GERALDO – Rui está sendo um bom governador para a Bahia e o melhor governador da história para a nossa região sul da Bahia. Com essas obras importantes, Barragem do Colônia, Hospital da Costa do Cacau, duplicação da estrada Ilhéus-Itabuna, que começa a qualquer momento – nós precisamos romper com essa dificuldade lá no TCU -, a nova ponte nova em Ilhéus e outras ações…. Tudo isso dá a Rui o título de melhor governador que o sul da Bahia já teve.

Back To Top