skip to Main Content
21 de janeiro de 2021 | 05:53 pm

VANE DEFENDE REGIÃO METROPOLITANA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vane terá audiência com Wagner, mas antes participa de sessão na Câmara (Foto Pimenta).

Prefeito acredita que região metropolitana ajudará municípios a resolver demandas que lhes são comuns (Foto Pimenta/Arquivo).

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), defendeu na manhã desta quarta-feira (29) a proposta de criação da Região Metropolitana do Sul da Bahia. Segundo ele, essa forma de organização facilitará o atendimento de demandas comuns às cidades da região.
Como exemplos dessas demandas, o prefeito citou transporte coletivo, saúde e destinação de resíduos. “O anúncio e o início da implantação de projetos e investimentos na região, como a universidade federal, o porto Sul, a ferrovia Oeste-Leste, o gasoduto, entre outros, tornam ainda mais oportuno e urgente formalizar a região metropolitana, para que o planejamento e os resultados desse desenvolvimento sejam integrados, com benefício para todos”, complementou o gestor.
A defesa da região metropolitana foi feita pelo prefeito na abertura de seminário que aborda o tema. O evento é realizado no hotel Tarik Fontes.

ARTICULADO

Tempo de leitura: 3 minutos

Fernando VolpiFernando Volpi
 

Qualquer candidato a cargos políticos ou na iniciativa privada que tiver como propósito apenas vencer as eleições ou a concorrência numa disputa de inspiração subjetiva ou pelo simples prazer da vitória ou até mesmo pelo status do posto, se não tiver um forte senso de responsabilidade por suas próprias ações, seja pelo bem comum, seja pelo êxito do empreendimento ou da empreitada, nunca irá perseverar.

 
A diferença entre alguém de iniciativa e uma pessoa articulada está exatamente no senso de propósito, sem o qual não se desenvolve a perseverança. “Ser persistente é ser teimoso com objetividade”, ouvi recentemente de um conceituado executivo do Sebrae durante encontro de gestores públicos e privados em Itabuna. De fato, quando predomina a convicção do propósito, a energia emerge com força e produz resultados. Todas as dificuldades serão estimulantes e vencerá a determinação. O segredo é sair do “bureau” e tentar mudar, mudando o rumo da coisa.
Mas toda mudança deve começar, necessariamente, por um propósito. Sem ele, impossível perseverar. Sem perseverança, não há superação.
Qualquer candidato a cargos políticos ou na iniciativa privada que tiver como propósito apenas vencer as eleições ou a concorrência numa disputa de inspiração subjetiva ou pelo simples prazer da vitória ou até mesmo pelo status do posto, se não tiver um forte senso de responsabilidade por suas próprias ações, seja pelo bem comum, seja pelo êxito do empreendimento ou da empreitada, nunca irá perseverar. O sucesso não passará da primeira esquina, será curto como curta é a sua inspiração, como certamente curta é a sua habilidade para o sucesso.
Todo propósito alimentado pela vaidade ou pela obsessão (até mesmo pela paixão) só resulta em enxaqueca. Mas o propósito vitaminado da pessoa articulada, antenada, logada, alimentado com amor e liderança honesta resultará em perseverança também honesta. É bem diferente do propósito apaixonado. A paixão desestimula, a paixão gera teimosia dispersa, enquanto o amor bem articulado encoraja com serenidade propulsora como as asas das garças sobre o Rio Pardo. Suaves, sem alarde, mas fortes.
Gestor público ou privado, o legislador, o jurista, o gerente, o funcionário, o prestador de serviços, todos eles que não se fortalecerem com sinceros propósitos, claros e definidos, inspirados na sua responsabilidade diante da legião de expectativas, não passarão de melancólicas tentativas isoladas de êxito com pálidos resultados empíricos e insulsos. Algo parecido com um aborto que deu errado.

Leia Mais

EVENTO DEBATE REGIÃO METROPOLITANA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Será realizado nesta quarta-feira (13), em Ilhéus, o Seminário Região Metropolitana Sul da Bahia: uma proposta. O evento  começa às 8h30 e será encerrado às 17 horas, no centro de convenções do Hotel Praia do Sol, e tem como objetivo intensificar a discussão do tema, que interessa Itabuna, Ilhéus e outras cidades circunvizinhas.

A iniciativa de promover o seminário é da empresa Bahiagás, juntamente com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Sedur), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), prefeituras de Itabuna e Ilhéus e a Associação dos Municípios do Sul e Extremo-Sul da Bahia (Amurc).

A primeira palestra do evento, com o tema “Gestão de Regiões Metropolitanas”, será ministrada por Marco Aurélio Costa, técnico em Planejamento e Pesquisa, e coordenador da Rede Ipea e do Projeto Governança Metropolitana no Brasil. Outra palestra agendada para a parte da manhã é a do arquiteto e urbanista Jório José Carneiro Barretto Cruz, especialista em Desenvolvimento Urbano.

No período da tarde, haverá apresentação de artigos de um livro sobre regiões metropolitanas, que será distribuído durante o seminário.

PALESTRA SOBRE GESTÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

O professor Ramon Noya profere palestra dia 25, a partir das 10 horas, no Polo da Unisa Digital em Itabuna, abordando os diversos tipos de gestão. O evento tem entrada franca e é voltado ao público universitário.

Ramon Noya é professor-tutor dos cursos de Administração, Gestão em RH, Gestão Financeira, Engenharia Ambiental e Engenharia de Produção da Unisa.

VANE E A AGENDA POSITIVA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Guardada a sete chaves pela equipe de governo, a pesquisa encomendada pelo prefeito Claudevane Leite não trouxe boas notícias para a gestão, mas apontou caminhos a serem trilhados nos próximos meses. Sabe-se que a aprovação ao governo – que já era baixa – piorou. Como reagir?
Diante dos resultados, a equipe preparou uma agenda positiva e corre contra o tempo para ter o que anunciar no mês de aniversário de Itabuna. O município completa 103 anos em 28 de julho. O governo fala em pacote de obras com recursos próprios e tem a esperança de que os projetos apresentados em Brasília caminhem dentro do tempo previsto.
Por enquanto, é unanimidade no governo que a falta de experiência de algumas peças tem travado a gestão. O prefeito indeciso, também.

JABES TENTA LIBERAR CONTAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Jabes4A busca de oxigênio financeiro para viabilizar sua administração levou o prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, a Salvador nesta terça-feira, 8. Na capital do estado, o gestor tem audiência com o presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, Mário Alberto Hirs, com quem Ribeiro pretende conversar a respeito dos bloqueios judiciais das contas da Prefeitura.
Os bloqueios foram determinados no final do ano passado, a pedido de sindicatos que representam os servidores. A intenção era assegurar o pagamento dos salários. Para o governo, o efeito colateral da medida é tirar recursos que seriam destinados à oferta de serviços essenciais. A Prefeitura precisa também renegociar dívidas para ter a possibilidade de firmar convênios e captar verbas estaduais e federais.
A estimativa da atual gestão é de que a administração ilheense possui uma dívida de R$ 200 milhões, enquanto a arrecadação anual é de R$ 240 milhões. A situação de crise fez com que uma das primeiras medidas do novo governo fosse o decreto de situação de emergência por 60 dias. Foram ainda assinados 11 decretos relacionados à reorganização do município e destinação de recursos. Sete desses dispositivos têm a ver com a folha de pagamento dos servidores.

PREFEITO DECRETA EMERGÊNCIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
No Hospital de Base, abandono total

No Hospital de Base, abandono total

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite (PRB), assinou o decreto de número 10.881, que reconhece situação de emergência no município por um período de 90 dias. A medida permite a compra de produtos e contratação de serviços sem a necessidade de licitação, o que – segundo o governo – é necessário para fazer frente ao quadro caótico em que o município foi encontrado.
O abandono de unidades básicas de saúde e do Hospital de Base, o maior do sul da Bahia, foi destacado pelo governo na justificativa do decreto. Outros setores mencionados são a educação e a limpeza pública.
No Hospital de Base, o prefeito disse ter presenciado uma situação calamitosa, com falta de medicamentos, gaze, esparadrapo, forro de cama, móveis e até papel higiênico.

TCM PROMOVE ENCONTRO COM ELEITOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) realiza no dia 30, em Salvador, o Seminário “Orientação por uma Gestão Legal e Transparente”, destinado aos prefeitos eleitos em outubro. O evento será realizado das 9 às 18 horas no Salão Yemanjá, no Centro de Convenções de Salvador, e está com inscrições abertas no site do tribunal.

De acordo com a instituição, o encontro será uma oportunidade para os futuros gestores tirarem dúvidas com técnicos especializados do TCM, que farão palestras sobre diversos assuntos relacionados à administração dos municípios.

NEM LELÉU PERDOOU MAGELA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Para Leléu, Magela é “persona non grata” em Itabuna

A Câmara de Vereadores de Itabuna teve sessão plenária na manhã desta sexta-feira, 26, quando se deu a segunda discussão do Refis, aprovado sem emendas. Mas o debate “pegou fogo” mesmo quando se tratou de outro assunto, a saúde. Neste tópico, sobraram críticas ao secretário Geraldo Magela, que consegue a proeza de ser mal visto tanto pela oposição quanto pela bancada do governo.

As críticas foram puxadas por Rosivaldo Pinheiro (PCdoB), que fez um trocadilho com a luta do município pela retomada da gestão plena da saúde. Segundo o comunista, o que falta à atual gestão é “plena competência para administrar o setor”. Pinheiro falou ainda que o governo Azevedo peca não somente nos serviços de média e alta complexidade, mas também na atenção básica, apontando precariedade nos postos de saúde dos bairros.

Glebão, do PV, afirmou que Magela não teve a competência de estabelecer um diálogo com os prestadores de serviço e não ´conseguiu “entender a saúde de Itabuna”. Mas a alfinetada mais surpreendente partiu do presidente da Câmara, Leléu Rodrigues (DEM), aliado do prefeito. Segundo ele, “Geraldo Magela é persona non grata desde que chegou a Itabuna”.

Na sessão, foi criada uma comissão de saúde para analisar a situação da área e propor medidas para melhorá-la. O primeiro compromisso será uma visita ao Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, na tarde desta segunda-feira, 29.

A COMISSÃO DE TRANSIÇÃO EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito eleito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), definiu alguns dos nomes que representarão o futuro governo na transição administrativa. Segundo o Blog do Gusmão, a escolha ocorreu após reunião do pepista com seu conselho político, no sábado, 20.

Fazem parte do grupo que cuidará do levantamento da situação administrativa e dos dados financeiros da gestão municipal os seguintes nomes:  Israel Nunes, Isaac Albagli, Carlos Mascarenhas, Vladimir Hughes, Joaquim Bastos e Victor da Veiga.

Outros integrantes ainda poderão ser anunciados.

Back To Top