skip to Main Content
7 de abril de 2020 | 04:16 pm

DOADORES DESAPARECEM E ESTOQUE DE SANGUE FICA EM NÍVEL CRÍTICO NA BAHIA

Falta sangue para atendimento nos hospitais da Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

Com a pandemia do coronavírus, a Fundação Hemoba registra, em toda Bahia, uma queda considerável no número de candidatos a doação de sangue.  No período de 13 a 24 de fevereiro, 5.168 pessoas procuraram o hemocentro para fazer a doação, enquanto que no mesmo intervalo de tempo em março, apenas 2.646 tentaram a boa ação. Com isto, o estoque está em nível crítico para praticamente todos os tipos sanguíneos com fator RH negativo.

De acordo com a médica Rivânia Andrade, diretora de Hemoterapia da Fundação, o estoque de sangue é classificado no Brasil em três índices: estável, alerta e crítico. “Consideramos o estoque de sangue estável, quando temos uma quantidade de hemocomponentes que atende a demanda de oito a 10 dias. Classificamos como alerta, um número suficiente para  quatro a sete dias, e crítico, quando temos apenas a quantidade para atender no máximo três dias”, explica a hematologista.

Para aumentar a segurança dos doadores e funcionários, a Fundação Hemoba adotou uma série de medidas, evitando aglomerações e higienizando com mais frequências os locais. De acordo com o diretor geral da instituição, Fernando Araújo, a iniciativa tem como objetivo minimizar os efeitos de um momento, que é delicado para todos.

“A demanda de sangue não para. Mesmo diante da pandemia, procedimentos de emergência continuam e muitas pessoas no estado precisam do tratamento com hemocomponentes para sobreviver.  Nossa equipe está trabalhando com a busca ativa de doadores e agendamento de doações para organizar os voluntários e evitar a aglomeração de pessoas. É importante que as pessoas que possam doar sangue, agendem a sua doação e venham direto para o hemocentro, evitando circular em muitos ambientes e voltem imediatamente para casa”, alerta o diretor.

CONVOCAÇÃO

Para o voluntário Norbélio de Castro Santos, o período requer cuidados, porém pretende doar sangue nos próximos dias. “Soube que os estoques de sangue estão baixos e, como doador, entendo que é muito importante ajudar, não apenas neste momento, mas sempre. Estarei agendando a minha doação e convoco outros doadores a comparecerem.  A primeira coisa é estar bem de saúde, descansado, bem alimentado e fazer todos os procedimentos divulgados para a prevenção, como higienizar as mãos e evitar aglomeração de pessoas”,  destaca.

Os interessados em doar sangue com hora marcada podem preencher o formulário disponível no site www.hemoba.ba.gov.br, enviar e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou entrar em contato pelo telefone: 71 3116-5643.

CAMPANHA CADASTRA DOADORES DE MEDULA ÓSSEA EM ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos
gggg

Cadastro é feito no ambulatório oncológico, no Manoel Novaes.

Marcos Alpoim se cadastra como doador de medula: "é rápido".

Marcos Alpoim se cadastra como doador de medula: “é rápido”.

O Banco de Sangue da Casa Casa de Misericórdia de Itabuna começou hoje (16) a cadastrar doadores de medula óssea. O cadastramento é feito no ambulatório de oncologia pediátrica do Hospital Manoel Novaes, das 8h às 17h. A meta é cadastrar, pelo menos, mil doadores.
A campanha de captação vai até o próximo domingo (18). Os doadores farão parte do Registro Nacional de Doador de Medula Óssea. A pessoa precisa ter entre 18 e 54 anos para se cadastrar como doador de medula óssea.
No cadastramento, a pessoa preenche formulário com dados pessoais e autoriza a coleta de mostra de sangue para testes que vão determinar as características genéticas e de compatibilidade entre doador e paciente.
De acordo com a médica Regiana Quinto, os dados pessoais são armazenados em um sistema informatizado, que realiza o cruzamento com os dados dos pacientes que necessitam de transplante. “Em caso de compatibilidade, o doador é chamado para exames complementares e fazer a doação”.
A medula óssea, explica, é retirada do interior de ossos da bacia, por meio de punções, sob anestesia, e se recompõe em 15 dias. O advogado Marcos Alpoim cadastrou-se como doador. “É rápido, não levou dez minutos”, disse ele ao PIMENTA.
A campanha de cadastramento é realizada pelo Banco de Sangue em parceria com a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), com apoio de igrejas, clubes de serviço, Prefeitura de Itabuna e Blog Pimenta.
Voluntários participam de palestra sobre a importância da doação.

Voluntários participam de palestra sobre a importância da doação.

Back To Top