skip to Main Content
15 de abril de 2021 | 02:46 pm

NO RASTRO DA PROPINA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Luiz Alberto integra comissão que irá a Holanda

Luiz Alberto integra comissão que irá a Holanda

Do BA24Horas
Três baianos foram escalados para participar da comissão externa que irá a Holanda, investigar suspeita de pagamento de propina pela empresa SBM Offshore a funcionários da Petrobras.
Farão parte da excursão os deputados federais Paulo Magalhães (PSD), Mário Negromonte (PP) e Luiz Alberto (PT).
O mais curioso na seleção dos nomes é que Negromonte é citado em reportagem da revista Veja, publicada neste fim de semana, como um dos beneficiários de um esquema de pedágio abastecido por fornecedores da Petrobras.
Outro suspeito, que teria enviado mensagem cobrando 120 (provavelmente R$ 120 mil) ao doleiro Alberto Youssef, foi identificado somente pelas iniciais: “L.A.”.
Leia mais

BEM-VINDA AO CLUBE

Tempo de leitura: 2 minutos

Daniel Thame | www.danielthame.blogspot.com

A Seleção da Espanha jogou para o gasto e não para o gosto. Ganhou.

A Espanha bateu a Holanda por 1×0, com um gol discutível no finalzinho da prorrogação e, ao conquistar a Copa do Mundo da África do Sul, entrou para o seleto clube dos campeões da mais importante competição futebolística do planeta.
Os espanhóis agora fazem companhia ao Brasil (cinco), Itália (quatro), Alemanha (três), Argentina e Uruguai (dois) e Inglaterra e França (um).
A Espanha campeã é o retrato do futebol atual e em nada contribuiu para resgatar a magia do jogo. Em sete partidas, marcou gols absolutamente necessários (venceu cinco por 1×0, uma por 2×1 e perdeu da Suíça por 1×0).
Os espanhóis, que por décadas carregaram a fama (justa, até então) de amarelar em Copas do Mundo, viajaram à África para buscar o título. Se desse para jogar futebol, tudo bem, se não desse, azar.
Jogou para o gasto e não para o gosto. Ganhou.
Nenhuma injustiça. A Holanda também foi à África para ganhar. Venceu medianamente suas seis primeiras partidas (incluindo o 2×1 sobre um Brasil descontrolado) e tropeçou justamente no  “jogo de espelhos”, em que, não fosse pela  camisa e pelos nomes dos jogadores, seria difícil identificar quem eram os holandeses e quem eram os espanhóis.
Uma Copa insossa só poderia terminar sem um craque indiscutível, aquele que as gerações futuras lembram como o nome do Mundial, como Pelé em 58, Garrincha em 62, Pelé de novo em 70, Cruijjf em 74, Paulo Rossi em 82, Maradona em 86, Romário em 94, Zidane em 98 e Ronaldo Fenômeno em 2002.
É preciso fazer um esforço monumental para citar o craque  de 2010.
Messi? Robben? Iniesta? Davi Villa? Diego Forlán? Müller?
Nenhum deles é unaminidade.
O saldo positivo da Copa é que os sul-africanos conseguiram realizar um Mundial bem organizado e, mais do que isso, contagiante pela alegria da população. Até as insuportáveis vuvuzelas tiveram sua graça.
Baixadas as cortinas do espetáculo (?) na África do Sul, as atenções se voltam para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.
E é bom que as atenções estejam bem atentas mesmo!
Porque, no quesito bola, alguns de nossos políticos botam até craques estelares no bolso (embora prefiram botar é outra coisa no bolso!).
É muito dinheiro em jogo, na reforma e construção de estádios e aeroporto, melhorias no sistema viário e outras obras de infra-estrutura.
É um olho na Seleção, que vai juntar os cacos, e outro nessa gente que adora um tipo nada ortodoxo de jogo.
Daniel Thame é jornalista e autor do livro Vassoura.

COPA 2010: SEM BRILHO, DEU ESPANHA!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Iniesta, melhor do jogo, faz o gol do título espanhol (Foto Getty Images/Fifa).

A Espanha confirmou seu favoritismo em campo e acabou levantando a taça de campeão da Copa do Mundo 2010 em sua primeira finalíssima na competição da Fifa. Na Copa de arbitragem medíocre, o gol do título foi originado em um escanteio que o juiz Howard Webb não viu, não deu à Holanda. Iniesta aproveitou lá na frente e estufou a rede no segundo tempo da prorrogação do jogo, uma final feia, de muita pancadaria, cartões amarelos e uma expulsão.

COPA 2010: A PELEJA DA FÚRIA CONTRA A LARANJA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os craques Sneijder e Villa são os protagonistas da finalíssima do Mundial (Foto Getty Images/Fifa).

Domingo, 15h30min do dia 11 de julho de 2010. Muitos apostavam que nesse horário, nesta data, estariam “190 milhões em ação” torcendo pelo Brasil contra qualquer outro time na finalíssima da Copa do Mundo da África. Não deu. O futebol mundial livrou-se do jogo mediano da Seleção Brasileira.

Se os 190 milhões sofrem, compensa-se com a promessa de futebol em bom nível: Holanda vs Espanha, na peleja da Fúria contra a Laranja. Você, amado leitor, em quem aposta suas fichas para papar o título?

ESPANHÓIS BATEM ALEMÃES E FAZEM FINALÍSSIMA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Espanha meteu 1x0 nos alemães em gol de Puyol (Foto Getty Images/Fifa).

A Espanha jogou melhor, soube aproveitar as chances e bateu a Alemanha por 1×0, gol de Puyol. O jogo foi encerrado há pouco. Os espanhóis farão uma finalíssima inédita contra a Holanda, que ontem enfiou 3×2 no Uruguai.
A finalíssima da Copa do Mundo será no próximo domingo, 11. Os espanhóis chegam à final fazendo apenas sete gols em seis jogos. É um ataque “econômico”.

HOLANDA MANDA MAIS UM SUL-AMERICANO PRA CASA – E ESTÁ NA FINAL!

Tempo de leitura: < 1 minuto
Robben, o terrível, foi um dos destaques holandeses na vitória sobre o Uruguai, último "pedaço" de resistência americano na Copa 2010 (Foto Getty Images/Fifa).

O terrível Robben ajudou a mandar o Uruguai "mais cedo" para casa. A Holanda venceu o último "pedaço" sul-americano na Copa 2010 numa vitória contestável, por 3x2. E, mais uma vez, uma seleção avança com uma ajudinha da arbitragem. Sneijder estava impedido quandl fez o segundo gol dos europeus.

INFELIZMENTE, ACABOU!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Duas falhas da defesa, uma seleção desequilibrada, desarrumada no segundo tempo, uma falha dupla de Júlio César e Felipe Melo (argh!!!). Junte tudo isso… E o Brasil está fora da Copa do Mundo.
E não adianta jogar (só) nas costas de Felipe Melo a culpa pela derrota contra a Laranja Mecânica, como faz aquele narrador que você conhece! Não adianta procurar um “Novo Dunga”. A Holanda está nas semifinais da Copa. O Brasil, “arrogante”, volta pra casa. Que, no caso, é a Europa!

Jornal holandês Depers "já sabia" e meteu uma loura em lugar do Cristo Redentor.

QUE VENHA A HOLANDA!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os 'são-paulinos' Kaká e Luís Fabiano trocaram passe no segundo gol (Foto Getty Image/Fifa).

O Brasil aproveitou o jogo “prafrentex” do Chile e meteu 3×0 no time de El Loco Bielsa, passando às quartas-de-final da Copa 2010. Juan, Luís Fabiano e Robinho cravaram os três gols da partida mais ‘soltinha’ da Seleção nesta Copa.

Agora, é esperar a perigosa Holanda, na próxima sexta-feira, 2, às 11 horas. O Brasil poderá ter o retorno de Elano e Felipe Melo, que não atuaram hoje devido a contusões.

Os últimos jogos das oitavas-de-final acontecem nesta terça, 29. O sul-americano Paraguai enfrenta o Japão, às 11 horas, e Portugal e Espanha disputam a última vaga, às 15h30min. Os vencedores dos jogos de amanhã se enfrentam na próxima fase.

DIA DE LARANJA (MECÂNICA) NA ÁFRICA?

Tempo de leitura: < 1 minuto

O sábado de Copa do Mundo não tem lá grandes atrativos – pelo menos, aparentemente, não é dessas promessas. A Holanda frustrou os amantes do bom futebol na sua estreia, na última segunda, apesar de bater a Dinamarca por 2×0. Jogo insosso. Hoje, a ‘Laranjinha’ Mecânica volta a campo para enfrentar os japinhas, às 8h30min (horário de Brasília). O Japão, lembremos, bateu a seleção Camarões na estreia, por 1×0.

Olho no relógio!

8h30min – Holanda x Japão

11 horas – Gana x Austrália

15h30min – Camarões x Dinamarca

GOL CONTRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O dinamarquês Simon Poulsen abriu o placar do jogo entre Holanda e Dinamarca, pelo Grupo E da Copa do Mundo. De cabeça, Poulsen atacou contra o próprio patrimônio e entrou para a história como o autor do primeiro gol contra no torneio da África do Sul. Isto, aos 40 segundos do segundo tempo.

TÁ COM SEDE?

Tempo de leitura: < 1 minuto

O sindicalista Fernandes teria se transformado em industrial da bebida?

SUSTO NA HOLANDA: Fernandes teria se transformado em industrial da bebida?

Na Europa, os sindicalistas brasileiros da área de alimentação e moagem de cacau tomaram um susto ao pisar em solo holandês, onde participariam de um intercâmbio internacional. E as atenções se voltaram para o sul-baiano Luiz Fernandes, presidente do Sindicacau. O porquê do susto é revelado na foto acima.

Os amigos imaginavam que Luiz Fernandes, do Sindicacau, havia abandonado a bandeira do sindicalismo para tornar-se industrial, investidor do segmento de bebidas.”Não é nada disso do que vocês estão pensando”, fazia troça o sorridente líder sindical.

Gaiato que só ele, ainda provocou: “Mas provem. Fernandes é gostoso”. Claro, ele se referia ao Fernandes Made in Marrocos.

Back To Top