skip to Main Content
9 de julho de 2020 | 03:13 pm

ITABUNA REGISTRA AUMENTO DE 26,3% NO NÚMERO DE MORTES VIOLENTAS EM JANEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos crimes foi registrado no último dia 27, na J.S. Pinheiro

Itabuna registrou aumento de 26,3% no número de mortes violentas em janeiro deste ano em comparação com o registrado em 2019. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), foram registrados 24 homicídios em 2020 ante 19 registrado no ano passado.

A SSP-BA sustenta que não houve escalada no número de mortes violentas no município no comparativo. Por meio da assessoria, a SSP aponta que os homicídios ocorridos desde o dia 1º têm ligação com o tráfico e “serão elucidados, com os autores capturados”, informou ao PIMENTA ao ser questionado sobre os números da criminalidade no início deste ano.

CONSIDERADA A MAIOR BANDIDA DA BAHIA É PRESA; ELA ESTAVA NO BARALHO DO CRIME

Tempo de leitura: < 1 minuto

Polícia prende acusada de ser a maior criminosa da Bahia|| Foto PC

Considerada pela Secretaria da Segurança Pública como a maior traficante de drogas da Bahia, a Dama de Copas do Baralho do Crime da SSP-BA foi presa, na quarta-feira (25), na cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. Jasiane Silva Teixeira, a “Dona Maria”, foi detida por equipes da Polícia Civil e da Superintendência de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública.

De acordo com a Polícia Civil, além da distribuição de drogas, “Dona Maria” tinha envolvimento com homicídios, corrupção de menores, roubos, falsificações, tráfico de armas, entre outros crimes. Natural de Vitória da Conquista, ela comandava uma facção atuante na região sudoeste da Bahia, com ramificações nos estados de Minas Gerais e São Paulo, conforme a polícia.

Possuidora de três mandados de prisão e condenação, “Dona Maria” será trazida para Bahia onde responderá pela extensa ficha criminal. “Excelente trabalho de inteligência. É este tipo de resultado que coloca a polícia baiana entre as melhores do Brasil. Parabéns aos policiais civis. A população baiana agradece”, comemorou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

ITABUNA REGISTRA DOIS HOMICÍDIOS NA MADRUGADA DESTA QUARTA

Tempo de leitura: < 1 minuto

“Brau” foi morto a golpes de facão, segundo a Polícia || Foto Facebook

Itabuna teve madrugada violenta nesta quarta-feira (25), com o registro de dois homicídios. O primeiro deles ocorreu na Rua Zildolina, na Mangabinha. Gabriel Vieira Santos, conhecido como Caroço, foi morto a tiros.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi baleada na cabeça. Caroço ainda chegou a ser socorrido pelo Samu 192, mas ele não resistiu. Ele, ainda segundo a PM, seria usuário de drogas e estava sem identificação no momento em que foi executado. O autor dos disparos estaria numa Honda Bizz, conforme informações.

Por volta das  4h da madrugada, a polícia chegou a ser acionada pelo Samu 192 para atender Bráulio Silva Brito, conhecido como Brau, atingido com golpes de facão no abdome e na cabeça. O crime ocorreu na Califórnia.

A Polícia Militar informou que o agressor, conforme relatos, teria sido um homem que saiu recentemente do Conjunto Penal de Itabuna. “Brau” ainda foi levado para o Hospital de Base de Itabuna, porém não resistiu. A polícia procura o acusado de matar o mototaxista.

BANDO INVADE CASA E EXECUTA HOMEM NO BANCO RASO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sandoval foi executado dentro de casa, na madrugada

Um homem foi executado com mais de 40 tiros em Itabuna. O crime ocorreu na madrugada desta quarta-feira (28), no Bairro Banco Raso. Um bando chegou  à residência da vítima em três carros.
Identificando-se como supostos policiais, conforme relatos, os integrantes do bando cortaram cadeado e invadiram a casa de Sandoval Rodrigues Ferreira, de 38 anos, executado com dezenas de tiros na cabeça, informa o Verdinho. O assassinato seria mais um ligado ao crime organizado.
Sandoval estava dormindo, quando os atiradores invadiram a casa, localizada na Rua Beira Rio. A suspeita e de que o homem estivesse fazendo parte de uma facção criminosa de Itabuna. No momento da execução, a esposa, a sogra e filha de seis anos de Sandoval estavam no imóvel.
Com a execução de Sandoval, o município atinge 15 homicídios em 28 dias, média superior a um assassinato a cada 48 horas. A maioria dos crimes tem relação com o crime organizado no município, segundo investigações da polícia.

ITABUNA REGISTRA 3 HOMICÍDIOS NO DOMINGO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Homem foi assassinado na Sombrinha do Centro Comercial || Foto Pedro Augusto

Itabuna teve um dos mais violentos domingos de 2018 com o registro de três homicídios em um intervalo de menos de dez horas, de acordo com o comando da Polícia Militar. O primeiro assassinato foi registrado em frente à sede do Tiro de Guerra, no Jardim Grapiúna, por volta das 15h40min de ontem (12). Ainda não identificada, a vítima levou tiros na cabeça.
Menos de meia hora depois, criminosos executaram Filipe Nascimento de Souza, de 24 anos, a tiros, no São Roque. Após ser baleado, na Rua José Alves Franco, Filipe correu para dentro de um imóvel, sendo perseguido pelos algozes e executado dentro do banheiro. Os criminosos fugiram em uma motocicleta, segundo a PM. O jovem era suspeito de traficar drogas.
O terceiro homicídio do domingo de Dia dos Pais ocorreu na “Sombrinha” do Centro Comercial. Abdias Max de Jesus, 38, levou vários tiros. Policiais da companhia que fica a menos de 300 metros do local do crime foram acionados e encontraram Abdias caído no chão. Equipe do Samu deslocada para atendimento ao homem constatou o óbito.
 

ITABUNA REGISTRA SÁBADO SANGRENTO COM 4 HOMICÍDIOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna registrou o sábado mais violento deste início de 2018. Foram quatro homicídios em três regiões da cidade, segundo o comando da Polícia Militar, com a cidade alcançando 24 assassinatos em menos de dois meses.
O primeiro crime ocorreu na feira livre do São Caetano, no final da tarde. Júnior Rodrigues dos Santos levou vários golpes de faca. O Samu 192 chegou a ser acionado, mas não houve tempo para socorro. De acordo com a PM, Júnior era usuário de drogas. A morte pode ter relação com dívidas com o tráfico.
Já na Avenida Bionor Rebouças, no São Roque, dois criminosos morreram em tiroteio em frente ao Bar do Nicolau, por volta das 20h. Manoel Hildo de Jesus Sousa Junior, de 19 anos, pilotava uma moto Honda Biz e, junto com um comparsa, atirou contra Alessandro Oliveira dos Santos, 28, que reagiu. Manoel Hildo e Alessandro morreram no tiroteio. O comparsa de Hildo conseguiu fugir.
O quarto assassinato ocorreu no Bairro Santo Antônio. Anderson Santos Barreto, de 21 anos, foi encontrado morto na Rua Vitor Batista, após um tiroteio na região próximo à praça principal do bairro. Não há informações sobre motivação e autores do crime.

ACUSADO DE TRÁFICO NO SUL DA BAHIA MORRE EM CONFRONTO COM PMs EM IBICARAÍ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Dênis comandava “boca de fumo”, segundo polícia || Montagem Pimenta

Um homem com passagens por tráfico de drogas e homicídios em pelo menos três municípios do sul da Bahia foi baleado, na manhã desta sexta-feira (10), durante operação policial para combater a criminalidade em Ibicaraí. Valdenir de Jesus dos Santos, o Dênis, 30 anos, foi internado no Hospital Municipal de Ibicaraí, mas não resistiu aos ferimentos.

Com o traficante, policiais da Rondesp Sul e do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) apreenderam um revólver e 145 buchas de maconha que eram comercializadas num imóvel no Bairro Bela Vista. Além de apontado como dono de “boca de fumo”, Dênis é acusado de, pelo menos, dois assassinatos nos municípios de Itacaré e Una. De acordo com os policiais, os comparsas de Dênis conseguiram fugir do cerco.

“TÁ LÁ UM CORPO ESTENDIDO NO CHÃO”

Tempo de leitura: 2 minutos

claudio_rodriguesCláudio Rodrigues 

 

 

Passamos a conviver passivamente com a violência descabida. Apenas para lembrar: no ano de 2016, em Itabuna foram registrados 125 corpos estendidos ao chão.

 

“Tá lá um corpo estendido no chão”. Esse era o bordão que o locutor Januário de Oliveira usava em suas narrações de partidas de futebol. O bordão indicava que havia ocorrido uma falta e que o lance estava parado, uma vez que o jogador que tinha sofrido a infração se contorcia no gramado. Hoje, nos deparamos com uma imagem que nos fez lembrar o bordão do Januário de Oliveira.

Por volta das 7h30min desta terça-feira, o chapista Antônio Carlos Novais dos Santos, 38 anos, carregava um caminhão de mudança, no Bairro Conceição, quando foi assassinado a tiros por dois homens que já chegaram atirando. A morte do “chapa” Roni, como era conhecido entre os amigos, é mais uma – das 77 até agora – a fazer parte das estatísticas da violência em nossa cidade, que figura como uma das mais violentas do País.

Porém, o que mais chama a atenção na imagem publicada nas páginas do PIMENTA é que, após o assassinato, as pessoas continuaram a realizar o trabalho de carga no caminhão como se absolutamente nada houvesse acontecido. Era como se aquele corpo ali, estendido ao chão, fizesse parte do cenário ou fosse um objeto qualquer que estava sendo descartado.

Como é que um crime de assassinato em plena luz do dia passe a ser a coisa mais banal possível? A banalização da violência está nos transformando em pessoas insensíveis, como se a vida não represente mais nada. Passamos a conviver passivamente com a violência descabida. Apenas para lembrar: no ano de 2016, em Itabuna foram registrados 125 corpos estendidos ao chão.

Cláudio Rodrigues é consultor e administrador de empresas.

TRÊS MORTOS A TIROS NA NOITE DE SÃO JOÃO EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Ninho foi executado na praça do São Pedro || Foto OS News

Ninho foi executado na praça do São Pedro || Foto OS News

Itabuna atingiu 70 homicídios em menos de seis meses em 2017 com os três assassinatos registrados nesta noite de São João (24). Os crimes ocorreram em um intervalo de menos de duas horas, de acordo com a Polícia Militar.

Às 19h33min, homens chegaram em um veículo preto, na Praça do São Pedro, e executaram Jonatas Bezerra Calixto, conhecido como Ninho Cão, de 20 anos. Os homens se aproximaram da vítima e efetuaram os disparos. O Samu foi acionado, mas Ninho faleceu ainda no local. Ele tinha várias passagens pela polícia.

O segundo homicídio ocorreu a poucos quilômetros dali, no Sarinha Alcântara. Railto Santos Dutra Neto, também de 20 anos, acabou sendo baleado por homens que estavam em um Renault Duster, segundo testemunhas narraram a policiais militares. Levado para o Hospital de Base, a vítima não resistiu aos ferimentos.

No outro extremo da cidade, no Condomínio Jubiabá, em Nova Ferradas, Davidson de Jesus Santana, de 25 anos, foi executado a tiros. De acordo com o comando da Polícia Militar, o crime ocorreu às 21h03min. Não há informações se os crimes estão relacionados.

DEPUTADO CRITICA GOVERNO DA BAHIA POR NÃO INVESTIR EM SEGURANÇA

Tempo de leitura: 2 minutos
Deputado diz que a população está tomando sufoco dos bandidos, enquanto governador tenta salvar presidente

Deputado diz que a população está tomando sufoco dos bandidos, enquanto governador tenta salvar presidente

O elevado número de homicídios registrados neste feriadão em Salvador e Região Metropolitana alimentou o discurso oposicionista na retomada dos trabalhos da Assembleia Legislativa. As críticas ficaram por conta do deputado Sandro Régis (DEM), líder da oposição.

Em apenas três dias do feriado prolongado, Salvador e RMS contabilizaram 19 homicídios. Oito desses crimes ocorreram ontem (27), nos bairros do Lobato, Paripe, Federação, Dom Avelar, Tororó e Boca do Rio.

Além de atribuir o problema à falta de investimentos do governo na segurança pública, Régis afirmou que o governador Rui Costa tem dedicado mais energia para “salvar a presidente Dilma do impeachment”. Nas palavras do deputado, “é inadmissível que o governador Rui Costa canalize suas ações e energias em defesa do governo federal, enquanto a população baiana morre nas ruas e fica refém da criminalidade”.

NOVOS POLICIAIS

O governo tem sido criticado por descumprir a promessa de convocar 800 policiais civis (delegados, investigadores e escrivães) e cerca de 2 mil policiais militares. Rui Costa disse em janeiro que as nomeações ocorreriam logo após o Carnaval, mas depois alegou impossibilidade de realizá-las em virtude de problemas financeiros do Estado.

No momento, o governo espera um relatório da Secretaria de Administração (Saeb) para saber quantos novos policiais poderão ser nomeados. As admissões serão apenas para preencher vagas que surgiram desde 2012, em razão de óbitos e processos de aposentadoria.

Back To Top