skip to Main Content
5 de julho de 2020 | 01:02 pm

TOQUE DE RECOLHER COMEÇA HOJE EM ITABUNA E ITAPETINGA; MEDIDA É PRORROGADA EM ITABERABA

Itapetinga também registrou avanço da covid-19 e terá toque de recolher || Foto DPE-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

Decreto conjunto do governo estadual e das prefeituras definiu que começará às 18h desta sexta-feira (3) o toque de recolher nos municípios de Itabuna, no sul da Bahia, e de Itapetinga, no médio sudoeste. A restrição à circulação de pessoas e veículos nos dois municípios será das 18h às 5h.

O decreto também estabelece que o toque de recolher em Itabuna vai até a próxima quarta (8). O município registra acumulado de 2.751 casos confirmados do novo coronavírus, com 1.571 casos ativos e 69 óbitos.

Já em Itapetinga, a restrição será mais prolongada, encerrando-se no dia 19, mas podendo ser prorrogada. O município do sudoeste baiano tinha, até as 17h de ontem (2), 417 casos confirmados de covid-19 (319 deles ativos) e 11 óbitos.

Durante o toque de recolher ficam proibidos a permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas, com exceção de deslocamento para serviços de saúde ou farmácias.

PRORROGAÇÃO EM ITABERABA

O governo baiano também publicou decreto que prorroga até dia 9 a restrição à circulação em vias públicas, das 18h às 5h, em Itaberaba, na Chapada Diamantina. Itaberaba apresentava 309 casos confirmados da doença até ontem (2), com 149 pacientes em recuperação (casos ativos) e 13 óbitos. A restrição nas três localidades busca conter o avanço do novo coronavírus. Atualizado às 8h13min.

NOVAMENTE, ITABUNA FICARÁ SOB TOQUE DE RECOLHER

Itabuna ficará novamente sob toque de recolher, a partir de sexta (3) || Foto Oyama Brugni
Tempo de leitura: < 1 minuto

Pouco mais de 20 dia após a Justiça suspender o toque de recolher, o governador Rui Costa anunciou em uma transmissão ao vivo (live) nesta noite de quinta (2) que o município vai, novamente restringir a circulação de veículos e pessoas à noite. O toque de recolher começará nesta sexta (3).

O governador disse ter conversado com o prefeito Fernando Gomes para a adoção da medida em conjunto. Ainda não está definido se a restrição será a partir das 18h ou das 20h até as 5h da manhã. A medida é vista como tentativa de conter o avanço do novo coronavírus. Segundo Rui, o decreto será publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta.

Até o último dia 12 de junho, Itabuna ficou sob toque de recolher por 30 dias consecutivos. A medida acabou suspensa por decisão do juiz da Vara Criminal de Itabuna, Murilo Staut, em 12 de junho. Ele concedeu habeas corpus coletivo a dois advogados. Três dias depois, o prefeito Fernando Gomes anunciou que não iria recorrer da decisão judicial (relembre aqui).

COM 2,8 MIL NOVOS CASOS, BAHIA TEM 79,3 MIL INFECTADOS, 53,3 MIL CURADOS E 1.947 ÓBITOS

Comércio de Gandu, município que registrou 3 óbitos pela covid-19 nos últimos dias
Tempo de leitura: 6 minutos

Mais de 2,8 mil casos do novo coronavírus (covid-19) foram registrados nas últimas 24 horas na Bahia, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). Foram 2.864 casos no período de ontem até as 17h desta quinta (2), com 2.410 curados e 45 óbitos.

No acumulado desde o início da pandemia, o estado possui 79.349 casos confirmados, 53.334 já são considerados curados e 24.068 encontram-se ativos. Segundo a Sesab, 1.947 morreram por causa da covid-19, a maioria diabética.

As confirmações ocorreram em 388 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (46,09%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.986,24), Gandu (1.897,97), Ipiaú (1.569,55), Uruçuca (1.447,44) e Itabuna (1.291,61), todos do sul da Bahia.

O boletim epidemiológico contabiliza 79.349 casos confirmados, 171.924 casos descartados e 80.085 em investigação. Na Bahia, 9.236 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui.

TAXA DE OCUPAÇÃO

Na Bahia, dos 2.254 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.476 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 906 leitos exclusivos para o coronavírus, 715 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%.

ÓBITOS

A Sesab contabiliza 1.947 mortes pelo novo coronavírus, 45 registrados nesta quinta (2). Destas mais de 40 vítimas que constam no boletim de hoje, a maioria é de Salvador, além de Itabuna, Gandu, Valença, Lauro de Freitas, Juazeiro, Itamaraju e Teixeira de Freitas. Confira o histórico de cada uma delas no “leia mais”, abaixo.

Leia Mais

FERNANDO DIZ QUE FOI MAL INTERPRETADO: “O POVO DE ITABUNA ME CONHECE”

Fernando diz que foi mal interpretado sobre reabertura do comércio
Tempo de leitura: < 1 minuto

Por meio de nota, o prefeito Fernando Gomes disse que tem sua história pautada na preservação das vidas e sua frase (“morra quem morrer”) dita ao confirmar a reabertura do comércio no próximo dia 9 foi mal interpretada (confira aqui). Fernando anunciava, na última terça (30), as razões para adiar a medida, prevista para ontem (1º).

Ainda na nota, o prefeito cita que falava que primeiro era preciso lutar pela vida (“a vida é uma só”) e, se a pessoa morrer, não há fortuna, pobreza, falência. “Não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura [de leitos de UTI]. Com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura”.

Fernando considera que sua fala ganhou repercussão nacional porque houve ênfase à “última frase dita”, interpretando (“de moro errado e sensacionalista”) o que foi dito na entrevista.

– Nossos atos, como cidade com maior testagem e uma das que há mais tempo permanece com o comércio fechado, só reforçam o nosso compromisso pela vida da nossa população. Tenho cinco mandatos como prefeito. O povo de Itabuna me conhece – concluiu.

“MORRA QUEM MORRER”: GERALDO CRITICA FERNANDO POR FALA “DESASTROSA”

Geraldo critica Fernando por “fala desastrosa” e lembra 67 mortes pela covid-19 em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-prefeito de Itabuna e ex-deputado federal Geraldo Simões criticou Fernando Gomes pela “fala desastrosa” ao anunciar que o comércio de Itabuna reabriria, de qualquer forma, no próximo dia 9.

“Não é surpresa a repercussão negativa, em todo o País, da fala desastrosa do prefeito Fernando Gomes”, observou, acrescentando que o gestor “coloca Itabuna no cenário nacional, de forma extremamente negativa”.

Geraldo também lembrou que Itabuna é o segundo município da Bahia em número de mortes pela Covid-19. “São 67 famílias chorando a perda de seus entes”.

Fernando emitiu a frase ao comentar que adiaria a abertura do comércio do dia 1º para o próximo dia 9 (relembre aqui). Até o momento, ele não se pronunciou sobre a repercussão do que foi dito.

“MORRA QUEM MORRER”: RUI DIZ QUE FERNANDO TEM SE SENTIDO PRESSIONADO

Rui Costa com o prefeito Fernando Gomes
Tempo de leitura: < 1 minuto

Novamente, o prefeito Fernando Gomes tornou-se assunto nacional. O vídeo em que ele afirma que o comércio de Itabuna reabrirá na próxima quinta (9), “morra quem morrer”, viralizou. Há pouco, foi assunto do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo. Mais cedo, na cerimônia cívica do 2 de Julho, na capital baiana, o governador Rui Costa foi instado a comentar a fala do prefeito de Itabuna.

Aliado de Fernando, Rui minimizou e disse ter conversado com o gestor itabunense. “Ele tem se sentido extremamente pressionado [pela reabertura do comércio], porque tem uma voz nacional que diz que é para abrir e ganha setores da sociedade que querem abrir. E as pessoas, às vezes, saem do ponto, perdem o equilíbrio emocional”.

Rui ainda relatou que o próprio Fernando teria dita que, aos 80 anos de idade, nunca se sentiu “tão pressionado por todos os lados, desse jeito. É uma situação muito triste”.

FERNANDO E A REABERTURA DO COMÉRCIO NO DIA 9, “MORRA QUEM MORRER”

Fernando “viraliza” após falar que comércio reabre “morra quem morrer”
Tempo de leitura: < 1 minuto

Após anunciar a reabertura do comércio de Itabuna para ontem (1º) mesmo que fosse preso, o prefeito Fernando Gomes teve que rever a promessa diante da ocupação de todos os leitos de UTI disponíveis para vítimas da covid-19 no município.

Falou o bom senso, numa cidade onde o isolamento social caiu para 38% e o nível de contágio da doença está em 1,42. Ou seja, cada infectado transmite a doença para mais de uma pessoa, segundo estudo da Uesc e da UFSB. O mínimo “ideal” é abaixo de 1.

Porém, viralizou – com o perdão do termo – um vídeo em que o prefeito aborda a situação das UTIs Covid-19 e da expectativa de abertura de outros 10 leitos de UTI até o próximo dia 8. Esses leitos dariam condição ao município – do ponto de vista da assistência médico-hospitalar – de pensar em reabertura.

Até ali, tudo caminhava bem na fala do prefeito. Mas, na sequência, o gestor itabunense aparece falando da reabertura do comércio no dia 9, “morra quem morrer”. O prefeito tem dito que nunca sofreu pressão tão forte como agora. Neste caso, a pressão parte do empresariado.

EM 24 HORAS, ITABUNA TEM 156 NOVOS CASOS DE COVID-19

Itabuna registra mais de 150 casos de Covid em 24 horas|| Foto José Nazal
Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna confirmou, no boletim epidemiológico desta quarta-feira (1º), mais 156 casos novos de Covid-19. Com isso, o número de infectados pelo novo coronavírus saltou de 2.520, ontem, para 2.676 hoje. Os dados mostram que a transmissão comunitária segue no ritmo acelerado.

Itabuna registra 10.146 casos notificados, sendo que 7.108 foram descartados, 262 aguardam resultado de exames e 195 pessoas estão esperando a coleta para a realização do exame.

Além disso, Itabuna tem 21 pacientes internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 40 estão em leitos de enfermaria. Não houve confirmação de mortes pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas. Os dados foram divulgados na noite desta quarta-feira (1º) pela Secretaria Municipal de Saúde.

EQUIPE DE HOSPITAL ITABUNENSE RELATA SUCESSO EM PARTO DE MULHER COM A COVID-19

Paciente testou positivo para covid-19, mas cirurgia foi um sucesso || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma equipe do Hospital Manoel Novaes realizou um parto que exigiu cuidados ainda maiores por causa da situação envolvendo a paciente, que testou positivo para o novo coronavírus. O procedimento foi realizado, com sucesso, na última sexta-feira (26) na unidade que é referência em ginecologia e obstetrícia, neonatologia de alto risco e pediatria cirúrgica.

Pesando 2 quilos e 860 gramas, a menina nasceu depois de uma cesariana que durou uma hora e meia, sem maiores complicações. Após a conclusão do procedimento, mãe e filha ficaram internadas em leito de isolamento Covid-19. A paciente, de 33 anos, do baixo-sul da Bahia, e a criança receberam alta no último domingo (28), e devem seguir as medidas de isolamento, conforme protocolo para casos covid-19.

O parto foi realizado pela equipe formada pelos médicos John Leahy Filho e Katiana Três, além do anestesista Zacarias Figueiredo, a instrumentadora Irenildes Batista (Dina), a enfermeira obstetra Renata Marques e as técnicas Pollyana Monção, Camila Silva e Milena Nascimento.

DESAFIO MAIOR

A diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, a médica Fabiane Chávez, explica que, embora a unidade não tenha sido credenciada para parto de paciente positivada para o novo coronavírus, destinou leitos exclusivos para esse tipo de atendimento específico, desde que reguladas pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). “Temos uma estrutura que possibilita a realização do atendimento com segurança”, afirma.

De acordo com a médica, a cirurgia cesariana é sempre desafiadora, mas os casos envolvendo pacientes com teste positivo para Covid-19 requerem um cuidado ainda maior. Mas, afirma, tudo ocorreu como planejado.

AMAMENTAÇÃO

A enfermeira obstetra Renata Marques destaca que, para evitar a contaminação dos recém-nascidos, em casos de pacientes que testam positivo, a amamentação só é autorizada depois de um rigoroso processo de higienização feita nas mães.

MAIS SETE MUNICÍPIOS BAIANOS TÊM TRANSPORTE SUSPENSO; TOTAL CHEGA A 348

Tempo de leitura: 3 minutos

O transporte intermunicipal será suspenso em Cotegipe, Igaporã, Itaguaçu da Bahia, Paramirim, Remanso, São José do Jacuípe e Wagner, a partir de quinta-feira (2). A decisão, que foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quarta (1º), tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana.

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans. Também continuam suspensas, até o dia 6 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Ibiquera, Santana, São Domingos e São Gabriel, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Clique em “leia mais” e confira todos os 348 municípios afetados pelo decreto.

Leia Mais
Back To Top