skip to Main Content
5 de abril de 2020 | 07:46 pm

LACEN-BA CONFIRMA 1º CASO DO NOVO CORONAVÍRUS EM ITAMARAJU

Itamaraju, no extremo-sul do Estado, também terá transporte intermunicipal suspenso || Foto Oimenu
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Vigilância Epidemiológica de Itamaraju confirmou o primeiro caso de coronavírus  no município localizado no extremo-sul baiano. O resultado do exame do paciente foi comunicado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA) à Secretaria de Saúde de Itamaraju por volta das 21h10min deste sábado (28).

De acordo com o município, o paciente está em isolamento social desde a coleta do material para exame no Lacen-BA. “É importante informar que a Secretaria Municipal de Saúde já está trabalhando quanto ao isolamento das pessoas que por ventura tiveram contato com o paciente”, informa a secretaria em nota pública.

COVID-19 NA BAHIA

Trata-se do 128º paciente com confirmação de contágio pela doença em todo o Estado. Até o final da tarde de ontem (28), a Bahia registrava 127 casos. Na madrugada deste domingo (29), ocorreu o primeiro óbito causado pela doença na Bahia. No extremo-sul do Estado, outros municípios têm pacientes infectados pela covid-19: Porto Seguro (10 casos), Prado (3) e Teixeira de Freitas (2).

UFSB PRORROGA INSCRIÇÕES PARA 812 VAGAS NOS COLÉGIOS UNIVERSITÁRIOS

UFSB prorroga inscrições para ingresso nos colégios universitários
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) prorrogou, nesta segunda-feira (23), as inscrições no Processo Seletivo para ingresso na Rede Anísio Teixeira de Colégios Universitários.  Agora, as inscrições, que encerrariam hoje, podem ser feitas até quinta-feira (26).

O período de matrícula também sofreu alterações e, agora, será realizada no período de 6 a dia 12 de abril de forma online. A seleção do candidato será feita com base nos resultados obtidos no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) referente aos anos 2018 ou 2019.

Serão são ofertas total de 812 vagas nos colégios universitários em Coaraci, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas e Itamaraju, Eunápolis e Posto da Mata. Acesso aqui para se inscrever no processo seletivo.

No Bacharelado Interdisciplinar, as vagas são nos cursos de Ciências, Humanidades e Artes. Em Licenciatura Interdisciplinar, as oportunidades de ingresso são para Artes e Suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias; Ciências Humanas e Sociais e suas tecnologias; Linguagens e suas tecnologias; Matemática e Computação e suas tecnologias. Acesse aqui o edital.

ACIDENTE COM ÔNIBUS MATA PELO MENOS DOIS E DEIXA 25 FERIDOS NO EXTREMO-SUL DA BAHIA

ônibus cai em ribanceira e mata dois e deixa 25 feridos
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um acidente grave nesta quinta-feira (12), envolvendo um ônibus do transporte interestadual, deixou dezenas de feridos e, pelo menos, duas pessoas mortas na BR-101, no trecho que liga Itamaraju a Teixeira Freitas, no extremo-sul da Bahia. O veículo da empresa Itapemirim caiu em uma ribanceira.

Motorista perdeu o controle do veículo

De acordo com testemunhas, o motorista do ônibus perdeu o controle do veículo quando trafegava pela Curva do Quiabo. Cerca de 30 passageiros estavam no ônibus. Pelo menos 25 ficaram feridos e dois morreram.

Curva do acidente é uma das mais perigosas da BR-101 na Bahia

Quase que a tragédia seria ainda maior. O veículo ficou a poucos metros de um riacho. Chovia no momento do acidente, o que deixou o trecho ainda mais perigoso.

As vítimas foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Corpo de Bombeiros de Teixeira de Freitas (GBM), além da Polícia Militar. Inicialmente, os feridos foram levados para o Hospital Municipal de Itamaraju. Não há informações sobre o estado de saúde dos passageiros hospitalizados.

MENINA DE 11 ANOS É ESTUPRADA E MORTA A PAULADAS PELO MARIDO DA AVÓ

José Raimundo é acusado de matar Layla Nascimento
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma menina de apenas 11 anos foi assassinada, na sexta-feira (6), em Prado, no extremo-sul da Bahia. O suspeito do crime foi detido em flagrante depois de comparecer à delegacia para prestar queixa sobre o desaparecimento de Layla Nascimento dos Santos.

José Raimundo Santos, de 53 anos, confessou o crime, segundo a polícia. A menina foi morta por asfixia e a pauladas. O corpo dela escondido numa mata, perto de uma estrada que liga o distrito de Guarani. Foi o acusado quem levou a polícia até o local onde o corpo foi encontrado.

De acordo com a polícia, José Raimundo vai responder por estupro de vulnerável, homicídio e ocultação de cadáver. Ele está preso em Itamaraju, também no extremo-sul do estado.

REI DO INTERMUNICIPAL, BETO OLIVEIRA QUER MAIS TÍTULOS E TREINAR A SELEÇÃO DE ITABUNA

Tempo de leitura: 12 minutos

Poucos treinadores conquistaram tantos títulos no futebol do interior da Bahia como Beto Oliveira. São seis troféus do Campeonato Intermunicipal, três deles consecutivos (2017-2018-2019), e uma conquista com equipe profissional, no comando do Itabuna Esporte Clube, em 2002, na Segunda Divisão do Baiano.  A equipe conseguiu o acesso invicta depois de 10 anos sem disputar nenhuma competição.

Em entrevista exclusiva ao PIMENTA, o treinador fala do sonho de conquistar um Campeonato Baiano e mais três títulos do Intermunicipal. Ele também comenta sobre o sufoco que passou por conta da desconfiança dos torcedores de Itamaraju durante a temporada passada, quando teve de montar uma equipe completamente diferente da que se sagrou campeã em 2018.

Beto Oliveira afirma ainda que é louco para treinar a Seleção de Itabuna e observa que o Campeonato Interbairros deveria ser no primeiro semestre, não no segundo, como é realizado hoje. O técnico também fala de Pep Guardiola, Abel Braga, Jorge Jesus e do time rubro-negro carioca: “O Flamengo de hoje é encantador”.

Veja a íntegra da entrevista.

Blog Pimenta – Sua carreira começa na década de 80 como jogador. Exatamente quando?

Beto Oliveira- Comecei na base do Itabuna Esporte Clube em 1982 e me profissionalizei três anos depois. Atuei pelo Itabuna até 87. Rodei por algumas equipes profissionais no país. Em 91 voltei para o Itabuna e um ano depois fui para o Grêmio Maringá. Em 93 encerrei a carreira como jogador de futebol e comecei a treinar a divisão de base do Itabuna, em 94, sendo técnico do time que disputou a Copa Rio daquele ano. Fiquei como treinador da equipe por três anos seguidos.

Pimenta- E no futebol profissional?  

Beto – Comecei em 2000, quando treinei o Grapiúna nos últimos quatro jogos da Segunda Divisão do Campeonato Baiano. Vencemos o Astro, Bahia de Feira, Barreiras e Jequié, salvo engano. Uma das equipes utilizou um jogador irregular, houve alteração na classificação e perdemos a chance de disputar o título naquele ano.

Pimenta – Um início de carreira de treinador empolgante, por sinal.

Beto Foi sim. Em 2001, treinei o Grapiúna que disputou a Taça São Paulo de Futebol Júnior. No retorno, voltei à equipe profissional do Grapiúna para, mais uma vez, disputar a Segunda Divisão do Baianão. Ficamos com o vice-campeonato. Perdemos o título para o Palmeiras do Nordeste, então filial do Palmeiras de São Paulo. Eles tinham uma equipe muito forte e subiram.

Pimenta – E o primeiro título na carreira?

Beto Em 2001, fui contratado para treinar a Seleção de Coaraci no Intermunicipal. Ali, ganhei o meu primeiro título. No outro ano, voltei ao futebol profissional para comandar o Itabuna Esporte Clube na Segunda Divisão. A equipe estava há 10 anos sem participar de competições. Conquistamos o título da Série B de forma invicta e garantimos vaga na elite do futebol baiano.

Pimenta – Em 2002 a sua primeira competição nacional. Foi isso?

Beto Sim. Como treinador do Colo Colo no Campeonato Brasileiro da série C. Em 2003 voltei ao profissional do Itabuna e ficamos na terceira colocação no Baianão. Perdemos a semifinal para o Vitória, que estava na série A do Campeonato Brasileiro.

Pimenta – E o seu segundo título no Intermunicipal?

Beto – Foi em 2004, com a Seleção de Itamaraju.

 

 

Já fiz uma análise e cheguei à conclusão de que ainda é cedo para parar. Quero retornar ao futebol profissional e ganhar mais títulos.

 

Pimenta – Rodou muito como treinador…

Beto – Minha carreira foi entre equipes amadoras e profissionais. E o terceiro título no Intermunicipal também foi no extremo-sul do estado. Em 2009 fechei um contrato com a Seleção de Porto Seguro por dois anos. Ficamos em terceiro lugar, mas conquistamos o título, invicto, em 2010.

Pimenta – Sete anos depois mais um título…

Beto Em 2017, com a Seleção de Eunápolis. No ano seguinte retornei à Itamaraju, onde conquistamos dois títulos consecutivos do Campeonato Intermunicipal.

Pimenta – Beto Oliveira foi um bom jogador?

Beto Tenho uma família de atletas. Danielzinho começou a carreira no Itabuna e passou por equipes como Palmeiras (na base) e Bragantino, na década de 80. Guiovaldo também tem passagem pelo Itabuna, futebol de Portugal e várias equipes no Brasil. Acho que fui um bom jogador sim. Comecei como volante e depois fui atuar como zagueiro. Nas décadas de 80 e 90, tínhamos muitos craques. Era muito difícil para o profissional do interior ser contratado por um time grande do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais ou Sul do País.

Pimenta – Já pensou em parar?

Beto Já fiz uma análise e cheguei à conclusão de que ainda é cedo. Quero retornar ao futebol profissional e ganhar mais títulos.

Pimenta – Já recebeu propostas para trabalhar neste ano?

Beto Recebi uma proposta de um dos times da Primeira Divisão do Campeonato Baiano, mas não possível o acerto por questões financeiras. Ofereceram um valor menor do que eu ganhava no Intermunicipal. Entendi ser uma desvalorização muito grande. Para trabalhar no profissional, na elite do Baiano, o técnico merece ter uma remuneração melhor.

 

 

Tenho algumas propostas. Provavelmente em março, estarei treinando uma equipe da Segunda Divisão do Baiano.

 

 

Pimenta – Você não estaria em uma vitrine melhor?

Beto No futebol profissional a cobrança é muito maior. Todos da cidade exigem uma campanha excelente. A expectativa gira em torno de vencer Bahia e Vitória e conquistar o título de campeão. Tenho algumas propostas. Provavelmente em março, estarei treinando uma equipe da Segunda Divisão do Baiano.

Pimenta – Qual foi a conquista de Campeonato Intermunicipal mais fácil e a mais difícil?

Beto Não existe conquista fácil, ainda mais em se tratando do Intermunicipal, que é disputado por 64 equipes. É uma competição que dura seis meses. Enfrentamos muitas dificuldades. Às vezes, perda de jogadores importantes no decorrer da competição.

Pimenta – O título mais marcante, então?

Beto O mais prazeroso foi primeiro, conquistado com a Seleção de Coaraci. Embora tivesse sido vice-campeão da segunda divisão com Grapiúna, chegamos sem muito conhecimento sobre o Intermunicipal, que é uma competição totalmente diferente. Peguei uma seleção formada basicamente por ex-jogadores profissionais e vividos na competição e eu sem experiência.  Achei um pouco mais difícil para impor a minha metodologia de trabalho, mas tudo deu certo.

Clique em leia mais, abaixo, e confira a íntegra da entrevista.

Leia Mais

ITAMARAJU VENCE NOS PÊNALTIS E CONQUISTA TETRACAMPEONATO DO INTERMUNICIPAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itamaraju conquista o quarto título do Intermunicipal

Dirigida pelo treinador itabunense Beto Oliveira, a seleção de Itamaraju conquistou, neste domingo (8), em Itapetinga, no sudoeste da Bahia, contra a equipe da casa, mais um título do Campeonato Intermunicipal de Futebol. A competição foi decidida nos pênaltis, depois do empate de 1×1 no tempo normal, o mesmo placar da primeira partida em Itamaraju.

Itamaraju derrotou a seleção de Itapetinga pelo placar de 4×1, nos pênaltis . É o segundo ano consecutivo que as duas equipes se encontram na decisão. Em 2018, a seleção do município do extremo-sul da Bahia também venceu o adversário nas penalidades. No ano passado, Beto Oliveira já comandava o time.

Com o título conquistado neste domingo, o representante de Itamaraju tornou-se tetracampeão do Intermunicipal. Além de 201 e 2019, já tinha vencido em 2002 e 2004. Itapetinga buscava o tricampeonato. Foi campeão de 95 e 96. A edição deste ano foi 62ª e contou com a participação de mais de 60 seleções de todas as regiões da Bahia.

ITAPETINGA VENCE ITAMARAJU E ABRE VANTAGEM NAS FINAIS DO INTERMUNICIPAL

Tempo de leitura: 2 minutos

Gol de pênalti dá vitória a Itapetinga no jogo de ida contra Itamaraju

Com o campo pesado por causa das chuvas que caíram na região, Itapetinga venceu Itamaraju por 1 a 0, na tarde deste domingo (9), no primeiro jogo das finais do 61º Campeonato Intermunicipal. No próximo domingo (16), à tarde, no Estádio Barbosão, a Seleção de Itapetinga joga pelo empate para ficar com o troféu “Valdemiro Lima da Silva”, em homenagem ao ex-volante Merica, e conquistar o tricampeonato.
Caso a Seleção de Itamaraju vença em casa por um gol de diferença, o título será decidido em cobrança de pênalti. Se vencer por dois gols ou mais, conquistará o Intermunicipal também pela terceira vez. A seleção vice-campeã ficará com o troféu “José Alberto Vasconcelos da Silva”, em homenagem ao ex-meia Dendê.
A partida em Itapetinga foi marcada no primeiro tempo pelo grande número de faltas. Aos 22 minutos, em uma delas, o zagueiro Virlei soltou a bomba e exigiu boa defesa de Geovane, que espalmou a bola para escanteio. Após a cobrança, o lateral Lucas colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti para a seleção da casa. Netinho foi para a cobrança e chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro de Itamaraju, que tirou a bola com a mão esquerda.
No intervalo, Netinho lamentou a perda do pênalti, mas mostrou confiança em dar a volta por cima no segundo tempo. “Acontece, eu geralmente cobro naquele canto, pensei até em mudar, mas decidir bater ali mesmo. Ele (Geovane) foi bem e fez a defesa. Agora é levantar a cabeça, a equipe está bem e vamos buscar o gol no segundo tempo”, disse o camisa 11 de Itapetinga ao repórter Juraci Santana, da TVE.
O goleiro de Itamaraju, Geovane, comemorou a defesa e agradeceu ao preparador de goleiros da seleção, Boca. “Foi uma defesa importante. Vamos procurar corrigir os erros para apresentar um melhor futebol nesta etapa final. Buscar a vitória para levar essa vantagem para o jogo decisivo em casa”, afirmou.

OPERAÇÃO “RAPTORES” CUMPRE MANDADOS EM MUNICÍPIOS DO EXTREMO-SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

PRF desmonta quadrilha que atuava em três estados|| Foto Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), com apoio dos ministérios públicos da Bahia, Espírito Santo e Minas Gerais (MP-ES), cumpriu 15 mandados de prisão e 21 de busca e apreensão nos três estados, nesta quarta-feira (21), durante a operação “Raptores”. A ação foi realizada para desarticular uma quadrilha que falsificava documentos de carretas para que circulassem com excesso de peso. Na Bahia, os mandados foram cumpridos nos municípios de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Alcobaça e Prado, no extremo-sul do estado.
De acordo com a PRF, a investigação mostrou que a quadrilha praticava irregularidades como adulteração em veículos de carga (inserção de eixo, ampliação ou redução do chassi), transformações e alterações cadastrais de veículos no Renavam. Além disso, o bando retirava restrição administrativa e/ou judicial sem devida vistoria, supressão de restrição de grande monta, comércio de Certificado de Registro de Veículo para legalizar veículos com restrição judicial ou de roubo/furto, adulteração de elementos de identificação veicular.
O esquema também possibilitava o comércio de veículos furtados, roubados, além de aumentar a capacidade de carga dos veículos de forma ilegal e sem passar por critérios e exigências técnicas dos órgãos de fiscalização, levando risco para a estrada. Essas alterações afetavam partes importantes dos veículos como freios, pneus e eixos, segundou a Polícia Rodoviária.
A investigação revelou que a quadrilha usava eixos e peças de carretas já envolvidas em acidentes, desgastadas e com problemas estruturais irreversíveis, para fazer as adulterações. Documentos de um reboque de carro de passeio foram usados para fazer a adulteração para que servisse em uma carreta.
DETRANS
Os envolvidos contavam, conforme a PRF, com a ajuda de funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) em Minas Gerais e na Bahia, que tinham uma tabela de preço para cada serviço, desde a adulteração de dados no sistema e fornecimento de documentos falsificados.

Leia Mais

CERCA DE 8 MIL FAMÍLIAS TÊM BENEFÍCIOS BLOQUEADOS NO EXTREMO-SUL; EM PORTO SÃO 1,4 MIL

Tempo de leitura: 2 minutos

Mais de 1.400 benefícios do Bolsa Família foram bloqueados em Porto Seguro

Por recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU), o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) bloqueou 7.938 mil beneficiários do programa Bolsa Família nos municípios do extremo-sul da Bahia. Em Porto Seguro, são exatas 1.465 famílias com bloqueio e outras 358 com benefícios cancelados por causa de irregularidades.  O município tem 14.850 cadastrados no programa federal.
Em Eunápolis, foram bloqueados 1.241 benefícios e 340 famílias foram excluídas do Programa Bolsa Família. O município possui 9.768 famílias cadastradas. Em Teixeira de Freitas, dos 12.217 beneficiários pelo programa, 1.233 foram bloqueados e 360 suspensos.  Em Itamaraju, são 328 cancelamentos e 989 famílias com o pagamento suspenso até o recadastramento.
Outros municípios do extremo-sul da Bahia com benefícios bloqueados ou cancelados foram Itabela, onde 628 famílias estão provisoriamente impedidas de sacar e outras 253 perderam o direito ao benefício; e Nova Viçosa, com 419 cadastros suspensos e 101 exclusões.  O MDS puniu ainda moradores de Belmonte, Itagimirim, Medeiros Neto, Mucur, Itapebi e Prado.
A decisão de cancelar ou bloquear o pagamento do benefício ocorreu após a Controladoria Geral da União encontrar inconsistências cadastrais. Pelas regras do MDS, para o recebimento do Bolsa, famílias podem ter uma renda mensal de até R$ 170. Os beneficiários que ganham entre R$ 170 e R$ 440 tiveram o pagamento bloqueado. As famílias que ganham acima de R$ 440 tiveram o benefício cancelado e serão investigadas.

MAIS DE 6 MIL PESSOAS NO EXTREMO SUL E SUDOESTE DA BAHIA TÊM ATÉ QUINTA PARA SACAR PIS/PASEP

Tempo de leitura: 2 minutos

Quinta-feira é o último dia para sacar o PIS/Pasep/2015

Cerca de 10 mil moradores dos municípios do sul, extremo sul e sudoeste da Bahia precisam correr para não ficar sem o abono salarial do PIS/Pasep, ano base 2015, cujo valor varia de R$ 79 a R$ 937. De acordo com dados do Ministério do Trabalho, Porto Seguro está entre os municípios baianos com mais pessoas que deixaram de sacar o abono. São quase 900 pessoas que ainda não sacaram o benefício.

Em Eunápolis, são mais de 450 pessoas que ainda não receberam o PIS e Pasep. Nos municípios de Teixeira de Freitas, Itamaraju, Itabela, Belmonte, Prado, Mucuri, Itagimirim são mais de 1.500 trabalhadores que não compareceram a uma agência bancária para sacar o abono salarial de 2015.

No sudoeste do estado, a maior quantidade de trabalhadores que não sacou o abono salarial mora em Jequié, Itapetinga e Vitória da Conquista.  No primeiro município são 850 pessoas com direito ao benefício que não foram sacá-lo e outras 250 em Itapetinga.  Em Conquista são quase 2 mil pessoas que não sacaram o abono. Os dados do Ministério do Trabalho mostram também que há mais de 40 mil baianos que correm risco de perder o prazo.

QUEM TEM DIREITO?

O Abono Salarial é pago para inscritos no PIS/Pasep há cinco anos ou mais e que trabalharam com carteira assinada por pelo menos 30 dias naquele ano, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Também é preciso que seus dados tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Leia Mais
Back To Top