skip to Main Content
1 de março de 2021 | 07:20 pm

“MÁ-COMPANHIA” GERA EXONERAÇÃO EM ITAPÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Itapé, Jackson Rezende, e o ex-gestor do município, Pedro Jackson Brandão (Pedrão), já foram aliados, mas hoje vivem em pé de guerra. Rezende foi eleito com o apoio de Pedrão, mas desde que tomou posse não dá colher de chá ao padrinho.

A situação entre os dois políticos da cidade vizinha a Itabuna é tão feia, que o secretário da Agricultura do município, José Niella Filho, acaba de ser exonerado por uma razão bem curiosa. Um dos filhos de Niella foi visto em companhia de Pedrão, o que deixou Rezende bastante insatisfeito.

Nem o fato de estar se recuperando de uma cirurgia cardíaca poupou o agora ex-secretário da famigerada “tábua de graxa”.

PEDRÃO TEM CONTAS REPROVADAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

.

O ex-prefeito de Itapé Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, teve rejeitadas as suas contas relativas ao exercício de 20o8 pela Câmara de Vereadores. A sessão que julgou parecer do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) ocorreu nesta noite de segunda-feira (8).
Pedrão mobilizou uma grande quantidade de pessoas para ocupar a Câmara, mas não conseguiu reverter a derrota anunciada, por 5 a 4. Com a decisão da maioria dos vereadores, o peemedebista fica praticamente proibido de concorrer ao cargo em 2012 devido à Lei Ficha Limpa.
O resultado foi influenciado pelo atual prefeito, Jackson Rezende (PP), cria política de Pedrão. Os dois não se bicam há um bom tempo. Ao final, os cinco vereadores que votaram pela reprovação das contas tiveram de sair escoltados, tal era o ânimo da claque.

DEMITIDOS TENTAM INVADIR PREFEITURA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um clima de tumulto tomou conta da Prefeitura de Itapé na manhã desta quarta-feira, 03. Cerca de 50 trabalhadores que foram demitidos pelo prefeito Jackson Rezende (PP) tentaram invadir a sede do governo, em protesto contra o não-pagamento das verbas rescisórias.
Segundo alguns dos participantes da manifestação, a última data em que Rezende prometeu pagar as rescisões foi há dois meses. Para piorar a situação, o prefeito também deve aos servidores em atividade e há queixas de que ele paga de acordo com a “simpatia” que tem pelo funcionário.
Rezende acionou a polícia para repelir o protesto desta manhã. Com a chegada das viaturas, os manifestantes se dispersaram e não houve prisões nem danos à sede do governo.

DECEPÇÃO ELEITORAL GERA DEMISSÃO MUNICIPAL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A coisa tá feia em Itapé, onde o prefeito Jackson Rezende, do PP, testou seu cacife eleitoral e acabou vendo os candidatos por ele apoiados para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa terem votações aquém do esperado no município.
Para aumentar o desespero do prefeito, os candidatos que tiveram o apoio de Humberto Matos e Pedro Jackson Brandão, seus adversários, foram melhor aquinhoados pelas urnas.
Segundo informações, a decepção de Rezende vai se materializar na demissão de funcionários de confiança, aos quais o prefeito acha que faltou empenho na campanha.
Alterado às 12h55min.

APOIO A RENATO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Comitê de Renato e Jorge Khoury em Itapé

O médico Renato Costa, candidato a deputado estadual pelo PMDB, estava em festa na noite de quinta-feira, 2. Dois comerciantes influentes de Itapé – Geraldo da Granja e Naéliton – oficializaram apoio ao peemedebista e ainda montaram um comitê independente, fincando uma bandeirinha de Renato na cidade.
O comitê, que é também do deputado federal Jorge Khoury (DEM), foi inaugurado com carreata e comício, registrando a participação de aproximadamente 500 pessoas.
A festa dos renatistas em Itapé soou como um desagravo. Recentemente, o médico deixou de atender em uma unidade de saúde do município. Segundo ele, por perseguição do prefeito Jackson Rezende.

ÔNIBUS VIRA E DEIXA FERIDOS EM ITAPÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um ônibus da Cidade Sol quebrou a barra de direção, tombou e deixou cerca de 20 feridos na BR-415, trecho Itapé-Ibicaraí, no sul da Bahia. De acordo com as primeiras informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente ocorreu no quilômetro 53 da rodovia. Os feridos com alguma gravidade estão sendo levados para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem).

Às 20h34min – Segundo a PRE, não houve morte. O ônibus fazia a linha Itabuna-Poções.

DINHEIRO ENTRA, MAS… PARA ONDE VAI?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Quem se debruça sobre as receitas da Prefeitura de Itapé não entende a matemática do governo. É que o dinheiro tem entrado normalmente, mas os pagamentos aos fornecedores e servidores não caminham no mesmo ritmo.

Em abril, o pequeno município arrecadou quase R$ 1,3 milhão, porém os salários do mês ainda não foram pagos. Não é à toa que vários prestadores de serviços – principalmente médicos – se cansaram do desrespeito e pediram o boné.

“BOM DIA” É SENHA PARA DEMISSÃO EM ITAPÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

Jackson (à esq.) despachou Pedrão (Montagem: Pimenta).

O prefeito Jackson Rezende (PP), de Itapé, virou motivo de chacota em todo o estado com a revelação de que ele teria proibido que os funcionários municipais cumprimentassem o ex-prefeito Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, segundo contam os sites Políticos do Sul da Bahia e Bahia Notícias.

Fato é que desde quando tomou posse o prefeito adotou medidas para comprovar a sua autoridade no governo. Apesar de aceitar a participação do ex- no seu governo, Rezende emitia sinais de que estava a fim de endurecer contra o seu criador político.

Como se sabe, Pedrão içou o ex-amigo ao cargo. Impedido de assumir a prefeitura após ser reeleito com quase 70% dos votos em outubro de 2008, Pedrão apoiou o atual prefeito, que venceuu a disputa em março do ano passado. Pedrão talvez não esperasse tão forte golpe. Vai doer no bolso do grupo.

O INFERNO E O CÉU DE PEDRÃO

Tempo de leitura: 2 minutos
.

Cassado, Pedrão foi substituído por Rezende (à esq.).

Pedro Jackson Brandão, o Pedrão (PMDB), disputou a reeleição a prefeito de Itapé em 2008. Teve mais de 60% dos votos, mas a Justiça Eleitoral cassou-lhe o registro de candidatura porque o excelentíssimo figurou na lista dos “fichas-sujas” do Tribunal de Contas da União (TCU).

Pedrão era acusado de não prestar contas de um convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), relativo a ações de combate à dengue. Suas contas foram julgadas irregulares pelo TCU em 31 de julho de 2007.

Nesta semana, revertério. Quarta-feira, 3, o plenário do mesmo tribunal o absolveu das acusações. Suas contas foram julgadas regulares pela unanimidade dos ministro da mais alta corte de contas do país (9×0).

O bom da história (pra ele, claro!) é que está livre para concorrer a qualquer eleição já em 2010. A parte ruim fica mais do que clara: ele não pôde assumir o segundo mandato consecutivo em Itapé. Hoje, o prefeito da cidade é o ex-vice e já não mais tão aliado Jackson Rezende (PP), eleito em pleito complementar em março do ano passado. Confira o acórdão clicando no “leia mais” abaixo.

Leia Mais

PROJETO DA BARRAGEM DO COLÔNIA FICA PRONTO ATÉ MARÇO, DIZ FLORENCE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Florence: projeto de barragem pronto em março.

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Afonso Florence, afirmou ao Pimenta que o projeto de construção da barragem no rio Colônia, fundamental para resolver a falta d´água em Itabuna, estará pronto até o final de março (“pode ser até antes”).

De acordo com Florence, o projeto está sendo tocado por engenheiros especialistas da própria Sedur. Após a sua conclusão, o governo estadual abre concorrência para a escolha da empresa que construirá a barragem.

A obra está orçada em R$ 70 milhões, parte do dinheiro assegurado pelo estado e a outra pelo governo federal, e foi prometida pelo governador Jaques Wagner em sua última visita a Itabuna, em dezembro.

Florence esteve nesta quarta-feira, 10, em Canavieiras, para entrega de unidades habitacionais do programa Casa da Gente. O secretário concedeu entrevista ao blog e fala sobre ações do governo no sul da Bahia e a possibilidade do estado assumir o abastecimento de água em Itabuna, via Embasa, empresa de saneamento da qual é presidente do Conselho de Administração.

A entrevista você confere ainda hoje.

DECISÃO DO TJ-BA AMEAÇA PEQUENAS COMARCAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
justica

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) ameaça adotar uma medida polêmica e que vai prejudicar tanto comarcas de pequenos como as de grandes municípios. Um dos primeiros alvos é a comarca de Barro Preto, no sul da Bahia, que opera como vara única – e as questões eleitorais do município são dirimidas em Itajuípe.

Pelo projeto do TJ-BA, os processos de Barro Preto serão distribuídos pelas varas da já apinhada Comarca de Itabuna. Trata-se de uma medida que gera economia para os cofres do tribunal, mas dificulta ainda mais a vida de moradores das duas localidades. É garantia não de agilidade, mas de mais gente na fila à espera da mão da Justiça.

A comunidade do pequeno município sul-baiano se uniu para que a ameaça do tribunal não saia do papel, se torne realidade. A ideia é que a Comarca passe também a atender a comunidade de Itapé, que hoje se dirige à comarca itabunense. Entidades, advogados e o juiz de Direito Eros Cavalcanti encampam a ação.

“Desafogaríamos Itabuna e criaríamos uma alternativa interessante pelas relações históricas entre Barro Preto e Itapé”, diz o advogado Rui Correa. O advogado cita o exemplo das relações comerciais. Itapé ainda conta com rede bancária devido a acordo entre os municípios. As contas públicas de Barro Preto estão vinculadas a agências do vizinho mais imediato.

ELE CONTINUA NO PMDB

Tempo de leitura: < 1 minuto
.

Em meados de agosto, o ex-prefeito de Itapé, Pedro Jackson Brandão (Pedrão), estava com um pé no PMDB e outro no PP, partido do seu pupilo e atual prefeito de Itapé, Jackson Rezende. Na época, a imprensa divulgou a perda para os peemedebistas e para a campanha de Renato Costa a deputado estadual.

Agora, Pedrão dá uma guinada de 180 graus e diz que seu compromisso com os candidatos de Jackson Rezende é apenas em Itapé. Em outros municípios, está fechado com Renato e, mais, afirma que continuará filiado ao PMDB.

Não se sabe o que houve para Pedrão adotar comportamento tão camaleônico, mas a política tem dessas coisas. E, para não o chamarem de volúvel, o ex-prefeito alega que as notícias sobre sua quase mudança não passaram de “especulação”…

Tá bom.

TSE CASSA PRESIDENTE DA CÂMARA DE ITAPÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto
Luza foi cassada por dupla filiação.

Luza foi cassada por dupla filiação.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou os mandatos dos vereadores Luzinete Miranda Pinto e Júnior Borges, ambos do PMDB, por dupla filiação. Luzinete, a Luza, é presidente da Câmara de Vereadores, e Júnior Borges, o primeiro-secretário. A cassação ainda não foi comunicada ao cartório da 27ª Zona Eleitoral, responsável por Itapé.

Júnior Borges e Luzinete Miranda ingressaram no PMDB, mas esqueceram de dar baixa na filiação no PTN. Em janeiro deste ano, os dois vereadores perderam no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Decidiram recorrer e sofreram nova derrota.

Quem assume em lugar dos cassados são Adriano Miranda (PRP) e Wilson Nei de Oliveira (PMDB), primeiros suplentes da coligação que elegeu Luza e Borges. A Câmara será presidida por Tiara Alves, de 21 anos, e que teve passagem conturbada pelaa direção da Mesa Diretora (confira) no período em que Luza foi prefeita-interina.

O mais incrível é que, há menos de quatro meses, Luzinete Miranda era a prefeita-interina de Itapé, cargo que deixou após a posse de Jackson Rezende como novo prefeito do município, escolhido em eleição suplementar ocorrida no dia 29 de março. Luza retornou para a presidência da Câmara e, agora, fica sem mandato.

Ainda hoje, Júnior Borges esteve na prefeitura de Itabuna, como presidente da Associação dos Usuários das Águas do Rio Colônia.

Back To Top