skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 10:42 pm

ANÍZIO ASSUME PREFEITURA DE ITACARÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto
Anízio (à esq.) recebe chave da prefeitura de Itacaré (Foto Ed Camargo).

Anízio (à esq.) recebe chave da prefeitura de Itacaré (Foto Ed Camargo).

Antônio de Anízio assumiu, pela segunda vez, a Prefeitura de Itacaré. O único prefeito petista na região cacaueira comprometeu-se a trabalhar pela geração de emprego e renda e fortalecer o turismo.

Jarbas Barbosa, agora ex-prefeito, participou da cerimônia de transmissão de cargo, entregando a chave da prefeitura a Anízio. O novo prefeito disse que o “momento é de união de todos, independente de partidos políticos, religião ou grupos”.

O JEITINHO JARBAS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jarbas contrata salva-vidas temporários.

Jarbas contrata salva-vidas temporários.

Os salva-vidas de Itacaré estão em greve há mais de um mês. Salário atrasado e falta de condições de trabalho. Eles denunciam falta de materiais de primeiros socorros, pranchões, apitos e até bandeiras de sinalização quanto à condição para banho em cada praia.

O prefeito Jarbas Barbosa preferiu dar outro jeitinho. Em vez de comprar material para o trabalho dos salva-vidas, anunciou contratação temporária de 20 profissionais. Que, consequentemente, não terão material de trabalho.

A prefeitura está ainda concluindo uma licitação para esta finalidade, numa prova de que o improviso é a regra na gestão pública. Talvez o material chegue ao final do verão…

Em tempo: Nesta semana, uma turista, natural de Ubatã (BA) e que residia em Carapicuíba (SP), morreu afogada ao salvar duas filhas numa das praias da área urbana de Itacaré. Miriam Santos, de 36 anos, faleceu na segunda (12). Ela foi socorrida e levada para a fundação hospitalar do município. Por ter ingerido muita água salgada, não resistiu.

NOVOS PREFEITOS NÃO ESQUECEM DOS PARENTES

Tempo de leitura: < 1 minuto

tetas gestão públicaMatéria desta semana d´A Região traz uma lista da farra de nomeações de parentes de prefeitura no Centro-Sul da Bahia, com destaque para municípios de Itacaré, Ilhéus, Uruçuca, Buerarema e Ubatã.
Diz a reportagem que “entre os que transformaram seus municípios em cabide de emprego familiar estão os prefeitos Jarbas Barbosa, de Itacaré; Gilka Badaró, de Itajuípe; Fernanda Silva, de Uruçuca; Marco Brito, de Itororó; José Agnaldo Barreto, o “Guima”, de Buerarema; e Siméia Rigaud, de Ubatã.
Os casos mais escandalosos são os das prefeituras de Itororó, Itacaré e Buerarema. Em Itacaré, a família de Jarbas Barbosa (PSB) embolsa aproximadamente R$ 50 mil por mês. A família comanda os principais cargos, dentre eles o de tesoureiro.
Marco Brito (PMDB), de Itororó, empregou a mãe, Doralice Brito, esposa e primos, como já havíamos revelado aqui. Guima (PDT) deu cargo à esposa, filho, irmã, cunhado e primos.
Confira a reportagem na íntegra

ITACARÉ: TJ-BA NEGA LIMINAR E JARBAS FICA SEM REGISTRO DE CANDIDATURA

Tempo de leitura: 2 minutos

Justiça deixa Jarbas Barbosa sem registro.

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) negou liminar ao candidato a prefeito de Itacaré pela coligação “Itacaré Urgente” (PSB-DEM-PPS-PSL-PRTB), Jarbas Barbosa, que tentava obter salvo-conduto para manter-se na disputa no município sul-baiano.

Jarbas havia tentado liminar na 6ª Vara da Fazenda Pública em Salvador, o que foi negado pelo juiz Ruy Eduardo Almeida Britto. Ele buscou a Justiça Comum ao ter o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por ter contas reprovadas. A liminar o liberaria para a disputa. Jarbas ainda pode recorrer da decisão.

O ex-prefeito de Itacaré teve as contas dos exercícios de 2004, 2006, 2007 e 2008 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Ao entrar com pedido de liminar pela liberação da candidatura, Jarbas tentou anular os pareceres prévios do TCM relativos às quatro contas, alegando cerceamento de defesa na corte de contas. Perdeu em primeira instância. E a decisão acabou mantida pelo TJ-BA.

O juiz titular da 6ª Vara da Fazenda Pública observou que o prefeito cometeu várias irregularidades insanáveis ao violar o artigo 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Jarbas realizou “despesas sem licitação, fez gastos excessivos sem comprovação do destino do dinheiro público e contratou pessoal sem concurso”, dentre outras irregularidades.

Já na decisão do TJ-BA, a relatora Lígia Maria Cunha Ramos Lima enxergou no processo falhas como grave infração à norma legal ou regulamentar de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional ou patrimonial; e injustificado dano ao erário, decorrente de ato de gestão ilegal, ilegítimo, antieconômico ou não-razoável”.

JUSTIÇA TIRA EX-PREFEITOS DO PÁREO EM ITACARÉ E ITAPÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os ex-prefeitos Jarbas Barbosa, de Itacaré, e Pedro Jackson Brandão, o Pedrão, de Itapé, têm algo em comum além de serem do PSB: ambos foram considerados inaptos para a disputa eleitoral nas suas respectivas cidades.

Jarbas teve o pedido de registro de candidatura indeferido na semana passada. Recorreu à Justiça em Salvador e tomou nova “lapada”. O ex-gestor de Itacaré teve as contas de 2004 a 2008 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Após perder a batalha na Justiça Eleitoral, tentou uma liminar na 6ª Vara da Fazenda Pública da capital baiana. Sofreu outra derrota.

Pedrão, de Itapé, ainda não recorreu a outras instâncias, mas já havia obtido liminar que lhe dava o direito de disputar o cargo de prefeito novamente. Só que a Justiça Eleitoral centrou fogo nas pretensões do pessebista. O ex-prefeito da pacata Itapé ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), em Salvador, assim como Jarbas.

GILKA E JARBAS RIFADOS?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Notícias vindas de Salvador complicam o cenário para duas candidaturas a prefeito no sul da Bahia. A direção estadual do PSB ameaça rifar Gilka Badaró, em Itajuípe, e Jarbas Barbosa, em Itacaré.

Os dois são acusados de trair o partido antes mesmo de – e se – assumir a prefeitura, pois já definiram os seus respectivos candidatos a deputados estaduais e federais em 2014, nenhum deles sendo do PSB.

Jarbas irá de Geraldo Simões (PT) e Paulo Magalhães Júnior (PSC), e Gilka vai de Geraldo Simões ou Ronaldo Carletto (PP) para federal e Augusto Castro (PSDB) para estadual.

ACIDENTE COM AMBULÂNCIA E CAMINHÃO DEIXA 4 FERIDOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estado da ambulância após a colisão, na BA-001 (Foto André Silva/Pimenta).

Um acidente por volta da meia-noite deste domingo, no trevo do  condomínio Jóia do Atlântico, na rodovia BA-001 (Ilhéus-Itacaré), deixou quatro pessoas feridas. Um caminhão iniciou manobra na pista sem sinalizar e uma ambulância  do município de Itacaré colidiu na sua lateral.
Quatro pessoas ficaram gravemente feridas na colisão. São elas o ex-prefeito de Itacaré, Jarbas Barbosa, a enfermeira Edclei Ferreira de Sá, o motorista da ambulância, conhecido como Brêa, e o sobrinho do ex-prefeito, de prenome Kauly.
Segundo os ocupantes da ambulância, o caminhão da Chevrolet, placas JML 4966, cor amarela, atravessou a pista sem sinalizar. A ambulância não teve como desviar e evitar o acidente, batendo na lateral do caminhão.
As vítimas  foram encaminhados para o hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus, depois de serem retiradas das ferragens pelo Samu 192. Todas encontram-se em observação médica.
Segundo o ajudante do caminhão, Adenilsom Baracho dos Santos, ele e o motorista foram levar material de construção em Ilhéus e pararam para beber. O motorista, que é de Ipiaú, fugiu sem prestar socorro as vitímas.

DEMOCRATA COMANDARÁ O PT DE ITACARÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Geraldo Simões (PT) é um dos muitos contrários a aliança eleitoral que pode levar César Borges a compor com Jaques Wagner. César, todos sabem, é de matriz carlista. O parlamentar acredita que o eleitor não entenderá essa mistura que colocará Borges como candidato a senador na chapa em que Wagner disputará a reeleição.

Mas a união entre carlistas e petistas não parece ser contraditória ou difícil de explicar quando a aliança lhe é favorável. Veja o exemplo de Itacaré: Geraldo é o autor intelectual de uma “bomba” no diretório do PT de Itacaré. O deputado convidou o ex-prefeito Jarbas Barbosa (DEM) para o comando petista no município da Costa do Cacau.

A negociação desastrada implodiu o PT local. O ex-candidato a prefeito pela legenda, o professor Danilo Reis, aliado de GS, preparou a sua carta de desfiliação. Jarbas Barbosa teve mandato conturbado. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) o afastou do cargo em 2008 por fraudes em licitações e desvio de dinheiro público.

Back To Top