skip to Main Content
18 de maio de 2021 | 05:08 pm

SECRETÁRIO DA EDUCAÇÃO APRESENTA PLANEJAMENTO DAS AULAS NA REDE ESTADUAL

Jerônimo Rodrigues apresenta planejamento das aulas remotas na rede || Foto Fernando Vivas/GovBA
Tempo de leitura: 3 minutos

Os detalhes do planejamento para o ano letivo 2020/2021 da rede estadual de ensino foram apresentados pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, nesta quarta (24). As aulas terão início no dia 15 de março, num modelo de ensino 100% remoto, com aulas e conteúdos disponibilizados online e material físico, para os alunos sem condição de acesso à internet. Assista a coletiva na íntegra

“Aquele estudante que tiver internet, irá ter material online disponível. Os que não têm acesso, receberão material físico nas escolas. Iremos fazer um calendário em parceria com as escolas e prefeituras para que todos recebam o material de forma organizada e sem aglomeração. Criamos essa estratégia para contemplar todos os estudantes da Bahia, inclusive os que moram na zona rural e não têm acesso a sinal de telefone ou banda larga”, destacou o secretário Jerônimo Rodrigues.

Os estudantes terão acesso a material didático composto por livros didáticos e cadernos de apoio à aprendizagem, que serão entregues nas escolas. Haverá ainda um novo canal da TV Educadora, o Educa Bahia, com conteúdo disponibilizado durante todo o dia, segundo o secretário estadual de Educação. A promessa é, também, de internet nas escolas, por meio de provedores locais. Exercícios de reforço serão transmitidos via Whatsapp e salas virtuais do Google. Além disso, o programa Mais Estudo irá servir de apoio, com dois monitores por turma, totalizando em 52 mil estudantes.

O secretário reforçou que a volta das aulas presenciais na Bahia está condicionada aos parâmetros sanitários relacionados à Covid-19 no estado. “Para evitar um colapso do sistema de saúde, o governador anunciou que o retorno das atividades escolares depende da redução no número de casos ativos, número de óbitos e as taxas de ocupação de leitos e pessoas aguardando por leitos”, disse Jerônimo.

Jerônimo: aulas presenciais dependem do quadro da epidemia || Foto Fernando Vivas

PLANEJAMENTO

No dia 1º de março, um chamamento público a ser divulgado pela secretaria irá convocar os profissionais da educação, com informações e detalhes sobre o funcionamento do ano letivo. No dia 8 de março, terá início a jornada pedagógica Paulo Freire, que segue até o dia 12, fechando um ciclo de planejamento e preparação da rede estadual. No dia 15, as aulas remotas serão iniciadas.

De acordo com a Lei Federal 14.040, os estudantes terão dois anos letivos contínuos. Até o dia 29 de dezembro, os anos de 2020 e 2021 serão realizados com 1.500 horas aula, num período de 228 dias letivos e aulas de segunda à sábado. Serão três fases de atividades escolares. Após a etapa 100% remota, será a vez da fase híbrida, com três dias da semana de aulas remotas e outros três de aulas presenciais e, por fim, a retomada das aulas 100% presenciais.

MATRÍCULA AUTOMÁTICA

A matrícula dos estudantes que já fazem parte da rede estadual de ensino será automática, ou seja, não será preciso se dirigir às unidades escolares ou fazer qualquer tipo de atualização cadastral via internet. Para os estudantes que irão ingressar na rede estadual, uma pré-matrícula será realizada a partir do dia 15, também de forma virtual. Um calendário específico está em fase de elaboração e será divulgado em breve através de canais de comunicação em conjunto com as escolas, com a Secretaria e com a Ouvidoria.

ANO LETIVO 2020/2021 NA BAHIA COMEÇA NO DIA 15 DE MARÇO DE FORMA REMOTA

Governo anuncia aulas para 15 de março
Tempo de leitura: 2 minutos

O governador Rui Costa e o secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, anunciaram o início do ano letivo 2020/2021 na rede estadual de ensino para o próximo dia 15 de março, de forma 100% remota. O anúncio foi feito na noite desta terça-feira (23) durante o “Papo Correria”,  transmitido nas redes sociais.

A volta do ensino no modo presencial não tem data prevista e está condicionada aos parâmetros sanitários relacionados à Covid 19 no Estado. O governador destacou que o início das aulas com atividades remotas irá contemplar todos os alunos da rede estadual.

Rui informou que o governo da Bahia adotou uma estratégia que irá atender a todos os alunos da rede estadual. “Desde o início da pandemia, eu afirmei que não iria aceitar uma solução que alcançasse um número pequeno de alunos. Temos muitos estudantes que moram na zona rural e que não têm sequer sinal de celular. Por isso, estamos implementando esse início remoto das aulas, que não se trata de aula virtual por entender que não contemplaria os alunos que não têm sinal de telefone ou banda larga”, afirmou Rui.

Jerônimo Rodrigues explicou como foi planejado o início das atividades. “Podemos detalhar essas atividades, neste primeiro momento, em três datas. No dia 1º de março, nós chamaremos os profissionais da educação para se prepararem e, para a divulgação, com maior força, do que nós iremos fazer. No dia 8 de março, nós iniciaremos a jornada pedagógica Paulo Freire, fechando um ciclo de planejamento e preparação da rede estadual. No dia 15 de março, iniciaremos as aulas de forma remota”.

O planejamento da Secretaria da Educação do Estado prevê a realização dos dois anos letivos, de 2020 e 2021, até o dia 29 de dezembro, com 1.500 horas aula. Serão três fases de atividades escolares. Após a etapa 100% remota, será a vez da fase híbrida, com três dias da semana de aulas remotas e outros três de aulas presenciais e, por fim, a retomada das aulas 100% presenciais.

Leia Mais

ITABUNA PODERÁ TER COMPLEXO DE EDUCAÇÃO E ESPORTIVO COM INVESTIMENTO DE R$ 50 MILHÕES

Técnico explana projetos para Rosemberg, Jerônimo e Augusto || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) intermediou e participou de uma audiência, nesta quinta-feira (18), entre o prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), e o secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador.

Na pauta, a construção do Campus Integrado de Educação Básica, Profissional e Tecnológica Anísio Teixeira, que integrará o Complexo Integrado de Educação, Colégio Estadual de Itabuna, Centro de Apoio Pedagógico, Centro Juvenil de Ciência e Cultura e o Centro Territorial de Educação Profissional Litoral Sul.

“Esse é o meu trabalho, ajudar a ser essa ferramenta de integração entre o Município e o Estado para garantir os investimentos necessários. Não só da estrutura física, mas para garantir um aprendizado moderno e atual”, disse o parlamentar e líder do Governo Rui Costa na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

Os investimentos previstos pelo governo do Estado podem chegar a R$ 50 milhões com a construção da nova estrutura de ensino integrado, localizada no bairro do São Caetano, que contará com equipamentos pedagógicos, esportivos e culturais para promover ações inovadoras em conteúdo, método e gestão, direcionados à melhoria da oferta e da qualidade do ensino.

“O mais importante é que iremos resgatar a autoestima da juventude itabunense e garantir um novo método de aprendizagem. E essa é a visão do governador Rui Costa. Fico feliz em poder retribuir à população de Itabuna, que me ajudou a me eleger deputado. A minha tarefa será ajudar a cidade a crescer e se desenvolver”, garantiu.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA REITERA PEDIDO DE ADIAMENTO DAS PROVAS DO ENEM

Jerônimo: adiamento de provas do Enem
Tempo de leitura: < 1 minuto

Por meio de ofício, o secretário estadual de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, reiterou pedido de adiamento da aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A primeira das provas está prevista para o próximo domingo (17). O ofício do secretário foi encaminhado ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Segundo o Ofício, assinado pelo secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, “a reiteração deste pedido se baseia no direito à vida, visto como paradigma técnico para as operações que envolvem escolas, governos, famílias e formação de pessoas. Por isso mesmo qualquer ato, evento ou episódio deve ser levado em conta esse direito essencial. ”

Ainda no documento, a SEC destaca que os protocolos enviados pelo INEP em Ofício, referente à primeira solicitação, são necessários, “mas insuficientes para as especificidades do caso em tela: o deslocamento dos inscritos, de mais de 256 municípios, do total de 417 municípios da Bahia, para os 161 onde serão aplicadas as provas; o contato entre participantes nos minutos que antecedem o início das provas; as salas que terão um número de estudantes acima de manter a capacidade de manter o distanciamento necessário; associada ao receio de contaminação das diversas famílias e estudantes”.

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DA BAHIA PEDE O ADIAMENTO DE PROVAS DO ENEM

Secretaria de Educação da Bahia solicita adiamento de prova do Enem
Tempo de leitura: 2 minutos

A Secretaria da Educação da Bahia pediu ao Ministério da Educação (MEC) o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o mês de maio do próximo ano. As provas, na versão impressa, estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021 e, na versão digital, para 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Esta é a segunda vez que a Secretaria da Educação do Estado envia ofício ao MEC e também ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela execução do Enem, requerendo a prorrogação da aplicação do exame. Na rede estadual de ensino,  neste ano, 67 mil estudantes se inscreveram para fazer o Enem.

No ofício atual, o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, aponta o aumento expressivo das taxas de contaminação pelo novo coronavírus, que teve crescimento recente acentuado em todo território brasileiro. “Entendemos que não é razoável expor milhões de estudantes ao risco de aglomeração e contaminação quando o adiamento das provas – não falamos em cancelamento – terá impactos financeiros e logísticos administráveis e plenamente justificáveis face ao valor incalculável de tantas vidas”, afirmou o secretário.

Jerônimo lembrou também que o quadro de desigualdade econômica, ainda mais evidenciado pelo contexto de suspensão das aulas, coloca em situação de desvantagem os estudantes com menor acesso aos bens de consumo e de cultura e que precisam de mais tempo para a preparação.

“Reiteramos todos os argumentos que apresentamos anteriormente ao Inep e ao MEC, notadamente, o incentivo que o Enem representa para os estudantes concluintes da escola pública que sonham ingressar no Ensino Superior. Esta geração já vem sofrendo as consequências, no curto prazo, dessa tragédia mundial e não podemos, como gestores de políticas educacionais, comprometer também suas perspectivas de médio e longo prazos”, acrescentou.

ITAPETINGA GANHARÁ COMPLEXO EDUCACIONAL POLIESPORTIVO

Tempo de leitura: 2 minutos

Assinatura de ordem de serviço reuniu autoridades e estudantes 

Na tarde desta sexta-feira (30), em Itapetinga, o líder do Governo e representante do Médio Sudoeste na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Rosemberg Pinto (PT), participou da solenidade de assinatura da ordem de serviço que autoriza o início da construção do Complexo Educacional Poliesportivo de Itapetinga (CEEI).

O equipamento multiuso foi planejado com moderno padrão arquitetônico, receberá R$ 4,6 milhões em investimentos e a previsão de entrega é para daqui a 8 meses.

“É uma ideia só: unidade de todos os segmentos pra que a gente possa fazer da educação esta expressão libertária. Muitos falam, mas devemos colocar em prática e, assim, vamos aprender muito neste equipamento com a juventude e a sua irreverência, que nos fortalece todos os dias e vai adar muitas ações brilhantes neste equipamento”, projetou Rosemberg, que também é titular da Comissão de Educação do Parlamento baiano.

O CEEI vai contemplar estudantes das redes estadual, municipal e particular, além da comunidade com um local adequado para realização de campeonatos, torneios, eventos culturais e de entretenimento.

O secretário da Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, destacou que o Complexo será adequado às necessidades da população itapetinguense e da região. “Quando a escola não tiver usando [o CEEI] a comunidade pode usar para uma missa, um culto, um batizado, uma formatura. A comunidade dirá o que é que precisa destes espaços”, que ainda estendeu a satisfação de estar com “o líder do governo, Rosemberg; o diretor do Núcleo de Educação, Alécio e diretores de escolas não só daqui mas como de municípios vizinhos”.

A estrutura será dotada de ginásio de esporte, área com campo society, quadra de voleibol de areia, pista de atletismo, academia e pista de salto com objetivo de fomentar atividades esportivas e culturais, principalmente no contraturno das aulas, em consonância com as públicas para a juventude.

OITO COMPLEXOS EDUCACIONAIS POLIESPORTIVOS

Segundo a Secretaria Estadual de Educação, já estão em construção Complexos Educacionais Poliesportivos nos municípios de Riachão do Jacuípe, Conceição do Coité, São Gonçalo dos Campos, Irecê e Jequié; além de Itapetinga, também foram assinadas as ordens de serviço para a construção dos complexos em Alagoinhas e Serrinha. Os oito complexos receberão investimentos superiores a R$ 22 milhões.

ESTADO LIBERA MAIS R$ 44 MILHÕES PARA VALE-ALIMENTAÇÃO DE ESTUDANTES

Vale-alimentação estudantil será retomado agora em março
Tempo de leitura: 2 minutos

O governo estadual liberou R$ 44 milhões para garantir mais uma parcela do vale-alimentação para os cerca de 800 mil estudantes. Cada aluno da rede pública de ensino baiana recebe R$ 55 . O valor foi disponibilizado no cartão dos estudantes e somente pode ser usado na compra de produtos do gênero alimentício, a exemplo de feijão, arroz, macarrão, carne, frutas, verduras e café.

Para ter acesso à quarta parcela, o aluno ou o responsável devem usar o mesmo cartão Alelo que foi utilizado anteriormente e é aceito em mais de 18 mil estabelecimentos espalhados pela Bahia. “A quarta parcela segue os mesmos moldes das outras três. Os estudantes já possuem o cartão e as regras são as mesmas”, explica o secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues.

Estudante do primeiro ano no Colégio Central, Natasha Alves, 16 anos, conta que o auxílio deu um alívio nas contas de casa. “É um valor muito importante para mim e acredito que para muitas outras pessoas, principalmente nesse período de dificuldade que estamos vivendo. Tivemos que cortar algumas coisas em casa e esse dinheiro ajudou meu pai a continuar comprando as merendas que gosto”, garante.

Leia Mais

JERÔNIMO CRITICA RETIRADA DE RECURSOS DO FUNDEB PARA CRIAR PROGRAMA FEDERAL

Jerônimo: adiamento de provas do Enem
Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, criticou a ideia do governo federal de retirar recursos da Educação para financiar um programa de transferência de renda. Na segunda, o governo federal anunciou a criação do Renda Cidadã, financiado com recursos de precatórios e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “Este governo não gosta da educação”, disse Jerônimo.

Jerônimo diz que a política de assistência social é fundamental para o país e deve ser mantida, mas, ressalta, os recursos não devem ser retirados de outras políticas de alcance social, como o Fundeb. “Fazer isso é, simplesmente, descobrir um santo para mal cobrir o outro. O que o Brasil precisa mesmo é ampliar as políticas sociais”, completa.

O titular da Educação na Bahia observa que se trata de nova tentativa de desmonte do Fundeb pelo governo Bolsonaro. “Em julho, durante a votação do Fundo no Congresso, o Governo Federal também tentou retirar 8 bilhões do Fundeb para o então ‘Renda Brasil’. Agora, o Governo Federal quer desviar o equivalente a 5% do Fundeb para a proposta do ‘Renda Cidadã’. Esta medida compromete o financiamento da Educação, prejudicando estados e municípios e, sobretudo, a população mais pobre, ampliando as desigualdades sociais”, destacou.

DEPUTADOS CONHECERÃO PROTOCOLO DE RETORNO DAS AULAS NA BAHIA

Rosemberg Pinto e o secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues
Tempo de leitura: < 1 minuto

O líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia, deputado Rosemberg Pinto (PT), reunirá remotamente, nesta quarta-feira (5), membros-líderes integrantes da bancada da Maioria e da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) para um encontro com o secretário estadual de Educação, Jerônimo Rodrigues, quando será apresentado o protocolo para um possível retorno das atividades escolares no estado.

“O esforço do governador Rui Costa, do secretário Jerônimo Rodrigues e de toda sua equipe é no sentido de, na primeira oportunidade, com garantia de segurança necessária para os alunos, retornar as aulas para garantir o período de aprendizagem, porque é muito caro para os estudantes perder a oportunidade de dialogar conhecimento”, defendeu o líder governista.

Em entrevista hoje à rádio A Tarde FM, o secretário Jerônimo Rodrigues afirmou que ainda não há uma data prevista para retomada das aulas na Rede Estadual de Ensino, e os protocolos de segurança elaborados visam garantir um retorno, de forma segura, em todas as unidades escolares.

“A data quem vai dizer são os sinais, dos dados e indicadores da saúde para professores, estudantes e funcionários”, pontuou o chefe da pasta.

O decreto estadual que determina a suspensão das aulas nas escolas das redes pública e privada de todo o estado, prorrogado na semana passada, é válido até o próximo dia 14 de agosto.

TITULAR DA SEC-BA, JERÔNIMO PEDE APOIO DA BANCADA BAIANA À “PEC DO FUNDEB”

Jerônimo diz que estudante ou responsável terá rede de 18 mil estabelecimentos para fazer as compras
Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, enviou carta à bancada baiana na Câmara dos Deputados solicitando apoio à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional 15/2015. A PEC aprova o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e prevê aumento progressivo da participação da União no seu financiamento.

– Essa política pública, estruturada no Plano Nacional da Educação e nos seus congêneres estaduais e municipais, requer a garantia constitucional do seu financiamento e hoje dependente da atuação firme do Congresso Nacional para a aprovação do Fundeb – observou na missiva aos 39 parlamentares federais da Bahia.

Para o secretário, o Fundeb deve se tornar uma política permanente. Na defesa do Fundo, o secretário citou o legado do educador Anísio Teixeira, que já fazia esta discussão desde a década de 40:

– Na Bahia, estas discussões se iniciam na década de 1940 no pensamento e na prática inovadores do educador Anísio Teixeira. Anísio pensou o financiamento das carreiras dos profissionais da educação, os conceitos de vinculação e subvinculação constitucional; pensou os investimentos em manutenção e desenvolvimento da Educação Nacional, tendo sido um precursor das grandes lutas em prol da construção do Sistema Nacional da Educação.

AS VEIAS ABERTAS DO BRASIL

Tempo de leitura: 2 minutos

Aproveitando o contato com o secretário, questionei sobre a conclusão do Complexo Integrado de Educação de Itabuna (CIE), localizado no bairro São Caetano, e ele sinalizou que pretende concluí-lo ainda esse ano, justificando que a pandemia atrasou a finalização da obra.

Rosivaldo Pinheiro || rpmvida@yahoo.com.br

A pandemia tem mostrado as veias abertas do Brasil, fazendo emergirem as nossas deficiências e os vários brasis existentes. A carência de leitos clínicos e de UTI e a falta de diálogo entre os entes públicos são partes desse retrato e geraram consequências, sentidas em todas as esferas socioeconômicas do país.

Entrevistei no último sábado, no Ponto de Vista, pela Rádio Nacional, o secretário de Educação da Bahia, professor Jerônimo Rodrigues. Na ocasião, questionado sobre a possibilidade de liberação de tablets para os estudantes, ele, apesar de achar a iniciativa positiva, destacou que não adotaria essa política porque, antes, os alunos precisariam ter internet, ambiente de estudo e possibilidade de interação em tempo real com os professores, porque não há como fazer educação sem a presença do professor. Estes também têm carências que precisam ser superadas para atender essa demanda que surge a partir da pandemia.

É importante destacar que existe uma distância abissal entre os estudantes brasileiros: aqueles que detêm condição de renda e frequentam escola privada e a imensa maioria que está em desvantagem econômica e que frequenta a escola pública. Essa realidade está exposta na pesquisa TIC Educação 2019, divulgada em junho deste ano. Ela aponta que 39% dos estudantes de escolas públicas não têm computador ou tablet em casa. Já nas escolas particulares, o índice é de 9%.

A pesquisa também mostra que, na escola pública, 21% dos alunos acessam a internet pelo celular. Na rede privada, esse índice cai para 3%. A pesquisa também mostrou que 53% dos professores não têm capacitação para o uso do computador e da internet nas aulas, e outros 26% têm pouca capacitação, totalizando 79%, isso acaba por dificultar o ensino à distância.

Itabuna também tem suas limitações. Aproveitando o contato com o secretário, questionei sobre a conclusão do Complexo Integrado de Educação de Itabuna (CIE), localizado no bairro São Caetano, e ele sinalizou que pretende concluí-lo ainda esse ano, justificando que a pandemia atrasou a finalização da obra.

Apontei também a necessidade da construção de um colégio de nível médio em Ferradas, para atender aos moradores do bairro e do seu entorno, além dos condomínios São José, Gabriela e Jubiabá, todos do projeto Minha Casa, Minha Vida. Uma escola naquela região evitaria que os estudantes moradores se amontoassem em ônibus e se deslocassem para longe das suas residências. Nesse ponto, o secretário se comprometeu em analisar a proposta e me dar o retorno.

Ainda na oportunidade, oficializei a ideia de instalação do Núcleo de Educação Territorial Litoral Sul (NTE-05) no prédio onde anteriormente funcionavam os juizados especiais, ao lado do Fórum Rui Barbosa, onde funcionará a Reitoria da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB).

A participação do secretário foi de fato entusiasmante. Mostrou-se sensível e disposto a somar forças com a comunidade escolar, famílias e outros setores importantes da sociedade, para juntos fazerem a Bahia superar sua colocação no último ranking (2018) do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), no qual, por diversos fatores históricos, surge com um dos piores indicadores de educação do Brasil.

Rosivaldo Pinheiro é economista e especialista em Planejamento de Cidades (Uesc).

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DA BAHIA E PROVEDOR DA SANTA CASA NO “PONTO DE VISTA”

O novo provedor da Santa Casa, Francisco Valdece, e o secretário de Educação, Jerônimo Rodrigues
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Programa Ponto de Vista, da Rádio Nacional, entrevistará o secretário de Educação da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e o novo provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, o advogado Francisco Valdece. Apresentado pelo comunicador e economista Rosivaldo Pinheiro, o programa vai ao ar às 10h deste sábado (4).

O secretário Jerônimo Rodrigues falará dos projetos na área da educação no Estado e os desafios impostos pela pandemia. Desde março que as redes públicas e particular estão sem aulas na Bahia por causa da Covid-19. Valdece falará dos planos à frente da Santa Casa. O advogado tomou posse nesta semana, substituindo o médico Eric Ettinger Jr.

BAHIA OFERTA 7,1 MIL VAGAS EM CURSOS TÉCNICOS, COM INSCRIÇÕES ATÉ AMANHÃ (11)

São mais de 7,1 mil vagas em cursos técnicos pelo Pronatec na Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

A Secretaria da Educação do Estado realiza, até esta quinta-feira (11), as inscrições para 6.710 vagas em cursos de qualificação profissional, pelo Programa Nacional de Acesso do Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC), na rede estadual de ensino.

Os cursos são de Formação Inicial e Continuada (FIC), na modalidade de ensino não presencial de Educação à Distância (EAD), ou seja, serão realizados de forma on-line. As inscrições são gratuitas e pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

A oferta alcança 99 municípios de 26 Territórios de Identidade. Os cursos são para estudantes ou egressos da Rede Pública de Educação da Bahia, nos âmbitos federal, estadual e municipal.

Estão sendo ofertados os cursos de Agente de Assistência Técnica e Extensão Rural; Agricultor Familiar; e Agricultor Orgânico (Eixo de Recursos Naturais), além dos cursos de Assistente de Recursos Humanos; Microempreendedor Individual (MEI); e Promotor de Vendas (Eixo de Gestão e Negócios).

O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância desta oferta. “Esta é mais uma oportunidade que o Governo do Estado oferece para a formação dos estudantes e egressos da rede pública, mesmo em um momento de muitas dificuldades durante a pandemia”, afirmou.

Entre os requisitos para a inscrição, o candidato deve ser residente e domiciliado no Estado da Bahia e, preferencialmente, no município de oferta do curso; ser integrante de família com renda per capita mensal de até meio salário mínimo e/ou de até três salários mínimos totais; e possuir conta de e-mail Enova ou Google válida. No ato da inscrição, o candidato deverá preencher por completo e corretamente o formulário e o questionário socioeconômico disponibilizado.

Leia Mais

SUSPENSÃO DAS AULAS É PRORROGADA POR MAIS 15 DIAS NA BAHIA

Governo baiano prorroga decreto que suspende aulas e shows || Foto Carol Garcia
Tempo de leitura: 2 minutos

As aulas da rede estadual de ensino serão prorrogadas por mais 15 dias, a partir do dia 3 de maio, conforme anunciou o governador Rui Costa, na noite desta terça-feira (28). No Dia Internacional da Educação, Rui pediu tranquilidade por parte da comunidade escolar e enfatizou que o mais importante, na atual conjuntura de pandemia do novo Coronavírus, é preservar vidas.

O governador falou em reposição presencial das aulas, com a elaboração de um novo calendário escolar, mesmo que sejam usados dias do recesso junino e que as aulas entrem no ano de 2021. Rui destacou, também, que os estudantes não podem ser prejudicados no processo de aprendizagem, ao ressaltar que as aulas online, adotadas em algumas redes de ensino, não se aplicam à realidade da maioria dos estudantes da rede estadual de ensino, que não tem acesso à internet ou moram em áreas remotas da Bahia.

“O Estado não tem condições de padronizar aulas pela internet na rede estadual, a maioria dos alunos é de baixa renda e de menor poder aquisitivo. Não dá para substituir aula presencial por aula pela internet”, argumentou Rui Costa, acrescentando que “não deixaremos nenhum jovem para trás”.

Leia Mais

BAHIA LANÇA CAMPANHA PARA PREVENIR E COMBATER O CORONAVÍRUS

Bahia lança campanha de combate e prevenção do coronavírus || Foto Camila Souza/GovBA
Tempo de leitura: 3 minutos

O governo baiano lançou nesta terça (17), em Salvador, campanha de prevenção e combate ao coronavírus . Com o slogan “A prevenção está em nossas mãos”, a iniciativa reforça as medidas mais importantes a serem adotadas neste primeiro momento, como lavar as mãos, utilizar álcool em gel 70% e evitar lugares com aglomerações, procurando manter uma distância de um metro entre as pessoas. Participaram do lançamento os secretários de Comunicação Social, André Curvello, da Saúde, Fábio Villas-Boas, e da Educação, Jerônimo Rodrigues.

Toda a campanha, incluindo um vídeo institucional, com 27 segundos, está disponível para download no site da Secretaria de Comunicação Social (www.secom.ba.gov.br). “A comunicação é uma ferramenta fundamental para esta luta contra o coronavírus e pode ser determinante para a prevenção. Nesta primeira fase, estamos fazendo um apelo aos meios de comunicação, digital ou não, para que veiculem essa campanha, para que ela atinja a maior quantidade de pessoas em todo o estado, com foco principalmente na limpeza e na higienização”, explicou André Curvello.

O cuidado com fake news também foi destacado por Curvello. “As informações falsas não contribuem em nada para o desenvolvimento da sociedade. Então, fazemos este apelo ao povo: cuidado com as informações de whatsapp, procurem os canais de comunicação institucionais e os veículos mais tradicionais para se informarem sobre o coronavírus”.

PREPARAÇÃO

O secretário da Saúde afirmou que o trabalho na Bahia para controlar o coronavírus foi iniciado há 60 dias, assim que começou a epidemia na China. “O planejamento começou com um aspecto fundamental, que é a capacidade de fazer diagnóstico. Para isso, nós fizemos uma ampliação do Laboratório Central, adquirimos equipamentos e testes diagnósticos que somente agora outros laboratórios públicos do país estão começando a comprar e não estão mais encontrando. Enquanto outros estados demoram até cinco dias para obter o resultado, nós detectamos o vírus em até 24 horas”.

Segundo Vilas-Boas, são mais de 600 casos suspeitos em toda a Bahia e 14 confirmados até o momento. “Ou seja, 2% foram confirmados, o que significa que 98% dos casos não eram coronavírus”.

O secretário lembrou ainda que, na Bahia, ainda não há a contaminação comunitária, aquela que ocorre sem que seja possível identificar a origem. “Nós temos planejada a próxima onda, quando haverá transmissão comunitária, e as pessoas infectadas estarão em número maior, com as mais graves precisando de respiração mecânica”.

NOVOS LEITOS DE UTI

Vilas-Boas disse que, hoje, a Bahia tem condição de montar, imediatamente, 140 leitos de UTI e anunciou a chegada de mais respiradores mecânicos. “Nossa capacidade está além do que precisamos. Nas próximas duas semanas, de cada 100 casos identificados, cinco vão precisar de ventilação mecânica”, projeta.

De acordo com ele, o planejamento é que os pacientes que necessitarem de ventilação mecânica sejam atendidos em Salvador. “Eles ficarão no [Instituto] Couto Maia, que terá a maior centro de terapia intensiva dedicado a esses pacientes do país”.

BARREIRAS SANITÁRIAS

Em relação às barreiras sanitárias nas BRs 101,116 e 242, o secretário da Saúde disse que todos os ônibus e caminhões serão parados. “Quem tiver alteração de temperatura será acompanhado. Vamos atuar nos aeroportos de Salvador, Porto Seguro, Vitória da Conquista e Ilhéus, verificando os voos, especialmente os provindos de São Paulo e Rio de Janeiro”.

EDUCAÇÃO

A Bahia possui mais de três milhões de estudantes, contabilizando cerca de 800 mil matrículas apenas na rede estadual em 2020. “Somente de professores, merendeiras e outros profissionais da educação, são 60 mil trabalhadores que continuam recebendo seus salários normalmente, enquanto as aulas estiverem suspensas [nas cidades com casos confirmados de coronavírus]”, informou Jerônimo Rodrigues.

Segundo o secretário, a intenção é não deixar os estudantes parados, disponibilizando material para estudo por meio das redes sociais, dos grupos de whatsapp das escolas, ou mesmo encadernado nas próprias unidades. “Os calendários também serão adequados, para que os alunos não sejam prejudicados. A nossa preocupação é com quem está no terceiro ano do Ensino Médio, que vai prestar Enem, vestibular e concursos”.

Back To Top