skip to Main Content
18 de janeiro de 2021 | 03:56 pm

ITABUNA: JOÃO LEÃO E CACÁ REFORÇAM APOIO A AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leão reforça apoio à chapa Azevedo e Minas Aço.

O vice-governador da Bahia, João Leão, e o deputado federal Cacá Leão, ambos do Progressistas, reforçaram o apoio à campanha do Capitão Azevedo (PL) à Prefeitura de Itabuna. O vice de Azevedo, Roberto Minas Aço, é do Progressistas. Durante a visita a Itabuna, João Leão disse que a parceria de Azevedo com o Estado “transformará Itabuna no centro de um polo econômico sul-baiano, atraindo grandes empresas para a cidade”.

– Itabuna precisa do Capitão Azevedo, um homem forte, preparado, com experiência e que vai trazer de volta o progresso e o desenvolvimento que Itabuna tanto merece. Ele e Roberto Minas Aço estarão de braços dados com o Governo da Bahia para revolucionar o crescimento dessa terra, trazendo empreendimentos e potencializando a geração de emprego e renda para os itabunenses – disse o vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia.

ITABUNA: VICE-GOVERNADOR GRAVA PARTICIPAÇÃO EM PROGRAMA DE AZEVEDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leão, no centro, grava participação no programa de Azevedo (dir.)

Durante visita ao sul da Bahia na manhã deste sábado (10), o vice-governador João Leão (PP) gravou participação no programa eleitoral do candidato a prefeito de Itabuna, Capitão Azevedo (PL). O candidato a vice-prefeito na chapa do candidato do PL é o empresário e presidente do PP municipal, Roberto Minas Aço.

– Capitão Azevedo vai devolver o progresso e o desenvolvimento à Itabuna. Nós vamos chegar lá, com Azevedo e Roberto. Eles vão contar com nosso apoio para juntos criarmos um grande mutirão de desenvolvimento, com um corredor industrial e a atração de novos empreendimentos para gerar emprego e renda para a população itabunense – afirmou Leão.

Já o candidato a prefeito Capitão Azevedo disse que Itabuna tem um cinturão de pobreza. “Precisamos dar uma resposta, criar oportunidades de trabalho. Chegou o momento, com o apoio do vice-governador, que sempre teve a iniciativa de abrir oportunidades, e é disso que Itabuna precisa”, disse Capitão Azevedo.

EMPRESAS DENUNCIAM PREÇOS ABUSIVOS DE INSUMOS PARA A CONSTRUÇÃO CIVIL

Êmpresas da construção civil denunciam preços abusivos de insumos
Tempo de leitura: 2 minutos

O setor da Construção Civil, que gera atualmente 45 mil empregos formais na Bahia, apresentou ao vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), na terça-feira (22), um manifesto constando a preocupação dos empresários diante dos aumentos, que consideram abusivos, nos preços dos insumos para construção civil, que podem gerar grave desabastecimento e ameaça a manutenção dos postos de trabalho. Cimento, aço e PVC são os itens que mais tiveram elevação de preço.

“Vamos analisar uma forma adequada e eficaz de ajudar a equacionar esta questão, no sentido de proteger a sobrevivência das indústrias da construção civil, as empresas de todos os portes, com vistas, sobretudo, na manutenção dos empregos e no crescimento deste estratégico setor produtivo. Vamos buscar um diálogo também com as indústrias que fornecem os insumos, pois ambos os segmentos são importantes para o desenvolvimento da Bahia”, declara Leão.

O segmento foi representado no encontro pelo Sindicato da Indústria da Construção do Estado da Bahia (Sinduscon-BA), pela Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário da Bahia (Ademi-BA), Associação Comercial da Bahia (ACB) e pelo Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento (Sinaprocim). O movimento conta ainda com o apoio da Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor).

“No momento da retomada da economia, fomos surpreendidos com o desabastecimento dos insumos da cadeia produtiva, com destaque para o aço. Veio a seguir o cimento e por último o PVC, que subiu tremendamente, mesmo com produção na Bahia. A situação ameaça atividades na produção do imóvel residencial para baixa renda, afetando toda a cadeia, inclusive a de obras públicas, cujos contratos não se sustentam se não repassarmos esses custos, essa é a grande preocupação do nosso setor”, afirma o presidente do Sinduscon, Carlos Marden do Valle Passos.

“Nosso pleito envolve a construção civil, setor imobiliário e de pré-fabricados de concreto que são estratégicos na geração de emprego e renda, abarcando as obras habitacionais e de infraestrutura. Estamos vivenciando um aumento abusivo e um desabastecimento de importantes insumos e não encontramos justificativa para tais fatos. O aço chegou a aproximadamente 40% de aumento entre janeiro e setembro deste ano, o cimento em torno de 10%. Importante lembrar que o aço tem impacto de 50% no custo do produto pré-fabricado de concreto”, relata o vice-presidente da ACB, Carlos Henrique Jorge Gantois.

“A ADEMI-BA vem ao encontro do vice-governador e secretário da SDE transmitir a preocupação dos seus associados em relação ao aumento súbito de preços e desabastecimento de insumos, o que está desestabilizando o planejamento das empresas sobre lançamentos e execução de suas construções, logo num momento de retomada pós pandemia e expectativa de reaquecimento do mercado imobiliário baiano. Quando as expectativas frustram o planejamento, o empresário adia a tomada de decisão e gera desemprego no curto prazo”, diz Pedro Mendonça diretor técnico da Ademi-BA.

CERVEJARIA INVESTIRÁ R$ 1,2 BILHÃO EM FÁBRICA EM ALAGOINHAS

Maquete da fábrica que será construída em Alagoinhas || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Cidade Imperial Petrópolis vai investir R$ 1,2 bilhão para implantar fábrica em Alagoinhas, na Bahia, onde deverão ser gerados 350 empregos diretos. Anúncio foi feito nesta quinta-feira (3), durante assinatura de protocolo de intenções com Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). A unidade, que terá capacidade de produção de 7,2 milhões hectolitros por ano, vai fabricar cerveja, chopp, bebida energética e água mineral.

A cervejaria Cidade Imperial possui mais duas unidades fabris, uma no município de Petrópolis, no Rio de Janeiro, e outra na cidade de Frutal, em Minas Gerais. As duas fábricas juntas produzem 3 milhões de hectolitros por ano e geram 3 mil postos de trabalhos diretos e indiretos.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, João Leão, o estado tem mais cinco empreendimentos do setor de bebidas em implantação ou modernização, com previsão de investir mais de R$ 87,2 milhões e oferta potencial de 435 novos empregos. Alagoinhas, Camaçari, Santo Antônio de Jesus, Barra e Mucugê são os municípios que serão beneficiados.

AQUÍFERO SÃO SEBASTIÃO

O município de Alagoinhas é conhecido como um polo de bebidas. O motivo é o Aquífero São Sebastião, que tem uma das melhores águas do mundo. E não são somente as cervejarias que bebem dessa fonte. Além da Heineken, antiga Brasil Kirin e da Cervejaria Petrópolis, a Indústria de Bebidas São Miguel também tem unidade produtiva na cidade.

CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO DO MERCADO LIVRE DEVE GERAR 500 EMPREGOS NA BAHIA

Mercado Livre terá Centro de Distribuição na Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia foi escolhida para receber o primeiro Centro de Distribuição (CD) do Mercado Livre no Nordeste em um plano de investimentos de R$ 4 bilhões da empresa, no país, até o final deste ano. A previsão é de que sejam gerados 500 novos empregos diretos no estado.

Com o CD em Lauro de Freitas, o Mercado Livre poderá dar maior rapidez às entregas no Estado e na região Nordeste do País, com entregas sendo feitas no mesmo dia em Salvador, por exemplo. Além de fazer entregas mais rápidas para o Nordeste, a ideia é aumentar ainda mais a oferta de frete grátis na região, segundo Leandro Bassoi, vice-presidente do Mercados Envios para a América Latina.

– Buscamos realizar entregas ainda mais rápidas e a preços menores, além de ajudar os empreendedores locais a ter uma opção de logística premium sem terem que investir para isso. Esse movimento está diretamente ligado ao nosso compromisso de democratizar o e-commerce e contribuir para que nossas ações se reflitam em toda a cadeia de valor envolvida – explica Bassoi.

O CD funcionará em uma área de 35 mil metros quadrados, de acordo com a empresa e o governo baiano. Bassoi se reuniu com os secretários de Planejamento, Walter Pinheiro, e de Desenvolvimento Econômico, João Leão. “A Bahia possui diversas vantagens logísticas para o escoamento da carga de forma mais rápida. Apresentamos para o Mercado Livre também os projetos de expansão dos diversos modais aqui na Bahia. Portanto, a decisão de implantar esta unidade em nosso estado com certeza foi acertada”, disse Walter Pinheiro.

Também vice-governador da Bahia, Leão disse que “é um orgulho” para a Bahia contar com um CD deste porte. “A atração deste investimento é fruto de um trabalho em equipe que planeja e executa ações pensando no desenvolvimento do estado e na geração de emprego e renda para o povo baiano’, afirma o vice-governador João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico. A empresa também vai realizar um programa social voltado para a educação e a empregabilidade de 120 jovens da região de Lauro de Freitas em parceria com o Instituto Aliança.

ITABUNA: LEÃO E SALLES CONFIRMAM O PP COM AZEVEDO

Azevedo deverá ter o apoio do PP na disputa de 2020
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois nomes da cúpula do PP baiano confirmaram o apoio do partido ao Capitão Azevedo para a disputa à Prefeitura de Itabuna.

O vice-governador João Leão já havia dito que a legenda deverá compor com o ex-prefeito na disputa ao Centro Administrativo Firmino Alves. Foi durante live com João Matheus, do Políticos do Sul da Bahia.

Nesta quinta, o deputado estadual e ex-secretário da Agricultura, Eduardo Salles, também confirmou o apoio do PP (Progressistas) a Azevedo, numa live com o jornalista Ederivaldo Benedito, apresentador do Bom Dia Bahia, da Rádio Difusora:

Salles, à direita, confirma apoio a Azevedo durante live com “Bené”

– Como líder da bancada do PP, a maior da Assembleia Legislativa da Bahia, composta por dez deputados, tenho uma ligação muito forte com Itabuna, juntamente com o vice-governador João Leão e o deputado federal Cacá Leão. Conforme já anunciado, nós iremos apoiar Capitão Azevedo, onde temos uma relação de amizade, respeito e há um certo tempo que estamos conversando, principalmente sobre ações e projetos – disse Salles.

Em Itabuna, o partido tem dois vereadores, Aldenes Meira (ex-PCdoB) e Robinho, e até chegou a lançar um nome à disputa – Eric Júnior, provedor da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. Porém, Eric desistiu da disputa à sucessão de Fernando Gomes.

VICE-GOVERNADOR JOÃO LEÃO RECEBE ALTA

João Leão: alta médica e retorno aos trabalhos nesta segunda (2)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O vice-governador da Bahia, João Leão, recebeu alta médica neste domingo e já está em casa, de acordo com a sua assessoria. Também secretário de Desenvolvimento Econômico, Leão estava internado desde a última quinta (27), quando foi internado após se sentir mal em uma viagem a Medeiros Neto.

Leão retomará as atividades de trabalho nesta segunda (2). O vice-governador passou por bateria de exames e check up, no Hospital Cárdio Pulmonar, em Salvador. Durante a viagem a Medeiros Neto, ele sofreu infecção intestinal.

LEÃO DEVE RECEBER ALTA ATÉ DOMINGO; VICE-GOVERNADOR PASSOU MAL DURANTE VIAGEM

João Leão: alta médica e retorno aos trabalhos nesta segunda (2)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O vice-governador da Bahia, João Leão, foi novamente internado por problemas de saúde. Desta vez, Leão, que também é secretário de Desenvolvimento Econômico, sofreu uma infecção intestinal durante viagem a Medeiros Neto (BA), ontem (27).

De acordo com a assessoria do vice-governador, ele “passa muito bem” e tem previsão de alta para este final de semana. Leão enfrentou bateria de exames e check up ontem e hoje, segundo a assessoria.

O vice-governador ficará internado no Hospital Cárdio Pulmonar, segundo médicos, apenas em repouso.

LEAL APONTA TRABALHO DE WAGNER, RUI E LEÃO PARA OBRAS DA PONTE SALVADOR-ITAPARICA

Tempo de leitura: 2 minutos

Leal, ao centro, aponta acertos de Wagner, Rui e Leão para obra

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Nelson Leal, disse que o início da construção da Ponte Salvador-Itaparica é uma vitória do senador Jaques Wagner, do governador Rui Costa e do vice-governador João Leão. “Wagner, quando governador, acreditou na ideia. O seu sucessor, governador Rui Costa, continuou a tocar o projeto desenvolvido com muita competência e desvelo pelo vice-governador João Leão”, disse. A previsão de início das obras da Ponte Salvador-Itaparica é em 2021, com investimento de R$ 7,5 bilhões.

Para o presidente do Legislativo baiano, o projeto é de extrema importância para o desenvolvimento econômico da Bahia, impactando positivamente na geração de emprego e renda e na melhoria da qualidade de vida dos baianos. “A matriz econômica da Bahia irá se transformar radicalmente quando a Ponte Salvador-Itaparica e o Sistema Viário do Oeste estiverem totalmente concluídos em 2025. As duas obras vão gerar desenvolvimento, criar 10 mil novos empregos diretos e encurtar distâncias. O trajeto Salvador-Ilhéus, por exemplo, será reduzido em 157 quilômetros”, explica Nelson Leal.

A ponte deverá ser construída pelo consórcio formado por três empresas chinesas, a China Railway 20, a CCCC South America e a China Communications Construction. Durante o período de 30 anos de concessão, o sistema viário vai gerar expressivos R$ 57 bilhões em arrecadação, sendo metade oriunda da cobrança de pedágio e a outra parte vinda de impostos, como do ICMS, conforme estimativas.

A Ponte Salvador-Itaparica terá 12,3 km de extensão e integra o Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador, que serão feitos por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa. Haverá ainda uma interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada.

ASSINADO DECRETO PARA APOIO A CIDADES BAIANAS ATINGIDAS POR MANCHAS DE ÓLEO

Tempo de leitura: 2 minutos

João Leão, governador em exercício, assina decreto de emergência || Foto Matheus Pereira

O governador em exercício, João Leão, assinou na tarde desta segunda-feira (14), no Wish Hotel da Bahia, em Salvador, o decreto de situação de emergência em municípios baianos atingidos pela mancha de óleo que avança pelas praias da região Nordeste. Também foram assinados outros dois documentos: um de recebimento de ajuda da sociedade civil e o segundo solicitando apoio do governo federal. Representantes de diversos órgãos estaduais e municipais estiverem presentes.

“O decreto tem o intuito de nos ajudar a resolver o problema. Ele trata da participação do Estado e dos municípios neste processo para nos habilitar a receber recursos federais. O segundo documento é sobre a cooperação dos capelães do Brasil, que nos ofereceram 5 mil pessoas. Já o terceiro solicita o apoio da Petrobras, que é quem entende do assunto”, explicou Leão. O decreto inclui Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas. O valor a ser recebido por cada cidade vai variar de acordo com o volume das manchas e o tamanho da orla do município.

Até o momento, 35 toneladas de óleo foram retiradas das praias baianas. O trabalho de coleta está sendo feito pelos municípios, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros. “Hoje, eu sobrevoei todo o Litoral Norte, de Salvador a Conde, e encontramos mancha de óleo a partir de Jacuípe. A concentração maior é em Sítio do Conde, Conde e Massarandupió. Fazendo uma comparação entre hoje e sexta-feira [11], houve um decréscimo acentuado da quantidade de óleo que chegou às nossas praias”, afirmou o secretário do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira.

Leia Mais
Back To Top