skip to Main Content
6 de julho de 2020 | 03:12 pm

POLÍCIA PRENDE ASSASSINOS DE ESTUDANTE DE ODONTOLOGIA E MOTORISTA DE APLICATIVO

Tempo de leitura: 2 minutos

Hiago (1º à esq.) foi morto a facadas e teve corpo carbonizado por Rodrigo e Alexandre

Atuados em flagrante também por ocultação de cadáver, os latrocidas Rodrigo Porto Oliveira Silva, 22 anos, o ‘Playboy’, e Alexandre Cruz Brito, 21, o ‘Parcker’ ou ‘Xande’, confessaram o crime contra o motorista de transporte por aplicativo Hiago Evangelista Freitas, 24, que também era estudante de odontologia. A dupla foi presa em Vitória da Conquista, no sábado (9).

Rodrigo também responderá por associação ao tráfico de drogas, adulteração de sinal identificador e posse ilegal de munição. O crime foi elucidado 48 horas após os familiares de Hiago Evangelista noticiarem o desaparecimento do jovem, que estaria fazendo transporte de passageiro, quando deu a última notícia a sua namorada, na noite da quarta-feira (6).

O corpo de Hiago Evangelista foi localizado parcialmente carbonizado na sexta-feira (8), em um distrito da zona rural de Vitória da Conquista. O veículo foi encontrado abandonado, em seguida. As buscas tiveram o apoio de policiais militares da região, que utilizaram um cão farejador.

As investigações foram realizadas por equipes da 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (10ª Coorpin), de Vitória da Conquista, com apoio de policiais da sede do Departamento de Polícia do Interior (Depin) e da Polícia Federal.

Na residência de Rodrigo Porto foram apreendidos diversos objetos pessoais da vítima, entre eles, documentos, cartões bancários, chave do veículo e o celular de Hiago. Os policiais também encontraram um simulacro de arma de fogo, utilizado no crime.

De acordo com o coordenador da 10ª Coorpin em Conquista, delegado Fabiano Aurich, a dupla assassinou a vítima para evitar que fossem denunciados. “Rodrigo e Alexandre relataram que após a saída de Conquista, anunciaram o assalto, utilizando um simulacro de arma de fogo. Hiago foi imobilizado e depois levado ao local onde foi morto. Atribuíram o assassinato ao receio de serem denunciados”, explicou. A dupla está à disposição da Justiça.

EMPRESÁRIO ITABUNENSE É MORTO EM PORTUGAL; SUSPEITA-SE DE LATROCÍNIO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Empresário é morto em Portugal

O empresário itabunense José Silva de Souza, de 59 anos, foi encontrado morto, na madrugada da última terça-feira (10), no interior de uma padaria, na cidade de Albufeira, em Portugal. Existem indícios de que empresário foi assassinado, mas não há muitos detalhes sobre as investigações.

O empresário foi encontrado amarrado a uma cadeira com sinais de violência. A polícia encontrou José Silva de Souza por volta das 2h30min, trancado no escritório da padaria Triunfo Instantâneo, de sua propriedade. Uma equipe de socorro foi acionada, mas a vítima já tinha sofrido uma parada cardiorrespiratória.

José Silva morava em Portugal há cerca de 16 anos, conforme amigos seus relataram ao PIMENTA nesta quinta-feira (12). Há nove anos, ele comprou a padaria Triunfo Instantâneo, de onde tirava o sustento da família. De acordo com a imprensa local, há dois anos o itabunense teve o estabelecimento assaltado por três bandidos.

Na época, o empresário não chegou a ser agredido, o que não ocorreu agora. No assalto anterior, os bandidos roubaram cerca de 40 mil euros. Antes de mudar-se para Portugal, José Silva morava no bairro Lomanto, em Itabuna. Ele era muito querido. No sul da Bahia, ele deixa irmãos e sobrinhos.

ILHÉUS: POLÍCIA PRENDE TERCEIRO ENVOLVIDO NA MORTE DE MOTOBOY NO MORADA DO PORTO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Índio, Lucas e Banguelo são acusados da morte de Edgar

Agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Ilhéus (DRFR) prenderam, nesta terça (3), o terceiro envolvido na morte do mototaxista Edgar João dos Santos Filho, no Condomínio Morada do Porto, no Banco da Vitória, em Ilhéus. O crime ocorreu na noite de 22 de julho deste ano. Os policiais civis prenderam Lucas Lima Silva hoje à tarde.

Lucas Lima foi preso no Banco da Vitória, bairro onde ocorreu o latrocínio. Edgar foi morto após atender a um pedido de corrida de mototáxi para o Morada do Porto. Segundo as investigações, Lucas quem organizou e idealizou o roubo da motocicleta. Há quase um mês, no dia 12 de agosto, dois comparsas de Lucas Lima foram presos em Ilhéus.

Segundo as investigações, Jonas Santos Pereira, o Índio, matou Edgar, que teria reagido ao anúncio de assalto. Ele atirou no motoboy, que morreu ainda no local. Na sequência, ele procurou Wanderson de Oliveira, o Banguelo, para esconder a arma do crime (confira aqui).

ILHÉUS: POLÍCIA PRENDE SUSPEITOS DE MATAR MOTOBOY NO BANCO DA VITÓRIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Índio e Banguelo são suspeitos da morte do motoboy Edgard (detalhe) || Imagens PC-BA

A Polícia Civil prendeu dois suspeitos de participar da morte do motoboy Edgar João dos Santos Filho, de 36 anos, em Ilhéus. O latrocínio, roubo seguido de morte, foi cometido na noite do dia 22 de julho, na ladeira de acesso ao Condomínio Morado do Porto, no Banco da Vitória. Para atrair a vítima, o criminoso pediu uma corrida ao residencial localizado às margens da Rodovia Ilhéus-Itabuna (veja mais abaixo).

Agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos cumpriram mandado de prisão contra Jonas Santos Pereira, o Índio, e Wanderson de Oliveira, o Banguelo, nesta segunda (12). À Polícia Civil, Wanderson disse que, no dia do crime, Jonas teria lhe pedido que guardasse uma arma.

Ainda segundo o relato de Wanderson, vulgo Banguelo, Índio assumiu ser o autor do latrocínio contra o motoboy. De acordo com o relato feito pelo atirador, a vítima teria reagido ao anúncio de assalto e levou um tiro, caindo ao chão em seguida. O Índio fugiu com a moto e a escondeu no Banco da Vitória.

A arma, supostamente utilizada no crime, seria resgatada depois, por uma terceira pessoa, identificada apenas como Cascão. Enquanto Banguelo reforça a participação do comparsa no crime, Índio nega que tenha sido o autor do disparo que matou o motoboy. A moto de Edgar foi localizada pela polícia no outro dia, em uma localidade conhecida como Ruinha, no Banco da Vitória.

https://www.pimenta.blog.br/2019/07/22/motoboy-e-assassinado-depois-de-aceitar-corrida-para-condominio-em-ilheus/

ACUSADO DE MATAR FUNCIONÁRIA DA SANTA CASA É TRANSFERIDO PARA ITABUNA

Tempo de leitura: 2 minutos

Jefferson já está em Itabuna e prestou depoimento no Complexo Policial

Jefferson Costa Nascimento, o Quinho, foi transferido para Itabuna e chegou ao Complexo Policial nesta manhã de quinta (19), uma semana depois de ser preso em São José do Rio Preto (SP). Ele é acusado de latrocínio (matar para roubar) contra a técnica em enfermagem Maria Ferreira Lima, de 51 anos. Segundo a polícia, Jefferson é o criminoso que empurra a técnica em enfermagem Maria Ferreira da moto e provoca a morte da vítima por traumatismo craniano.
O ataque ocorreu durante assalto no Bairro de Fátima, no último dia 5. No mesmo dia, foi constatada a morte cerebral da funcionária da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. O acusado de matar a enfermeira foi flagrado por câmeras de segurança instaladas em áreas próximas ao local onde ocorreu o assalto. Uma das câmeras mostra o momento do ataque à técnica em enfermagem, com o veículo em movimento.

Maria Ferreira foi morta em assalto no Fátima

De acordo com a polícia, parentes do próprio acusado da morte da enfermeira denunciaram o plano de fuga. A Polícia Civil começou a monitorá-lo desde Itabuna. Ele passou por Vitória da Conquista e foi preso em São Paulo. O destino final de Jefferson, conforme parentes, seria Mato Grosso do Sul.
Jefferson começou a ser ouvido, nesta manhã de quinta (19), pelo titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos, Miguel Cicerelli. Ele será encaminhado para o Conjunto Penal de Itabuna ainda hoje.

POLÍCIA DESVENDA ASSASSINATO DE PROFESSOR APOSENTADO NA BARRA

Tempo de leitura: 2 minutos
Jeferson foi preso e confessou crime.

Jeferson foi preso e confessou crime à polícia.

Delegado Ricardo Ribeiro pediu preventiva do acusado.

Delegado Ricardo Ribeiro pediu a prisão preventiva do acusado.

Um trabalho articulado entre as polícias civil e militar levou à elucidação da morte do professor aposentado Joaquim de Oliveira Souza, crime ocorrido nesta segunda-feira (6), e que chocou a população de Barra, no oeste da Bahia, região da 14ª Coorpin (sede em Irecê). De acordo com a investigação, o educador foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

O autor do crime foi Jeferson Santos da Silva, vulgo Jefinho, de 25 anos. A polícia chegou ao latrocida depois de obter informações de que ele mantinha relações íntimas com o aposentado em troca de dinheiro. Com o avanço das apurações, descobriu-se que Jeferson reclamava uma dívida de R$ 2 mil que a vítima teria com ele.

O suspeito acabou detido pela Polícia Militar e conduzido para a Delegacia Territorial de Barra, onde foi interrogado pelo delegado Ricardo Ribeiro e assumiu ter matado Joaquim. O crime, no entanto, foi de latrocínio, porque vários objetos – entre eles um aparelho de TV, um de DVD, receptor e botijão, além de diversas folhas de cheque – desapareceram da casa da vítima após o homicídio.

PRISÃO PREVENTIVA

No final da manhã de hoje (7), uma denúncia anônima recebida por uma guarnição do 4º Pelotão da PM, sediado na Barra, levou à localização de alguns dos objetos furtados, em poder de Carlos Henrique Barbosa da Silva, o “Culiê”, e Amando Dias Fidélis Neto, vulgo “Maluquinho”, que foram presos em flagrante pelo crime de receptação. O delegado Ricardo Ribeiro pediu a prisão preventiva de Jefinho à Vara Crime local, pelo latrocínio.

Joaquim de Oliveira Souza, que já foi diretor de esportes da Prefeitura da Barra, foi sepultado com grande acompanhamento na tarde desta terça-feira, no cemitério local.

POLICIAL FEDERAL É MORTO EM JUAZEIRO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Policial foi morto com a própria arma

Policial foi morto com a própria arma

O policial federal Wilson Teixeira Queiroz Neto foi vítima de latrocínio na noite desta segunda-feira (29).

Lotado em Salvador, ele estava a passeio na cidade de Juazeiro quando foi abordado por dois assaltantes. Wilson, que dirigia uma picape Strada e deixava a mãe no terminal rodoviário da cidade, reagiu e sacou sua pistola, mas foi dominado pelos bandidos, que o desarmaram.

O policial foi baleado três vezes com a própria arma. Ele chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento de Juazeiro, mas não resistiu.

POLÍCIA PRENDE ACUSADOS DE MATAR CABO DA PM

Tempo de leitura: 2 minutos
Tawan foi um dos envolvidos em morte de PM.

Tawan foi um dos envolvidos em morte de PM.

Arisvaldo das Neves Santana, de 47 anos, foi o nono policial militar morto na Região Metropolitana de Salvador apenas neste ano. O crime ocorreu ontem à noite (21), na Paralela, na capital baiana. Os autores do crime já foram identificados e presos. Hoje, a polícia divulgou a identidade de ambos: Tawan da Silva Barbosa Tosta, de 19 anos, e Antônio de Jesus Oliveira, 37.

Tawan foi preso, em Mata Escura, pela Rondesp/Central. Antônio de Jesus Oliveira, 37, comparsa de Tawan, está custodiado no Hospital Roberto Santos, depois de ferido no peito pela vítima. Ele foi localizado em casa, na Rua 7 de Setembro, em Mata Escura.

O veículo VW Gol, de cor prata, placa NTQ- 4941, utilizado pelos assaltantes, e as roupas que Antônio usava na hora do assalto foram apreendidas. Tawan conduziu o carro durante a fuga.

De acordo com o delegado Odair Carneiro, titular da Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM), o policial militar teria reagido à abordagem dos ladrões, quando saía da faculdade, acompanhado da mulher e de um sobrinho.

O trio foi atacado pelos assaltantes, em uma passarela, em frente à instituição de ensino. Houve troca de tiros e o PM foi baleado no tórax e na axila, morrendo no local.

Mesmo ferido, o policial, que era lotado no Departamento de Modernização e Tecnologia (DMT), da Polícia Militar, chegou a balear Antônio. O estudante atingido na ação, Marlon Figueiredo, foi socorrido para o Hospital São Rafael. A arma utilizada pelos ladrões ainda não foi localizada pela polícia. Tawan e Antônio foram autuados por latrocínio.

Depois de apresentado à imprensa, na manhã desta terça-feira (22), no DHPP, durante coletiva conduzida pelo delegado Odair Carneiro, titular da DHM, e pelo major PM Agnaldo Ceita, comandante da Rondesp/Central, Tawan foi encaminhado ao sistema prisional.

Em 2015, já foram registrados, com o episódio de ontem, nove casos de policiais militares mortos em Salvador ou Região Metropolitana, em atividade ou em horário de folga. Todos são investigados pela Força-Tarefa instituída pela Secretaria da Segurança Pública (SSP), reunindo integrantes das polícias Civil e Militar. Do total, oito foram solucionados. Apenas o homicídio do sargento Wellington Cavalcante, em 11 de agosto, ainda está sendo investigado.

POLÍCIA IDENTIFICA IDOSO MORTO QUE TEVE ROSTO DEVORADO POR ANIMAIS EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil identificou um homem de 74 anos, morto na Fazenda Boa Esperança, entre Itabuna e Itajuípe, na BR-101, na semana passada. Francisco Alves Ferreira teve partes do rosto e do pescoço devoradas por cães e gatos, segundo a polícia.
Um vizinho avistou o corpo caído dentro da casa na sexta (5). Dois dias depois, passou novamente pelo imóvel e o corpo encontrava-se na mesma posição e os animais devorando-o. Foi quando acionou a Polícia Militar, por volta do meio-dia de domingo.
A polícia chegou ao local e não teve como identificar o idoso, pois animais devoraram parte da face e do pescoço. Suspeita-se que Francisco tenha sido alvo de latrocínio. A casa estava revirada e havia muito sangue no chão, conforme policiais militares que atenderam ao chamado.
“Não foi possível verificar sobre as condições que o levaram a óbito pois havia no local muitos cachorros que devoraram parte de sua face e pescoço devido ao ferimento que possivelmente foi feito neste local”, informou o comandante do 15º Batalhão da PM, Ubiraci Barbosa.

EMPRESÁRIO ITABUNENSE É MORTO AO REAGIR A ASSALTO NO OESTE DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rogério teve a casa invadida por bandidos.

Rogério teve a casa invadida por bandidos.

O empresário Rogério Santana de Oliveira, de 37 anos, natural de Itabuna e que tem parentes na cidade, foi assassinado durante uma tentativa de assalto na noite de ontem (10), em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. Ele foi morto com um tiro no abdome.
De acordo com informações da polícia,  três marginais utilizaram uma escada para pular o muro da residência. O empresário foi surpreendido pelos assaltantes na sala de casa e reagiu entrando em luta corporal com os mesmos, quando acabou alvejado.
Rogério, que atuou no comércio de Itabuna, mudou-se para Luís Eduardo Magalhães em busca de novas oportunidades, já que a região é considerada um dos principais polos econômicos da Bahia, graças ao cultivo de soja.
O corpo do empresário está sendo trazido para Itabuna, onde será velado e sepultado no Cemitério do Campo Santo. Em Itabuna, Rogério Santana estudou em colégios como o Polivalente, por onde também jogou como atleta de handebol. Com informações do Blog do Thame.
Atualização às 20h15min – O corpo de Rogério Santana será velado no SAF, em Itabuna, a partir das 22 horas de hoje. O horário do enterro ainda não foi divulgado.

Back To Top