skip to Main Content
30 de novembro de 2020 | 01:30 pm

QUEM PODE, PODE…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Leléu abandonou Santana e agora diz amém para a “Irmã Ângela”

A deputada Ângela Sousa (PSD) desfalcou o time do deputado Gilberto Santana (PTN), deixando-o sem um de seus principais soldados em Itabuna. Esperta toda, a parlamentar viu Wellington Rodrigues, o Leléu, “dando sopa”, e o indicou para a diretoria administrativa do Hospital de Base.
O prefeito Claudevane Leite, que é Deus no céu e Ângela na terra, aceitou a indicação e a posse de Leléu deverá ocorrer nos próximos dias. Para tristeza de Santana, que perde um eficiente e articulado cabo eleitoral.

O COBIÇADO TERNO DE LELÉU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Continuam as brincadeiras relacionadas ao terno do agora vereador Wellington Rodrigues, o Leléu, do DEM de Itabuna.

Como se sabe, a história começou em razão das diversas vezes em que Leléu, quando suplente, esteve perto de tomar posse na Câmara. Dizia-se que seu terno, como nunca era inaugurado, serviria bem para cabras escorregadios, que fogem do casamento como o diabo da cruz. Inventaram até um leilão do terno.

Só que hoje Leléu, além de vereador, é presidente do legislativo municipal, eleito por consenso. Finalmente, envergou o terno com todo orgulho, mas com prazo curto. Pode ficar até 31 de dezembro ou até semana que vem, a decisão está nas mãos da justiça.

Em razão da exiguidade do mandato, a piada com o terno se renovou. Agora a vestimenta é recomendada para quem deseja casar, mas com o matrimônio tendo a duração máxima de 90 dias. Acredita-se que vai chover interessado.

Quem dá mais?

A PRIMEIRA VEZ DE PIÇARRA E LELÉU

Tempo de leitura: < 1 minuto

Piçarra e Leléu: a “primeira vez” no plenário (Foto Pimenta).

Suplente de vereador em Itabuna, Antônio Félix, o Piçarra (DEM), esteve “na boca do gol” por várias vezes, mas não balançou a rede. Ontem, após a posse, comentava com os colegas:

– Depois de quatro tentativas, finalmente consegui.

Estilo mais solto, Leléu Rodrigues, eleito dirigente da “Câmara dos Suplentes”, brincava da própria condição nos quase quatro anos em que tentou assumir o mandato, primeiro em lugar de Milton Gramacho e, depois, de Milton Cerqueira:

– Este é o meu oitavo terno [à espera da posse].

Além da posse, foi o terno de obtenção da presidência da Casa.

O TERNO QUE NÃO ESTREIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Não deverá ser dessa vez que o suplente de vereador pelo DEM de Itabuna, Welington Rodrigues – o Leléu – vai assumir a cadeira. A hipótese surgiu quando o nome do titular Milton Gramacho foi cogitado para a presidência da Fundação Marimbeta. Mas hoje a possibilidade de Gramacho ocupar a pasta se reduziu bastante e Leléu, que já havia mandado lavar o terno (de novo), teve que recolher novamente a vestimenta.

Até o primeiro semestre de 2010, a esperança de Leléu estava com o TRE, que apreciava ação por crime eleitoral contra Gramacho. Como o tribunal absolveu o vereador, a chance passou a ser uma nomeação para cargo no Executivo. Mas esta, para tristeza do suplente, está difícil de sair.

BURGOS ASSUME SAGCS. RAMIRO VIRA ASSESSOR ESPECIAL E GRAMACHO PODE IR PARA A MARIMBETA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com absoluta discrição, o advogado Carlos Burgos assume neste momento a Secretaria de Assuntos Governamentais e Comunicação de Itabuna, em lugar do jornalista Ramiro Aquino. Este, segundo fontes do governo, exercerá o comando de uma assessoria especial de comunicação, que ainda será criada e ficará vinculada diretamente ao gabinete do prefeito.

Burgos saiu da Secretaria da Fazenda, para onde foi nomeado Geraldo Pedrassoli, atual presidente da Fundação Marimbeta. Na dança das cadeiras conduzida pelo prefeito José Nilton Azevedo, o vereador Milton Gramacho poderá ser o substituto de Pedrassoli.

Quem deve rir por último é o suplente de vereador Leléu Rodrigues (DEM), que entra no lugar de Gramacho.

Back To Top