skip to Main Content
25 de fevereiro de 2021 | 01:13 pm

SINTESI DENUNCIA GRUPO POR MÁ GESTÃO DO HOSPITAL DAS CLÍNICAS DE EUNÁPOLIS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Funcionários de hospital em Eunápolis estão sem receber dois meses || Foto A Gazeta

Em julho de 2019, um grupo empresarial de Itapetinga assumiu a gestão do Hospital das Clinicas de Eunápolis. Os funcionários da unidade de saúde não têm o que comemorar, na avaliação da direção do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde de Itabuna e Região (Sintesi).

– Os trabalhadores do Hospital das Clinicas de Eunápolis têm recebido os salários com atrasos frequentes, e, no momento, estão sem receber os salários de outubro e novembro desse ano. A situação financeira desses trabalhadores é crítica, muitos passam necessidades constantemente – sustenta a direção do Sintesi.

Os funcionários só tem o sindicato para recorrer, os administradores da empresa estão sempre ausentes da unidade hospitalar e não atendem as ligações telefônicas, relata a direção do Sintesi. Por falta de previsão dos pagamentos e da ausência de diálogo, a perspectiva é de greve. A entidade sindical solicitou mediação no Ministério Público do Trabalho em Eunápolis, marcada para segunda-feira (16), às 13h45min.

O grupo de empresarial já assumiu a administração do Hospital Monte Moriah (antigo Hospital Santa Maria), em Itapetinga. A previsão é de inauguração em janeiro de 2020. Diante da má-administração deste grupo empresarial no Hospital das Clinicas de Eunápolis, a direção do Sintesi já se preocupa com a gestão da unidade que será reinaugurada em Itapetinga.

Back To Top