skip to Main Content
13 de abril de 2021 | 05:19 pm

COLISÃO ENTRE LANCHAS DEIXA UM MORTO E TRÊS FERIDOS NO RIO BOIPEBA

Impacto da batida arremessou embarcação para fora do rio (imagem: TV Bahia)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um adolescente de 12 anos faleceu após a colisão frontal entre duas lanchas no rio Boipeba, no município de Cairu, na noite desse domingo (17). Além da vítima fatal, três pessoas ficaram feridas.

Morto no acidente, Isack tinha 12 anos

Segundo o tio do garoto, Luciano Freitas, ele, o menino e a filha passeavam quando foram surpreendidos por outra lancha, que estava com os faróis apagados. Cíntia de Jesus Freitas, 20 anos, a filha de Luciano, ficou muito machucada e foi levada para o Hospital de Base de Itabuna, com quadro de saúde estável.

Ainda não identificado, o homem que pilotava a outra embarcação também foi encaminhado para o Base, em estado grave.

De acordo com a Marinha, que foi consultada pelo G1, uma das lanchas é inscrita na Capitania dos Portos da Bahia (CPBA) como “Olivence VI”. A outra não tem inscrição nem nome. A Capitania dos Portos abriu inquérito para investigar o caso.

ITACARÉ: HOMEM DESAPARECE E MULHER MORRE EM NAUFRÁGIO; JOVEM É RESGATADA

Corpo de mulher foi encontrado próximo à Praia Piracanga, em Maraú
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma embarcação que saiu às 10h de sexta (15) de Ituberá, no baixo-sul do Estado, naufragou entre Maraú e Itacaré, causando a morte de uma mulher de aproximadamente 40 anos, identificada como Luciene Conceição Arandiba. Renilton Costa da Silva, de 52 anos, está desaparecido, e uma jovem, Mileide Arandiba, foi resgatada.

A embarcação havia zarpado de Ituberá para a região de Porto do Campo, em Camamu, também no baixo-sul baiano. Houve contato das vítimas com familiares, quando informaram que a embarcação estava sem óleo e solicitaram apoio, por volta das 16h30min de sexta. A embarcação não foi localizada na região apontada. Não houve mais contato e, na sequência, descobriu-se que a embarcação havia naufragado. A jovem resgatada foi levada para a Companhia Independente da PM em Itacaré.

A Marinha do Brasil recebeu comunicação por volta das 13h deste sábado e uma equipe se dirigiu ao local para investigações e iniciar as buscas. A embarcação foi encontrada 8 quilômetros ao norte da Barra de Itacaré, próximo à Praia de Piracanga, em Maraú. O corpo de Luciene Arandiba estava próximo à embarcação. As buscas para localizar Renilton Costa serão retomadas às 7h deste domingo. Atualizado às 12h09min deste domingo (17).

CONCURSO PÚBLICO DA MARINHA OFERECE MAIS DE 80 VAGAS PARA ÁREA DE SAÚDE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Inscrições estão abertas até o dia 20 deste mês

A Marinha está com inscrições abertas para o concurso público que visa o preenchimento de 86 vagas de médicos nos Comandos dos 2º, 3º 4º, 5º, 6º e 7º Distritos Navais. As oportunidades são para os estados da Bahia, Rio Grande do Norte, Pará, Rio Grande do Sul, além de Brasília. A inscrição pode ser feita até o dia 20 deste mês.

As vagas são profissionais nas especialidades de Alergologia (1); Anatomia Patológica (1); Anestesiologia (1); Cancerologia (1); Cardiologia (10); Cirurgia Geral (6); Cirurgia Plástica (1); Cirurgia Torácica (1); Cirurgia Vascular (2); Clínica Médica (7); Dermatologia (1); Endocrinologia/ Metabologia (2); Gastroenterologia (2) e Geriatria (2).

Há oportunidade também para profissionais nas especialidades de Ginecologia e Obstetrícia (8); Hematologia (1); Infectologia (2); Medicina Intensiva (2); Medicina Nuclear (1);Nefrologia (1); Neurocirurgia (1); Neurologia (2); Oftalmologia (5); Ortopedia e Traumatologia (2); Otorrinolaringologia (1); Pediatria (5); Pneumologia (1); Psiquiatria (10); Radiologia (4); Radioterapia (1) e Urologia (1).

Podem concorrer os profissionais com menos de 36 anos em janeiro de 2020 e que tenham concluído ou estar em fase conclusão do Curso de Medicina. As provas serão aplicadas na segunda quinzena de julho. O dia ainda será divulgado. A inscrição custa R$ 126 e deve ser feita exclusivamente pela internet, no site www.ingressonamarinha.mar.mil.br.

MARINHA É DENUNCIADA POR AGRESSÕES A QUILOMBOLAS NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dia após a presidenta Dilma Rousseff retornar das férias na Base Naval de Aratu, em Salvador, os moradores da comunidade quilombola Rio dos Macacos denunciaram agressões por parte da Marinha do Brasil.
Eles relataram que o acesso à comunidade foi interrompido e que estariam sendo “intimidados” para deixar o local. A localidade se encontra a cerca de 500 metros da área militar.
A área do Quilombo Rio dos Macacos está no centro de uma disputa judicial e territorial envolvendo a Marinha do Brasil e os moradores. O conflito teve início na década de 50 do século passado, com a doação das terras pela prefeitura de Salvador para instalação da base militar. Informações da Agência Brasil.

Back To Top