skip to Main Content
7 de julho de 2020 | 06:34 am

MOISÉS RIBEIRO MINISTRA CURSO DE COACHING PARA EMPREENDEDORES EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Moisés Ribeiro ministra curso em Itabuna.

Moisés Ribeiro ministra curso em Itabuna.

Começa nesta sexta (29) e vai até domingo (1°) o curso Coaching para Líderes Empreendedores, promovido pela Krattos Consultoria Empresarial em parceria com a BrasCoaching, no Hotel Tarik, na Avenida Aziz Maron, em Itabuna. O curso é destinado a profissionais em cargos de liderança, além de estudantes ou profissionais que visam investir em suas carreiras.

Será ministrado por Moisés Ribeiro, diretor executivo da Brascoaching e especialista há 20 anos emdesenvolvimento de equipes, potencialização de recursos e aceleração de resultados.

Ribeiro é master coach trainer pela The Inner Game Internacional School of Coaching – Timothy Gallwey; executive & business coach pelo Behavioral Coaching Institute – USA; analista de perfil comportamental (DISC) e gestor de RH com MBA em Administração.

Catharina Gobira,da Krattos, diz que a metodologia coaching é o que há de mais moderno como catalisador do desenvolvimento humano. “É um processo que reúne técnicas e ferramentas capazes de potencializar recursos, acelerar resultados e fazer com que você atinja seus objetivos mais rapidamente”.

O treinamento, observa, poderá desenvolver, ainda mais, competências como liderança, comunicação assertiva, inteligência emocional, resolução de conflitos, planejamento estratégico, motivação, clareza de metas e objetivos, foco em pessoas e em resultados.

Mais informações e inscrições pelo telefone: 71 99192-8408 ou 73 3525-6325, ou ainda pelo email: cursos@krattos.com. As vagas são limitadas.

LÍDER COACH

Tempo de leitura: 2 minutos

Jaciara Santos PrimoreJaciara Santos | jaciara@primoreconsultoria.com.br

 

Um verdadeiro líder inspira, motiva, ensina, respeita os seus liderados e utiliza ferramentas para o desenvolvimento da equipe. Um verdadeiro líder é um líder coach.

 

Liderar é o ato de conduzir uma pessoa ou equipe a um determinado ponto, estimulando-as em busca de um resultado. Porém, percebe-se um mercado em que os colaboradores estão cada vez mais desestimulados a seguir, a concluir suas metas.

O que está acontecendo, afinal? Avaliando de forma geral, percebo que esses funcionários precisam de direcionamento, de treinamento, de capacitação, necessitam que a empresa tenha um olhar diferenciado para ele.

Nota-se ainda que existem muitos líderes autocráticos, aqueles que lideram com a cultura do medo e da opressão, que, pelo fato de pagar o salário dos colaboradores, pensam que podem agir de forma grosseira e desrespeitosa com os indivíduos. E a empresa torna-se ambiente no qual ainda reina a cultura do “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Isso desestimula, fazendo com que o colaborador não se sinta parte da instituição.

Estamos vivendo num momento em que o mercado está cada vez mais acirrado, a concorrência cresce e há cada vez menos espaço para esse tipo de profissional. O líder autocrático está fadado a ser extinto do mercado.

Mas, quando esse “chefe” é do dono da empresa, o que fazer? Realmente, essa cultura precisar mudar, conforme expõe Jack Welch quando diz que “no futuro, todos os líderes serão coaches. Quem não desenvolver essa habilidade, automaticamente será descartado pelo mercado”.

Então, se quer que sua empresa resista às mudanças, precisa desenvolver-se enquanto líder. Precisa buscar novos conhecimentos e desenvolver novo olhar para a sua liderança.

Um verdadeiro líder inspira, motiva, ensina, respeita os seus liderados e utiliza ferramentas para o desenvolvimento da equipe. Um verdadeiro líder é um líder coach.

E você, afinal, como anda sua liderança? Que tipo de líder é você?

Jaciara Santos é master coach.

PLANEJAR PARA ALCANÇAR!

Tempo de leitura: 2 minutos

Jaciara Santos PrimoreJaciara Santos | jaciarasantos@primoreconsultoria.com.br

 

Acreditemos num ano melhor. Desejo um 2016 de quebra de paradigmas, de quebra de barreiras que nos afastam da realização pessoal e profissional.

 

O ano está findando. Com ele, muitas promessas não cumpridas, muitos planejamentos frustrados.

Mas a alegria que nos move é saber que as oportunidades se renovam e que podemos traçar novas metas e novos desafios. Como é bom saber que podemos reiniciar!

Para um recomeço faz-se necessário planejar, colocar no papel, visualizar o estado desejado.

É preciso se perguntar aonde “queremos chegar”. E acreditar que é possível chegar tão longe quanto se imagina.

Uma maneira interessante para visualizar tudo isso é fazer um cartaz de metas. Nesse cartaz, desenhar ou escrever os objetivos para o ano que se inicia. E isso tudo, detalhadamente.

Escrever, por exemplo, sobre aquela viagem sonhada ou a compra daquela bolsa tão desejada… Vale também o curso de inglês que deseja começar…

Quando visualizamos com frequência os nossos projetos, os nossos sonhos e temos a convicção de que podem ser efetivados, galga-se um grande passo, pois a melhor maneira de conseguir ter foco no estado desejado é enxergar-se no objetivo conquistado.

Aqui vão algumas dicas para esse planejamento:

– Visualize suas aspirações;
– Escreva-as e exponha num local de fácil visão;
– Pense nas estratégias de como alcançá-las;
– Aviste você usufruindo ao final de 2016 os tópicos planejados.

Nada é impossível, quando “destravamos” as crenças limitantes de nossa mente.

Quando me refiro a crenças limitantes, quero me referir a imagens mentais negativas de nós mesmos ou das situações que estamos inseridos, por isso que no processo de coaching trabalhamos com a ressignificação de crenças limitantes.

Comecemos a olhar a vida de maneira mais positiva. Problemas existem, situações ruins existem, mas paremos de focar no problema. Acreditemos num ano melhor. Desejo um 2016 de quebra de paradigmas, de quebra de barreiras que nos afastam da realização pessoal e profissional.

Feliz ano feliz!

Jaciara Santos é master coach.

COMO SER UM PROFISSIONAL MELHOR

Tempo de leitura: 2 minutos

Jaciara Santos PrimoreJaciara Santos | jaciarasantos@primoreconsultoria.com.br

 

Busquemos a qualificação profissional, estudemos, mas, acima de tudo, aprendamos a desenvolver as nossas habilidades de relacionamento.

 

“Sou o melhor da minha equipe, o maior resultado sempre é o meu”. Algumas pessoas confundem produção com produtividade. Não cabe mais no mercado profissionais que “apenas” entregam o resultado. Isso é produção.

Produtividade é produzir com qualidade. E isso consiste na forma como o resultado é apresentado, o relacionamento com a equipe, com os colegas de trabalho, com os gestores, que compõe o resultado do profissional.

Certa ocasião em um processo seletivo para uma vaga de gerente comercial, estávamos numa busca implacável por um profissional que atendesse às expectativas de determinada empresa. Tratava-se de uma vaga para uma multinacional.

Encontramos alguns profissionais e começamos o processo: aplicamos algumas dinâmicas de grupo, testes e entrevistas. Ao final comunicamos o eleito. Um candidato que não foi selecionado para a vaga me procurou e argumentou ironicamente: “Qual o motivo de eu não ter sido contratado? Tenho as melhores qualificações, os melhores resultados… Sou o melhor candidato para essa vaga”.

Realmente, ele tinha muitas qualificações, mas não demonstrou muita habilidade no relacionamento interpessoal.

Alta performance segundo o dicionário é “atingir todo seu potencial, e poder desfrutar de tudo o que suas habilidades possam proporcionar.” Isso envolve dar o melhor de sua capacidade, com resultados, com o relacionamento com o outro, com a utilização do máximo suas potencialidades.

Busquemos a qualificação profissional, estudemos, mas, acima de tudo, aprendamos a desenvolver as nossas habilidades de relacionamento.

“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” Carl Jung.

Jaciara Santos é master coach.

Back To Top