skip to Main Content
1 de março de 2021 | 09:54 am

POLICLÍNICA REGIONAL DE CONQUISTA CONTRATA MÉDICOS; REMUNERAÇÃO CHEGA A R$ 10 MIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Policlínica Regional em Vitória da Conquista está contratando médicos com remuneração de até R$ 10 mil, no regime CLT, o que garante férias e 13º salário. São vagas para médico angiologista e neurologista, com cargas horárias que variam de 12 a 20 horas semanais. O processo seletivo simplificado analisa os currículos e os títulos dos candidatos e o período de inscrição vai de 13 a 19 de janeiro de 2021.

Os interessados devem entregar a documentação na sede do Consórcio Interfederativo de Saúde da Região de Vitória da Conquista e Itapetinga (Cisvita), localizado na Avenida Juracy Magalhães, nº 3340, Ed. Multiplace Conquista Sul, Sala 303, no bairro Boa Vista, em Vitória da Conquista. Mais informações estão disponíveis no site www.cisvita.ba.gov.br ou pelo telefone (77) 3025-6417.

ALUNOS DE MEDICINA DA UESC RETORNAM AO INTERNATO NO HOSPITAL COSTA DO CACAU

Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta segunda-feira (5), o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, recebeu alunos de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) para o retorno ao internato hospitalar. As atividades dessa modalidade de estágio estavam suspensas desde o início da pandemia do novo coronavírus.

A suspensão dos estágios atingiu os estudantes da área de saúde das instituições de ensino superior e aconteceu por questões relacionadas à biossegurança, sendo aplicada em toda a rede da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Com a determinação do secretário Fábio Villas-Boas, o HRCC e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) se articularam juntos, sob a coordenação da Escola Estadual de Saúde Pública, para garantir o retorno seguro dessas atividades.

Todo o trâmite de retorno do internato hospitalar atende aos requisitos jurídicos e o termo de edital da Escola de Saúde Pública da Bahia, além das resoluções da Uesc. O HRCC organizou internamente diversos setores, como o Núcleo de Educação Permanente (NEP), Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), entre outros, para oferecer um ambiente seguro aos estudantes e pacientes.

Durante o estágio, esses alunos de Medicina, das 5ª e 6ª séries, atuarão na Emergência, Enfermarias e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com atendimento diário e plantão, sempre sob supervisão de um médico qualificado e especializado em cada um destes setores assistenciais. Cumprirão a disciplina Saúde do Adulto I e II, com 600 horas de teoria e prática, com atividades assistências, aulas, discussões de casos, seminários, acompanhados e orientados por médicos do HRCC e professores da UESC.

A médica Rosângela Melo, coordenadora da clínica médica do HRCC e vice-coordenadora do curso de medicina da UESC, sinalizou que a unidade hospitalar adota as medidas adequadas para a realização do internato hospitalar. “Observamos fluxo de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), controle de procedimentos em biossegurança, paramentação, higienização, enfim, todos os requisitos possíveis que possam garantir o máximo de segurança das atividades”, destacou.

GOVERNADOR BAIANO DECRETA LUTO PELA MORTE DE ELSIMAR COUTINHO

Médico e pesquisador, Elsimar faleceu nesta segunda-feira || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador da Bahia, Rui Costa, decreta luto oficial nesta terça-feira (18), pelo falecimento do médico e cientista Elsimar Coutinho, ocorrido nesta segunda (17). O governador lamentou a morte e destacou o trabalho de Elsimar, que se destacou nacional e internacionalmente na pesquisa da área de reprodução humana.

“O Brasil perdeu hoje um dos seus grandes cientistas. Uma das principais referências em reprodução humana do país, Elsimar Coutinho foi antes de tudo um homem inquieto, dedicado ao seu trabalho como médico e pesquisador, levando o nome da Bahia para todo o mundo. Para os pacientes, é a perda de um profissional brilhante e, para família e amigos, a dor da partida de um de um ente querido. Que Deus os conforte nesse momento tão triste para todos nós. Siga em paz, dr. Elsimar!”.

“A VIDA É LINDA, MEU IRMÃO”, DIZ MÉDICO APÓS 10 DIAS ENTUBADO EM UTI EM ILHÉUS

Imagem apenas ilustrativa
Tempo de leitura: 1 minuto

Médico de 50 anos que estruturou atendimento de alta complexidade para vítimas do novo coronavírus em um hospital no sul da Bahia descreveu ao repórter João Pedro Pitombo, em matéria na Folha, os dias em que ficou entubado e internado em UTI ao ser acometido pela doença. Cumprindo um pedido do profissional de saúde, o médico é identificado na matéria como José, que ficou internado 20 dias, 15 deles na UTI, 10  dos quais entubado.

O sentimento ao ser internado e entubado para tratar da covid-19 ao sentir falta de ar, mesmo após a fisioterapia:

– Nessa hora, passa um filma na sua cabeça. É uma vivência triste, traumática, mas, ao mesmo tempo, bela, porque traz um aprendizado. Você sai outra pessoa, é impossível você sair igual.

Fica o aprendizado:

– Passa um filme na cabeça. Você pensa muito. Pensa nas oportunidades que você teve e se questiona se você as mereceu. Porque a vida é linda, meu irmão. A vida é muito linda e tudo que você quer É voltar para ela – diz o médico, que também aqui terá o nome omitido porque seus pais têm problemas de saúde e não souberam do que ocorreu com o filho.

Ao sair, o calor do sol:

– O mais bonito foi sentir a luz do sol. Isso eu nunca vou esquecer. Quando eu cheguei na rua e senti o ar puro e o calor do sol, passei a agradecer por eles todos os dias.

A covid-19 é agressiva e já contaminou mais de 600 profissionais de saúde na Bahia, tirando a vida de, pelo menos, quatro deles, dois deles médicos: Gilmar Calazans, de 50 anos, em Ilhéus, e Ramon Barbosa, em Jequié. Confira a íntegra do emocionante relato ao repórter João Pedro Pitombo clicando aqui. A imagem acima é ilustrativa.

INFECTOLOGISTA DIZ QUE BAHIA SE ANTECIPOU COM MEDIDAS PREVENTIVAS CONTRA A COVID-19

Infectologista Roberto Badaró aponta acerto de medidas na Bahia || Foto Alberto Coutinho/GovBA
Tempo de leitura: 2 minutos

Considerado um dos maiores especialistas do pais sobre o novo coronavírus, o infectologista Roberto Badaró classificou como acertadas as ações do governo baiano para conter o avanço da Covid-19 no Estado até o momento. De acordo com ele, sem as medidas tomadas a Bahia poderia ter números alarmantes até aqui.

– Não se trata de uma competição, mas é preciso reconhecer que a Bahia respondeu muito antes do que a maioria dos estados à crise gerada pelo novo coronavírus. O Governo do Estado implantou um bloqueio sanitário severo, o chamado isolamento vertical, quando a Bahia não tinha nem 20 casos. O resultado foi muito eficiente. A Bahia apresenta, de forma significativa, uma diminuição na velocidade do aparecimento de novos casos – destacou o médico.

Segundo o infectologista, no gráfico dos casos oficiais no Brasil e no mundo são verificados comportamentos diferentes. “A China teve milhares de casos em Wuhan, onde tudo começou. A Itália agiu igual a Wuhan no início. Os Estados Unidos tiveram, devido à relação muito íntima de tráfego aéreo com a China, milhares de infectados chegando ao país diariamente, causando uma explosão de casos também. O Brasil tem a tendência da Coreia [do Sul], que interviu ainda relativamente cedo”.

PROJEÇÃO

Ainda segundo o infectologista, no gráfico da Bahia, a projeção é inferior em número de casos e mortes, pois iniciou o bloqueio logo de imediato ao surgimento de casos. “Estamos tendo números inferiores ao previsto. O Governo do Estado agiu com austeridade, contrariando o Ministério da Saúde, que orientou mal no início da chegada do Covid -19 ao Brasil”, afirmou. Neste domingo (29), a Bahia atingiu a marca de 156 casos confirmados e um óbito. A previsão era de que o estado já tivesse superado 300 ocorrências neste momento.

Leia Mais

COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DERIVADOS DA CANNABIS ENTRA EM VIGOR

Tempo de leitura: 2 minutos

Entra em vigor hoje (10) a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, a importação e a comercialização de produtos derivados da cannabis para fins medicinais. A norma foi aprovada em dezembro do ano passado. A íntegra está disponível no site do órgão.

O produto estará disponível somente em farmácias sem manipulação e em drogarias. Para a compra, o paciente deverá ter uma receita fornecida exclusivamente por um médico. Os produtos devem ter teor de THC de até 0,2%. Acima desse patamar, o uso só poderá ser prescrito a pacientes terminais que tenham esgotado outras formas de tratamento visando a cuidados paliativos.

A entrada no mercado só poderá ocorrer mediante autorização da agência, que avaliará os pleitos de laboratórios e empresas com vistas à atuação nessa área e fornecerá uma autorização sanitária, e não um registro, permitindo a oferta.

Cannabis é um elemento encontrado nas plantas de maconha. Os produtos derivados não serão considerados medicamentos, mas uma categoria específica. A resolução da Anvisa abriu perspectivas de comercialização dessas substâncias, demandadas para o tratamento de doenças neurológicas diversas, da dor crônica ao parkinson.

Elas não são consideradas medicamentos porque, segundo a Anvisa, “não há dados suficientes para a comprovação da segurança, eficácia e qualidade da maior parte dos produtos obtidos”. Por isso, a liberação se deu levando em consideração informações sobre o emprego desses elementos em tratamentos em outros países, como Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Israel.

O uso de medicamentos derivados de cannabis já pode ser solicitado à Anvisa desde 2016, mas a análise se dá caso a caso e demanda a aquisição de um produto no exterior, o que encarecia o acesso a esse tipo de terapia. Na resolução que entra em vigor hoje, a agência diferencia os produtos dos medicamentos à base de cannabis.

EXIGÊNCIAS

A autorização sanitária será fornecida apenas para substâncias de aplicação pelas vias nasal e oral. Não cabem aí, por exemplo, aquelas de consumo sublingual ou por inalação.

A resolução veda a comercialização do que chama de “forma de droga vegetal da planta ou suas partes, mesmo após processo de estabilização e secagem, ou na sua forma rasurada, triturada ou pulverizada, ainda que disponibilizada em qualquer forma farmacêutica”. Também são proibidos cosméticos, cigarros e outros fumígenos e alimentos à base de cannabis.

Leia Mais

JOVEM DE 17 ANOS PASSA EM MEDICINA E AMIGAS SÃO APROVADAS EM DIREITO E ECONOMIA NA UESC

Lucas, Yasmin e Lorrana: histórias de superação
Tempo de leitura: 4 minutos

Estudantes da rede pública de ensino aprovados neste ano não deixaram para trás apenas a enorme concorrência por uma vaga na universidade, mas tiveram de enfrentar e vencer diversas dificuldades. Nesta segunda reportagem da série sobre os aprovados no ensino superior no sul da Bahia, o PIMENTA conta um pouco da história de três dos alunos que abraçaram a educação como ferramenta de transformação social.

Um dos personagens tem apenas 17 anos e conseguiu a aprovação em um dos cursos mais concorridos no país.O adolescente carrega, literalmente, o nome da escola. Aprovado para o curso de Medicina na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) em Ilhéus, Lucas Félix dos Santos estudou no Colégio Félix Mendonça desde o 6º ano do Ensino Fundamental. Ele será o primeiro médico na família.

Lucas, entre o estudo e atendimento a clientes do bar da mãe, é aprovado em Medicina aos 17 anos

Lucas Félix perdeu o pai quando tinha 8 anos de idade e cresceu ajudando a mãe no bar da família, no bairro Jorge Amado, em Itabuna. Quando chegou ao Ensino Médio, incentivado pelos professores e pela família, decidiu que queria ser médico. “Depois que retornava da escola, pegava os livros e cadernos e sentava em uma das mesas do bar para estudar e atender o cliente”, recorda orgulhoso. O estabelecimento funciona na casa do jovem.

Lucas Félix conta que sempre gostou de estudar e tirou boas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Como treineiro, logo no primeiro ano, ele tirou nota 840 na Redação. Na segunda participação, obteve 900 e, ano passado, conseguiu 960 pontos. Além disso, obteve boas notas em Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

AMIGAS APROVADAS NA UESC

Yasmin e Lorrana “alugavam” a biblioteca do Ciomf.

As estudantes e amigas Lorrana dos Santos Souza e Yasmin Ferreira Oliveira, do Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf), no bairro Santo Antônio, também decidiram incluir a palavra superação em suas histórias de vida. Filha de um porteiro e uma dona de casa, aos 18 anos, Lorrana acaba de ser aprovada no Curso de Economia da Uesc. No seu primeiro Enem, ainda como treineira, em 2016, a estudante tirou 380 pontos na Redação.

A evolução da moradora do Jardim Grapiúna veio com a persistência de quem sabia o que queria para futuro. Para isso, recorda-se, dedicou boa parte do tempo fora da sala de aula para leitura e redação que, quase diariamente, era entregue para a revisão da professora Maria do Socorro Silva. O resultado do esforço não demorou aparecer. No ano passado, a nota da Redação subiu para 860 pontos.

Lorrana destaca que, além da própria determinação para vencer as barreiras, contou com parcerias importantes dos pais, dos professores, principalmente de Redação, e da amiga Yasmin Ferreira. “Meus pais são humildes, mas fizeram de tudo para que eu estudasse. Meu pai é porteiro e conhece muitas pessoas como juízes e advogados. Sempre conseguia livros usados com eles”.

Em busca do sonho que virou realidade.

Grande parceira e incentivadora de Lorrana, Yasmin Ferreira, de 18 anos, também garantiu vaga no ensino superior. As duas se identificaram logo que se conheceram. No início, tentaram montar um grupo de estudos para revisar as matérias e preparação para o Enem. Não deu certo. Foram somente cinco colegas nos primeiros encontros para o estudo.

A professora de redação Maria do Socorro, Yasmin, Lorrana e vice-diretora Isis Conrado

As duas persistentes alunas, no entanto decidiram seguir a meta inicialmente traçada. Faziam as aulas, tiravam dúvidas com os professores e “alugavam” a biblioteca da escola no turno oposto. “Muitas vezes nem íamos para casa almoçar. Ficávamos na base do lanche”, conta orgulhosa.

Não precisa dizer que foi uma sábia decisão.

Filha de operador de vendas e de uma vendedora autônoma, Yasmin Ferreira colocou como meta passar para o Curso de Direito da Uesc e conseguiu a tão sonhada vaga já no primeiro ano em que fez a prova do Enem como não treineira. “Essas meninas são exemplos de superação. Elas têm sonhos e que estamos ajudando a torná-los realidade. Temos elas e outros alunos vão”, contam orgulhosas a vice-diretora do Ciomf, Isis Conrado Haun, e a professora Maria do Socorro Silva.

OFTALMOLOGIA: MÉDICA DO HOSPITAL BEIRA RIO PROFERE PALESTRA SOBRE CÓRNEA NO CNNO 2020

Médica Larissa Andrade proferiu palestra sobre córnea no congresso Norte/Nordeste
Tempo de leitura: < 1 minuto

A médica Larissa Andrade, especialista em córnea, catarata, lentes de contato e cirurgia refrativa do Hospital Beira Rio (HBR), em Itabuna, foi uma das palestrantes do Congresso Norte Nordeste de Oftalmologia (CNNO), em Porto de Galinhas, Pernambuco.

Além de proferir palestra sobre condutas em pterígios com múltiplas recidivas, a médica Larissa Andrade também foi coordenadora das atividades científicas na área de córnea e cirurgia refrativa, uma das mais importantes da Oftalmologia. Nesta área, observa a médica, o Hospital Beira Rio oferece tecnologia de ponta, como o Excimer Laser Waveli Ex500, com recursos de segurança avançados, incluindo a verificação instantânea da espessura da córnea, imediatamente antes e após o tratamento.

O evento, que abriu o calendário anual de atividades científicas da área, contou com a participação de centenas de oftalmologistas, que “compartilham experiências, renovam parcerias, conhecem as novidades da indústria e se preparam para oferecer aos seus pacientes o que há de melhor no tratamento da visão”.

O evento reuniu especialistas de renome no mundo. Dentre os conferencistas, um dos destaques foi o médico Miguel Burnier, professor de Oftalmologia, Patologia e Oncologia na McGill University, em Montreal, Canadá.

PROCESSO SELETIVO DE MEDICINA DA UNESULBAHIA TEM INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ HOJE (16)

Unesulbahia oferecerá 30 vagas para primeira turma de Medicina, em Eunápolis
Tempo de leitura: 2 minutos

Hoje (16) é o último dia para concorrer a uma das vagas para o curso de Medicina da Unesulbahia,em Eunápolis, por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Conforme o edital, são aceitos resultados do Enem a partir de 2016.

Os interessados devem preencher a ficha de inscrição disponível no portal www.unesulbahia.com.br/medicina. Os resultados serão divulgados na próxima quarta (19). Os aprovados deverão se matricular nos dias 20 e 21 de fevereiro, na instituição ou por meio do site. O início das aulas está previsto para o dia 2 de março.

MEDICINA NA UNESULBAHIA

Instituição que há 20 anos forma os profissionais do extremo sul baiano, a Unesulbahia promete curso de Medicina vanguardista e inovador. As estruturas foram remodeladas, apostando em tecnologia nas salas de aula e novos laboratórios para proporcionar a melhor experiência educacional.

A instituição já mostra a excelência e o compromisso com a educação médica e, para somar ainda mais, poderá contar com o know-how do corpo gestor do curso de Medicina da Rede UniFTC em Salvador, que acaba de adquirir a Unesulbahia.

Leia Mais

EUNÁPOLIS: INSCRIÇÃO EM VESTIBULAR DE MEDICINA DA UNESULBAHIA VAI ATÉ DIA 13

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estão abertas até a próxima quinta (13) as inscrições para o primeiro vestibular do Curso de Medicina da UnesulBahia/UniFTC, em Eunápolis, no extremo-sul baiano. A ficha de inscrição deve ser preenchida no portal da instituição. As provas serão aplicadas no domingo (16) em Eunápolis, Itabuna, Vitória da Conquista e Salvador.

O vestibular de Medicina da Unesulbahia será composto por 55 questões objetivas sobre Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Matemática, Ciências Humanas e da Natureza, além de uma Redação. A taxa de inscrição no vestibular do curso de Medicina é R$ 350,00.

De acordo com a UnesulBahia, o resultado do vestibular será divulgado no dia 19 de fevereiro e os candidatos deverão se matricular nos dias 20 e 21 de fevereiro pela internet ou presencialmente na faculdade. O início das aulas está previsto para o dia 2 de março.

CONFIRA EDITAL

PROUNI REGISTRA 1,5 MILHÃO DE INSCRIÇÕES; MEDICINA TEM A MAIOR CONCORRÊNCIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Inscrições se encerram no sábado

O Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 1.507.807 inscrições, feitas por 782.497 pessoas. O curso com o maior número foi Direito (137.507), seguido de Administração (121.871) e Enfermagem (102.902). Medicina liderou na concorrência, com maior número de inscrições por vaga ofertada: 54, logo à frente de Artes Cênicas (50) e Comunicação Social – Cinema (41).

A região Sudeste liderou no número de inscrições e inscritos: 544.787 e 283.869, respectivamente, seguida de Nordeste (502.428 inscrições e 259.346 inscritos) e Norte (178.545 inscrições e 91.898 inscritos). As com menores quantidades foram Sul (171.091 inscrições e 89.750 inscritos) e Centro-Oeste (110.045 inscrições e 57.535 inscritos).

Entre os estados, São Paulo foi o que registrou os maiores números de inscrições e de inscritos: 262.850 e 143.583, respectivamente. Minas Gerais (165.475 inscrições e 91.058 inscritos) e Bahia (115.183 inscrições e 63.202 inscritos) completam o “pódio”. Roraima puxa a parte de baixo da lista, com as menores quantidades: 2.855 inscrições e 1.566 inscritos.

Leia Mais

ESTUDANTE DO SUL DA BAHIA OBTÉM NOTA PARA APROVAÇÃO EM MEDICINA EM SEIS FEDERAIS

Tempo de leitura: < 1 minuto

A estudante Vitória Lima Muniz Ferreira, de 17 anos, de Ipiaú, no sul da Bahia, obteve pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) suficiente para ingresso no disputado Curso de Medicina em várias instituições de ensino superior no país. A nota de Vitória Lima, na ampla concorrência, lhe permitiu escolher entre as universidades federais da Bahia, do Mato Grosso, do Rio Grande do Sul, de Campina Grande, Pernambuco e do Vale do Jequitinhonha.

Vitória Lima também obteve pontuação suficiente para ingressar no Curso de Medicina da concorrida Faculdade Bahiana de Medicina, mas a jovem optou pela UFBA. Além do bom desempenho em Redação, com 960 pontos, a jovem pontuou bem nas provas de Matemática e de Ciências da Natureza.

Lucy Lima, que é professora de Biologia, e Edilson Muniz contaram que a filha sempre foi focada e desde os oito anos afirmava que queria cursar Medicina. Vitória Lima atribuiu a conquista a Deus, ao apoio da família, aos  professores e ao ritmo intenso de estudos.

Ela estudava diariamente, elaborava constantemente redações, resolvia questões de simulados e de exames anteriores, além de treinar o tempo. Recusava convites para festas e acessava pouco as redes sociais. Parece um sacrifício para muitos, mas para ela era questão de prioridade. “Não era o sonho que me movia, mas a fé e a determinação em alcançá-lo”, resumiu a estudante. Com informações do Giro Ipiaú.

ESTUDANTE DO SUL DA BAHIA OBTÉM NOTA PARA APROVAÇÃO EM MEDICINA EM SEIS FEDERAIS

Tempo de leitura: 2 minutos

Estudante consegue nota para aprovação em várias universidades federais

A estudante Vitória Lima Muniz Ferreira, de 17 anos, de Ipiaú, no sul da Bahia, obteve pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) suficiente para ingresso no disputado Curso de Medicina em várias instituições de ensino superior no país. A nota de Vitória Lima, na ampla concorrência, lhe permitiu escolher entre as universidades federais da Bahia, do Mato Grosso, do Rio Grande do Sul, de Campina Grande, Pernambuco e do Vale do Jequitinhonha.

Vitória Lima também obteve pontuação suficiente para ingressar no Curso de Medicina da concorrida Faculdade Baiana de Medicina, mas a jovem optou pela UFBA para ficar mais próxima da família. Além do bom desempenho na redação, com 960 pontos, a jovem pontuou bem nas provas de Matemática e de Ciências da Natureza.

Lucy Lima, que é professora de Biologia, e Edilson Muniz contaram que a filha sempre foi focada e desde os oito anos afirmava que queria cursar Medicina. Vitória Lima atribuiu a conquista a Deus, ao apoio da família, aos  professores e ao ritmo intenso de estudos.

Ele estudava diariamente, elaborava constantemente redações, resolvia questões de simulados e de exames anteriores, além de treinar o tempo. Recusava convites para festas e acessava pouco as redes sociais. Parece um sacrifício para muitos, mas para ela era questão de prioridade. “Não era o sonho que me movia, mas a fé e a determinação em alcançá-lo”, resumiu a estudante. Com informações do Giro Ipiaú.

SESAB ABRE VAGAS EM RESIDÊNCIA MÉDICA NO HOSPITAL DE BASE DE ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Sesab abre vagas para residência no Hospital de Base de Itabuna

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) abriu quatro vagas para residência médica em clínica geral no Hospital de Base de Itabuna. Os novos contratados devem começar a trabalhar a partir de março, após seleção feita pela Sesab.

A chegada dos novos residentes é considerada um passo importante para que o Hospital de Base seja reconhecido como Hospital-Escola pelo Ministério da Educação, o que significa mais recursos para pesquisa, extensão e capacitação de profissionais de saúde.

O hospital já conta com quatro médicos residentes na área de cirurgia-geral e mantém convênios com a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), UniFTC e Unime.

De acordo com o diretor médico do Hospital de Base, médico Eduardo Kowalsky, os novos residentes contribuirão para melhorar o atendimento na área de clínica geral, que tem uma demanda crescente e hoje é responsável por 80% dos procedimentos da instituição, que atende pacientes de cerca de 170 municípios.

OFTALMOLOGISTA DO HOSPITAL BEIRA RIO PARTICIPA DE CONGRESSO DA USP

Tempo de leitura: < 1 minuto

Médica Carol França participa de congresso de oftalmologia da USP

A médica Carol França, do Hospital Beira Rio, em Itabuna, participou do 22° Congresso de Oftalmologia e do 21º Congresso de Auxiliares em Oftalmologia da Universidade de São Paulo (USP). Os dois eventos foram encerrados no último sábado (30), no Centro de Convenções Rebouças, na capital paulista, reunindo profissionais em oftalmologia de todo o país.

Os congressos técnicos ofereceram programa para atualização e educação continuada, com simpósios e palestras abordando as diversas subespecialidades da Oftalmologia. Também foram ofertados mais de 30 cursos com abordagem sobre os aspectos mais importantes da especialidade. Os congressos tiveram a participação de palestrantes internacionais e nacionais associados ao corpo docente de Oftalmologia da Faculdade de Medicina da USP.

A médica Carol França é especialista em Catarata. Para a direção do Hospital Beira Rio, a participação da médica reforça o compromisso do hospital na formação continuada de seus profissionais e modernização permanente de seus equipamentos para assegurar qualidade e segurança no atendimento oftalmológico.

Back To Top