skip to Main Content
18 de maio de 2021 | 05:14 pm

COMISSÃO DA CÂMARA ADIA VOTAÇÃO SOBRE USO MEDICINAL DA MACONHA

CBD, óleo extraído da planta, é um dos seus componentes com propriedades terapêuticas
Tempo de leitura: 2 minutos

A votação do Projeto de Lei (PL) 399/15 que regulamenta o plantio da maconha para fins medicinais e a comercialização de medicamentos que contenham extratos, substratos ou partes da Cannabis sativa foi adiada.

O presidente da comissão especial que analisa a proposta, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), acatou um pedido do relator Luciano Ducci (PSB-PR), que disse que irá promover mudanças no texto. Ainda não há data para a nova reunião.

A proposta altera a Lei 11.343/06, que institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas e que autorizou o plantio de espécies como a Cannabis para fins científicos ou medicinais, em local e prazo determinado, mediante fiscalização.

Segundo o relator, o projeto apenas regulamenta a legislação vigente e vai ajudar as famílias de pacientes que fazem uso de derivados da Cannabis, por não terem respondido bem a outras terapias ou por terem efeitos colaterais aos medicamentos disponíveis no mercado.

USO

Estudos indicam que os derivados da planta podem ser utilizados no tratamento de doenças como Alzheimer, Parkinson, glaucoma, depressão, autismo e epilepsia. Além disso, já existem evidências conclusivas da eficácia dos canabinoides contra dores crônicas; no tratamento de câncer, apresentando efeitos antitumoral e também contra enjoos causados pela quimioterapia e no tratamento da espasticidade causada pela esclerose múltipla.

Os canabinoides também demonstraram evidências moderadas de que são efetivos para o tratamento da fibromialgia; dos distúrbios do sono, como para tratamento de síndrome da apneia obstrutiva do sono; para aumento do apetite e diminuição da perda de peso em pacientes com HIV; para a melhora nos sintomas da síndrome de Tourette; nos sintomas de ansiedade, e para a melhora nos sintomas de transtorno pós-traumático.

PARECER

Ducci (PSB-PR) deu parecer favorável ao projeto, que tramita em caráter conclusivo. Isto significa que o projeto não precisa ser votado pelo plenário, mas apenas pelas comissões designadas para analisá-lo. Se for aprovada na comissão especial, a matéria só será apreciada em plenário se houver recurso assinado por, no mínimo, 51 deputados.

A sessão desta terça-feira deveria discutir e votar o parecer de Ducci. Desde o início dos trabalhos, no entanto, deputados contrários ao projeto tentaram obstruir o funcionamento da comissão. Houve bate-boca e o presidente da comissão quase foi agredido, com um empurrão, pelo deputado Diego Garcia (Podemos-PR), após a votação de um requerimento para retirar a proposta da pauta.

Depois do episódio, Teixeira disse que ia pedir as imagens do circuito de segurança e que poderia acionar o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

BAIANO PASSA EM DOIS CURSOS DE MEDICINA EM UNIVERSIDADES FEDERAIS

Estudante é aprovado em duas universidades para cursar Medicina
Tempo de leitura: 4 minutos

Do Correio 24h

O baiano Elias Neto, de 21 anos, foi aprovado no curso de Medicina em duas universidades federais, após os primeiros resultados divulgados pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que é utilizado pela maior parte das universidades públicas do país, como critério de entrada em seus cursos. O sistema leva em consideração a nota do Enem.

Elias fez 787,59 pontos, e conseguiu resultado para entrar no curso de Medicina da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e da Universidade Federal da Bahia (Ufba) de Vitória da Conquista.

Ele ainda tem chances de vaga no curso de Salvador, da Ufba, mas já escolheu cursar a Univasf, com sede em Petrolina (PE), cidade vizinha da baiana Juazeiro. O jovem de Salvador se considera um caso de candidato “adverso” para o curso de Medicina por conta do pouco tempo de estudo que teve.

“Eu sou um caso relativamente adverso de candidato. Eu comecei a estudar do meio do ano para frente. Eu tinha trancado a matéria de Engenharia Química no quarto semestre. Eu fiz de 2019 até metade de 2020. Aí eu tive que fazer um intensivo. Uma rotina bem pesada, porque o tempo é menor para estudar os conteúdos e você precisa estudar tudo. Eu tive um respiro maior por conta do adiamento do Enem, de novembro para janeiro”, contou.

FOCADO

De olho nas vagas, Elias decidiu focar totalmente nos estudos. “É muito difícil conciliar os estudos com qualquer outra coisa porque é um curso muito concorrido e qualquer ponto vale muito, então se você tem oportunidade de estudar 100% para estudar Medicina, estude porque cada décimo é importante, e eu vi no Sisu o quanto isso impactou”.

O baiano já havia obtido resultados expressivos em 2019, quando foi aprovado no curso de Engenharia Química da Unicamp, de onde é egresso. Ele tinha projetos em andamentos na Universidade de Campinas e havia ganhado uma bolsa, quando decidiu trocar a Engenharia Química pela Medicina.

“Eu tinha projetos em andamento. Eu tinha acabado de ganhar uma bolsa pela faculdade. Quando surgiu essa ideia de fazer Medicina, ela colocou em dúvida tudo o que eu estava fazendo na universidade e eu tive que pensar bastante sobre essa mudança”, disse.

“START PARA MEDICINA”

O ‘start’ para a Medicina veio da vontade de ajudar às pessoas e de conseguir colocar em prática ensinamentos recebidos em casa, a gentileza, a educação e o cuidado com as pessoas. “O que me motivou pra fazer Medicina foi essa questão do contato, e ser uma contribuição, uma missão, que é algo que na minha cabeça faz muito mais sentido, essa questão de ajudar, de curar, de fazer pelas pessoas usando a técnica, mas também a gentileza, a educação. Eu acho que é mais fácil fazer isso na Medicina do que na engenharia, porque é uma questão de convivência”, conta Elias.

A família de Elias que conta com enfermeiras, advogados, administradoras, pedagogas, engenheiros e jornalistas, agora terá o primeiro médico. Motivo de orgulho para a mãe Joseane Góes. “É um orgulho que não cabe em mim. Uma sensação que nunca imaginei sentir. Eu sabia que ele era um menino estudioso e podia ter um grande futuro, mas estar vivendo isso é algo que até me falta palavras” afirma.

É um menino preto da periferia, da Cidade Baixa, com todas as dificuldades, ele chegou lá e vai ser um futuro médico. Além do ser humano incrível que ele é, que vai fazer dele um médico com olhar humano e muito competente. Por tudo isso, tenho muito orgulho de estar vivendo isso e agradeço muito a Deus”.

ESTUDIOSO DESDE CRIANÇA

Segundo ela, Elias sempre foi estudioso e curioso, e que por isso, ela não precisava pegar no pé do jovem para que ele estudasse. O foco de Elias era dar uma vida melhor aos pais. “Ele sempre foi estudioso. Eu nunca precisei pegar no pé. Ele sempre quis saber, sempre foi curioso, dizia que queria estudar para dar uma vida melhor a mim e ao pai dele, porque para estar aqui hoje, passamos por muita coisa, não foi pouca não”, disse.

Leia Mais

UESC SUSPENDE INSCRIÇÕES VIA SISU PARA MEDICINA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS

Medida foi necessária por causa dos impactos da pandemia de Covid-19, explica Universidade
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) suspendeu as inscrições para os cursos de Medicina, Filosofia e Ciências Sociais por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação.

De acordo a instituição, a medida foi necessária por causa dos impactos da pandemia de Covid-19 nas atividades acadêmicas desde 2020, com reflexos no ano letivo atual, que inviabilizaram a recepção de novos alunos nos cursos afetados.

Nesta terça-feira (6), a Uesc abriu as inscrições para os cursos de graduação via Sisu – veja aqui. Redação com TV Santa Cruz.

GRADUAÇÕES DA UESC ABREM 1.323 VAGAS POR MEIO DO SISU

Veja a lista de cursos e acesse o edital
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os cursos de graduação da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, oferecem 1.323 vagas por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As inscrições começaram nesta terça-feira (6) e vão até sexta (9). O resultado sairá na próxima terça-feira (13).

A Uesc, em nota pública sobre o processo seletivo, chamou a atenção dos candidatos para as regras estabelecidas no Edital nº 038/2021 e no Termo de Adesão ao Sisu, a exemplo das etapas de solicitação, homologação e confirmação da matrícula.

De acordo com o edital, compete exclusivamente ao candidato se certificar de que cumpre os requisitos para concorrer às vagas destinadas às políticas de ações afirmativas, sob pena de perder o direito à vaga, caso não sejam comprovados.

AS GRADUAÇÕES DA UESC 

São mais de 30 cursos de graduação na Uesc, com licenciatura e bacharelado em Administração, Agronomia, Biomedicina, Comunicação Social, Ciências Sociais, Contábeis, Computação, Ciências Biológicas, Direito, Economia, Educação Física, Enfermagem, Engenharia civil, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Filosofia, Física, Geografia, História, Línguas Estrangeiras Aplicadas (LEA), Letras, Matemática, Medicina, Medicina Veterinária, Pedagogia e Química.

POR QUE AINDA NOS INCOMODAMOS TANTO COM ESSE ASSUNTO?

Tempo de leitura: 2 minutos

A Deus, o nosso destino. A nós, a tentativa de acolhimento de todos! Estamos juntos?

Manuela Berbert || manuelaberbert@yahoo.com.br

Após um período sabático, estou de volta aos artigos. Falaremos sobre a vida, cotidiano, empreendedorismo e política, sempre aos domingos. E eu pensei em começar esse texto de diversas formas ou com um título autoexplicativo, mas optei por deixar o questionamento no ar justamente para que ele não selecione, logo no comecinho, os “interessados” ou não pelo tema. Precisamos falar sobre isso, sem reservas. Todos nós!

Durante oito anos estive à frente da comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. Pedir desligamento, no segundo semestre de 2019, foi uma das decisões mais difíceis da minha vida, e isso não é segredo para ninguém. De um lado, a vontade absurda de, enfim, tocar a minha empresa de Comunicação e Eventos. Por outro, além do medo do novo, a paixão pela gestão de Dr. Eric Júnior enquanto provedor, já que eu coordenava sua equipe de comunicação (tendo ao lado uma das maiores profissionais de produção, gestão e marketing da região, Jaqueline Simões). A inteligência dele, acima da média, rapidez de raciocínio e garra, contagiam, e sou prova viva disso. Eram 298 desafios por dia, mas que me prepararam para a independência profissional como nenhuma outra experiência! Saí, e meses depois fui (fomos) surpreendidos pela pandemia. No primeiro momento, inúmeros questionamentos. Hoje, tenho a certeza de que não tinha condições emocionais de passar por este momento ali dentro.

Assisti, na última semana, a Dr. Eric Junior na TV (atualmente coordenando a UTI Covid-19) falando dos capacetes que evitam a intubação, e me emocionei vendo o quanto está visivelmente exausto! Todos os médicos estão exaustos! Os enfermeiros, técnicos, fisioterapeutas e demais profissionais. Os empresários também estão exaustos! Os pais de família estão exaustos! As mães estão exaustas! Aquelas que nunca exerceram a função de professoras dos próprios filhos estão exaustas! Os professores lidando com ensino à distância também estão! Os jovens que sonharam com a vida acadêmica estão exaustos! Os adolescentes privados do convívio com os amigos estão exaustos! As crianças estão exaustas! Estamos todos! E a cobrança de ser bom, bonito e bem sucedido neste momento deixa uma poeira densa e ainda mais pesada no ar. Por isso, precisamos falar de saúde mental! Abertamente! Para nos ajudarmos a passar por esta fase tão delicada que jamais imaginamos um dia, e que não tem um fim definido. Por que ainda nos incomodamos tanto com esse assunto?

Ao mesmo tempo, diante de todo o caos, é preciso lembrar que estamos aqui! Estamos vivos! E precisamos passar por esta vida sentindo o coração pulsar de verdade, para termos a sensação de não estarmos vivendo em vão. Precisamos sonhar, embora a pandemia esteja aí nos provando que não temos o controle de nada. Que dubiedade de sentimentos! Uma loucura coletiva a qual fomos todos expostos, e que o “salve-se quem puder” não reverbera, afinal a doença é pandêmica, embora o tratamento e sintomas sejam tão individuais. A Deus, o nosso destino. A nós, a tentativa de acolhimento de todos! Estamos juntos?

Manu Berbert é publicitária!

POLICLÍNICA REGIONAL DE CONQUISTA CONTRATA MÉDICOS; REMUNERAÇÃO CHEGA A R$ 10 MIL

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Policlínica Regional em Vitória da Conquista está contratando médicos com remuneração de até R$ 10 mil, no regime CLT, o que garante férias e 13º salário. São vagas para médico angiologista e neurologista, com cargas horárias que variam de 12 a 20 horas semanais. O processo seletivo simplificado analisa os currículos e os títulos dos candidatos e o período de inscrição vai de 13 a 19 de janeiro de 2021.

Os interessados devem entregar a documentação na sede do Consórcio Interfederativo de Saúde da Região de Vitória da Conquista e Itapetinga (Cisvita), localizado na Avenida Juracy Magalhães, nº 3340, Ed. Multiplace Conquista Sul, Sala 303, no bairro Boa Vista, em Vitória da Conquista. Mais informações estão disponíveis no site www.cisvita.ba.gov.br ou pelo telefone (77) 3025-6417.

ALUNOS DE MEDICINA DA UESC RETORNAM AO INTERNATO NO HOSPITAL COSTA DO CACAU

Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta segunda-feira (5), o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, recebeu alunos de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) para o retorno ao internato hospitalar. As atividades dessa modalidade de estágio estavam suspensas desde o início da pandemia do novo coronavírus.

A suspensão dos estágios atingiu os estudantes da área de saúde das instituições de ensino superior e aconteceu por questões relacionadas à biossegurança, sendo aplicada em toda a rede da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Com a determinação do secretário Fábio Villas-Boas, o HRCC e o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH) se articularam juntos, sob a coordenação da Escola Estadual de Saúde Pública, para garantir o retorno seguro dessas atividades.

Todo o trâmite de retorno do internato hospitalar atende aos requisitos jurídicos e o termo de edital da Escola de Saúde Pública da Bahia, além das resoluções da Uesc. O HRCC organizou internamente diversos setores, como o Núcleo de Educação Permanente (NEP), Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), entre outros, para oferecer um ambiente seguro aos estudantes e pacientes.

Durante o estágio, esses alunos de Medicina, das 5ª e 6ª séries, atuarão na Emergência, Enfermarias e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com atendimento diário e plantão, sempre sob supervisão de um médico qualificado e especializado em cada um destes setores assistenciais. Cumprirão a disciplina Saúde do Adulto I e II, com 600 horas de teoria e prática, com atividades assistências, aulas, discussões de casos, seminários, acompanhados e orientados por médicos do HRCC e professores da UESC.

A médica Rosângela Melo, coordenadora da clínica médica do HRCC e vice-coordenadora do curso de medicina da UESC, sinalizou que a unidade hospitalar adota as medidas adequadas para a realização do internato hospitalar. “Observamos fluxo de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), controle de procedimentos em biossegurança, paramentação, higienização, enfim, todos os requisitos possíveis que possam garantir o máximo de segurança das atividades”, destacou.

GOVERNADOR BAIANO DECRETA LUTO PELA MORTE DE ELSIMAR COUTINHO

Médico e pesquisador, Elsimar faleceu nesta segunda-feira || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador da Bahia, Rui Costa, decreta luto oficial nesta terça-feira (18), pelo falecimento do médico e cientista Elsimar Coutinho, ocorrido nesta segunda (17). O governador lamentou a morte e destacou o trabalho de Elsimar, que se destacou nacional e internacionalmente na pesquisa da área de reprodução humana.

“O Brasil perdeu hoje um dos seus grandes cientistas. Uma das principais referências em reprodução humana do país, Elsimar Coutinho foi antes de tudo um homem inquieto, dedicado ao seu trabalho como médico e pesquisador, levando o nome da Bahia para todo o mundo. Para os pacientes, é a perda de um profissional brilhante e, para família e amigos, a dor da partida de um de um ente querido. Que Deus os conforte nesse momento tão triste para todos nós. Siga em paz, dr. Elsimar!”.

“A VIDA É LINDA, MEU IRMÃO”, DIZ MÉDICO APÓS 10 DIAS ENTUBADO EM UTI EM ILHÉUS

Imagem apenas ilustrativa
Tempo de leitura: 1 minuto

Médico de 50 anos que estruturou atendimento de alta complexidade para vítimas do novo coronavírus em um hospital no sul da Bahia descreveu ao repórter João Pedro Pitombo, em matéria na Folha, os dias em que ficou entubado e internado em UTI ao ser acometido pela doença. Cumprindo um pedido do profissional de saúde, o médico é identificado na matéria como José, que ficou internado 20 dias, 15 deles na UTI, 10  dos quais entubado.

O sentimento ao ser internado e entubado para tratar da covid-19 ao sentir falta de ar, mesmo após a fisioterapia:

– Nessa hora, passa um filma na sua cabeça. É uma vivência triste, traumática, mas, ao mesmo tempo, bela, porque traz um aprendizado. Você sai outra pessoa, é impossível você sair igual.

Fica o aprendizado:

– Passa um filme na cabeça. Você pensa muito. Pensa nas oportunidades que você teve e se questiona se você as mereceu. Porque a vida é linda, meu irmão. A vida é muito linda e tudo que você quer É voltar para ela – diz o médico, que também aqui terá o nome omitido porque seus pais têm problemas de saúde e não souberam do que ocorreu com o filho.

Ao sair, o calor do sol:

– O mais bonito foi sentir a luz do sol. Isso eu nunca vou esquecer. Quando eu cheguei na rua e senti o ar puro e o calor do sol, passei a agradecer por eles todos os dias.

A covid-19 é agressiva e já contaminou mais de 600 profissionais de saúde na Bahia, tirando a vida de, pelo menos, quatro deles, dois deles médicos: Gilmar Calazans, de 50 anos, em Ilhéus, e Ramon Barbosa, em Jequié. Confira a íntegra do emocionante relato ao repórter João Pedro Pitombo clicando aqui. A imagem acima é ilustrativa.

INFECTOLOGISTA DIZ QUE BAHIA SE ANTECIPOU COM MEDIDAS PREVENTIVAS CONTRA A COVID-19

Infectologista Roberto Badaró aponta acerto de medidas na Bahia || Foto Alberto Coutinho/GovBA
Tempo de leitura: 2 minutos

Considerado um dos maiores especialistas do pais sobre o novo coronavírus, o infectologista Roberto Badaró classificou como acertadas as ações do governo baiano para conter o avanço da Covid-19 no Estado até o momento. De acordo com ele, sem as medidas tomadas a Bahia poderia ter números alarmantes até aqui.

– Não se trata de uma competição, mas é preciso reconhecer que a Bahia respondeu muito antes do que a maioria dos estados à crise gerada pelo novo coronavírus. O Governo do Estado implantou um bloqueio sanitário severo, o chamado isolamento vertical, quando a Bahia não tinha nem 20 casos. O resultado foi muito eficiente. A Bahia apresenta, de forma significativa, uma diminuição na velocidade do aparecimento de novos casos – destacou o médico.

Segundo o infectologista, no gráfico dos casos oficiais no Brasil e no mundo são verificados comportamentos diferentes. “A China teve milhares de casos em Wuhan, onde tudo começou. A Itália agiu igual a Wuhan no início. Os Estados Unidos tiveram, devido à relação muito íntima de tráfego aéreo com a China, milhares de infectados chegando ao país diariamente, causando uma explosão de casos também. O Brasil tem a tendência da Coreia [do Sul], que interviu ainda relativamente cedo”.

PROJEÇÃO

Ainda segundo o infectologista, no gráfico da Bahia, a projeção é inferior em número de casos e mortes, pois iniciou o bloqueio logo de imediato ao surgimento de casos. “Estamos tendo números inferiores ao previsto. O Governo do Estado agiu com austeridade, contrariando o Ministério da Saúde, que orientou mal no início da chegada do Covid -19 ao Brasil”, afirmou. Neste domingo (29), a Bahia atingiu a marca de 156 casos confirmados e um óbito. A previsão era de que o estado já tivesse superado 300 ocorrências neste momento.

Leia Mais

COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DERIVADOS DA CANNABIS ENTRA EM VIGOR

Tempo de leitura: 2 minutos

Entra em vigor hoje (10) a resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que regulamenta a fabricação, a importação e a comercialização de produtos derivados da cannabis para fins medicinais. A norma foi aprovada em dezembro do ano passado. A íntegra está disponível no site do órgão.

O produto estará disponível somente em farmácias sem manipulação e em drogarias. Para a compra, o paciente deverá ter uma receita fornecida exclusivamente por um médico. Os produtos devem ter teor de THC de até 0,2%. Acima desse patamar, o uso só poderá ser prescrito a pacientes terminais que tenham esgotado outras formas de tratamento visando a cuidados paliativos.

A entrada no mercado só poderá ocorrer mediante autorização da agência, que avaliará os pleitos de laboratórios e empresas com vistas à atuação nessa área e fornecerá uma autorização sanitária, e não um registro, permitindo a oferta.

Cannabis é um elemento encontrado nas plantas de maconha. Os produtos derivados não serão considerados medicamentos, mas uma categoria específica. A resolução da Anvisa abriu perspectivas de comercialização dessas substâncias, demandadas para o tratamento de doenças neurológicas diversas, da dor crônica ao parkinson.

Elas não são consideradas medicamentos porque, segundo a Anvisa, “não há dados suficientes para a comprovação da segurança, eficácia e qualidade da maior parte dos produtos obtidos”. Por isso, a liberação se deu levando em consideração informações sobre o emprego desses elementos em tratamentos em outros países, como Alemanha, Estados Unidos, Canadá e Israel.

O uso de medicamentos derivados de cannabis já pode ser solicitado à Anvisa desde 2016, mas a análise se dá caso a caso e demanda a aquisição de um produto no exterior, o que encarecia o acesso a esse tipo de terapia. Na resolução que entra em vigor hoje, a agência diferencia os produtos dos medicamentos à base de cannabis.

EXIGÊNCIAS

A autorização sanitária será fornecida apenas para substâncias de aplicação pelas vias nasal e oral. Não cabem aí, por exemplo, aquelas de consumo sublingual ou por inalação.

A resolução veda a comercialização do que chama de “forma de droga vegetal da planta ou suas partes, mesmo após processo de estabilização e secagem, ou na sua forma rasurada, triturada ou pulverizada, ainda que disponibilizada em qualquer forma farmacêutica”. Também são proibidos cosméticos, cigarros e outros fumígenos e alimentos à base de cannabis.

Leia Mais

JOVEM DE 17 ANOS PASSA EM MEDICINA E AMIGAS SÃO APROVADAS EM DIREITO E ECONOMIA NA UESC

Lucas, Yasmin e Lorrana: histórias de superação
Tempo de leitura: 4 minutos

Estudantes da rede pública de ensino aprovados neste ano não deixaram para trás apenas a enorme concorrência por uma vaga na universidade, mas tiveram de enfrentar e vencer diversas dificuldades. Nesta segunda reportagem da série sobre os aprovados no ensino superior no sul da Bahia, o PIMENTA conta um pouco da história de três dos alunos que abraçaram a educação como ferramenta de transformação social.

Um dos personagens tem apenas 17 anos e conseguiu a aprovação em um dos cursos mais concorridos no país.O adolescente carrega, literalmente, o nome da escola. Aprovado para o curso de Medicina na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) em Ilhéus, Lucas Félix dos Santos estudou no Colégio Félix Mendonça desde o 6º ano do Ensino Fundamental. Ele será o primeiro médico na família.

Lucas, entre o estudo e atendimento a clientes do bar da mãe, é aprovado em Medicina aos 17 anos

Lucas Félix perdeu o pai quando tinha 8 anos de idade e cresceu ajudando a mãe no bar da família, no bairro Jorge Amado, em Itabuna. Quando chegou ao Ensino Médio, incentivado pelos professores e pela família, decidiu que queria ser médico. “Depois que retornava da escola, pegava os livros e cadernos e sentava em uma das mesas do bar para estudar e atender o cliente”, recorda orgulhoso. O estabelecimento funciona na casa do jovem.

Lucas Félix conta que sempre gostou de estudar e tirou boas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Como treineiro, logo no primeiro ano, ele tirou nota 840 na Redação. Na segunda participação, obteve 900 e, ano passado, conseguiu 960 pontos. Além disso, obteve boas notas em Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

AMIGAS APROVADAS NA UESC

Yasmin e Lorrana “alugavam” a biblioteca do Ciomf.

As estudantes e amigas Lorrana dos Santos Souza e Yasmin Ferreira Oliveira, do Centro Integrado Oscar Marinho Falcão (Ciomf), no bairro Santo Antônio, também decidiram incluir a palavra superação em suas histórias de vida. Filha de um porteiro e uma dona de casa, aos 18 anos, Lorrana acaba de ser aprovada no Curso de Economia da Uesc. No seu primeiro Enem, ainda como treineira, em 2016, a estudante tirou 380 pontos na Redação.

A evolução da moradora do Jardim Grapiúna veio com a persistência de quem sabia o que queria para futuro. Para isso, recorda-se, dedicou boa parte do tempo fora da sala de aula para leitura e redação que, quase diariamente, era entregue para a revisão da professora Maria do Socorro Silva. O resultado do esforço não demorou aparecer. No ano passado, a nota da Redação subiu para 860 pontos.

Lorrana destaca que, além da própria determinação para vencer as barreiras, contou com parcerias importantes dos pais, dos professores, principalmente de Redação, e da amiga Yasmin Ferreira. “Meus pais são humildes, mas fizeram de tudo para que eu estudasse. Meu pai é porteiro e conhece muitas pessoas como juízes e advogados. Sempre conseguia livros usados com eles”.

Em busca do sonho que virou realidade.

Grande parceira e incentivadora de Lorrana, Yasmin Ferreira, de 18 anos, também garantiu vaga no ensino superior. As duas se identificaram logo que se conheceram. No início, tentaram montar um grupo de estudos para revisar as matérias e preparação para o Enem. Não deu certo. Foram somente cinco colegas nos primeiros encontros para o estudo.

A professora de redação Maria do Socorro, Yasmin, Lorrana e vice-diretora Isis Conrado

As duas persistentes alunas, no entanto decidiram seguir a meta inicialmente traçada. Faziam as aulas, tiravam dúvidas com os professores e “alugavam” a biblioteca da escola no turno oposto. “Muitas vezes nem íamos para casa almoçar. Ficávamos na base do lanche”, conta orgulhosa.

Não precisa dizer que foi uma sábia decisão.

Filha de operador de vendas e de uma vendedora autônoma, Yasmin Ferreira colocou como meta passar para o Curso de Direito da Uesc e conseguiu a tão sonhada vaga já no primeiro ano em que fez a prova do Enem como não treineira. “Essas meninas são exemplos de superação. Elas têm sonhos e que estamos ajudando a torná-los realidade. Temos elas e outros alunos vão”, contam orgulhosas a vice-diretora do Ciomf, Isis Conrado Haun, e a professora Maria do Socorro Silva.

OFTALMOLOGIA: MÉDICA DO HOSPITAL BEIRA RIO PROFERE PALESTRA SOBRE CÓRNEA NO CNNO 2020

Médica Larissa Andrade proferiu palestra sobre córnea no congresso Norte/Nordeste
Tempo de leitura: < 1 minuto

A médica Larissa Andrade, especialista em córnea, catarata, lentes de contato e cirurgia refrativa do Hospital Beira Rio (HBR), em Itabuna, foi uma das palestrantes do Congresso Norte Nordeste de Oftalmologia (CNNO), em Porto de Galinhas, Pernambuco.

Além de proferir palestra sobre condutas em pterígios com múltiplas recidivas, a médica Larissa Andrade também foi coordenadora das atividades científicas na área de córnea e cirurgia refrativa, uma das mais importantes da Oftalmologia. Nesta área, observa a médica, o Hospital Beira Rio oferece tecnologia de ponta, como o Excimer Laser Waveli Ex500, com recursos de segurança avançados, incluindo a verificação instantânea da espessura da córnea, imediatamente antes e após o tratamento.

O evento, que abriu o calendário anual de atividades científicas da área, contou com a participação de centenas de oftalmologistas, que “compartilham experiências, renovam parcerias, conhecem as novidades da indústria e se preparam para oferecer aos seus pacientes o que há de melhor no tratamento da visão”.

O evento reuniu especialistas de renome no mundo. Dentre os conferencistas, um dos destaques foi o médico Miguel Burnier, professor de Oftalmologia, Patologia e Oncologia na McGill University, em Montreal, Canadá.

PROCESSO SELETIVO DE MEDICINA DA UNESULBAHIA TEM INSCRIÇÕES ABERTAS ATÉ HOJE (16)

Unesulbahia oferecerá 30 vagas para primeira turma de Medicina, em Eunápolis
Tempo de leitura: 2 minutos

Hoje (16) é o último dia para concorrer a uma das vagas para o curso de Medicina da Unesulbahia,em Eunápolis, por meio da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Conforme o edital, são aceitos resultados do Enem a partir de 2016.

Os interessados devem preencher a ficha de inscrição disponível no portal www.unesulbahia.com.br/medicina. Os resultados serão divulgados na próxima quarta (19). Os aprovados deverão se matricular nos dias 20 e 21 de fevereiro, na instituição ou por meio do site. O início das aulas está previsto para o dia 2 de março.

MEDICINA NA UNESULBAHIA

Instituição que há 20 anos forma os profissionais do extremo sul baiano, a Unesulbahia promete curso de Medicina vanguardista e inovador. As estruturas foram remodeladas, apostando em tecnologia nas salas de aula e novos laboratórios para proporcionar a melhor experiência educacional.

A instituição já mostra a excelência e o compromisso com a educação médica e, para somar ainda mais, poderá contar com o know-how do corpo gestor do curso de Medicina da Rede UniFTC em Salvador, que acaba de adquirir a Unesulbahia.

Leia Mais

EUNÁPOLIS: INSCRIÇÃO EM VESTIBULAR DE MEDICINA DA UNESULBAHIA VAI ATÉ DIA 13

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estão abertas até a próxima quinta (13) as inscrições para o primeiro vestibular do Curso de Medicina da UnesulBahia/UniFTC, em Eunápolis, no extremo-sul baiano. A ficha de inscrição deve ser preenchida no portal da instituição. As provas serão aplicadas no domingo (16) em Eunápolis, Itabuna, Vitória da Conquista e Salvador.

O vestibular de Medicina da Unesulbahia será composto por 55 questões objetivas sobre Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Matemática, Ciências Humanas e da Natureza, além de uma Redação. A taxa de inscrição no vestibular do curso de Medicina é R$ 350,00.

De acordo com a UnesulBahia, o resultado do vestibular será divulgado no dia 19 de fevereiro e os candidatos deverão se matricular nos dias 20 e 21 de fevereiro pela internet ou presencialmente na faculdade. O início das aulas está previsto para o dia 2 de março.

CONFIRA EDITAL

Back To Top