skip to Main Content
9 de agosto de 2020 | 01:44 am

JORGE PORTUGAL, DA MASSA, DA BAHIA E DO MUNDO

Tempo de leitura: 2 minutos

Jorginho soube viver e interpretar a sociedade e suas angústias em tempos sombrios e duvidosos. Fez parte de uma massa, aquele “massa dos homens normais”.  Teve sensibilidade e sofrer ao falar da massa, “a massa que falo é a que passa fome, mãe…”. Deixa uma obra imortal. Faz parte de uma daqueles baianos humanos imortais. Luto e saudade.

André Curvello

Alguém escreveu que o céu de Santo Amaro da Purificação tinha uma estrela a mais hoje. Recebi tantas mensagens, li tantos textos que peço desculpas pela preguiça de não procurar o autor. Mas, tenho que discordar em parte, pois não foi apenas o céu da terra de Caetano que ganhou mais uma estrela; foi o céu da Bahia e do Brasil.

A chegada de Jorge Portugal é certeza de festa entre as estrelas no céu brasileiro. A mim, só resta agradecer a Deus a oportunidade de ter conhecido e convivido com uma bela figura humana: gente na máxima expressão da palavra.

São várias recordações recheadas de carinho e admiração que vão desde a um encontro fortuito em pleno centro antigo de Roma a várias reuniões na Secretaria de Comunicação do Estado muitos anos depois. Mas, permita-me, poeta, dizer que o mais fantástico momento foi nos bastidores do ensaio de Maria Bethânia, numa quinta-feira, véspera da inauguração da nova Concha Acústica. E você disse pra rainha: “Vai, agora é com você. Estamos realizando um sonho”. E Bethânia te respondeu: “A inauguração não é hoje. O sonho só será realizado amanhã”.

De tantas pessoas que vibraram, não me lembro de uma vibrar tanto com a nova Concha quanto Jorge Portugal. Um entusiasta da cultura, das aulas de Português, um amante de fazer amigos. Um poeta, um sonhador, um ser humano da democracia e da liberdade. Um daqueles caras especiais que sentem “a dor do menino-bezerro pisado no curral do mundo a penar… é a dor de nem poder chorar”.

Jorginho soube viver e interpretar a sociedade e suas angústias em tempos sombrios e duvidosos. Fez parte de uma massa, aquele “massa dos homens normais”.  Teve sensibilidade e sofrer ao falar da massa, “a massa que falo é a que passa fome, mãe…”. Deixa uma obra imortal. Faz parte de uma daqueles baianos humanos imortais. Luto e saudade.

André Curvello é secretário estadual de Comunicação e amigo de Jorge da Massa, da Bahia e do Mundo.

MORRE O PROFESSOR E POETA BAIANO JORGE PORTUGAL

A Bahia perde um de seus grandes talentos, o professor e poeta Jorge Portugal
Tempo de leitura: 2 minutos

A Bahia encerra esta segunda-feira (3) de período pandêmico ainda mais triste com a perda do professor, poeta e ex-secretário estadual de Cultura Jorge Portugal. O educador faleceu há pouco, por falência cardíaca aguda, no Hospital Roberto Santos, em Salvador.

Jorge Portugal deu entrada no Hospital com quadro de insuficiência respiratória, encaminhado por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo a equipe médica, o professor sofreu parada cardiorrespiratória durante o trajeto para o HGE. O quadro foi estabilizado, mas, por volta das 20h15min, o professor e poeta faleceu.

Poeta, compositor, professor e apresentador de TV, Jorge Portugal era dos grandes mestre da língua-mãe no estado onde nasceu o Brasil. No primeiro mandato do governador Rui Costa, foi secretário estadual da Cultura, no período de 2015 a 2017, quando pediu exoneração em setembro daquele ano, alegado questões pessoais e profissionais.

Jorge Portugal nasceu em Santo Amaro da Purificação, no recôncavo baiano. Fez parcerias com grandes nomes da música baiana e ajudou na formação de milhares não apenas em sala de aula, mas por meio da telinha, apresentando Aprovado, programa semanal transmitido pela TV Bahia e afiliadas da Rede Bahia.

LUTO OFICIAL NA BAHIA

Há pouco, o governador Rui Costa lamentou a perda para a Bahia, principalmente nos setores educacional e cultural. O mandatário baiano também decretou luto oficial no estado nesta terça (4). “Imensamente entristecidos, lamentamos a morte do ex-secretário de Cultura do Estado Jorge Portugal. Educador, poeta, compositor, Jorge era um homem de múltiplos talentos, exercidos com a energia e a simpatia que inspirava todos à sua volta”, expressou.

E continuou:

– Era, antes de tudo, um homem apaixonado pela Bahia e pelo seu povo, que estiveram sempre no centro do seu trabalho, fosse como administrador público, professor e artista. Como diz um dos seus versos: ‘Uma nação diferente, toda prosa e poesia, tudo isso finalmente, só se vê, só se vê na Bahia’. Nossos sentimentos para seus amigos e familiares por essa grande perda.

ROSEMBERG: “A CULTURA ESTÁ DE LUTO”

Amigo do poeta e escritor, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) disse que havia conversado com outro grande amigo de Portugal, o músico Roberto Mendes, para um encontro. “Não deu tempo. Muito triste. Como ele falava em momentos difíceis: “a Cultura está de luto”. Realmente está!”, escreveu Rosemberg.

O presidente da Assembleia Legislativa baiana, deputado Nelson Leal (PP), lembrou que o poeta e escritor completaria 64 anos na próxima quarta (5) e foi um professor que encantou gerações estudantis com as suas aulas lúdicas e animadas. “Estou muito abalado com a notícia que acabo de receber e, nesse momento, só posso externar o meu abraço solidário aos familiares, nas pessoas de seus filhos, Thiago, Caetano Ignácio e Bárbara Bela”, afirmou. Atualizado às 22h50min.

JOVEM DA FUNDAÇÃO FÉ E ALEGRIA LANÇA ÁLBUM AUTORAL EM PLATAFORMAS DIGITAIS

Emilly realiza sonho com lançamento de álbum autoral
Tempo de leitura: < 1 minuto

Karoline Vital

Desde 2013 Emilly Santos Batista participa das oficinas de música da Fundação Fé e Alegria. De lá pra cá, a adolescente de 16 anos tem aumentado cada vez mais seu gosto pela música e, recentemente, gravou e publicou o álbum autoral Na Beira da Praia, nas principais plataformas digitais. O principal estímulo para o lançamento veio do professor de música Danilo Nascimento, produtor do trabalho, sonho da jovem moradora do bairro Nossa Senhora da Vitória, zona sul de Ilhéus.

O trabalho de produção e gravação das músicas de Emilly contou com o apoio de seus familiares, colegas, professores do projeto social e, ainda, de parceiros como os músicos Mailton Figueiredo e Aloísio Soares Lopes, conhecido como Lula. O trabalho da jovem artista está disponível no Spotify, Deezer e também no YouTube.

O álbum não é o primeiro fruto do talento da jovem cantora e compositora. Em 2019, Emilly teve seu talento reconhecido ao vencer o concurso CRAS Music Festival, Promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, em Ilhéus. Ela venceu na categoria melhor letra, com a música “Na Beira da Praia”, que também dá título ao seu primeiro trabalho nas plataformas digitais.

“PRA NAMORAR”: TARGINO GONDIM FAZ LIVE SHOW NESTE SÁBADO

Live será neste sábado, a partir das 16h, no Youtube
Tempo de leitura: 2 minutos

“Dance forró mais eu, meu bem/ Pra gente se amar, não tem/ Um lugar melhor que aqui/ Nesse forrozão”. Com os versos de uma das canções de sucesso de Targino Gondim, o cantor convida para este sábado (13), Dia de Santo Antônio.  A data foi especialmente escolhida pelo forrozeiro. Com sua companheira inseparável, a sanfona, Targino fará um show na plataforma digital no YouTube (@TarginoGondimOficial), a partir das 16h.

O projeto batizado de Live Show sem Limites contará com repertório que inclui, além de canções do projeto homônimo, clássicos da carreira de Gondim e de nomes como Luiz Gonzaga, Dominguinhos e Elba Ramalho. Para interagir mais com seu público, no instagram do cantor os fãs podem pedir suas músicas preferidas.

“A primeira Live foi uma delícia. Matei saudades da minha banda e conseguimos arrecadar um boa quantia para ajudar quem está precisando neste momento tão difícil. Nesta não será diferente. Vamos ter no repertório canções juninas e homenagens ao santo do dia”, disse empolgado o sanfoneiro.

O COMEÇO

Tudo começou quando Targino ainda era um menino em Juazeiro (BA), onde aprendeu a tocar sanfona, inspirado no maior ícone do instrumento, Luiz Gonzaga. Venceu o Grammy Latino 2001 – o Oscar da Música – com a canção Esperando na Janela, que também ganhou a voz de Gilberto Gil e deu ao artista espaço no longa brasileiro Eu, Tu, Eles. Também naquele ano de 2001, Targino lança pela Warner seu primeiro CD Nacional: Dance Forró Mais Eu, produzido por Roberto Sant’Anna, com a participação de Gilberto Gil.

O Targino Sem Limites é trabalho em conjunto com nomes como Zeca Baleiro, Ivete Sangalo, Carlinhos Brown, Fagner, Gilberto Gil, Leonardo, Moraes Moreira, Bell Marques, Xandy Aviões e Baiana System. Muitas destas canções serão acompanhadas de clipes com estes nomes. Abaixo, confira Gondim entoando Esperando na janela.

 

BRASIL PERDE O COMPOSITOR ALDIR BLANC, AOS 73 ANOS, VÍTIMA DA COVID-19

Blanc faleceu na madrugada desta segunda-feira, por covid-19 || Foto Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

A música brasileira perdeu, nesta segunda-feira (4), um dos seus maiores nomes. Nesta madrugada, aos 73 anos, faleceu o compositor e escritor brasileiro Aldir Blanc. Ele havia sido diagnosticado há quase um mês com o novo coronavírus e estava há mais de duas semanas internado na UTI do Hospital Universitário Pedro Ernesto (Hupe). A morte foi confirmada pela assessoria de Blanc.

Ele havia sido hospitalizado em 10 de abril, com um quadro de pneumonia, pressão alta e infecção urinária. Uma semana depois, foi confirmada a infecção pelo novo coronavírus.

Nos anos 1960, Aldir dividia seu tempo entre a música e a medicina, curso em que se formaria com especialidade em psiquiatria. Foi nesta década que ele participou de diversos festivais da canção, compondo músicas interpretadas por Clara Nunes, Taiguara e Maria Creuza.

No início dos anos 1970, abandonou a medicina para se dedicar exclusivamente às artes. E foi nesta década que ele compôs o seu maior sucesso. Com a parceria de João Bosco e na voz de Elis Regina, o mundo conheceu O bêbado e o equilibrista.

Em 1978, publicou as crônicas Rua dos Artistas e arredores. Em 1981, Porta de tinturaria (1981). As duas obras foram reunidas, posteriormente, em 2006 na edição Rua dos Artistas e transversais, que ainda trouxe 14 crônicas escritas para a revista Bundas e para o Jornal do Brasil.

MÚSICO BAIANO REPRESENTA O BRASIL NO INTERNATIONAL CLARINET ANTIVÍRUS

Juvino Filho representa a Bahia em concerto internacional || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O clarinetista baiano Juvino Alves Filho foi escolhido para representar o Brasil na Campanha International Clarinet AntiVírus. A ação em solidariedade às vítimas da Covid-19 reúne 26 clarinetistas de 19 países, nos seis continentes, formando a Orquestra Internacional de Clarinete.

A música escolhida para campanha que está sendo veiculada em todo o mundo é A Chegada da Rainha do Sabá , do compositor Georg Friedrich Händel.

Natural do distrito de Algodão, município de Ibirataia, Juvino Filho morou em Ipiaú, onde participou ativamente do movimento cultural local, tendo convivido e atuado com artistas como Jorginho Costa, Fauzi Maron, dentre muitos outros músicos, poetas e promotores da cultura nesta cidade e região.

O convite para a participação de Juvino Filho na Campanha International Clarinete AntiVírus, foi feito pelo clarinetista polonês Roman Widaszek, que assistiu a uma apresentação do instrumentista brasileiro no Festival de Clarinete de Loures, em Portugal. Juvino é professor, doutor em música da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e presidente do Clube do Choro da Bahia.

Atuou como clarinetista e solista em diversas óperas, concertos, recitais e shows no Brasil e no exterior. Participou de espetáculos e gravações com importantes artistas, a exemplo de Paulo Sérgio Santos, Mário Ulloa, Antônio Carrasqueira, Cacau do Pandeiro, Luiz Melodia, e Luiz Caldas.

Foi laureado com o Prêmio Braskem Arte e Cultura e Prêmio Rumos Música Itaú Cultural e é autor do livro A Clarineta Pelas Bandas da Bahia: O Legado de Manuel Tranquillino Bastos, além de fundador-coordenador da Banda de Câmara Passo Doble, da Escola de Choro Cacau do Pandeiro.

Leia Mais

AOS 72 ANOS, MORRE O CANTOR MORAES MOREIRA

Moraes Moreira faleceu no Rio de Janeiro, aos 72 anos || Foto Enrico Porro
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um dos maiores músicos baianos, o cantor Moraes Moreira faleceu nesta segunda (13), no Rio de Janeiro, aos 72 anos. A causa da morte ainda é desconhecida. Ele morreu enquanto dormia, segundo um dos amigos, Paulinho Boca de Cantor, afirmou ao jornalista Marrom.

Baiano de Ituaçu, Moraes Moreira cantou grandes sucessos como Acabou chorare, Preta pretinha e Sintonia (Escute essa canção). Ganhou o Brasil com os Novos Baianos, em composição com Baby Consuelo, Luiz Galvão, Pepê Gomes e Paulinho Boca de Cantor. Mais informações em instantes. Abaixo, confira Moraes entoando Preta pretinha com os Novos Baianos.

AOS 98 ANOS, SAMBISTA RIACHÃO FOI MORAR COM O PAI

Sambista Riachão faleceu na madrugada desta segunda, em Salvador || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O cantor e compositor baiano Clementino Rodrigues, Riachão, dono de grandes sucessos como Vá morar com o diabo e Cada macaco no seu galho, faleceu na madrugada desta segunda-feira (30), em Brotas, Salvador. Ele teria morrido de causas naturais, conforme familiares.

Riachão era nome reverenciado nacionalmente como um dos principais compositores e sambistas do país. Ainda ativo intelectual e fisicamente, deixou este mundo quando dormia em sua residência. Planejava lançar Se Deus quiser eu vou chegar aos 100, numa referência aos anos de estrada.

O músico começou a carreira aos 15 anos e tem em Mundão de Ouro seu último álbum. Ainda na noite de ontem (29), o cantor se queixou de dores abdominais. Medicou-se e foi dormir. Não mais acordou. Deixou-nos.

Riachão foi morar com o Pai!

REPERCUSSÃO

Rosemberg: Bahia perde uma figura ilustre

Além do meio artístico e cultural, a morte de Riachão repercutiu entre políticos. O deputado estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa, Rosemberg Pinto (PT), disse que a “Bahia perde uma figura ilustre, que agora vai fazer samba no céu! Vá em paz, mestre Riachão. Sua contribuição foi fundamental para o samba no Brasil e no mundo”, escreveu no Twitter.

O secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, também lamentou, também por meio do Twitter. “Bahia e samba do Brasil perdem uma das suas vozes mais importantes e vibrantes. Tristeza!!”.

O jornalista e crítico musical Hagamenon Brito usou uma das letras de Riachão para homenagear o compositor: “O teu galho é em qualquer lugar que tenha alegria, ritmo, talento e sabedoria popular. Descanse em paz”. Abaixo, confira Riachão entoando uma de suas maiores composições, Cada macaco no seu galho.

CORONAVÍRUS PROVOCA O CANCELAMENTO DO FESTIVAL MÚSICA EM TRANCOSO

Festival Música em Trancoso é adiado por causa de pandemia do coronavírus
Tempo de leitura: < 1 minuto

A edição de 2020 do Festival Música em Trancoso foi cancelada pelo Mozarteum Brasileiro, responsável pela organização do evento em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia. O cancelamento se deve ao crescimento do número de casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19) no país.

– A medida visa garantir a segurança e o cuidado com a saúde do público, dos artistas e de toda a equipe de trabalho. A decisão foi tomada após consulta ao Ministério Público e aos órgãos de saúde pública do Estado da Bahia – informou o Mozarteum Brasileiro por meio de nota.

Ainda na nota, o Mozarteum diz acreditar que a decisão visa contribuir “com as autoridades de saúde para reduzir a disseminação do coronavírus no País”. Um dos mais importantes festivais de música do país, o Música em Trancoso começaria no próximo sábado (14) e iria até dia 21 de março, em Porto Seguro. O evento anual leva espetáculos musicais ao Teatro L’Occitane, em Trancoso.

VERÃO COSTA A COSTA LEVA ESPORTE E MUITA MÚSICA PARA O LITORAL SUL DE ILHÉUS

Garotada pôde interagir e experimentar equipamentos de lazer e diversão
Tempo de leitura: 2 minutos

Durante todo o sábado (15), moradores e turistas em Ilhéus, no sul do Estado, puderam se divertir e acompanhar disputas dos torneios esportivos de Surf, Stand up Paddle, Futevôlei e Beach Soccer na Praia do Sul. As ações fazem parte da programação do Projeto Verão Costa a Costa, que vai até amanhã (16), das 8h às 17h. Além das atividades de esporte e aventura, a iniciativa conta com apresentações musicais da banda Chicafé e do cantor Junior Santê, que fazem novamente o encerramento do primeiro dia do evento, e das bandas Papazoni e Os Barões, que se apresentam às 16h deste domingo (16), fechando com muito swing e energia a terceira etapa do projeto.

Entre os visitantes que se divertiram na manhã de hoje estavam o estudante Ybrahim Mota, de 13 anos. Veranista em Ilhéus, o garoto, do município de Ibirataia, falou sobre a sua alegria de participar do projeto e brincar pela primeira vez em equipamentos como o bungee trampolin e o giromaster. “Evento muito legal, mais ainda por ser gratuito, o que possibilita que todo mundo possa aproveitar”, disse.

Para Davidson Magalhães, secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), o Verão Costa a Costa chega à terceira etapa cada vez mais consolidado e alcançando seu objetivo, “que é o fortalecimento do esporte e da economia local, por meio das feiras de economia solidária e do artesanato”.

Gestor da Federação do Esporte Amador da Bahia (Unisport), José Sandes Filho afirmou que o saldo do projeto nas três primeiras etapas é positivo. “Um grande evento, espero que amanhã o público compareça em maior número, assim como vem acontecendo nos outros municípios”, disse.

Sandes Filho falou ainda sobre a capacidade de adaptação do Verão Costa a Costa à cultura local: “Percebemos que cada uma dessas três cidades tem uma cultura diferente e com isso vamos adaptando a nossa programação, para que o projeto atinja cada vez mais o público e os atletas tanto das cidades sedes, quanto das suas circunvizinhas”, afirmou.

“A gente fica feliz com essa parceria do Município de Ilhéus com o Governo do Estado. Com união, dá pra se fazer o Projeto Verão Costa Costa. Ilhéus não poderia estar fora disso na promoção do turismo, desenvolvimento econômico, emprego e renda. Com esse sol maravilhoso, essa praia linda de Ilhéus, essa estrutura montada, a parceria só tem que dar certo. Por isso que a gente fala, orgulho no peito, esporte e turismo nas ruas”, destacou o prefeito Mário Alexandre.

ARTESANATO

Cerca de 60 artesãos receberam hoje, na feira de artesanato montada no Verão Costa a Costa, a carteira nacional de artesão, que dá a eles, entre outros benefícios, o direito de expor seus trabalhos em feiras e praças de todo o território nacional e isenção de impostos sobre a importação dos seus produtos.

Leia Mais
Back To Top