skip to Main Content
15 de janeiro de 2021 | 11:57 pm

PRODUÇÃO DE URÂNIO É RETOMADA NA BAHIA

Foi retomada a produção de Urânio na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A produção de urânio na Unidade da Indústrias Nucleares do Brasil (INB), em Caetité, na Bahia, foi retomada nesta terça-feira (1º). A expectativa da empresa é que haja uma injeção de R$ 76 milhões na economia, com R$ 30 milhões/ano em recolhimento de impostos estaduais e municipais.

De acordo com a INB, em Caetité, foram produzidas 3.750 toneladas de concentrado de urânio entre 2000 e 2015, a partir da primeira área lavrada, a Mina Cachoeira. Desde a exaustão dos recursos passíveis de lavra a céu aberto no local, as atividades de mineração estavam paralisadas.

O urânio é a matéria-prima para fabricação do combustível que abastece as usinas nucleares de Angra dos Reis. A expectativa é que sejam produzidas 260 toneladas de concentrado de urânio por ano, quando a Mina do Engenho atingir a sua capacidade plena, o que deve ocorrer em 2022.

Segundo estimativa da INB, a retomada da produção tem impacto na geração de empregos na região, com 600 postos diretos e cerca de 1.800 indiretos. A produção de urânio estava suspensa há cerca de cinco anos.

SHOPPING DE ITABUNA RECEBE CERTIFICAÇÃO ISO 9001:2015

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Shopping Jequitibá, de Itabuna, recebeu a certificação ISO 9001:2015, que define a forma como a organização opera em ações como foco no cliente, liderança, envolvimento de pessoal, capacidade de tomada de decisões e busca continua na melhoria dos serviços. O ISO 9001:2015 é um certificado de excelência que também possibilita negociações com clientes e obtenção de financiamentos para novos investimentos.

Desde que foi implantado pelo empresário Helenilson Chaves há 20 anos, ressalta a direção, o Jequitibá vem passando por processo permanente de ampliação de sua planta construída e do mix de produtos e serviços, capacitação de colaboradores e consolidação como um shopping completo, atendendo uma área que abrange cerca de 100 municípios do sul e sudoeste da Bahia.

“Mesmo em período de pandemia, em que seu funcionamento atende a todos os protocolos da Organização de Saúde, o Shopping Jequitibá vem recebendo novos empreendimentos a apresenta excelentes perspectivas para 2021, com vários projetos de lojas/entretenimento/serviços em fase de implantação”, afirma o diretor do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto.

Neta destaca que a certificação ISO 9001:2015 é resultado do envolvimento dos empresários parceiros e de todos os colaboradores. “Formamos um time unido na busca pela qualidade, visando sempre a satisfação dos nossos clientes”, complementa.

AZUL RETOMARÁ VOOS REGULARES SALVADOR-ILHÉUS

Azul volta a operar frequência Salvador-Ilhéus em janeiro || Foto Pimenta/Arquivo
Tempo de leitura: < 1 minuto

A partir de 1º de janeiro, a Azul Linhas Aéreas retomará os voos regulares entre Salvador e Ilhéus. Serão seis frequências semanais com aeronave E-195, com 118 lugares, de domingo a sexta, às 22h50min. De Ilhéus para Salvador, os voos serão de segunda a sábado, às 4h45min. As passagens já estão à venda, no site da empresa.

Para o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, a retomada da malha é um passo importante para o aumento do número de turistas. “Com a retomada de mais este voo no mês de janeiro e a volta, em dezembro, de três voos internacionais, estamos recompondo gradualmente nossa malha aérea, pois o aumento da conectividade é fundamental para que mais turistas tenham acesso aos nossos principais destinos”, avalia.

Para quem quer se deslocar entre a capital e Ilhéus, também há voos da GOL, operados pela Voepass. As viagens pela companhia são diárias, com frequências extras às segundas, quintas e sextas, e os voos são operados por uma aeronave ATR-72 700.

GRUPO BURITI ANUNCIA LOJA NO SHOPPING JEQUITIBÁ

Projeção da loja de materiais de construção da Buriti no Jequitibá
Tempo de leitura: 2 minutos

O grupo Buriti acaba de anunciar a abertura da primeira loja do segmento de construção em um shopping do Nordeste brasileiro. O novo empreendimento faz parte do plano de expansão das Lojas Buriti e tem inauguração prevista para março de 2021, conforme comunicado feito há pouco. Será a quarta unidade do grupo que, há cinco dias, inaugurou empreendimento em Itacaré.

O contrato foi assinado pelos sócios das Lojas Buriti e pelo diretor do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto. “Estamos muito felizes com essa nova parceria e acreditamos muito nesse projeto inovador e arrojado da Buriti em montar uma loja ampla e com conforto no Shopping. Tenho certeza que irá gerar bons negócios para a região, onde o cliente será atendido com toda a comodidade e segurança que o Shopping Jequitibá proporciona”, disse Neto.

De acordo com o presidente da Buriti, Luiz Ribeiro, o novo empreendimento possui um conceito moderno e marca a história da empresa ao disponibilizar seus produtos de materiais para construção no Shopping Center que é referência no Estado da Bahia.

– A Buriti sempre investiu na inovação, melhoria dos processos e fortalecimento da gestão. Nesse momento, a empresa dá um passo ainda maior ao abrir uma loja do segmento no Shopping Jequitibá. O nosso agradecimento ao Shopping por acreditar em nosso projeto – disse Luiz.

Diretores da Buriti e do Shopping Jequitibá exibem contrato assinado

Segundo o dirigente do grupo, toda a operação da loja será pensada na experiência de compra, focando na exposição, conforto, praticidade e agilidade da entrega em até 24h, além de criar uma experiência onde digital e físico se completam.

A loja terá à disposição toda a linha de materiais para construção e as melhores marcas, a exemplo da Deca, Astra, G-Light, Tintas Iquine, Fame, Suvinil, Incopisos, Stam, Tramontina, Fortlev, Quartzolit, Elizabeth e Lorenzetti, além de outros fornecedores e um showroom exclusivo da Portobello.

SEBRAE RETOMA EVENTOS PRESENCIAIS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: 2 minutos

Após sete meses o oferecendo capacitações somente a distância por conta da pandemia, o Sebrae em Ilhéus retoma a realização de eventos presenciais no sul da Bahia. A programação para os municípios de Ilhéus e Itabuna já está disponível e todas as atividades seguirão às recomendações de segurança sanitária estabelecidas pelos decretos municipais.

Entre os dias 16 e 22 de novembro, acontece o evento de maior destaque do mês, a Semana Global de Empreendedorismo (SGE). A organização do evento é feita pelo Sebrae e parceiros que são referência do ecossistema empreendedor brasileiro como Aliança Empreendedora, Anjos do Brasil, Anprotec, Artemisia, Brasil Júnior, Conaje, Endeavor, Junior Achievement e a Rede Mulher Empreendedora (RME).

Com o tema “Retomada da Economia e o Papel do Empreendedorismo”, a 13ª edição da SGE promete mobilizar todo o país. Ilhéus e Itabuna sediarão uma série de palestras gratuitas nas Agências de Atendimento do Sebrae. Serão oferecidas mais de 200 vagas em capacitações presenciais. A programação do evento pode ser acessada através do site www.empreendedorismo.org.br .

Também serão ofertadas oficinas para produtores rurais destinadas a quem deseja aprender a como gerenciar, negociar e calcular os custos de produção no campo. Essas atividades serão realizadas em parceria com os sindicatos de produtores rurais dos municípios da região. Para participar gratuitamente, basta acessar o Portal Sebrae ou entrar em contato pelos telefones (73) 3634-4068 ou 99974-2263 Ilhéus / (73) 3613-9734 ou 99974-2262 Itabuna.

Os empreendedores de Ilhéus poderão se inscrever para as capacitações Como funciona o MEI (16); Como iniciar seu próprio negócio (17); Como elaborar controles financeiros (18); Como criar um negócio utilizando as redes sociais (19); e Sexta da Oportunidade (20).

Já em Itabuna, a programação inclui as capacitações Como iniciar seu próprio negócio (16); Como funciona o MEI (17); Como criar um negócio utilizando as redes sociais (18); Como elaborar controles financeiros (19); e Sexta da Oportunidade (20). As atividades, nos dois municípios, acontecem sempre às 14h.

FASE RESTRITA DO PIX COMEÇA NESTA TERÇA; VEJA O QUE MUDA

Tempo de leitura: 3 minutos

A partir de hoje (3), um grupo limitado de clientes poderá pagar e receber recursos pelo Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC). A ferramenta entra em fase restrita de funcionamento, para ajustes e correções de eventuais problemas, enquanto o BC faz a migração do serviço do ambiente de testes para o ambiente real.

O Pix funcionará em horários determinados para um grupo de 1% a 5% dos clientes de cada instituição financeira aprovada para operar a ferramenta. Os clientes autorizados a participar da fase restrita já foram comunicados pela instituição correspondente.

O novo sistema entrará em operação para todos os clientes no próximo dia 16. Na fase restrita, o Pix funcionará das 9h às 22h, de segunda a quarta-feira. Às quintas, o serviço reabrirá às 9h e só terminará de funcionar às 22h das sextas-feiras, para permitir o teste durante a madrugada.

A partir da próxima segunda (9), as instituições financeiras poderão elevar gradualmente o número de clientes aptos a participar do Pix, até que o sistema entre plenamente em operação, no próximo dia 16, com a possibilidade de fazer pagamentos e recebimentos 24 horas por dia por toda a população.

REGISTROS

Desde 5 de outubro, os clientes podem registrar as chaves digitais de endereçamento. Segundo o balanço mais recente do BC, até a última quinta-feira (29) mais de 50 milhões de chaves tinham sido cadastradas. Como cada pessoa pode ter mais de uma chave, o número exato de pessoas registradas é desconhecido.

As chaves funcionarão como um código simplificado que associará a conta bancária ao número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), e-mail, número do celular ou uma chave aleatória de 32 dígitos. Em vez de informar o número da agência e da conta, o cliente apenas informa a chave para fazer a transação.

Uma pessoa física pode criar até cinco chaves por conta corrente. Para empresas, o limite aumenta para 20.

INSTANTANEIDADE

Por meio do Pix, o cliente pode pagar e receber dinheiro em até dez segundos, mesmo entre bancos diferentes. Diferentemente da Transferência Eletrônica Disponível (TED) ou do Documento de Ordem de Crédito (DOC), que têm restrições de horário, o Pix funciona 24 horas por dia. Por questões de segurança, cada instituição financeira definirá um valor máximo a ser movimentado, mas o BC estuda criar modalidades para a venda e compra de imóveis e de veículos que permitam a movimentação instantânea de grandes quantias.

Para as pessoas físicas e para os microempreendedores, as transações serão gratuitas, exceto nos casos de recebimento de dinheiro pela venda de bens e de serviços. As pessoas jurídicas arcarão com custos. As tarifas dependerão de cada instituição financeira, mas o BC estima que será R$ 0,01 a cada dez transações.

O Pix servirá não apenas para transferências instantâneas de dinheiro, como poderá ser usado para o pagamento de boletos, de contas de luz, de impostos e para compras no comércio. Com a ferramenta, será possível o cliente sacar dinheiro no comércio, ao transferir o valor desejado para o Pix de um estabelecimento e retirar as cédulas no caixa.

AMPLIAÇÃO

Na última quinta-feira (29), o BC ampliou as funcionalidades do sistema. Com o Pix Cobrança, os comerciantes poderão emitir um QR Code (versão avançada do código de barras fotografada por smartphones) para que o consumidor faça o pagamento imediato por um produto ou serviço. Além disso, será permitido fazer cobranças em datas futuras, com atualizações de juros, multas ou descontos, como ocorre com os boletos.

O BC também obrigou as instituições financeiras que oferecerem o Pix aos usuários recebedores a usar interface de programação padronizada pelo órgão. A medida foi tomada para evitar que um empresário não consiga migrar a conta para outra instituição por causa dos custos de adaptação a um novo sistema de programação. Da Agência Brasil.

SEBRAE APONTA QUE 85% DOS PEQUENOS NEGÓCIOS DE MODA RETOMARAM ATIVIDADE

Tempo de leitura: 2 minutos

Os empresários do setor da moda estão cautelosos com o movimento de retomada da economia. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, a grande maioria reduziu o volume de compras ou desistiu de adquirir novas coleções para a próxima temporada, em comparação com 2019 (20% não compraram e 39% reduziram o volume de compras acima de 30%).

Para esses empreendedores, os maiores desafios para a retomada e sobrevivência do negócio são capital de giro (50%), planejamento de compras e giro de estoques (27%), o fato dos produtos e serviços de moda não serem vistos como essenciais (25%) e os controles financeiros pós-pandemia (23%).

O levantamento, finalizado em 9 de setembro, mostrou que 84% das empresas da moda já retomaram as atividades (resultado pouco acima da média do conjunto da economia – 81%). Apesar disso, essas empresas (em sua maioria, pequenos negócios), ainda sofrem uma perda ligeiramente maior de faturamento (-42%), quando comparado ao período antes da crise. Na média de todos os setores, a perda de faturamento é de 40%.

As reduções de faturamento mais expressivas estão nos segmentos de moda praia (-76%), moda sustentável ou agênero (-48%) e moda infantil e uniformes/fardamento (-46%). Na situação oposta, os segmentos de moda lar (-23%) e moda íntima (-25%) foram os que registraram o menor nível de perdas, em comparação com o período pré-crise.

ESTRATÉGIAS

De acordo com a pesquisa, o investimento nas plataformas digitais (50%) e no delivery (20%) foram as principais estratégias adotadas pelas empresas da moda para reduzir as perdas de faturamento.

Os empresários entrevistados informaram que, nos próximos seis meses, as principais estratégias que eles pretendem implementar são: ampliar as ações de vendas digitais (44%), rever a gestão dos estoques (21%), adequar a empresa aos protocolos (20%), investir em mudar o visual da loja (16%) e mudar a gestão do negócios (12%).

CRÉDITO

Ainda segundo o levantamento, 50% dos empresários da cadeia produtiva da moda buscaram empréstimos desde o início da pandemia. A exemplo do que ocorreu em outros segmentos da economia, a minoria deles (24%) tiveram o pedido de crédito aprovado pelas instituições financeiras. De acordo com os empresários, o CPF negativado (12%) e o registro negativo no Cadin/Serasa (5%), foram as principais alegações apresentadas pelas instituições financeiras para a rejeição dos empréstimos.

NÚMEROS DA PESQUISA

(Confira números da pesquisa clicando em “leia mais”, abaixo)

Leia Mais

EM LIVE, CHAVES NETO FALA DE ECONOMIA E NOVIDADES DO SHOPPING JEQUITIBÁ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rosivaldo e Neto abordam perspectivas do shopping e da economia regional

Depois da grande repercussão da sua live com a presidente do Conselho Administrativo da rede de lojas Magazine Luiza, o economista Rosivaldo Pinheiro, candidato a vereador de Itabuna, bate um papo com o diretor presidente do Grupo Chaves e do Shopping Jequitibá, Manoel Chaves Neto, nesta quinta-feira (8), às 19h11min.

Durante a transmissão ao vivo pelo Instagram, Neto e Rosivaldo abordam as perspectivas para a economia regional e as novidades que estão sendo preparadas para este segundo semestre no Shopping Jequitibá.

Após a reabertura da economia, os shoppings começaram a retomar operações em todo o país. Centro de compras, lazer e serviços do sul da Bahia, o Jequitibá tem novidades como a abertura de empreendimentos como Santo Lolla e Churrascaria Angus. Uma das expectativas é o prazo de autorização da Prefeitura de Itabuna para reabertura das salas de cinema.

ÍNDIA BUSCA OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS EM SOLO BAIANO, AFIRMA LEÃO

Embaixador indiano e o vice-governador da Bahia, João Leão
Tempo de leitura: < 1 minuto

O embaixador indiano Suresh Reddy fez uma visita de cortesia ao vice-governador da Bahia, João Leão, secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), nesta quarta-feira (07). Suresh teria demonstrado grande interesse em desenvolver relações comerciais com o Estado, segundo o vice-governador.

Durante a visita, Leão apresentou as oportunidades de negócios da Bahia e o esforço que o governo baiano tem feito para interiorizar os investimentos e desconcentrar a arrecadação.  De acordo com o vice-governador, a Bahia é um dos mais ricos estados da federação brasileira, seja na agricultura, na mineração, e na estrutura industrial montada. “Comparando o Brasil a um trem, hoje ocupamos lugar estratégico no desenvolvimento do país. E tem mais: queremos deixar de ser vagão e passar a ser locomotiva”, disse.

Leão aponta que a Bahia tem grande potencial em diversos segmentos, como Energias Renováveis, Mineração, Bebidas e Papel e Celulose, além do Polo Agroindustrial do São Francisco. O embaixador indiano também falou de perspectivas no estado nordestino. “Acredito que a Bahia é uma das economias mais dinâmicas do Brasil e há muitas oportunidades de negócios aqui. Foi por isso que escolhi o estado como meu primeiro lugar de visita após Brasília. Consigo perceber que aqui é o novo mundo e acredito que podemos estabelecer parcerias entre os nossos países. A Índia está mudando de patamar, primeiro, na visão e segundo, no espírito empreendedor. E eu vejo muito isso aqui também”, declara o embaixador.

“O MUNDO É DOS INTRÉPIDOS”, DISSE-ME CIDA BERGER

Tempo de leitura: 2 minutos

Cida Berger era corretora quando tomou a decisão de ir para a Europa tocar o próprio negócio e morar pertinho dos irmãos Bob e Adriana.

Manuela Berbert || manuelaberbert@yahoo.com.br

Dizem os especialistas em performance que somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos. Logo, se essas pessoas não nos inspiram, é hora de rever essas companhias! Particularmente acredito que somos as nossas conexões, afinal ninguém nasce pronto e os dispostos acabam entrelaçando a vida de alguma forma, em algum momento. (O que torna o fim destes ciclos algo comum também, com cada um seguindo seu baile com o seu “cada qual” do momento!) Ok, concordo que falamos quase a mesma coisa, mas acrescento a possibilidade dos rompimentos como algo natural!

E foi pensando nisso tudo que escrevi esse artigo sobre os intrépidos, que são, para quem não sabe, as pessoas arrojadas e corajosas. Aprendi esse termo com minha amiga Cida Berger, natural de Itabuna, hoje empresária do ramo alimentício em Portugal.

Eu fico num orgulho “da porra” (permitam-me a gíria baiana, mas o momento pede!), quando vejo outra amiga nossa, que mora na Espanha, reclamar no WhatsApp: “Não consigo comprar os queijos Estrela do Sul porque vivem esgotando no mercado daqui!” Cida sorri e pede paciência, afinal sua fábrica já não tem dado conta realmente de abastecer os mercados dos países vizinhos, mas a expansão da produção está sendo montada.

Cida Berger era corretora quando tomou a decisão de ir para a Europa tocar o próprio negócio e morar pertinho dos irmãos Bob e Adriana. Nós dividíamos apartamento em Salvador na época (mesmo eu não podendo pagar o aluguel), e escutava diariamente a frase “Manuca, o mundo é dos intrépidos!”, enquanto assistia TV e fazia companhia a ela, que passava horas sentada na mesa da sala planejando a futura empresa.

Cida foi, naturalmente, uma das primeiras pessoas a saber o rumo que a marca Cola Na Manu estava tomando, apesar da distância física atual. “Estamos abrindo duas lojas, com marca própria de camisetas, sandálias e outras coisinhas em Porto Seguro e Itacaré. Uma marca genuinamente baiana, com a nossa cara. Será que um dia você vai passar por um turista aí em Portugal usando uma tee-shirt Cola Na Manu Store?”, questionei, sorrindo. “Manuca, o mundo é dos intrépidos!”

Manuela Berbert é publicitária.

Back To Top