skip to Main Content
30 de setembro de 2020 | 12:00 am

RUI VISTORIA E LIBERA NOVA PONTE DE ILHÉUS NESTA QUARTA

Nova ponte de Ilhéus será inaugurada nesta manhã de quarta || Foto José Nazal
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa fará vistoria das obras da primeira ponte estaiada da Bahia, em Ilhéus, às 11h desta quarta-feira (1º). O tráfego de veículos e pedestres será liberado logo em seguida. Devido à pandemia da covid-19, não haverá uma grande cerimônia de inauguração para evitar aglomerações.

A obra foi dada como concluída pelo governo estadual há duas semanas. Seria inaugurada na semana passada, mas houve adiamento, porque o prefeito Mário Alexandre (Marão) foi infectado pelo novo coronavírus e ficou de quarentena. Apesar dos apelos de opositores, o governo estadual preferiu aguardar a recuperação do prefeito para, enfim entregar a obra.

ILHÉUS: NOVA PONTE E VIÁRIOS FICAM PRONTOS NESTA SEMANA; RUI FARÁ VISITA TÉCNICA

Ponte está concluída há duas semanas e campanha cobra liberação do trânsito || Foto José Nazal
Tempo de leitura: 3 minutos

Já “nos finalmentes”, a obra da nova ponte que ligará o centro e a zona sul de Ilhéus, no sul da Bahia, será concluída pela Construtora OAS até a próxima quarta (17). Ou, no mais tardar, sexta (19). Já o tráfego de veículos e pedestres pelo novo cartão postal da Terra da Gabriela deverá ser liberado após visita técnica do governador Rui Costa, o que ocorrerá nos próximos dias.

Agora, faltam apenas revisão dos acessos viários dos lados norte e sul. Uma outra etapa será a duplicação de trecho da BA-001, que está em ritmo acelerado.

Há uma sinergia de governos para que a obra seja concluída ainda nesta semana, embora a liberação deva ocorrer na semana do aniversário da cidade (28 de junho). É grande o apelo para que a ponte seja liberada para tráfego de veículos e pedestres assim que a obra for dada como pronta.

O superintendente de Transporte e Trânsito de Ilhéus, Gilson Nascimento, disse ao PIMENTA que o prefeito Mário Alexandre apresentou ao governo estadual o dia 28 de junho como sugestão de data para liberação do trânsito de veículos e pedestres, período suficiente, também, para maior avanço das obras de duplicação de trecho da BA-001, na zona sul.

A nova ponte será entregue sem a tradicional festa que se pretendia antes de o mundo tornar-se refém da Covid-19. A liberação dependerá tão somente do “ok” de quem a executa, o governo estadual. Ou, trocando em miúdos, dependerá do “liberado” de Rui Costa.

Há pouco, Rui postou nas redes sociais várias imagens feitas ontem à tarde pelo vice-prefeito e fotógrafo José Nazal. “Finalizando os últimos detalhes desta grande obra que vai facilitar a mobilidade da região e deixou a cidade ainda mais bela”, escreveu o governador.

SETE ANOS DEPOIS

A nova ponte teve ordem de serviço assinada na véspera do aniversário de Ilhéus, em 27 de junho de 2013, ainda quando a Bahia era governada por Jaques Wagner. De lá para cá, teve falência da Constran, a primeira construtora a tocar a obra. A Queiroz Galvão, segunda colocada no certame, deu linha na pipa, abriu mão. Isso em 2015. E houve nova licitação, ganha pela OAS, em 2016.

A partir daí, a obra ganhou novo impulso, mas sofreu lentidão, dentre outros motivos por causa do processo de quase falência e impactos da Lava Jato na OAS, assim como em outras das maiores empreiteiras do país.

Esperava-se o pior.

Rui, com Nazal, Paulo Magalhães e Rosemberg Pinto, em visita às obras, em janeiro de 2018 || Manu Dias

A obra seguiu. Desde 2018, já sob recuperação judicial, a empreiteira sofreu, ao menos, duas cobranças públicas do governador Rui Costa e a ameaça de tirá-la da obra. O “Correria”, como o governador é também chamado, tinha pressa.  A construção avançou, embora em ritmo não dentro do desejado pelo chefe do Executivo estadual.

Da promessa de entrega em 2018, adiou-se para 2019. E, finalmente, sai em 2020, numa data tão próxima do aniversário do município e ao gosto do prefeito Mário Alexandre, que tentará a reeleição no próximo pleito.

Certo é que, por fazê-la realidade – e com investimento próximo a R$ 100 milhões, o ilheense, o turistas e quem trafega pela BA-001 finalmente poderão trafegar pela tão esperada Ponte Jorge Amado.  Ou, simplesmente, “Dona Ponte”, como foi apelidada pelo vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, que compõe a comissão de acompanhamento da obra e que dela fez fotos e vídeos que abasteceram veículos de comunicação e o governo baiano, além das redes oficiais do governador Rui Costa.

ILHÉUS: EM VÍDEO, NAZAL DESTACA EMPENHO DE RUI COSTA PARA ENTREGAR NOVA PONTE

Nazal destaca empenho de Rui para conclusão e entrega da nova ponte
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (27), o vice-prefeito José Nazal acompanhou a etapa final das obras de construção da nova ponte que ligará o centro e a zona sul de Ilhéus. As obras estão 99% prontas e a ponte poderá ser entregue em até 15 dias.

Do alto do pilar central, que tem 90 metros de altura, o vice-prefeito fez um vídeo em agradecimento ao empenho do governador Rui Costa para o andamento e conclusão das obras. O vídeo foi enviado diretamente para o governador.

O vídeo, disse Nazal, era para que Rui pudesse refrescar o dia com imagem que traz “alento aos que acreditam e acreditaram” na conclusão da nova ponte. Ele também parabenizou aos que trabalharam na obra.

Confira o vídeo enviado por Nazal ao governador e cedido generosamente. O vice-prefeito compõe a comissão de acompanhamento das obras da nova ponte e tornou-se espécie de fotógrafo oficial do projeto. As imagens compõem rico acervo usado pelo governador em suas redes sociais e também pelo Estado.

MARÃO DIZ QUE NOVA PONTE DE ILHÉUS SERÁ INAUGURADA ATÉ JUNHO

Nova Ponte deve ser inaugurada ainda neste semestre || Foto José Nazal
Tempo de leitura: 2 minutos

Já em fase final, as obras da nova ponte ligando o centro e a zona sul de Ilhéus deverão ser inauguradas ainda neste primeiro semestre, segundo o do prefeito Mário Alexandre, o Marão (PSD). A data será definida pelo governador Rui Costa. Embora o prefeito não confirme, cresce a possibilidade de a inauguração ocorrer no período de aniversário da cidade (28 de junho).

“Estamos prestes de inaugurar a maior obra da história da cidade, pois depois de trinta anos, ilheenses já enxergam a importância que a ponte tem para o município e região”, ressaltou Marão. A ponte está praticamente pronta. Ao custo de R$ 98 milhões, as obras são executadas pelo governo estadual.

Marão diz que a ponte é a maior obra da história de Ilhéus || Foto Pimenta

Na última semana, técnicos especializados concluíram os testes de iluminação cênica e os testes da iluminação viária da nova ponte. De acordo com o cronograma de serviços, resta agora a instalação das lâmpadas de LED ao longo do tabuleiro.

Também estão em fase final as obras dos acessos norte e sul. A Construtora OAS aplica a última camada de asfalto para, em seguida, executar a pintura das faixas. O eixo sul da nova ponte recebeu obras de implantação de dutos de drenagem e uma rotatória. Para ter impacto positivo no trânsito na região, haverá ainda duplicação de 2,7 quilômetros da Orla Sul, no trecho da BA-001 até a entrada do Ceplus.

DONA PONTE VEM AÍ… FALTA O SISTEMA VIÁRIO URBANO

Tempo de leitura: 4 minutos

 

Antes que passem a me chamar de insaciável, insatisfeito ou utópico, digo que esse sistema é uma das grandes dívidas que os outros dois entes federativos – Estado e União – devem a Ilhéus.

 

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Há mais de um ano que venho sendo presenteado pelo vice-prefeito de Ilhéus, José Nazal, com fotos bem produzidas sobre o andamento da obra de construção da segunda ponte que ligará o centro de Ilhéus ao bairro do Pontal e ao resto do mundo. Fotógrafo profissional de reconhecida competência, Nazal também brinda os amigos e profissionais da imprensa regional com informações importantes do ponto de vista técnico da obra.

Falar de José Nazal pelo seu amor a Ilhéus é como chover no molhado, mas, a título de informação, não poderia eu deixar de traçar poucas linhas sobre a ponte estaiada – uma novidade na Bahia –, já considerada como um dos mais belos cartões-postais de Ilhéus. A cidade, de reconhecida beleza natural, incorpora uma arte moderna à sua paisagem para contrastar com a beleza arquitetônica do casario construído em épocas distinta da história.

Tive a felicidade de acompanhar os contatos iniciais – desdes as promessas – de construção na nova ponte, primeiro como jornalista, depois como participante da equipe do então prefeito Newton Lima. E, em todas as oportunidades, José Nazal estava na linha de frente, prestando informações históricas e técnicas sobre as possibilidades da implantação desse importantíssimo equipamento para o desenvolvimento da cidade.

De início, destaco a vasta colaboração de Nazal como um marco na área da comunicação, tendo em vista que nenhum veículo de comunicação – rádio, jornal, televisão, blogs ou outros tais – teriam condições para o empreendimento. E explico: nada de novo foi feito por Nazal, que apenas reeditou o chamado setorista dos velhos tempos, acompanhando, pari passu, o andamento, enquanto um veículo faria, apenas, grandes reportagens.

Mesmo fora do governo municipal, José Nazal não se esquivou de continuar colaborando com o governo estadual (dono da obra) e com as empresas construtoras, além de informar, em tempo real, de todos os estágios da obra. Como sempre acontece – principalmente na política – existem os céticos – ou apenas adversários – que dizem não acreditar na execução do projeto, que foi ganhando corpo a cada dia.

Como toda grande obra construída no Brasil, a segunda ponte, ou a dona ponte, como a denomina Nazal, possou por alguns problemas de continuidade, por conta do envolvimento da primeira – a segunda também – com a Operação Lava Jato. Não fosse isso, já estaríamos trafegando por ela há algum tempo, portanto livres dos constantes engarrafamentos na única via de tráfego atual.

Ponte ligando o centro e a zona sul de Ilhéus será a primeira estaiada no estado || Foto Bruno Maciel

Para nós leigos em engenharia, as informações – textos curtos e fotos – fornecidas por Nazal foram bastante enriquecedoras, por não conhecermos os meandros e detalhes da construção de uma ponte estaiada. De forma didática, Nazal passava cada filigrana técnica explicada pelos técnicos responsáveis pela construção, a exemplo da rotineira colocação dos cabos de aço de sustentação.

Em poucos dias teremos a entrega da obra pela empresa construtora e caberá ao governo do estado marcar a data da inauguração da ponte, com a escolha do nome do equipamento, o que poderá render questionamentos mil. De início, vamos ao primeiro questionamento: Qual o critério para a escolha da pessoa que emprestará o nome? Caberá aos cidadãos de Ilhéus a escolha desse nome?

Certo dia, em tom de brincadeira, questionei Nazal se com a nova ponte em operação, além da melhoria substancial do tráfego entre o centro e zona sul, não poderíamos, também, ter mais um problema… E explico: Como a ponte atual é o local preferido pelos manifestantes dos vários setores para realizar os protestos, passariam, também, a atazanar a vida da população realizando-os, concomitantemente, na outra ponte?

Pois é, já antevejo a festa da inauguração – mormente num ano de eleições municipais – com presenças de políticos e autoridades todos os tipos no palanque dos governos estadual e municipal. Melhor do que se apresentarem como pais e mães da criança, prestariam um grande serviço apresentar a execução de um projeto do sistema viário do município, retirando o tráfego do centro da cidade.

São obras de custo módico, tendo em vista as pequenas distâncias entre o bairro do Banco da Vitória e os dois pontos da BA-001 nos sentido Sul – proximidades de Olivença – e Norte – lá pelos lados da Ponta do Ramo. Com isso, grande parte do tráfego, principalmente o pesado, seria desviado do centro da cidade, evitando danificar o pavimento e equipamentos enterrados de saneamento.

Antes que passem a me chamar de insaciável, insatisfeito ou utópico, digo que esse sistema é uma das grandes dívidas que os outros dois entes federativos – Estado e União – devem a Ilhéus. Sem gastar muito verbo, pois todos são sabedores da importância de Ilhéus e região como colaboradores e contribuintes dos tesouros da Bahia e Brasil. A dívida é grande, está vencida e poderá ser levada ao cartório de protesto eleitoral.

Se querem saber como fazer o sistema viário, garanto que Nazal prestará mais esse obséquio por sua terra sem qualquer dificuldade.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

OBRAS DA NOVA PONTE MUDAM TRÂNSITO EM PARTE DA ZONA SUL DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Tráfego de veículos tem mudança temporária na região do Pontal até conclusão de obras

O fluxo do trânsito no Pontal foi modificado na região do Aeroporto Jorge Amado devido às obras da nova ponte que ligará o bairro ao Centro. As alterações impactam quem trafega no sentido Avenida Lomanto Júnior – BA-001 (Olivença) ou no sentido contrário, como informa a Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram) de Ilhéus. A mudança é temporária e se deve às obras de implantação de dutos de drenagem no eixo sul da nova ponte.

Os condutores que transitam na Avenida Lomanto Júnior sentido zona Sul, ao invés de acessarem a rua Treze de Maio, no Pontal, passarão direto e entrarão no final da via, à direita, sentido pista nova, com saída próxima à cabeceira do aeroporto. Já quem trafega pela cabeceira do aeroporto Jorge Amado sentido Pontal e centro, ao invés de acessarem a rua Treze de Maio, seguirão pelo novo viário, à margem do mar.

As obras ocorrem na cabeceira do aeroporto e na Rua 13 de Maio, interditada até a conclusão deste etapa da obra. Os veículos trafegarão pelo novo eixo viário, nos dois sentidos, durante o período de intervenção, conforme a Sutram. O órgão orienta que os condutores obedeçam às recomendações.

NOVA PONTE

A nova ponte que ligará o centro e a zona sul de Ilhéus está em fase de conclusão. Executada pelo governo baiano, com financiamento do BNDES e Banco do Brasil, a obra deverá ser inaugurada ainda neste primeiro semestre, ao custo aproximado de R$ 98 milhões. Para ter impacto positivo no trânsito na região central e zona sul, ainda haverá duplicação de 2,7 quilômetros de trecho da BA-001 até a entrada do Ceplus.

ILHÉUS: OBRAS DA NOVA PONTE CHEGAM À ETAPA FINAL; PEDRAS SÃO LEVADAS PARA ZONA NORTE

Tempo de leitura: < 1 minuto

Começou na tarde desta terça-feira (14) a retirada da areia e das pedras do caminho de serviço do acesso norte da nova ponte que ligará o Centro e a Zona Sul de Ilhéus. A retirada significa a chegada à etapa de conclusão da obra executada pela construtora OAS. Também já está sendo instalada a estrutura de iluminação cênica.

As pedras estão sendo levadas para o São Domingos, informou ao PIMENTA o vice-prefeito e membro da Comissão de Acompanhamento da Obra, José Nazal. Também nesta terça, começou a ser desmontada a estrutura de andaimes do pilar central que dá sustentação aos estais (cabos) e à ponte.

Retirada de pedras e areias é possível com a fase final das obras da Nova Ponte || Foto José NazalJosé Nazal disse ao site que a obra está seguindo o último cronograma apresentado à comissão e a ponte poderá ser inaugurada dentro do prazo anunciado pelo governador Rui Costa. Segundo o gestor baiano, a solenidade de inauguração será em março. Presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, não é descartada.

A obra tem investimento de aproximadamente R$ 98 milhões, bancada pelo Governo Baiano e financiamento do BNDES e Banco do Brasil. Além da ligação do centro e com o sul do município, também estão sendo construídas pistas nos dois extremos da ponte para facilitar o acesso e evitar os tradicionais engarrafamentos, principalmente em horários de pico. Confira vídeo no canteiro da obra.

ILHÉUS: OBRAS DA NOVA PONTE CHEGAM À ETAPA FINAL; PEDRAS SÃO LEVADAS PARA ZONA NORTE

Tempo de leitura: 2 minutos

Retirada de pedras e areia é possível com a fase final das obras da Nova Ponte || Foto José Nazal

Começou na tarde desta terça-feira (14) a retirada da areia e das pedras do caminho de serviço do acesso norte da nova ponte que ligará o Centro e a Zona Sul de Ilhéus. A retirada significa a chegada à etapa de conclusão da obra executada pela construtora OAS. Também já está sendo instalada a estrutura de iluminação cênica.

As pedras estão sendo levadas para o São Domingos, informou ao PIMENTA o vice-prefeito e membro da Comissão de Acompanhamento da Obra, José Nazal. Também nesta terça, começou a ser desmontada a estrutura de andaimes do pilar central que dá sustentação aos estais (cabos) e à ponte.

Pedras e areia usadas na obra são retiradas e levadas para São Domingos || Fotos José Nazal

José Nazal disse ao site que a obra está seguindo o último cronograma apresentado à comissão e a ponte poderá ser inaugurada dentro do prazo anunciado pelo governador Rui Costa. Segundo o gestor baiano, a solenidade de inauguração será em março. Presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, não é descartada.

A obra tem investimento de aproximadamente R$ 98 milhões, bancada pelo Governo Baiano e financiamento do BNDES e Banco do Brasil. Além da ligação do centro e com o sul do município, também estão sendo construídas pistas nos dois extremos da ponte para facilitar o acesso e evitar os tradicionais engarrafamentos, principalmente em horários de pico.

BLOQUEIOS JUDICIAIS CONTRA A OAS ATRASAM OBRA DA NOVA PONTE DE ILHÉUS

Tempo de leitura: 2 minutos

Nova ponte pode não ser entregue em 2019 || Foto José Nazal/Reprodução Instagram

Nesta segunda-feira (17) vence o prazo dado pelo governador Rui Costa para que a OAS entregue o cronograma final de execução das obras da ponte estaiada de Ilhéus. Segundo ele, caso a obra não seja concluída ainda em 2019, o contrato com a construtora será rompido. “Eles chegaram cogitando a possibilidade de não entregar neste ano. Se eles não entregarem cronograma até dia 17, não ficarão na obra”, disse Rui.

O governador deseja inaugurar a nova ponte ainda neste ano. “O povo está ansioso e não podemos ter mais um verão sem a ponte de Ilhéus estar funcionando”, afirmou. Ao ser questionado pelo PIMENTA durante visita ao sul da Bahia, o governador baiano disse que a questão não é financeira. “Ao contrário, eles não estão conseguindo produzir o suficiente para eu pagar. Dinheiro tem”, assinalou.

Rui, porém revelou a origem do problema, na OAS: bloqueios judiciais. “Eles têm problemas judiciais [empresa está em recuperação judicial]. Às vezes, não conseguem receber porque tem ordem judicial de sequestro de dinheiro na conta deles. Então, nunca foi problema de pagamento do governo do estado. Às vezes, é problema porque eles não podem receber o dinheiro por questões judiciais”, afirmou.

No último levantamento divulgado pela engenharia da OAS, 65% do projeto havia sido executado até o final de maio. Até agora, dois cabos de estaio que darão sustentação à estrutura da nova ponte foram instalados. A previsão é de que os mais de 40 cabos devem ser instalados até agostou ou setembro. Além disso, ainda existem as obras viárias nas duas extremidades da ponte, na região central de Ilhéus e na zona sul, onde ainda serão desapropriados vários imóveis. Atualizado às 12h03min.

INSATISFEITO, RUI DIZ QUE VAI DAR “APERTO” NA OAS PARA CONCLUIR PONTE EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Rui Costa, ao centro, durante visita à obra, em 2018 || Foto Manu Dias/Arquivo

Nesta semana, Rui Costa voltou a criticar a lentidão da empreiteira OAS na execução das obras da ponte estaiada que ligará o centro e a zona sul de Ilhéus. Durante bate-papo, ele respondeu a internauta dizendo que iria dar um aperto na OAS para a construtora definir a data de inauguração.

O atraso na obra chega a quase um ano. O prazo inicial de entrega era setembro do ano passado. Até agora, o projeto está 65% executado, conforme dados apresentados pela própria empreiteira.

– Estou marcando uma reunião com a empresa, semana que vem, para dar um aperto e ela possa cravar, aí, a data de inauguração – disse o governador.

Após falar em apertar a OAS, Rui mostrou imagens do pilar principal de sustentação dos estaios (cabos de aço) da nova ponte. Os cabos vão sustentar as placas de concreto, que, segundo ele, começam a ser colocadas nos próximos dias.

EXCLUSÃO

A insatisfação com o andamento da obra não é de agora. Durante visita técnica no início do ano passado, Rui cobrou mais celeridade. Já no segundo semestre de 2018, chegou a ameaçar com a exclusão da OAS da obra (relembre aqui). Passados 10 meses, a obra avançou de 50% para 65% de estágio de conclusão. As previsões mais otimistas falam em entrega em dezembro deste ano.

Back To Top