skip to Main Content
13 de maio de 2021 | 01:42 pm

UFSB ABRE 395 VAGAS EM 11 NOVOS CURSOS NOS TRÊS CAMPI

UFSB abre vagas para ingresso em cursos de graduação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB)deve publicar, na segunda-feira (14), edital de seleção para novos cursos no segundo ciclo nos campi de Itabuna, Teixeira de Freitas e Porto Seguro. Serão ofertadas 395 vagas.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, os estudantes terão as aulas iniciadas em  22 de fevereiro de 2021, conforme calendário acadêmico suplementar excepcional de 2020. As vagas são em 11 novos de bacharelados (confira a lista desses cursos e suas respectivas vagas em leia mais).

Além das vagas, os critérios para concorrência aos cursos novos também foram aprovados. A exigência de que o estudante tenha concluído um dos cursos interdisciplinares de primeiro ciclo da UFSB foi adotada pela maioria dos cursos de 2o ciclo, abrindo um leque maior de possibilidades para os candidatos dos bacharelados (BIs) e das Licenciaturas (LIs).

Apenas três cursos possuem critérios de seleção mais específicos (Biomedicina, Engenharia de Aquicultura e Recursos Hídricos e Engenharia Sanitária e Ambiental), em função das exigências da área de formação.

Leia Mais

GOVERNO LANÇA EDITAL PARA NOVOS CURSOS DE MEDICINA; BAHIA TERÁ 4 FACULDADES

Tempo de leitura: 3 minutos

medico

– Na Bahia, Brumado, Irecê, Euclides da Cunha
e Senhor do Bonfim estão entre selecionadas

O segundo edital de chamamento para municípios que poderão receber cursos particulares de medicina foi lançado hoje (2), como parte do Programa Mais Médicos. Foram escolhidos 22 municípios dentro da estratégia de equilibrar regionalmente o número de médicos por habitantes, levando faculdades para locais de difícil fixação desses profissionais.

O edital prevê a abertura de 1.887 vagas nas 22 cidades pré-selecionadas, em oito estados do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste. Todos os municípios apontados têm relação de vagas em cursos de medicina por 10 mil habitantes inferior a 1,34, e o índice de médicos por mil habitantes é menor que 2,7. A medida é uma parceria entre os ministérios da Saúde e da Educação.

As prefeituras pré-selecionadas que tiverem interesse em receber a faculdade devem confirmar participação entre os dias 13 e 24 deste mês pelo endereço eletrônico http://simec.mec.gov.br. Depois disso, o governo fará vistoria para saber se o local apresenta a infraestrutura necessária a um curso de medicina. O resultado será divulgado no dia 31 de julho e só então as instituições interessadas se candidatarão a abrir faculdade nos locais.

Antes de esse sistema ser adotado, a abertura de vagas privadas de medicina era proposta pelas instituições de ensino, que indicavam onde queriam abrir faculdade. Com o novo modelo, adotado pelo Programa Mais Médicos, é o governo quem indica onde tem interesse em abrir vagas. Em seguida, as faculdades se candidatam.

“Em vez de perguntar para a instituição privada onde ela quer abrir escola de medicina, o governo, com base em estudos técnicos, avaliando as necessidades e com critérios objetivos, identifica quais cidades e regiões precisam de novas vagas de medicina e têm condições técnicas [de receber o curso]”. explicou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

Leia Mais
Back To Top