skip to Main Content
4 de julho de 2020 | 02:30 pm

“NUNCA MAIS O DESPOTISMO REGERÁ NOSSAS AÇÕES”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma Bahia livre do despotismo, dos tiranos, um estado de povo vibrante, guerreiro. Eis, em vídeo – e mais uma vez, a interpretação de Tatau e da Orquestra Neojibá, além de alunos da rede estadual de ensino, para o Hino da Bahia, o Hino ao 2 de Julho.

Confira em vídeo.

ORQUESTRA NEOJIBA FARÁ TURNÊ PELO NORDESTE

Tempo de leitura: 2 minutos
Orquestra Neojiba terá patrocínio da Cielo em turnê pelo nordeste.

Orquestra Neojiba terá patrocínio da Cielo em turnê pelo nordeste.

Uma das mais bem-sucedidas experiências na área cultural e de inclusão social na Bahia, a Neojiba ganhou patrocínio de R$ 900 mil da Cielo para apresentações da orquestra juvenil Castro Alves (OCA) por sete capitais nordestinas. A turnê inclui apresentações em Aracaju, Maceió, João Pessoa, Recife, Natal e Fortaleza.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (21), durante ensaio no TCA, quando foi assinado o contrato entre o programa e a empresa. Com a presença do secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Geraldo Reis, do maestro Ricardo Castro e do vice-presidente da Cielo, Manoel Pinto de Souza, entre outros executivos da empresa e do Banco do Brasil, os jovens apresentaram algumas peças que serão levadas à turnê.

“O primeiro desafio da turnê começa hoje”, exclamou Cássio Bittencourt, 22 anos, maestro da OCA, diante da plateia repleta de autoridades públicas. Ele se referia à execução da obra Abertura Festiva, de Shostakovich, que será apresentada durante a Turnê Nordeste e considerada um dos principais desafios para o grupo.

Ao apresentar a OCA aos convidados presentes no ensaio, o maestro Ricardo Castro, idealizador do programa, lembrou que os músicos da OCA são a primeira formação dentro do programa Neojiba. “A OCA é nosso orgulho. Vocês são realmente o retrato fiel do Neojiba, o resultado do nosso trabalho”, disse.

O Neojiba é um projeto de excelência do Governo do Estado, criado em 2007 por iniciativa do maestro Ricardo Castro, na gestão do ex-governador Wagner, e que ganha força na atual gestão do governador Rui Costa, com a ampliação do projeto Neojiba nos Bairros, que leva música e cidadania para meninos e meninas em condição de vulnerabilidade social nas áreas de Bases Comunitárias de Segurança no Estado.

O HINO DA BAHIA!

Tempo de leitura: < 1 minuto

Há quatro anos, o governador Jaques Wagner sancionou lei que tornou o Hino ao 2 de Julho oficial da data magna baiana. A letra sofreu pequenas alterações e ganhou uma interpretação especial da Orquestra Neojibá e cantor Tatau.
A data magna baiana é considerada a consolidação da independência brasileira na Bahia. Mesmo após o ato de Dom Pedro I em 7 de setembro de 1822, homens do exército português resistiam. Foram finalmente expulsos em 2 de julho de 1823.
Há mais de dois anos, a execução do hino é obrigatória em eventos esportivos no Estado, após sanção de lei do deputado estadual Rosemberg Pinto. Clique no play e confira a interpretação da Neojibá e Tatau para o Hino da Bahia.

Back To Top