skip to Main Content
5 de março de 2021 | 10:00 am

MORADORES VÃO AO MP PARA COBRAR PAVIMENTAÇÃO DO MANOEL LEÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Dirigentes acionaram município para que bairro seja contemplado.

Dirigentes acionaram município para que bairro seja contemplado.

A Associação de Moradores do Manoel Leão, em Itabuna, entrou com representação no Ministério Público Estadual (MP-BA) para que o bairro seja, novamente, incluído nas localidades beneficiadas pelas obras do PAC 2, o Pacão. O bairro havia sido excluído em 2014.

De acordo com informações, o município devolveu R$ 48 mil ao Ministério das Cidades por causa da paralisação das obras. A diretoria da associação chegou a se reunir com o atual secretário de Desenvolvimento Urbano, Patrick Olbeda, mas não houve retorno.

Segundo os representantes do bairro, o Manoel Leão foi excluído porque não tinha força política à época.  A representação foi entregue à promotoria pelos dirigentes Salvador Pereira, que preside a associação de moradores, Matheus Cunha, Maurício dos Santos, Murilo dos Santos e Reinaldo Macedo.

Obra de R$ 34 milhões contemplava bairro, que foi excluído.

Obra de R$ 34 milhões contemplava bairro, que foi excluído.

O “PACÃO” PAROU

Tempo de leitura: < 1 minuto
Obras do PAC estavam sendo executadas em seis bairros (Foto Divulgação).

Obras do PAC estavam sendo executadas em seis bairros (Foto Divulgação).

Mais uma dor de cabeça para o prefeito Claudevane Leite. As obras de saneamento e urbanismo em seis bairros da zona oeste, dentre eles Nova Itabuna e Maria Matos (Rua de Palha), estão paralisadas há quase dois meses.

O PAC II (Pacão) começou em 2011 e sofreu paralisação, após a quebradeira da GDK. Vane negociou com a Caixa Econômica e uma outra construtora tocava a obra desde o ano passado. Parou em dezembro e não foi retomada.

Depende do governo federal liberar o ca$calho.

Back To Top