skip to Main Content
17 de maio de 2021 | 12:57 am

SEGUNDO ROUND

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rui Costa e Souto tabelaram com Lídice e nanicos.

Rui Costa e Souto tabelaram com Lídice e nanicos.

Poucos são os políticos que apostam no encerramento da disputa ao Palácio de Ondina já no domingo (5). O sentimento é de segundo turno entre Paulo Souto (DEM) e Rui Costa (PT). E não é por causa da pesquisa Babesp (Datanilo), que não é levada a sério pelo democrata e recebeu ‘gracejo’ do petista (“estou melhor que o informado”).
Ainda falando desse sentimento de segundo round na disputa de 2014, os dois candidatos evitaram confronto direto no debate de ontem na TV Bahia de ACM “O” Neto. Quando tinham a chance de perguntar, tanto Souto como Rui procuravam Lídice da Mata (PSB) ou os representantes dos “nanicos” (Marcos Mendes-PSOL e Da Luz-PRTB).
Lídice gostou de ser acionada tantas vezes, pois ganhou evidência. Aos outros dois, conveniências. A subida de intenções de voto em Lídice significa garantia de novo round.
Por enquanto, apenas uma certeza: o favoritismo de Souto ficou no passado. Outra, bem relativa, é que a chave para assegurar a vitória no primeiro turno (ainda) está nas grandes.
Em tempo, a última pesquisa antes da eleição estadual será a do Ibope. A divulgação está prevista para o próximo sábado, no BA-TV (Rede Bahia). Não se espante, caro leitor, se houver um “senhor” ajuste nos números.

"COLADOS" NA HORA DO VOTO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Geddel, Souto e Neto votam pela manhã, em Salvador. Vice não acompanha trio (Foto Valter Pontes).

Geddel, Souto e Neto votam em Salvador. Vice não acompanha trio (Foto Valter Pontes).

O candidato a governador da Bahia pelo DEM, Paulo Souto, votará acompanhado do seu candidato ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB), e do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), segundo divulgou a assessoria da campanha há pouco.
Souto votará às 9h, na Escola Pedro Calmon, no Jardim Armação. Às 10h, Geddel vota no Colégio Antônio Vieira (Garcia). O último a votar será o prefeito, às 11h, na Faculdade de Administração da Ufba, no Vale do Canela.
A assessoria, porém não informou o roteiro do vice na chapa de Souto, Joaci Góes (PSDB), no dia da eleição.

PAULO SOUTO E RUI COSTA EMPATAM EM PESQUISA BABESP

Tempo de leitura: 2 minutos
Rui empata com Souto, enquanto Lídice oscila para 6,16%.

Rui empata com Souto, enquanto Lídice oscila para 6,16%.

A nova pesquisa do Instituto Babesp revela empate entre os dois principais candidatos na corrida ao Palácio de Ondina. Paulo Souto (DEM) oscilou de 37% para 35,05%, enquanto Rui Costa (PT) cresceu sete pontos percentuais, saltando de 27%  para 34,15%.
A pesquisa traz ainda Lídice da Mata (PSB) com 6,16% das intenções de voto. Renata Mallet (PSTU) atinge 0,55%, Da Luz (PRTB) vai a 0,5% e Marcos Mendes (PSOL) fica com 0,35%.
De acordo com a pesquisa, o percentual de indecisos atinge 14,52%. O índice de brancos e nulos fica em 8,71%.
RUI À FRENTE COM “PADRINHOS”
A pesquisa mostra Rui Costa com 37,76% das intenções de voto quando apresentado com o apoio do ex-presidente Lula, Dilma Rousseff e Jaques Wagner.
Paulo Souto cai para 32,65% quando associado a Aécio Neves (PSDB) e ACM Neto (DEM).
Lídice ganha pouco quando associada à presidenciável Marina Silva (PSB): 6,76%. Mallet cai a 0,4% quando apresentada com Zé Maria.
Da Luz fica com 0,35% com Levy Fidélix. Marcos Mendes tem 0,25% com o apoio da presidenciável Luciana Genro, também do PSOL.
Neste cenário, o percentual de branco e nulo vai a 9,01% e o de indecisos, 12,77%.
SEGUNDO TURNO
A pesquisa mostra Rui numericamente à frente de Souto na disputa em eventual segundo turno: 40% a 37%.
A pesquisa foi feita no período de 24 a 29 de setembro com 2 mil eleitores em 85 municípios baianos. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) sob o protocolo 00028/2014.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Tempo de leitura: 2 minutos

Diante da acusação de censura prévia de propaganda eleitoral apontada por representantes do partido Democratas (DEM) em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (29/9), o juiz Cláudio Césare Braga Pereira, membro do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), esclarece:
· Não se pode confundir a liberdade de imprensa com a liberdade assegurada à propaganda eleitoral. Enquanto no primeiro caso não é permitida a censura prévia, no segundo, a própria legislação eleitoral prevê a suspensão da publicidade quando esta incorrer em excessos ou abusos;
· Dos 13 mandados de segurança impetrados no TRE-BA de 23 de setembro até o último domingo (28/9), semana em que atuei como Juiz plantonista, 11 foram de autoria das coligações do PT e duas do DEM, daí a maior parte das decisões tratarem dos candidatos petistas. O mesmo entendimento que levou à supressão de parte da propaganda do DEM justificou também a decisão quando foi requerida a supressão de parte da propaganda do PT;
· Durante o plantão, dos 11 processos requeridos pelo PT, deferi liminar em sete, ao passo que, das duas propostas pelo DEM, deferi ambas;
· As 13 decisões de minha autoria foram proferidas no plantão porque, se assim não o fossem, perderiam a efetividade, já que as propagandas seriam veiculadas no dia seguinte. O plantão é semanal e realizado justamente para isso: julgar demandas urgentes que cheguem à Justiça Eleitoral fora do expediente, nos feriados e fins de semana. Ainda que a madrugada esteja incluída neste período, é válido ressaltar que as liminares mencionadas só foram concedidas antes da meia-noite, diferentemente do que afirmado pela agremiação;
· Embora tenham sido proferidas 11 decisões relacionadas ao PT, todas elas se referem a uma única propaganda. Ocorre que, apesar de ser uma mesma propaganda, ela é repetida várias vezes, ensejando a chegada de diversos processos no TRE-BA, procedimento operacional que não depende do magistrado;
· As decisões não proibiram a referência, na propaganda, à matéria da Veja. Apenas determinou que trechos da propaganda do DEM fossem suprimidos da mesma maneira que determinou que trechos da propaganda do PT fossem retirados.
Ao longo do processo eleitoral, proferi diversas decisões, a favor e contra ambas as candidaturas, não havendo porque se falar em  privilégio de uma em detrimento da outra. Enfatizo que as minhas decisões têm buscado seguir uma linha de coerência. O mesmo entendimento que adotei para retirar trechos da propaganda quando o pedido foi feito pelo candidato Rui Costa, usei quando o pedido partiu do candidato Paulo Souto. Ambos os candidatos tiveram o mesmo tratamento.

SOUTO ACUSA JUDICIÁRIO DE "CENSURA"; RUI VÊ ESTRATÉGIA COMO INTIMIDAÇÃO

Tempo de leitura: 2 minutos
Souto fala em "censura prévia" ao DEM em denúncia contra judiciário.

Souto fala em “censura prévia” ao DEM em denúncia contra judiciário.

Paulo Souto, ACM Neto e Geddel Vieira Lima se reuniram em coletiva hoje para espinafrar a Justiça Eleitoral. O trio acredita que o judiciário está pendendo para o outro lado na disputa eleitoral de 2014. O outro lado, no caso, é a candidatura do petista Rui Costa.
Acusam um juiz eleitoral, Cláudio Cesare Braga Pereira, de fazer censura prévia a material do DEM que vincula candidatos petistas ao Instituto Brasil, de Dalva Sele Paiva. A campanha de Souto utilizou nos comerciais exibidos nos intervalos da programação das emissoras abertas e no horário eleitoral acusações publicadas na Revista Veja. Dalva acusa sem apresentar provas, o que levou o juiz a vetar as inserções.
A campanha de Souto diz que vai ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Vamos formalizar uma reclamação constitucional, alegando descumprimento da lei, ao Tribunal Superior Eleitoral sobre o mecanismo de censura prévia ao qual estamos sendo submetidos nessa fase final da campanha”, disse o candidato ao governo pela quinta vez.
O candidato do DEM desconfia das ligações do juiz Cláudio Cesare com o PT. Isso, porque o magistrado é genro do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), o itabunense Jorge Hage.
RUI DIZ QUE SOUTO QUER INTIMIDAR JUDICIÁRIO
À estratégia do DEM, o comando da coligação do petista Rui Costa reagiu. Emitiu nota em que classifica a estratégia como tentativa de intimidar o judiciário. “O comportamento dos candidatos do DEM, da oposição e do prefeito de Salvador, quando tecem críticas e lançam suspeição sobre o Poder Judiciário da Bahia, além de ser uma falta de respeito a um poder constituído, revela o incômodo desse grupo de conviver com o processo democrático e nada mais é que uma tentativa de intimidar a Justiça”, cita a nota.
A coligação petista classifica a denúncia de Dalva Sele de “armação eleitoreira” que a Justiça não aceitou. “…E eles reagiram da forma que sabem fazer, agredindo àqueles que deles divergem. A independência dos poderes e o respeito a cada um deles formam um dos sustentáculos da democracia, o que esse grupo não entende porque tem na sua origem a prática contumaz da imposição e da subserviência”.

DECEPÇÃO DE SOUTO EM CANAVIEIRAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Paulo Souto (DEM) fez comício ontem (28) à noite em Canavieiras, no sul da Bahia. Apesar do reforço de Geddel Vieira Lima (PMDB), candidato ao Senado, Souto saiu contrariado da Terra do Caranguejo por causa da praça esvaziada durante o ato político, mesmo tendo atraído eleitores da vizinha Una.
Comenta-se em Canavieiras que o fiasco tem a ver com a ausência de Souto na cidade. O ex-governador, segundo comentários, virou as costas para a cidade que antes ele dizia ser sua terra. Até mesmo a casa da família foi abandonada.
Curiosamente, Lúcio Vieira Lima, deputado federal e candidato à reeleição, fez caminhada e carreata na noite anterior. Estava acompanhado do prefeito Almir Melo (PMDB). Almir, como se sabe, apoia os irmãos Vieira Lima, mas faz campanha para outro candidato a governador, o petista Rui Costa.

Público acompanha Souto em comício em Canavieiras.

Público acompanha Souto em comício em Canavieiras (cartazes atrapalham visão).

Imagem do palanque enquanto discursa o ex-ministro Geddel. No detalhe da seta, vereadora aparece sentada após sofrer acidente.

Atualização às 23h.

SOUTO PROMETE NOVO HOSPITAL E MATERNIDADE EM FEIRA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Souto, de verde, participa de carreata em Feira (Foto Valter Pontes).

Souto, de verde, participa de carreata em Feira ao lado de Geddel, Neto e José Ronaldo (Foto Valter Pontes).

O candidato a governador da Bahia pelo DEM, Paulo Souto, prometeu a requalificação dos serviços públicos de saúde em Feira de Santana, ontem (25), em visita ao segundo maior colégio eleitoral do estado. Segundo ele, será implantada uma maternidade em dois dos andares “ociosos” do Hospital da Criança.
Souto ainda prometeu apoio à Santa Casa de Misericórdia e a construção de um novo hospital geral para atender a Região Metropolitana de Feira. Ontem, o candidato promoveu carreata ao lado do candidato ao Senado, Geddel Vieira Lima (PMDB), e dos prefeitos ACM Neto (Salvador) e José Ronaldo (Feira).
Para o ex-governador, que disputa o Palácio de Ondina pela quinta vez, o governo petista “interrompeu” o desenvolvimento industrial de Feira. “Vamos trabalhar para que novas empresas venham se instalar aqui”. Outra promessa de Souto foi antecipar a construção de terceira pista da BR-324, que liga Feira à Região Metropolitana de Salvador.

GEDDEL COBRA SOUTO: POR QUE NÃO FEZ?

Tempo de leitura: < 1 minuto

A eleição de 2014 colocou Geddel Vieira Lima e Paulo Souto no mesmo campo, mas em 2010 os dois eram adversários, ambos candidato ao governo baiano em eleição vencida pelo petista Jaques Wagner. Hoje Geddel disputa vaga ao Senado e Souto ao governo em uma mesma chapa.
A campanha de Otto Alencar, que disputa vaga ao Senado pelo PSD, buscou em 2010, em debate promovido pela Band, ataques do peemedebista a Paulo Souto. O tema era (e continua sendo) sensível: a segurança pública. Geddel relembra como era a segurança pública no período do democrata. O vídeo está sendo usado, constantemente, nas inserções durante a programação das emissoras de televisão.

IBOPE/REDE BAHIA: SOUTO TEM 43%, RUI ATINGE 27% E LÍDICE TEM 7%

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rui atinge 27%, Souto oscila para 43% e Lídice vai a 7%.

Rui atinge 27%, Souto oscila para 43% e Lídice vai a 7%.

O Ibope divulgou nova pesquisa de intenções de voto na corrida ao governo baiano. Encomendado pela Rede Bahia, o levantamento traz Paulo Souto (DEM) com 43% das intenções de voto e Rui Costa (PT) com 27%.
Na última pesquisa, Souto estava com 46% e Rui com 24%.
Lídice da Mata (PSB) saiu de 6% para 7%. Marcos Mendes (PSOL) tem 1%, assim como Renata Mallet (PSOL). Da Luz (PRTB) não pontuou.
O percentual de brancos e nulos oscilou de 10% para 11% e o de indecisos se manteve em 11%.
A pesquisa também aferiu a rejeição aos candidatos, quesito liderado pelo democrata Paulo Souto, com 26%. Rui tem 23%, Lídice aparece com 22%, Da Luz tem 21%, Marcos Mendes tem 14%, e Renata Mallet, 15%.
SEGUNDO TURNO
O Ibope também testou cenário de segundo turno entre Paulo Souto e Rui Costa. Souto vai a 46% e Rui atinge 31%.
A pesquisa ouviu 1.512 eleitores no período de 21 a 23 de setembro e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob protocolo 00763/2014. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais.

BABESP APONTA SEGUNDO TURNO NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rui Costa, Paulo Souto e Lídice da Mata: 28%, 37% e 9% em pesquisa.

Rui Costa, Paulo Souto e Lídice da Mata: 28%, 37% e 9% em pesquisa.

Nova pesquisa do Instituto Babesp aponta que a eleição na Bahia poderá ser decidida apenas no segundo turno. Levantamento feito de 16 a 21 de setembro traz Paulo Souto (DEM) com 37%, Rui Costa (PT) com 28% e Lídice da Mata (PSB) com 9%.
O percentual dos candidatos Renata Mallet (PSTU), Marcos Mendes (PSOL) e Da Luz (PRTB) não foi divulgado. Como a soma dos candidatos Rui e Lídice dá, exatamente, o percentual de Souto (37%), haveria segundo turno, levando-se em conta intenções de voto nos demais adversários.
Na modalidade espontânea, Souto aparece com 20,1% e Rui com 14%. Lídice tem 2,1%, segundo o Babesp.
SEGUNDO TURNO
O instituto testou cenário de segundo turno entre Paulo Souto e Rui Costa. O democrata venceria por 42% a 36%.
O Babesp também aferiu intenções de voto à disputa presidencial. Dilma Rousseff (PT) aparece com 53% e Marina Silva (PSB) com 26%. Aécio Neves (PSDB) atinge 10%. Pastor Everaldo (PSC) soma 1%, enquanto Luciana Genro, Rui Pimenta e Eduardo Jorge têm, cada um, menos de 1%.
A pesquisa ouviu 2 mil eleitores e foi registrada sob protocolo BA-00021/2014.

DIRIGENTE DA ABI RELEMBRA ASSASSINATOS DE JORNALISTAS NA DÉCADA DE 90

Tempo de leitura: 2 minutos
Leal foi morto a tiros quando chegava em casa, perto do Batalhão da PM e do Complexo Policial.

Leal foi morto na porta de casa, perto do Batalhão da PM e do Complexo Policial.

A morte de onze profissionais de imprensa na década de 90 foi lembrada pelo vice-presidente da Associação Baiana de Imprensa (ABI), Ernesto Marques. “Foi um período sombrio para os jornalistas e radialistas da Bahia”, diz, enfatizando que o tema violência vem sendo largamente explorado pelo DEM na campanha de Paulo Souto. A Bahia era governada pelo falecido senador ACM e Paulo Souto no período dos crimes.
Dentre os casos mais nebulosos não esclarecidos pela polícia está o do jornalista e proprietário do Jornal A Região, Manoel Leal, em 14 de janeiro de 1998. Apesar de todas as evidências deixadas pelos criminosos, a polícia não foi capaz de prender aos mandantes. O assassinato ocorreu em uma noite numa rua entre o Batalhão da Polícia Militar e o Complexo Policial de Itabuna.
A maioria dos crimes contra profissionais de imprensa foi de mando, ressalta Ernesto. Os assassinatos ocorreram quando o radialista ou jornalista fazia denúncias de corrupção envolvendo políticos ligados ao carlismo.
Além de Leal, Ernesto cita os crimes cometidos contra os radialistas Ivan Rocha, em Teixeira de Freitas, e Ronaldo Santana, em Eunápolis.
– O corpo de Ivan Rocha não foi encontrado até hoje e nos casos de Ronaldo Santana e Manuel Leal investigações mal feitas impediram que se chegassem aos mandantes, porque a regra era a impunidade – diz Ernesto.
Entidades como o Comitê de Proteção aos Jornalistas (EUA) , Sociedade Interamericana de Imprensa (EUA) e Repórteres Sem Fronteiras (França) cobraram oficialmente a apuração dos crimes, mas o governo carlista ignorou os pedidos.
– A liberdade de expressão inexistia e quem se atrevia a denunciar sofria ameaças e em alguns casos pagava com a vida. Não podemos retroceder diante dos avanços que conquistamos com Wagner. Hoje a Bahia tem uma imprensa livre e o direito de opinião é respeitado – afirma Ernesto Marques.

ROSEMBERG DEFENDE RUI E DIZ QUE SOUTO PRECISA EXPLICAR CASO ILHA DO URUBU

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rosemberg defende Rui Costa.

Rosemberg defende Rui Costa.

Líder do PT na Assembleia Legislativa, o deputado Rosemberg Pinto afirmou que já estava demorando a oposição baiana tentar alguma “jogada eleitoral suja” nesta campanha, referindo-se à reportagem publicada pela Revista Veja, envolvendo o Instituto Brasil.
– Isto, além de uma denúncia eleitoreira, apenas para ser usada na propaganda eleitoral, é a mais clara demonstração do desespero de quem está vendo que vai perder mais uma eleição no primeiro turno – disse Rosemberg.
O parlamentar disse que conhece Rui Costa há mais de 30 anos e por isto mesmo a bancada aliada não teme a ameaça de criação de uma CPI, como foi dito pelo deputado estadual Elmar Nascimento.
– Nós não temos medo de CPI, porque Rui é uma pessoa limpa, honesta e que nunca teve seu nome envolvido em denúncias, ao contrário do ex-governador Paulo Souto, que tem no seu histórico o caso da Ilha do Urubu (extremo sul da Bahia), que nunca foi devidamente explicado.

IMAGEM DE SOUTO FICA POR MAIS DE 24H NO AR NA TV OESTE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Emissora da família de ACM Neto exibe imagem positiva de Paulo Souto, congelada, por quatro dias (Reprodução/Folha).

Emissora da família de ACM Neto exibe imagem positiva de Paulo Souto, congelada, por quatro dias (Reprodução/Folha).

A TV Oeste (afiliada da Rede Globo na Bahia) ficou ao menos um dia com exibindo imagem congelada do candidato ao governo baiano pelo DEM, Paulo Souto. A Rede Bahia diz que a falha ocorreu entre terça (16) e a tarde de quarta (17), período em que a imagem de Souto foi exibida ininterruptamente, informa a Folha de São Paulo.
Porém, adversários reclamam que a imagem congelada ficou no ar quatro dias. Conforme posicionamento da emissora, ocorreu falha técnica no equipamento receptor de sinal de satélite em Bom Jesus da Lapa.
A falha teria sido corrigida ontem à tarde, quando equipe da TV Oeste deslocou-se ao município. O sinal atinge, ainda, o município de Sítio do Mato.
O caso ganhou contornos políticos porque a Rede Bahia é da família do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM). O gestor soteropolitano é o principal cabo eleitoral de Paulo Souto.
O PT, de Rui Costa, e o PSB, de Lídice da Mata, informaram que acionarão a Rede Bahia na justiça eleitoral. Carlos Medrado, advogado do PSB baiano, disse à Folha que o fato de a imagem ficar por tanto tempo no ar, congelada, não foi equívoco, mas ação deliberada. Confira vídeo.

TRABALHANDO A REJEIÇÃO AO PT

Tempo de leitura: < 1 minuto

Poucas horas após a caminhada de Paulo Souto (DEM) e Aécio Neves (PSDB), carros de som ocuparam o centro de Itabuna com uma “homenagem” ao PT.
Era uma paródia de Pode chorar, de Jorge e Mateus.
O refrão: “Pode chorar, mas eu não voto no PT”.

EM ITABUNA, AÉCIO CRITICA "FUGA DE EMPREGOS" E "APARELHAMENTO DA MÁQUINA"

Tempo de leitura: 2 minutos
Aécio critica condução econômica e corrupção (Foto Pimenta).

Aécio critica condução econômica e corrupção (Foto Pimenta).

O presidenciável tucano Aécio Neves encerrou a sua rápida visita a Itabuna, no sul da Bahia, hoje (18), com um discurso crítico à condução da economia brasileira e à corrupção. Ele enxerga “recessão na economia e fuga de empregos” no país.
O candidato do PSDB também fez críticas à corrupção no governo central. “Há movimentação na sociedade brasileira de que o que está aí não dá mais”, disse, para completar: “chegou a hora da virada”. Aécio é o terceiro na disputa presidencial, atrás de Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB).
O tucano seguiu a linha de discurso do prefeito de Salvador, ACM Neto, que conclamou os eleitores democratas e tucanos a “varrer o PT da Bahia e do Brasil”. Já Aécio, disse que o eleitor deveria ajudar Souto a tirar o Partido dos Trabalhadores do comando do governo baiano. “E me ajudem a tirar o PT do Brasil”.
Aécio citou Antônio Carlos Magalhães, Tancredo Neves e Jorge Amado em seu discurso. Lembrou do avô, Tancredo, e de ACM para dizer, repetindo o ex-senador baiano, que “na Bahia não se aceita canga (cangalha) de ninguém”. Era um estocada na campanha  casadinha petista Rui Costa-Dilma Rousseff.
SUCO DE CACAU
A visita rápida começou por volta das 11h30min, quando desembarcou em um heliponto às margens da rodovia que liga Ilhéus a Itabuna. Chegou ao Jardim do Ó, concentração para a caminhada, por volta das 11h50min.
O comício em cima de um trio elétrico durou pouco mais de vinte minutos. Falaram apenas ACM Neto, Paulo Souto (candidato ao governo baiano pelo DEM), Geddel Vieira Lima (candidato ao Senado pelo PMDB) e Aécio.
Logo após os discursos, o presidenciável tucano parou em uma lanchonete em frente à Praça Adami para tomar um suco de cacau preparado pela lenda Aldo Santos Cerqueira. De graça. Após a bebida, saudou eleitores e partiu em uma van, acompanhado da chapa majoritária e alguns candidatos a deputado.

Back To Top