skip to Main Content
12 de agosto de 2020 | 06:32 am

PLANSERV RESCINDIRÁ CONTRATO COM 74 PRESTADORES DE SERVIÇOS PRECÁRIOS

Tempo de leitura: 2 minutos
Prestadores ruins de serviços terão contratos rescindido

Prestadores de serviços ruins terão contratos rescindido

O Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais (Planserv) está notificando 74 prestadores credenciados da rede por descumprimento de regras contratuais. Depois da notificação, o próximo passo será a rescisão do contrato por descumprimento legal.

Na apuração realizada pela equipe técnica especializada do Planserv foram constatadas situações como infraestrutura inadequada do estabelecimento, irregularidades na cobrança de procedimentos e interrupção unilateral do atendimento aos beneficiários da assistência.

A ação engloba clínicas, policlínicas e consultórios médicos, a maioria localizada em Salvador, e integra o processo de fortalecimento e modernização do plano, na medida em que combate a prática de fraudes e o desperdício de recursos. A coordenadora geral do Planserv, Cristina Cardoso, ressalta que os beneficiários que estão sendo atendidos nestes estabelecimentos poderão dar continuidade aos tratamentos em outros conveniados da assistência.

Ela destaca a importância das ações de controle do atendimento prestado pela rede credenciada. “Cuidamos da saúde de cerca de 505 mil vidas e nunca iremos admitir descaso com nossos beneficiários. Seguiremos sempre na direção de não permitir mau uso do recurso que eles investem e, portanto, estaremos sempre cobrando um atendimento dentro dos critérios exigidos em contrato com os prestadores”, afirma.

Leia Mais

VEREADOR CRITICA ATENDIMENTO DO PLANSERV EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Hilton Coelho recebeu queixa de usuários do Planserv em Itabuna

Hilton Coelho recebeu queixa de usuários do Planserv em Itabuna

Servidores públicos se queixam do mau atendimento do Planserv  – plano de saúde que atende ao funcionalismo estadual – em Itabuna. O mais curioso é que eles procuraram um vereador de Salvador para encaminhar sua reclamação.

Segundo a queixa recebida pelo vereador Hilton Coelho, do Psol de Salvador, o Planserv não possui médicos credenciados em psiquiatria e endocrinologia em Itabuna. Coelho diz que pacientes que pagam o Planserv e necessitam dessas especialidades são obrigados a viajar no mínimo 241 quilômetros, até Vitória da Conquista, para obter atendimento.

“Absurdo que em uma cidade do porte de Itabuna não disponha de nenhum psiquiatra que atenda aos requisitos do Planserv para credenciamento”, critica o vereador soteropolitano.  Coelho lembra que o Planserv não tem inadimplência, pois o desconto da mensalidade é feito diretamente no contracheque do servidor. “[Por isso], espera-se um serviço de melhor qualidade e com maior número de especialidades”, afirma.

"CARAVANA PLANSERV" ATENDE PRESTADORES E USUÁRIOS NO SUL DA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Planserv atenderá prestadores de serviço e beneficiários do sul da Bahia em uma caravana nesta quinta (7), em Itabuna. O atendimento começa às 8h30min, no Colégio Modelo de Itabuna, na Avenida J.S.Pinheiro, no Lomanto.
O plano de assistência à saúde de servidores públicos do Estado quer ampliar a rede de prestadores de serviço do plano no sul da Bahia, abrindo a caravana ao credenciamento de novos prestadores.
Para os usuários da operadora, o atendimento, além de esclarecer dúvidas, prestará informações e oferecerá serviços como inclusão e exclusão do plano, além da impressão do cartão definitivo dos beneficiários titulares e dependentes.

EMENDA GERA POLÊMICA NA CCJ DA ASSEMBLEIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

João Bonfim diz que emenda é inconstitucional

A emenda apresentada pelo deputado estadual Augusto Castro (PSDB) com o objetivo de incluir pais de servidores na cobertura do plano de saúde da categoria, o Planserv, gerou polêmica nesta terça-feira (22) na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa.

Contrário à proposta, o deputado João Bonfim (PDT), relator do projeto de lei 20.488, alega que a Constituição do Estado impede que os deputados apresentem proposições que gerem despesas para os cofres públicos. Outros sustentam que esta regra já foi quebrada anteriormente, inclusive por acordo entre Executivo e Legislativo.

Augusto Castro afirma que a inclusão dos pais dos servidores no Planserv é uma questão de justiça, já que muitos deles dependem economicamente dos filhos. Há ainda, segundo o parlamentar, o fato de que hoje já o servidor já pode incluir os netos no Planserv. “Por que não os pais?”, ele indaga.

Constitucional ou não, a emenda ganhou simpatia na casa. Na sessão da CCJ desta terça, vários deputados – do governo e da oposição – mostraram-se favoráveis à proposta.

DEPUTADO QUER PAIS DE SERVIDORES NO PLANSERV

Tempo de leitura: < 1 minuto

augusto-castro3Emenda apresentada pelo deputado estadual Augusto Castro (PSDB) ao projeto de lei 20.488, de autoria do Executivo, propõe que seja autorizada a inclusão dos pais dos servidores como dependentes no Planserv, plano de saúde do funcionalismo estadual.

Pela proposta, os pais poderão se beneficiar com a cobertura do plano desde que comprovada sua dependência econômica em relação ao filho servidor. O benefício seria concedido também em caso de invalidez.

“O acolhimento dessa proposição estará consolidando direitos e garantias que são fundamentais à saúde e vida do cidadão”, afirma o deputado. Ele acrescenta que a Agência Nacional de Saúde (ANS) admite a possibilidade de inclusão do grupo familiar em plano de saúde, até o terceiro grau de parentesco.

PSICÓLOGO FAZ PROTESTO EM HOSPITAL POR CIRURGIA DE URGÊNCIA DO FILHO DE 6 ANOS

Tempo de leitura: 2 minutos

Acorrentado, psicólogo protesta por filho de 6 anos que teve braço fraturado (Foto Pimenta).

O psicólogo Térsio Estrela decidiu acorrentar-se na entrada do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, para que a instituição e o plano de saúde Planserv liberem a cirurgia ortopédica de Matheus Estrela, 6 anos. A criança está internada desde o dia 2 no hospital, após ter fraturado o braço esquerdo ao cair de um brinquedo na escola.

Térsio promete encerrar o protesto quando o filho for submetido à cirurgia. “Essa é condição única. Meu filho está sofrendo muito”, disse, emocionado. Após a queda, Matheus foi levado para uma clínica ortopédica e, logo após, encaminhado ao Manoel Novaes.

O médico Alberto Lucas Bichara determinou que a cirurgia fosse feita imediatamente, na terça 2. Apesar do pedido de urgência, a criança aguarda faz uma semana. “Propus que se fizesse a cirurgia pelo SUS, mas a direção do hospital disse que não poderia porque o procedimento foi iniciado pelo Planserv”, reclama.

A cirurgia foi autorizada pelo plano de saúde somente hoje à tarde, 8, horas após Térsio iniciar o protesto.  Ainda hoje pela manhã, a direção do hospital sugeriu ao pai da criança que fosse feito um cheque-caução ou depósito de R$ 5 mil para garantir a cirurgia imediatamente.

Térsio diz que Matheus é criança ativa e praticante de capoeira. ”É capoeirista, gosta de montar bicicleta, patinar”, diz, deixando claro o temor de que a demora na cirurgia resulte em calcificação da área fraturada.

OUTRO LADO

A assessoria de comunicação da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, mantenedora do hospital pediátrico Manoel Novaes, informou que a cirurgia foi marcada para as 7h desta terça, 9.

A assessoria não confirma a exigência de cheque-caução ou transferência para realizar o procedimento particular. A cirurgia não foi feita antes, conforme a assessoria, por problemas na documentação enviada ao Planserv.

GOVERNO OBTÉM 39 VOTOS E CONSEGUE APROVAR MUDANÇAS NO PLANSERV

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo baiano usou o rolo-compressor e conseguiu aprovar limites no uso do plano de saúde dos servidores estaduais, o Planserv. A votação foi tensa e somente terminou nas últimas horas desta quarta (31) na Assembleia Legislativa.
Por 39 votos a 20, fica estabelecido limite de 12 consultas médicas por ano, bem como de consulta pré-natal, 24 consultas pediátricas e máximo de 10 atendimentos emergenciais. Os limites também alcançam exames simples (30). Com a mudança para plano co-participativo, acima desse limite, o usuário terá que pagar valores entre R$ 6,00 a R$ 10,00, não ultrapassando R$ 30,00.
O governo conseguiu impor as mudanças praticamente como queria, mas enfrentará ações judiciais da oposição, que alega inconstitucionalidade no projeto.
Os servidores estaduais prometem uma sequência de protestos contra o governo e até mesmo ações de boicote à prova da Stock Car, a principal competição automobilística do país. A corrida será neste domingo (4) em Salvador.

PROJETO DO GOVERNO LIMITA USO DO PLANSERV

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo baiano enviou à Assembleia Legislativa, em regime de urgência, um projeto para limitar o uso do plano de saúde do servidor, o Planserv. Com a alegação de que há abusos por parte de 5% de servidores e dependentes, o governo quer transformá-lo em plano co-participativo. Ou seja, o usuário teria uma cota anual e pagaria determido valor quando ultrapassasse esse limite.
O usuário pagaria R$ 6,00 a partir da sétima consulta, R$ 10,00 por exame – ou, no máximo, R$ 30,00/mês por pessoa, que terá direito a dez procedimentos ou exames, sendo que a cobrança adicional começaria com o uso acima desse limite. O projeto limita também até mesmo atendimento de emergência (seis por ano). Conforme o jornal A Tarde, a regra não vale para acompanhamento pré-natal, pediátrico e programas de prevenção. A medida do estado desagrada servidores estaduais.

Back To Top