skip to Main Content
11 de julho de 2020 | 08:33 am

TURISTA POLONESA É ESTUPRADA EM ITACARÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do G1

Um homem foi preso no município de Itacaré, região turística do sul da Bahia, suspeito de estuprar uma turista polonesa na madrugada deste domingo (11). De acordo com a delegada Andrea Oliveira, a vítima prestou denúncia logo após o suposto crime e o suspeito foi preso em flagrante dentro da própria casa, por volta das 6h, onde o estupro teria ocorrido.

A vítima tem 24 anos e estava na cidade há três semanas. De acordo com a delegada, a turista polonesa contou em depoimento que estava em um bar esperando alguns amigos e, sem que se desse conta, foi parar na casa do suspeito. “Ela desconfia que tenham colocado algo na bebida”, afirma.

Ainda em depoimento, a vítima explicou que recobrou a consciência na casa do suspeito. “Ela disse que, ao tentar evitar [o estupro], ele segurou e apertou o pescoço. É possível ver as marcas”, detalha a delegada.

De acordo com Andrea Oliveira, a vítima chorava muito ao chegar à delegacia e um tradutor foi chamado para auxiliar na oitiva. A turista polonesa indicou onde ficava a casa do suspeito – próxima ao bar onde ela se reunia com os amigos -, e a polícia efetuou a prisão em flagrante. “Na casa dele, encontramos um brinco dela”, disse.

Diante da prisão, a delegada conta que o suspeito negou o crime e disse que a relação sexual foi consentida pela polonesa. Após a prisão, ele foi encaminhado para a delegacia de Ilhéus, que fica a 72 quilômetros de Itacaré. A vítima passou por exames e foi liberada.

Conforme Andrea, o homem denunciado por estupro é natural de São Paulo e, conforme informações preliminares, está na cidade há pouco mais de quatro meses.

CARROS E CASAS SÃO INCENDIADOS APÓS A PRISÃO DE BANDIDO EM CAMACAN

Tempo de leitura: 2 minutos
Imóveis foram incendiados por familiares de bandidos em Camacan.

Imóveis foram incendiados por familiares de bandidos em Camacan.

Ricardo, o Cal, é acusado de homicídios em Camacan.

“Cal” é acusado de homicídios em Camacan.

Casas e carros foram incendiados neste domingo (7) em Camacan, no sul da Bahia, em retaliação à prisão do homicida Ricardo Santos Rezende, o Cal. Policiais civis e militares prenderam o bandido durante operação na madrugada de hoje.
De acordo com o comandante da PM em Camacan, major Rodrigues de Castro, Cal tinha contra si mandado de prisão e é suspeito de matar um idoso e uma indígena. Cal e o irmão “Veni” são apontados como autores de vários crimes no município. Veni está foragido.
Os policiais montaram cerco à casa de Cal ontem à noite e negociaram para que o bandido se entregasse. Com a resistência, os policiais decidiram invadir o imóvel, prendendo-o em seguida.
Conforme o comando da Polícia Militar, familiares do bandidos, descontentes com a prisão de Cal, iniciaram ofensiva incendiando, pelo menos, cinco casas. Carros também foram incendiados ou apedrejados entre a madrugada e o final da tarde deste domingo.
O policiamento no Bairro da Gameleira foi reforçado por causa do aumento da tensão. O bandido foi levado para o Complexo Policial de Camacan. A polícia ainda decidirá para onde encaminhar o bandido, se Itabuna ou Feira de Santana.
Criança caminha em meio a escombros de casa e carro incendiado.

Criança caminha em meio a escombros e carro incendiado.

JOVENS SÃO PRESOS COM 4,7 QUILOS DE MACONHA E COCAÍNA NO CASTÁLIA

Tempo de leitura: 2 minutos
Samuel e Mariana foram presos por tráfico (Foto PM).

Samuel e Mariana foram autuados por tráfico (Foto PM).

Drogas, arma e objetos apreendidos.

Drogas, arma e objetos apreendidos.

Policiais militares prenderam quatro jovens acusados de tráfico e associação ao tráfico de drogas, por volta das 6h30min desta segunda-feira (24), no Castália, bairro nobre de Itabuna.
A “boca” funcionava na Rua Major Dórea, onde foram apreendidos 4 quilos e 750 gramas de maconha e cocaína, R$ 1.556,00 em espécie, uma pistola 380 e caderneta com nomes de clientes.
No imóvel, também foram encontrados documentos de habilitação e de veículos em nome de terceiros. A casa foi alugada há pouco mais de um mês, segundo investigação da polícia.
Samuel Carvalho Luna Neto e Mariana Vila Nova Costa, Patrick Ferraz e Leandro da Silva Souza foram presos pelos militares e encaminhados para o Complexo Policial de Itabuna.
Samuel e Mariana serão indiciados por tráfico de drogas. Já Patrick e Leandro, poderão ser indiciados por associação ao tráfico. Os quatro foram autuados em flagrante pela delegada Ana Paula Fontes. Samuel e Mariana ficaram presos e os outros dois foram liberados após depoimentos.
De acordo com os policiais que efetuaram a prisão, Samuel estava armado com a pistola 380 e correu para a residência. No imóvel, a polícia encontrou a droga e os objetos, além de Mariana Vila Nova. Os outros dois jovens conversavam com Samuel no momento em que a PM chegou ao local.
 

CASAL DE TRAFICANTES É PRESO COM 360 QUILOS DE DROGAS

Tempo de leitura: 2 minutos
Ricardo e Priscila foram presos com 360 quilos de drogas (Foto Divulgação).

Ricardo e Priscila foram presos com 360 quilos de drogas (Foto Divulgação).

Uma operação conjunta do Departamento de Narcóticos (Denarc) e Polícia Federal resultou na apreensão de 350 quilos de maconha e 9,5 quilos de cocaína, transportados numa caminhonete, do município de Irecê para Salvador, pelo casal Ricardo Barbosa, de 34 anos, e Priscila Carvalho dos Santos, 23. O flagrante ocorreu na madrugada de segunda-feira (17), no bairro de Valéria, onde a droga seria distribuída para outros traficantes.
O casal foi apresentado à imprensa, na manhã desta terça-feira (18), no auditório do Departamento de Homicídios, na Pituba, pelo diretor do Denarc, delegado André Viana, e pelos delegados, Maurício Moradillo, da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), e André Rocha, da Polícia Federal. Durante a entrevista coletiva, os delegados forneceram detalhes da operação de apreensão da droga, avaliada em R$ 500 mil.
Ricardo e Priscila carregaram a picape Ford Ranger, de placa JQQ-6300, em Irecê, com 323 tabletes de maconha prensada e mais nove tabletes de cocaína, acondicionadas em sete sacos de aniagem. Investigadores da DTE/Feira passaram a acompanhar o deslocamento do casal de traficantes a partir da cidade de João Dourado, até o bairro de Valéria.
Conduzidos para a sede da DTE, no Complexo dos Barris, Priscila e Ricardo foram autuados em flagrante por tráfico de drogas pelo delegado Omar Leal. Ricardo tem passagem pela polícia por tráfico e chegou a cumprir três anos e meio de prisão. Já Priscila foi presa em 2010, por roubo. Os dois traficantes já estão sistema prisional.

LADRÃO CONFESSA MAIS DE 150 ASSALTOS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Carlos Felipe foi preso após assaltar duas farmácias em Ilhéus.

Carlos Felipe foi preso após assaltar duas farmácias em Ilhéus.

Carlos Felipe Gonçalves da Silva tem apenas 22 anos e confessa já ter praticado, pelo menos, 160 assaltos em São Paulo e em Ilhéus. Acabou preso ontem (20), após roubar várias lojas na cidade sul-baiana.
A prisão ocorreu depois que Carlos Felipe assaltou as farmácias Velanes e Santana, no centro. Embolsou R$ 871,00.
O malandro assume ter roubado mais cinco estabelecimentos só em Ilhéus. Elencou a Zip Náutica, Cacau Show, O Boticário e as farmácias Pague Menos e Pontal.
De acordo com a polícia, o ladrão praticava assaltos e se escondia no Couto. Ontem, confessou à polícia que praticou também, aproximadamente, 150 assaltos em São Paulo, onde morava.

ACUSADO DE MATAR PERSONAL TRAINER É PRESO EM SP

Tempo de leitura: < 1 minuto
Felipe Victor Barros é acusado do crime (Reprodução).

Felipe Victor Barros é acusado do crime (Reprodução PS da Bahia).

Lucas, a vítima (Foto Reprodução).

Lucas Dias, a vítima.

O estudante Felipe Victor Barros, de 27 anos, acusado de matar o personal trainer Lucas Sousa Dias, foi preso hoje no Brás, em São Paulo. Um mandado de prisão preventiva havia sido expedido pela justiça na quinta (25).
Felipe foi preso com o auxílio de policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da polícia paulista, segundo o site Políticos do Sul da Bahia.

Na última segunda (22), Felipe havia se apresentado à Delegacia de Homicídios e, em depoimento ao delegado Marlos Macedo, negou que tivesse matado o personal trainer, crime ocorrido na sexta (19). Um dia depois, familiares e amigos de Lucas foram às ruas pedir justiça (relembre aqui).
Após o depoimento, Felipe foi liberado por ter se livrado do flagrante, mas a polícia começou a monitorá-lo. Com o auxílio da polícia civil paulista, o acusado acabou preso hoje.

WHATSAPP "ENTREGA" TRAFICANTE QUE TENTOU EXTORQUIR EX-PREFEITO NA BA

Tempo de leitura: 2 minutos
Polícia chegou a Maurício dos Santos por meio do WhatsApp (Foto Divulgação).

Polícia chegou a Maurício dos Santos por meio do WhatsApp (Foto Divulgação).

O traficante Maurício dos Santos, o “Budel”, de 30 anos, foi preso, ontem (24), por policiais do Grupo Especializado de Repressão aos Crimes por Meios Eletrônicos (GME), que investigavam denúncia de extorsão feita a Aldemir Moreira, ex-prefeito de Jaguaquara, no sudoeste baiano. “Budel” foi localizado na Fazenda Grande I, em Salvador, flagrado com dez trouxas de maconha. Uma equipe da Delegacia de Repressão ao Estelionato e Outras Fraudes (Dreof) prestou apoio à ação.
As investigações foram iniciadas em 18 de setembro, quando Aldemir Moreira registrou queixa no GME, informando que, dois dias antes, o criminoso, até então não identificado, ligou para o seu celular ameaçando matar seus familiares, caso a quantia de R$ 20 mil não fosse depositada numa conta bancária fornecida por ele. As ameaças incluíam mensagens de texto encaminhadas ao celular da vítima.“Budel” chegou a diminuir o valor exigido para R$ 3 mil, mas não foi atendido.
O celular do ex-prefeito foi periciado e, por meio de uma foto existente numa conta do WhatsApp, o GME obteve uma pista sobre quem seria o criminoso. Ao investigar a conta bancária, descobriu-se que pertencia a um amigo do traficante. Ouvido pela polícia, o titular da conta informou que forneceu seus dados bancários para Maurício, que alegou precisar receber um dinheiro que lhe era devido.
O amigo também informou aos policiais que Maurício poderia ser encontrado na Fazenda Grande I. Depois de preso, “Budel” confessou que encontrou o nome e o número do telefone do ex-prefeito na agenda de um celular usado, comprado de um desconhecido. Ele disse ainda que teve a ideia de praticar a extorsão depois de pesquisar na Internet sobre quem era Aldemir Moreira.
Autuado em flagrante por tráfico de drogas, Maurício será ouvido, nos próximos dias, pelo titular do GME, delegado Charles Leão. A polícia vai investigar se ele também extorquiu outras pessoas cujos nomes constam na agenda do celular que foi apreendido. “Budel” já foi encaminhado ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na Mata Escura.

JOVENS PROTESTAM CONTRA EXTERMÍNIO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Morte do adolescente Nadson Almeida será lembrada na manifestação (arquivo de família)

Morte do adolescente Nadson Almeida será lembrada na manifestação (arquivo de família)

Militantes da União da Juventude Socialista (UJS) se reúnem na manhã deste sábado (23), no Centro de Itabuna, em um protesto contra o que chamam de “extermínio da juventude negra”. O ato será realizado a partir das 9 horas, na Praça Adami.
Segundo o diretor da UJS, Thiago Fernandes, o ato lembrará o caso do adolescente Nadson Almeida, de 14 anos, morto durante uma perseguição policial, depois de ser supostamente confundido com um traficante. Para a entidade, uma das alternativas para combater o extermínio de jovens seria a desmilitarização da polícia.
Durante a manifestação, haverá recital de poesia e apresentação de rappers. Os candidatos a deputado estadual, Aldenes Meira, e a federal, Davidson Magalhães, do PCdoB, estarão presentes no protesto.

ITAPETINGA: PRESO TRAFICANTE ACUSADO DE MATAR O RIVAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Alessandro foi preso acusado de matar Chacal (Foto Divulgação).

Alessandro foi preso acusado de matar Chacal (Foto Divulgação).

A polícia civil em Itapetinga prendeu hoje (6) Alessandro Reis Rocha, o Lê, de 37 anos, acusado de matar a tiros o rival Charles Santos Pereira Silva, o Chacal, 20 anos.
Agentes da delegacia de Itapetinga cumpriram mandado de prisão preventiva. A prisão ocorreu no Bairro Clodoaldo Costa.
Lê afirmou em depoimento que matou o rival porque este vivia fazendo ameaças. Chacal foi morto em 23 de junho.
Tanto Lê como Chacal tinham passagens pela polícia por tráfico de drogas, segundo o delegado Roberto Junior. Preso em Itapetinga, Lê responderá por homicídio.

QUADRILHA DE GOIÁS É PRESA APÓS "PESCADINHA BANCÁRIA" EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Quadrilha presa após "pescadinha bancária" em Ilhéus (Fotos PM e Blog do Tom).

Quadrilha presa após “pescadinha bancária” em Ilhéus (Fotos PM e Blog do Tom).

Policiais prenderam acusados de praticar “pescadinha bancária” em um caixa eletrônico do Banco do Brasil em Ilhéus. O bando aproveitou o feriadão para praticar o crime, mas foram flagrados pelo sistema de videomonitoramento.
A polícia iniciou perseguição na região central de Ilhéus e os bandidos acabaram parando em uma barreira montada no Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), no quilômetro 22 da Rodovia Ilhéus-Itabuna, por volta das 14h. Composta por três homens e duas mulheres, a quadrilha é de Goiânia.
Os criminosos utilizaram um pedaço de metalon com uma fita dupla face para retirar envelopes de depósitos feitos por clientes. A quadrilha havia conseguido “fisgar” cerca de R$ 5 mil, parte do dinheiro estava rasgada. Os bandidos foram encaminhados para a delegacia central, em Ilhéus. Com informações do Blog do Tom.
Carro que foi usado pela quadrilha na "pescadinha" em Ilhéus.

Carro que foi usado pela quadrilha na “pescadinha” em Ilhéus.

Back To Top