skip to Main Content
27 de fevereiro de 2021 | 09:16 am

ESTADO PUBLICA LICITAÇÃO PARA DUPLICAR TRECHO DA ILHÉUS-OLIVENÇA

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra) confirmou, nesta quarta-feira (22), a restauração e duplicação de um trecho de 2,7 quilômetros da BA-001, a partir do Hotel Opaba até o entroncamento da BR-251. A obra na Orla Sul da cidade, juntamente com a Ponte do Pontal, vai desafogar o fluxo de motoristas na rodovia. O investimento é de R$ 11 milhões.

A licitação foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (22). A construção da Ponte do Pontal, feita pela Seinfra, também faz parte das melhorias em infraestrutura para o município de Ilhéus. Com 87% de execução, o equipamento terá 533 metros de comprimento e 24,6 metros de largura.

O projeto inclui passeio, canteiro central, uma ciclovia e pista dupla nos dois sentidos, além de um acesso viário ao Centro e Litoral Sul, com cerca de 2,7 quilômetros. A previsão da Seinfra é de que a obra seja concluída no mês de março.

QUEIROZ GALVÃO DESISTE E NOVA PONTE DO PONTAL TERÁ OUTRA LICITAÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Obra da nova ponte terá outra licitação, após desistência.

Obra da nova ponte terá outra licitação, após desistência.

A Queiroz Galvão, segunda colocada na licitação da nova ponte do Pontal, em Ilhéus, não vai assumir a obra, abandonada pela UTC/Constran há quase um ano. Uma nova concorrência será feita.

A empresa vencedora do certame, a Constran, do empreiteiro Ricardo Pessoa, chegou a iniciar a construção, mas a empresa foi afundada na Operação Lava-Jato. A Queiroz Galvão, segunda colocada na licitação, não aceitou dar continuidade à obra.

Executivos da empreiteira teriam declarado, segundo o prefeito Jabes Ribeiro, que não há condições de assumir a obra. Segundo Jabes,  o governador Rui Costa já jogou a toalha e vai dar início aos estudos para uma nova licitação.

ILHÉUS: MOTOCICLISTA MORRE EM ACIDENTE NA PONTE DO PONTAL

Tempo de leitura: < 1 minuto
João Paulo era promotor de vendas da Itaipava (Foto Del)

João Paulo era promotor de vendas da Itaipava (Foto Del)

Marcos Paulo Pinheiro
O promotor de vendas João Paulo Santos Granja faleceu, por volta das 2 horas da madrugada deste domingo (30), ao perder o controle da sua moto, na Ponte do Pontal, em Ilhéus.
João Paulo seguia da zona sul para o centro da cidade, quando a moto chocou-se contra a mureta de proteção da ponte, de acordo com testemunhas.
Devido ao impacto da choque, a vítima sofreu um corte profundo na cabeça e faleceu ainda no local.
O promotor de vendas trabalhava na cervejaria Itaipava e a família tem oficina de veículos e loja de móveis na Avenida Itabuna.

PROJETO DE NOVA PONTE É ORÇADO EM R$85 MILHÕES

Tempo de leitura: 2 minutos

Nova ponte será construída à esquerda da atual, ligando com a rua Almirante Linhares, parte baixa do antigo porto.

Após contatos do prefeito Newton Lima e o governador Jaques Wagner, prefeitura de Ilhéus e governo do estado adiantaram as conversações para executar um projeto que, na visão de técnicos, eliminará o “abacaxi” no qual se tornou o trânsito entre o centro e a zona sul da cidade.
Conforme o secretário de Planejamento de Ilhéus, Alisson Mendonça, o governo estadual deu “ok” ao projeto que custará entre R$ 85 milhões e R$ 90 milhões e contemplará não só a construção de uma nova ponte, mas um projeto de mobilidade urbana que envolve toda a região da Baia do Pontal.
Neste projeto, uma nova ponte será construída ao lado da já existente, a avenida Lomanto Júnior será alargada e o tráfego zona sul-centro será desviado da Cairu para a rua Almirante Aurélio Linhares (rua abaixo da ponte atual).
Na ponta do lápis, diz Alisson, sairá mais barato do que construir ponte ligando o Morro de Pernambuco ao Cristo, na praia da Avenida, e terá melhor fluidez para o trânsito e menor impacto ambiental.
– O projeto nasce no Morro, duplicando a Lomanto Júnior, que passará a ter ciclovia. Na ponte, em vez de seguir a rua que dá na Cairu, o novo traçado vai pegar a Aurélio Linhares, a rua do antigo porto, à direita de quem se desloca para o centro.
Seguindo esse traçado, o tráfego sentido centro será pela região dos antigos armazéns, passando pelo Ilheos Hotel, Bataclan, 2 de Julho, ligando com a avenida Soares Lopes.
Para Alisson, esse projeto, além de mais barato, é o mais viável, pois a ponte ligando o morro ao Cristo prejudicaria o terminal pesqueiro e, também, o projeto Marina da Baía do Pontal. A licitação da empresa que vai elaborar o projeto será aberta pelos próximos dias, segundo o secretário.

Leia Mais

OBRA DA PONTE INCLUIRÁ SISTEMA VIÁRIO

Tempo de leitura: 2 minutos

Em resposta à nota sobre a ampliação da Ponte Lomanto Júnior, em Ilhéus (leia), o assessor de comunicação do município, Walmir Rosário, afirma que o projeto, em fase de conclusão, não inclui apenas a intervenção na ponte. Trata-se, de acordo com o assessor, de um novo sistema viário que contemplará mudanças em outras vias.
Segundo Rosário, o projeto conceitual já foi concluído e está sendo analisado por diversos setores do governo, que vão propor eventuais alterações antes de ser finalizado o projeto executivo.
“Em épocas de recursos cada vez mais escassos, o projeto conceitual se ateve à facilidade de prospecção de verbas federais  de urbanização”, explica o assessor.

Leia Mais

AUMENTAR A PONTE NÃO RESOLVE

Tempo de leitura: 2 minutos

Inaugurada há mais de 40 anos, a Ponte Lomanto Júnior continua sendo a única ligação entre a zona sul e o centro de Ilhéus. Devido aos engarrafamentos, já tem gente considerando o retorno das velhas balsas como uma boa alternativa

Há cerca de dois anos, o Governo da Bahia gastou R$ 1,5 milhão para reforçar a estrutura da Ponte Lomanto Júnior (Ponte do Pontal), em Ilhéus, que estava comprometida pelos mais de 40 anos de uso sem manutenção.  Foi uma solução pela metade, já que outro grande problema daquela via é a sua insuficiência para dar vazão ao fluxo de veículos nos horários de pico.
Como já foi informado aqui mesmo no Pimenta, quando o movimento é mais intenso, há motoristas que levam até 40 minutos para se deslocar do Pontal até o centro da cidade (em condições normais seriam 10 minutos).
Agora, o governador Jaques Wagner, no calor de uma carreata, em meio a um engarrafamento na ponte e após nova cobrança do prefeito Newton Lima, anuncia uma obra de alargamento daquela que é a única ligação entre a zona sul e o centro de Ilhéus.
Um atento leitor do Pimenta observa: “não resolve”. E ainda diz que “aumentar o tamanho da ponte só vai aumentar o tamanho dos engarrafamentos”.
Nosso leitor não deixa de ter certa dose de razão, pois, caso a ponte venha a ser alargada, o tráfego no sentido zona sul – centro vai se afunilar mais adiante, na ladeira até a Praça Cairu. Seria uma obra cara, mas – ao final – resultaria em nada mais do que um remendo inócuo.
A solução verdadeira para aquele nó ilheense já é por demais conhecida e compete às lideranças políticas da cidade se fazer respeitar e exigir uma providência, não um paliativo. Somente com a construção de uma nova ponte, tantas vezes prometida, a população de Ilhéus – assim como os turistas – estarão livres do enorme stress que são obrigados a enfrentar sobre a Baía do Pontal.

Back To Top