skip to Main Content
11 de maio de 2021 | 02:24 am

BAHIA DISPUTA NEGÓCIOS DA CHINA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Governador Rui Costa é entrevistado por Edmundo Filho (Foto Carla Ornelas).

Governador Rui Costa é entrevistado por Edmundo Filho (Foto Carla Ornelas).

A Bahia quer levar um (grande) naco dos mais de R$ 50 bilhões em investimentos que os chineses planejam fazer nas áreas de infraestrutura, agronegócio e mineração em solo brasileiro. Ontem, o governador Rui Costa recebeu uma missão de investidores chineses. O encontro ocorreu no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Aos orientais, segundo informa, apresentou projetos como a Ponte Salvador-Itaparica e o Complexo Intermodal Porto Sul, além de oportunidades na construção (e exploração) de aeroportos.

Os chineses já sinalizaram com investimentos na agropecuária na região oeste do Estado. O foco dos chineses neste setor da economia é na obtenção de matéria-prima. Também na mesma região, os orientais projetam investimentos em minérios, segundo Rui. A vinda da missão chinesa à Bahia está entre os assuntos do Digaí, Governador desta semana. Ouça o programa:

O TREM ESTÁ CHEGANDO NA ESTAÇÃO

Tempo de leitura: 2 minutos

ed ferreiraEd Ferreira | Photossintese

Os herdeiros do cacau, que mal conhece seus marcos divisórios, sempre afetaram a Mata Atlântica com derrubadas para formar pastagens, cacau, quando não com práticas maléficas

Nos próximos dias, a equipe da Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste) estará avançando no trecho 01 de Ilhéus, mais precisamente nas zonas  que  envolvem as Fazendas São Domingos, Theodolinda, Corumbá e São Pedro, na Rodovia Ilhéus -Uruçuca.

Enquanto meia dúzia de empresários do cacau, pseudos ambientalistas e parte da imprensa vendida alardeiam que o projeto Fiol é inviável, a obra ignora todas as armadilhas e continua a todo vapor.

Os herdeiros do cacau, que mal conhece seus marcos divisórios, sempre afetaram a Mata Atlântica com derrubadas para formar pastagens, cacau, quando não com práticas maléficas, a exemplo do uso indiscriminado do antigo BHC, o qual dizimou centenas de espécies de animais e deixou muitos trabalhadores com vestígios de câncer.

“Não se pode fazer omelete sem quebrar os ovos” é ditado popular que se encaixa perfeitamente nos reclames de alguns empresários que alegam os estragos que a Fiol faz ao construir o leito da ferrovia. Nada que não possa ser reparado pela própria natureza.

Há ainda uma linha de equivocados que afirmam que a Fiol  e o Porto Sul são inviáveis! Esses com certeza não vivem na região ou não conhecem nada da realidade econômica do país.

Setores e pessoas que fazem uma oposição cega a um projeto tão interessante como este, certamente não pensam grande ou na melhoria regional. Olham apenas para seus umbigos. A grande maioria nem aqui vive, apenas recebeu de herança uma propriedade que produz cacau e se autodenomina fazendeiros quando, na verdade, não passam de empresários do cacau.

Outra mentira que alardeiam é que a ferrovia seria desviada para o Porto de Aratu. O tal porto está em seu limite e não há uma logística operacional que venha oferecer tranquilidade para o escoamento da produção do centro Oeste do Brasil.

PARA JABES, REELEIÇÃO DE DILMA CONSOLIDA OBRAS ESTRUTURANTES EM ILHÉUS

Tempo de leitura: < 1 minuto
Jabes diz que novos governos devem priorizar saúde, educação e segurança (Foto Pimenta).

Jabes aponta prioridades.

O prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP), considerou a vitória da presidente Dilma Rousseff (PT) como essencial para “consolidar” obras como a Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) e o Porto Sul.
– O povo brasileiro teve a oportunidade de decidir entre dois caminhos. Preferi o da Presidenta Dilma, que representa a continuidade das obras estruturantes para o desenvolvimento de Ilhéus, além de um compromisso muito mais forte com os mais pobres – disse o gestor ilheense.
Para o prefeito, a reeleição da presidente também aponta para a necessidade de mais investimentos em áreas como saúde, educação e segurança pública. Essas prioridades também valem, na análise do prefeito, para os governos estaduais.

PORTO SUL: AUGUSTO COBRA AGILIDADE

Tempo de leitura: < 1 minuto
Castro preside a Comissão Especial do Porto Sul

Castro preside a Comissão Especial do Porto Sul

Presidente da Comissão Especial do Porto Sul na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Augusto Castro (PSDB) comemorou a decisão do Ibama, que na sexta-feira (19) emitiu a Licença de Instalação do terminal portuário.
“O Ibama fez sua parte, esperamos que o Estado faça a sua”, cutuca o parlamentar oposicionista. Castro afirma que sempre cobrou agilidade na liberação do projeto, que sinaliza a possibilidade de criar 2 mil empregos diretos.
O deputado menciona reuniões que promoveu na Assembleia Legislativa, com a participação de representantes do governo estadual e da empresa Bahia Mineração (Bamin), parceira do projeto. Para ele, o Porto Sul será importante “para a recuperação da economia do sul da Bahia”.

PORTO SUL DESPERTA INTERESSE DE GIGANTE DA CONSTRUÇÃO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Há quem aposte contra ou duvide do Porto Sul, mas lá vai novidade fresquinha: empresa baiana, gigante mundial da construção, investiu grana alta na aquisição de áreas próximas ao acesso rodoviário projeto do intermodal estimado em R$ 6,5 bilhões.
A negociação envolve duas propriedades em São José, povoado ilheense, e está praticamente sacramentada.
O Porto Sul, aliás, depende apenas do envio da análise de informações complementares para o ok (ou não) do Ibama. Elas foram solicitadas pelo órgão ambiental ao governo baiano na semana passada. A previsão era de que a licença de instalação saísse até o último dia 29.  Pode sair a qualquer momento, a depender da análise do Ibama.

LICENÇA DO PORTO SUL PODE SAIR EM ATÉ 10 DIAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

 

Projeto do Porto Sul prevê mais de R$ 2,5 milhões em investimentos (Reprodução).

Projeto do Porto Sul prevê mais de R$ 2,5 milhões em investimentos (Reprodução).

EM PRIMEIRA MÃO
A licença de instalação do Porto Sul pode sair pelos próximos dez dias, conforme apurado por este blog. A licença é o último passo para que tanto o governo como a Bahia Mineração (Bamin) possam dar início à obra em Aritaguá, na zona norte de Ilhéus. Num cenário mais “pessimista’, a licença não deve ultrapassar setembro, o que depende também de contestações do Ministério Público Federal.
Até agora, o Ibama já havia emitido sinal da viabilidade do porto ao emitir a licença prévia em 2012, revalidando-a em março deste ano. O Porto Sul é parte de um complexo integrada à Ferrovia Oeste-Leste (Fiol), já em construção e com previsão de conclusão do primeiro trecho (Ilhéus-Caetité) até 2015, e um aeroporto internacional. O projeto inicial prevê terminais de uso do Estado e da Bamin, mas é possível que haja apenas o da empresa de mineração.
O coordenador de Acompanhamento de Políticas de Infraestrutura da Casa Civil da Bahia, Eracy Lafuentes, foi procurado pelo PIMENTA. O assessor do governo não pôde retornar a ligação porque se encontrava em reunião. Dentro do governo há um cuidado para que o tema licença do Porto Sul seja tratado somente quando houver a concessão por parte do Ibama.

GERALDO DEFENDE CENTRO DE LOGÍSTICA DO PORTO SUL EM ITABUNA

Tempo de leitura: < 1 minuto
Geraldo: centro de logística em Itabuna.

Geraldo: centro de logística em Itabuna.

A implantação do Centro de Logística do Complexo Porto Sul em Itabuna está sendo defendida pelo deputado federal Geraldo Simões (PT).
O complexo intermodal demanda investimentos superiores a R$ 6,5 bilhões e inclui Porto Sul, Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e um novo aeroporto na região da Ceplac, em Ilhéus.
A localização privilegiada de Itabuna e sua consolidação como polo comercial e de prestação de serviços, na opinião de Geraldo, justificam a instalação do Centro de Logística em Itabuna. O centro atrairá empresas que darão suporte ao porto, à ferrovia e ao aeroporto.
– Vamos trabalhar no Congresso Nacional para garantir que Itabuna receba o Centro de Logística, que vai gerar empregos e impulsionar a economia – disse o deputado.

IBAMA REVALIDA LICENÇA DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Rui: licença prévia revalidada.

Rui: licença prévia revalidada.

O Ibama revalidou a licença prévia para construção do Porto Sul na zona norte de Ilhéus, segundo o secretário estadual da Casa Civil, Rui Costa, que reafirma a importância da obra para o desenvolvimento do sul da Bahia. O Porto Sul mais as obras da ferrovia Oeste-Leste e o aeroporto internacional de Ilhéus são considerados as maiores obras na área de logística da história da Bahia.
Após a licença prévia do Porto Sul, o próximo passo é atender a 38 programas básicos para que o empreendimento obtenha a licença definitiva e possa iniciar as obras de construção dos terminais e do porto off-shore, num investimento estimado em, aproximadamente, R$ 2,5 bilhões.

AUDIÊNCIA DISCUTE SELEÇÃO DE ACIONISTA PARA TERMINAL DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo baiano promove audiência pública em Ilhéus, amanhã (21), voltada à seleção de acionistas para construir, e explorar o terminal de utilização privado (TUP) do Porto Sul. A audiência está prevista para as 8h, no Centro de Convenções de Luís Eduardo Magalhães, na Avenida Soares Lopes.
O terminal terá o Estado como sócio minoritário em uma Sociedade de Propósito Específico (SPE). O edital de licitação deve sair em março e concluído em junho. Além deste, haverá outro terminal, a ser operado pela Bahia Mineração (Bamin).

A LOCALIZAÇÃO DO NOVO AEROPORTO

Tempo de leitura: < 1 minuto
Aeroporto será construído à margem direita da Rodovia Ilhéus-Itabuna.

Aeroporto será construído à margem direita da Rodovia Ilhéus-Itabuna (em destaque).

Há dez dias, o governo estadual publicou decreto no qual declara como de utilidade pública uma área de 979 hectares entre a Ceplac e a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus.
Com base nas coordenadas presentes no decreto, o analista Wallace Anderson de Souza e o engenheiro agrimensor Pablo Cardoso, ambos do Incra, elaboraram em especial para o PIMENTA a plotagem que permite visualizar a área que será impactada pelo decreto.
O novo aeroporto faz parte do plano de investimentos logísticos Complexo Intermodal Porto Sul, executado pelos governos federal e estadual com a participação da iniciativa privada. O projeto prevê construção de porto e aeroporto em Ilhéus, além da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). O aeroporto ainda não tem previsão de início de construção. A obra demandará, segundo o secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa, investimentos da ordem de R$ 270 milhões.

MP-BA E MPF FAZEM RECOMENDAÇÕES PARA LICENÇA AMBIENTAL DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Porto Sul será construído na zona norte de Ilhéus.

Porto Sul será construído na zona norte de Ilhéus.

Os ministérios públicos Estadual (MP-BA) e Federal (MPF) divulgaram questionamentos e recomendações feitos ao Ibama e governos estadual e federal para o licenciamento ambiental do Porto Sul. Um documento foi entregue ao Ibama, na semana passada, contendo observações quanto aos estudos e planos ambientais do empreendimento que será construído na zona norte de Ilhéus. Serão dois terminais de uso privado e investimentos de até R$ 3,5 bilhões.
Os questionamentos dizem respeito à “supressão da vegetação e possível agravo de risco à sobrevivência de espécies de fauna e flora; ao licenciamento e à modelagem de capacidade e suporte de outros empreendimentos que podem se estabelecer na área, além da autossustentabilidades das fontes de extração e produção dos itens a serem transportados via Porto Sul.
Uma das grandes preocupações expressas é quanto ao descarte do material dragado do porto e ao método de mitigação da erosão na costa e programas de compensação ambiental e compensatório de plantio. Dentre as recomendações, o cuidado com a qualidade do ar e a dispersão de poluentes na atmosfera.
Os ministérios públicos também chamam a atenção para investimentos de compensação previstos para o ano passado e não concluídos. Outra recomendação é quanto aos programas de controle de pragas, doenças, contaminações e exposição das comunidades a problemas de saúde decorrentes do empreendimento.

GOVERNO LANÇA EDITAL E ASSINA CONTRATO DO PORTO SUL

Tempo de leitura: < 1 minuto
Wagner assina contrato que permite construção de terminais em Ilhéus (Foto Manu Dias/GovBA).

Wagner assina contrato que permite construção de terminais em Ilhéus (Foto Manu Dias/GovBA).

O governador Jaques Wagner e o ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República, Antônio Henrique Silveira, assinaram nesta manhã (6) o contrato de adesão dos terminais do Porto Sul, em Salvador.
O ato permite que os terminais privados do Porto Sul e da Bahia Mineração (Bamin) sejam construídos. As autorizações por parte da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) foram publicadas no Diário Oficial da União (DOU) em dezembro de 2013.
Wagner considera o Porto Sul “o maior investimento logístico da Bahia”.
– Esse licenciamento do Porto Sul se tornou referencial para o Ibama. Todo mundo sabe que um porto é um prenúncio de capacidade industrial e energética de um estado.
Hoje o governo também lançou edital que selecionará empresas acionistas na construção do segundo terminal de utilização privada do Porto Sul. O outro pertencerá à Bamin. A movimentação de cargas com os dois portos, de acordo com o governo, pode atingir volume de exportação de 100 milhões de toneladas/anuais de minérios e grãos, escoados pela Ferrovia Oeste-Leste.

ANTAQ AUTORIZA CONSTRUÇÃO DO PORTO SUL

Tempo de leitura: 2 minutos
Projeto do Porto Sul recebe autorização da Antaq (Reprodução).

Projeto do Porto Sul recebe autorização da Antaq (Reprodução).

A Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq) publicou hoje, no Diário Oficial da União, autorização de construção do Porto Sul,  tocado pelo Governo do Estado e a Bahia Mineração (Bamin) em Ilhéus.

De acordo com a agência, o projeto apresentado “atende as disposições estabelecidas na nova Lei dos Portos”, de 5 de junho deste ano.

Para o secretário da Casa Civil da Bahia, Rui Costa, a outorga demonstra a “qualidade do projeto” apresentado.

– Este é um passo decisivo rumo ao início das obras. O Porto Sul é uma iniciativa acertada do governador Jaques Wagner. Representa um ciclo de desenvolvimento duradouro e sustentável, que beneficiará toda a Bahia.

Na zona norte de Ilhéus, a Bamin construirá um terminal de uso privativo (TUP), considerado o maior empreendimento portuário do Nordeste do país.

Outro TUP será construído por meio de Sociedade de Propósito Específico (SPE), na Zona de Apoio Logístico (ZAL), sendo que neste o estado será sócio minoritário. Empresas mineradoras como Votorantim e um conglomerado chinês já demonstraram interesse no negócio. O edital de chamamento será publicado ainda em dezembro, segundo Costa.

AUDIÊNCIAS EM ILHÉUS E ITABUNA
Hoje e amanhã (dias 12 e 13), serão realizadas audiências públicas para discutir o Porto Sul. Em Ilhéus, as discussões acontecem no auditório principal do Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães. Já em Itabuna, serão na Vila Olímpica, ao lado do Estádio Itabunão. Os dois eventos estão previstos para começar às 19h.

PORTO SUL: MUNICÍPIOS RECEBEM NOVOS ESTUDOS

Tempo de leitura: < 1 minuto

O Governo da Bahia e a empresa Bahia Mineração (Bamin) intensificam os preparativos para as novas audiências que serão realizadas em Ilhéus e Itabuna para discutir o projeto do Porto Sul. Nesta semana, representantes da Bamin começaram a visitar os municípios para entregar cópias do Relatório de Estudos Complementares, Caderno de Resposta e Relatório de Impacto Ambiental (Rima) do empreendimento.

Os documentos estão sendo entregues em todos os sete municípios da área de influência do projeto. Em Uruçuca, por exemplo, o material foi recebido pelo secretário de Planejamento, José Nazal, e fica disponível para consulta na Secretaria e na sede da Prefeitura.

Ainda não foram definidas as datas das novas audiências.

Back To Top