skip to Main Content
29 de fevereiro de 2020 | 10:36 am

INSCRIÇÕES EM PROCESSO SELETIVO DE JEQUIÉ SE ENCERRAM NA QUINTA; SÃO 52 VAGAS

Tempo de leitura: < 1 minuto

Inscrições em processo eletivo serão encerradas na quinta-feira

Últimos dias de inscrições no processo seletivo para o preenchimento de 52 vagas na Secretaria de Saúde de Jequié, no sudoeste da Bahia. As inscrições se encerram na quinta-feira (22) e as contratações serão por tempo determinado, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).

De acordo com o edital, os salários variam de R$ 998,00 a R$ 4.023,18. A maior remuneração é para médico do Serviço Móvel de Urgência (Samu). O menor salário é para Agente de Combate a Endemias. Os selecionados terão contratos de um ano, com possibilidade de renovação por igual período.

O processo seletivo simplificado será constituído de análise de currículo e entrevistas, de caráter eliminatório e classificatório. As entrevistas ocorrerão nos próximos dias 26 e 27, no auditório Centro de Assistência e Tratamento Especializado (CATE), na Avenida Otávio Mangabeira, em frente ao SAC, no bairro Mandacaru.

Os candidatos serão atendidos por ordem de chegada, das 8h às 12h, de 14h às 17h. A previsão é que o processo seja homologado no dia 6 de setembro. O telefone da Prefeitura de Jequié é o (73) 3526-8000 e, o edital com outras informações pode ser acessado aqui.

JEQUIÉ: SUPLENTE DE VEREADORA É CONDUZIDA COERCITIVAMENTE PELA PF

Tempo de leitura: < 1 minuto

Suplente de vereadora é investigada em esquema que movimentou R$ 63 milhões

A ex-vereadora Meire Lopes prestou depoimento em um hotel de Jequié, após ser conduzida coercitivamente pela Polícia Federal, nesta terça (5), na Operação Melinoe. Ela é apontada como uma das cabeças do esquema que movimentou mais de R$ 63 milhões na Prefeitura de Jequié, no período de 2013 a 2017. Parentes da hoje suplente de vereadora também são suspeitos de participação.

Cerca de R$ 7 milhões de recursos da educação foram utilizados no esquema de “terceirizados fantasmas”, segundo investigação da Polícia Federal. A maior parte da grana era sugada do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Nesta terça, a Polícia Federal, numa operação conjunta com o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União (CGU), cumpriu mais de 40 mandatos na Operação Melinoe. O esquema de terceirizados fantasmas, de acordo com a investigação, ocorria na Secretaria de Educação de Jequié.

Veja mais

https://www.pimenta.blog.br/2017/12/05/pf-faz-operacao-para-cumprir-46-mandados-e-caca-ex-vereadora-de-jequie/

‘CHUVA DE PEDRAS’ NA PREFEITURA DE JEQUIÉ

Tempo de leitura: < 1 minuto

Parece que as insatisfações com a administração municipal em Jequié ‘transbordaram’ e a população partiu para a “gororança”. Funcionários da prefeitura local foram surpreendidos por uma chuva de pedras por uma chuva de pedras.

Os alvos foram os setores de compra e de expediente. Nem mesmo os guardas municipais de plantão têm pista dos responsáveis pela “chuva pedras”. O prefeito Luiz Amaral (PMDB) não foi encontrado para comentar o atentado (confira mais no Jequié Repórter).

Sede da prefeitura de Jequié vira alvo de apedrejamento (Foto Jequié Repórter).

Back To Top