skip to Main Content
23 de janeiro de 2021 | 10:03 am

SUL DA BAHIA: PESQUISADORA CRIA BIOETANOL À BASE DE CACAU

Destino correto para o lixo orgânico
Tempo de leitura: 3 minutos

A professora Elizama Aguiar, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), junto a seu grupo de pesquisa, composto pelos estudantes Frederico Lobo e Gabriel Albuquerque, encontrou uma maneira dar um destino para resíduos agroindustriais, como cascas e bagaços.

O que antes era descartado, agora tem potencial para ser hidrolisado — processo químico e enzimático que envolve a quebra da celulose da matéria-prima em açúcares — para se obter bioetanol. A professora ressalta que o material utilizado é facilmente obtido, além de ter uma conexão econômica com a região sul da Bahia, por se tratar de dois componentes abundantes pelo local: o cacau e o malte.

Do cacau são obtidas as cascas e do malte, o bagaço. Elizama explica como funciona o processo de transformação. “A hidrólise consiste em submeter os resíduos a uma primeira etapa com solução ácida fraca e calor, para, posteriormente, aplicar soluções enzimáticas” conta.

A professora afirma que as melhores condições destas etapas foram investigadas de forma a se obter maiores concentrações de açúcares fermentescíveis”. Segundo ela, os resultados obtidos são promissores, pois permitiram a redução de cerca de 50% da massa de resíduos e com a continuidade dos estudos será possível otimizar a hidrólise e a fermentação.

PRODUTORA HISTÓRICA 

Elizama Aguiar destaca o fato de a região de Ilhéus ser uma produtora histórica de  cacau no Brasil e como as cascas são acumuladas no campo logo após a quebra do fruto para obtenção da polpa e das sementes. “O acúmulo destas cascas no campo pode, por exemplo, resultar em um foco de contaminação do fungo causador da doença ‘vassoura-de-bruxa’ que já trouxe muitos prejuízos à região. Assim, é de grande importância apresentar novas aplicações para este resíduo”.

Além disso, devido à crescente popularização da produção de cervejas artesanais em todo o território nacional, foi também selecionado o bagaço de malte para ser empregado em combinação com as cascas de cacau. O bagaço é gerado durante a produção das cervejas, logo após a etapa de malteação”.

Leia Mais

PRESO HOMEM ACUSADO DE PAGAR R$ 1,5 MIL PELA MORTE DE PROFESSORA E ENFERMEIRA

Tempo de leitura: 2 minutos

Acusado de encomendar a morte da ex-namorada, segundo o MP-BA

O servidor público Antônio Roberto Freitas Valverde Júnior foi preso, nesta quinta-feira (18), em Alagoinhas, após a Justiça expedir mandado de prisão preventiva a pedido do Ministério Público da Bahia. Ele é acusado pelo MP-BA de ser o mandante do assassinato da professora universitária e enfermeira Rosângela Gomes Costa, sua ex-namorada.

Rosângela Gomes foi  morta a facadas no dia 20 de abril de 2017, no interior da residência dela, na Rua Margem da Linha, em Alagoinhas. Caso teve grande repercussão à época (relembre aqui).

Segundo a denúncia, oferecida pelo promotor de Justiça Gilber Santos de Oliveira, Antônio Valverde prometeu pagamento de R$ 1,5 mil para Edson Alves dos Santos e Lenildo Santos da Silva, denunciados como autores do feminicídio.

Conforme o documento, Antônio Roberto “decidiu” mandar matar a ex-namorada em razão de ciúmes. A autoria intelectual do assassinato foi apurada por meio de investigação realizada pelo MP, com auxílio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) do órgão e também da Polícia Federal.

Leia Mais

ILHEENSE MORTA EM ACIDENTE DE CARRO É ENTERRADA

Tempo de leitura: 2 minutos

Professora ilheense (à esquerda) foi sepultada nesta sexta. À direita a motorista do carro|| Fotomontagem Correio

O corpo da professora Geovanna Alves Lemos, 41 anos, morta durante um acidente de trânsito, no bairro da Pituba, foi enterrado no Cemitério Campo Santo, na Federação, na tarde desta sexta-feira (16). Familiares, amigos, alunos e colegas de profissão da professora de balé lotaram a cerimônia para prestar as últimas homenagens à vítima de uma colisão na Avenida ACM – a motocicleta em que ela estava foi atingida pelo carro da médica Rute Nunes Oliveira Queiroz, 49.
Gigi, como era conhecida, era filha única e morava com a mãe, uma idosa de 73 anos, na Barra. Ela era de Ilhéus, no Sul do estado, e veio para a capital quando ainda era pequena. A vítima era formada em Dança pela Ebateca e pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), e atualmente cursava os últimos períodos da graduação de Pedagogia.
A familiar disse que não tinha muitas informações do acidente e que, agora, todos estavam preocupados com a situação da mãe de Geovanna, conhecidada como Vidinha, que foi ao velório, mas não conseguiu ficar no enterro.
Autuada em flagrante por homicídio pela morte da professora de balé Geovanna, a médica Rute Nunespagou R$ 4 mil pela liberdade no mesmo dia que foi conduzida à 16ª Delegacia (Pituba). Ela dirigia o veículo Kia Sportage envolvido no acidente que matou Geovanna na Avenida ACM, bairro da Pituba, na quinta-feira (15). Leia mais

PROFESSORA DÁ O TROCO E VIRA ARTISTA

Tempo de leitura: < 1 minuto
A performance da professora se encaixou nas necessidades asrtísticas da banda

A performance da professora se encaixou nas necessidades artísticas da banda

Virou artista. A professora de 28 anos que foi demitida de uma escola do ensino fundamental em Salvador após a divulgação de um vídeo em que ela aparece dançando a música ‘Todo enfiado’ já encontrou nova ocupação. Como não conseguiu emprego nas escolas da capital, ela vai virar dançarina da própria banda que revelou seus dotes para o mundo.

A estréia é hoje. “Desde o início a banda se propôs a ajudar. Ela não queria, mas como não conseguiu outro emprego e a entrega de currículos não teve êxito, ela decidiu aceitar. A proposta é muito boa”, diz a empresária da professora.

O valor da proposta não foi revelado e o tempo de contrato ainda está sendo discutido. O vídeo em que a professora aparece fazendo a coreografia da música “Todo enfiado” já teve mais de 100 mil acessos no site youtube.com. O advogado da professora ainda tenta, na justiça, tirar da web e proibir qualquer forma de exibição do vídeo em que ela apareça.

Com informações do g1.com

Back To Top