skip to Main Content
2 de junho de 2020 | 12:46 pm

BABESP APONTA VITÓRIA DE PELEGRINO; IBOPE TRAZ ACM NETO À FRENTE

Tempo de leitura: < 1 minuto

ACM Neto e Pelegrino disputam Prefeitura de Salvador.

A menos de 24 horas do eleitor definir quem vai ser o próximo prefeito de Salvador, os institutos de pesquisa Babesp e Ibope divulgam as intenções de voto com resultados diferentes.

O Babesp aponta vitória apertada de Nelson Pelegrino (PT) diante de ACM Neto (DEM): 43% a 41,6%. Brancos e nulos representam 9,8% dos pesquisados, enquanto 5,6% se disseram indecisos. A margem de erro, porém, é de 3,1 pontos percentuais, configurando empate técnico.

O instituto conhecido como “DataNilo” ouviu 1.000 eleitores neste sábado. A pesquisa está registrada com o protocolo 00546/2012 no Tribunal Superior Eleitoral. O Babesp foi o único instituto que acertou o resultado final do primeiro turno.

Já a pesquisa do Ibope, encomendada pela Rede Bahia, aponta vitória do candidato do Democratas. ACM Neto aparece com 48% ante os 40% de Nelson Pelegrino (ou 55% a 45% nos votos válidos). Votos brancos e nulos atingiram 9% e o percentual de indecisos chegou a 3%.

A pesquisa do Ibope ouviu 1.001 eleitores no período de 25 a 27 de outubro e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral baiano sob o protocolo 00547/2012.

ÚLTIMO DEBATE EM SALVADOR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do G1

Os dois candidatos à Prefeitura de Salvador participaram, na noite desta sexta-feira (26), do debate realizado pela TV Bahia, afiliada da Rede Globo. Foram confrontadas propostas sobre transporte público, saúde e prestação de serviços, como o abastecimento de água. Participaram do encontro ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT).

Os candidatos também falaram sobre o apoio do governo federal para a realização de obras em Salvador, além de abordarem a atuação da Guarda Municipal na segurança da cidade, o tratamento especial para usuários de drogas na rede pública, infraestrura de saneamento básico, investimento em engenharia de trânsito e implantação de creches.

Leia mais

ALIADA, SONINHA DIZ QUE SERRA “É ESTÚPIDO COM A IMPRENSA”

Tempo de leitura: < 1 minuto

A jornalista e ex-candidata a prefeita de São Paulo Soninha Francine (PPS) concedeu entrevista ao jornal Brasil Econômico e não economizou em críticas ao PT, ao ex-presidente Lula e até a quem admira muito, o ex-governador José Serra:

– O Serra é um cara esquentado e cai muito fácil em provocação. Quando está no front, sai faísca. Mas ele também é estúpido com a imprensa – disse.

Soninha fez leitura da campanha eleitoral em São Paulo e explica por que chamou (?) o petista Fernando Haddad de “filho da p…” em escritos nas redes sociais. Haddad lidera as pesquisas de intenções de voto na disputa em São Paulo, no próximo domingo, 28.

Confira a entrevista de Soninha na íntegra

CAMPOS: PT QUER APOIO, MAS NÃO QUER APOIAR

Tempo de leitura: < 1 minuto

Estadão

O governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, reclamou ontem que o PT não retribui na mesma proporção o apoio que recebe de seu partido no 2.º turno da eleição municipal. Apesar dessa avaliação, ele insistiu que as alianças do PSB com o PSDB não foram feitas em função das eleições de 2014.

“No 1.º turno o PSB foi o partido que mais apoiou o PT, mas só é notícia quando a gente não apoia. No 2.º turno, o PT disputa em 17 cidades e nós o apoiamos em 11. Nós disputamos em 8 cidades e só em 1 o PT nos apoia, desde o 1.º turno, que é o município de Duque de Caxias (RJ). E esse apoio só veio por uma ação direta da Executiva Nacional do PT e do próprio ex-presidente Lula. Isso é um fato real”, afirmou o governador durante visita ao estande de Pernambuco de uma feira internacional de turismo que está sendo realizada no Rio.

Leia mais

DEBATE AGRESSIVO ENTRE NETO E PELEGRINO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Política Livre:

O embate mais quente e agressivo da campanha eleitoral para a prefeitura de Salvador até agora. Foi assim o debate da TV Itapoan realizado na noite desta segunda-feira (22) entre ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT). A temperatura subiu quando o tema foi o que fazer para promover o crescimento da cidade com responsabilidade ambiental, o que resvalou para o Código Florestal. Pelegrino observou que o deputado Ronaldo Caiando, do DEM, foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir anistia aos desmatadores, o que provocou uma reação do adversário. “O senhor mente. O DEM não vai entrar com ação. Palavra e compromisso do presidente do DEM [José Agripino]”, afirmou.

Aliás, os termos “o senhor mente” e “o senhor falta com a verdade” pontuaram todo o debate, que chegou a ficar enfadonho em alguns momentos.

Leia mais

CAETANO À DIREITA, GIL À ESQUERDA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Na política,eles não se bicam

Se na música eles sempre se entenderam muito bem, na política faz tempo que os baianos Caetano Veloso e Gilberto Gil caminham em sentidos opostos. O primeiro anunciou no início da semana, num evento em homenagem a Ulysses Guimarães em Brasília, que apoia o candidato do DEM à Prefeitura de Salvador, ACM Neto. Nesta sexta-feira, 19, Gil gravou depoimento de apoio à candidatura de Pelegrino.

A conferir qual dos apoios terá mais influência sobre o eleitorado…

DEBATE AÉREO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Durante o debate entre os candidatos a prefeito de Salvador, nesta quinta-feira, 18, na Band, a questão do helicóptero usado por Jaques Wagner voltou à tona. ACM Neto (DEM) mencionou que o governador faz o trajeto de casa para o trabalho, e vice-versa, a bordo da aeronave da Polícia Militar, ao custo diário de R$ 5 mil.

Nelson Pelegrino (PT) rebateu, afirmando que as despesas com aeronaves chegavam a R$ 11 milhões mensais nos tempos do carlismo, enquanto hoje situam-se em R$ 600  mil.

Com o perdão pelo trocadilho, Neto “pegou ar”…

DATAFOLHA: HADDAD 17 PONTOS À FRENTE DE SERRA

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa do Instituto Datafolha mostra que o cenário do segundo turno em São Paulo vai se definindo a favor de Fernando Haddad (PT). Finalizado nesta quinta-feira, 18, o levantamento traz o ex-ministro da Educação com 49% das intenções de voto, enquanto José Serra (PSDB) aparece com 32%. Considerados os votos válidos (sem brancos e nulos), Haddad tem 60% e Serra, 40%.

A rejeição ao tucano cresceu bastante com relação à pesquisa feita pelo Datafolha nos dias 5 e 6 de outubro. Em um intervalo de apenas 12 dias, o índice dos que não votariam em Serra de jeito nenhum subiu de 42% para 52%. A rejeição ao petista é de 34%.

Há indicações de que a reprovação ao prefeito Gilberto Kassab (PSD), que apoia Serra, explique em parte o declínio do candidato do PSDB. Outro fator é que Haddad atraiu a maior parcela dos que, no primeiro turno, votaram em Gabriel Chalita (PMDB) ou em Celso Russomano (PRB). Com informações da Folha Online.

A CULPA É DA RITA, DA CARMINHA…

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PT teve que antecipar o comício de Pelegrino com a presença da presidente Dilma Rousseff, em Salvador, na próxima sexta, 19, para as 19h30min.

Culpa da Rita, da Carminha, do Tufão, do Jorginho…

É que bem às 21h10min de sexta vai ao ar o último capítulo da novela Avenida Brasil, da Rede Globo, uma das poucas novelas da emissora que conseguiram cativar boa audiência nestes tempos de TV paga em alta e internet, idem.

PT AMPLIA VOTAÇÃO NA BAHIA

Tempo de leitura: < 1 minuto

João Pedro Pitombo | A Tarde

As eleições municipais de 2012 consolidaram o PT como o partido com maior patrimônio de votos na Bahia. Após disputar  219 prefeituras, os petistas conquistaram um espólio de 1,8 milhão de votos nas majoritárias – o que representa  25% dos votos válidos registrados no Estado. Ou seja, um em cada quatro baianos votou num candidato do PT para prefeito.

O espólio representa um crescimento de 100% na votação do partido comparado às eleições de 2004, quando o PT ainda não havia sido eleito para o governo baiano, mas obteve 923 mil votos.  “Esta votação é resultado de candidaturas competitivas e alianças consistentes”, avalia o presidente  do PT, Jonas Paulo.

O desempenho do PT, contudo, ainda é inferior que o do PFL há oito anos, quando o partido ainda comandava o governo baiano. Na época, o hoje Democratas teve 2,0 milhões de votos, quando disputou 275 prefeituras.

Leia matéria completa clicando aqui

Back To Top