skip to Main Content
6 de julho de 2020 | 02:42 am

BRASIL DEVE OBTER CERTIFICADO DE PAÍS EXPORTADOR DE CACAU FINO

Tempo de leitura: 2 minutos

Brasil deve obter certificado de exportador de cacau fino

O Brasil deve ser reconhecido como um país produtor e exportador de cacau fino e de aroma pela Organização Internacional do Cacau (ICCO). A inclusão no rol de países certificados no Acordo Internacional do Cacau deve ocorrer durante a reunião do Conselho Internacional da ICCO, na Costa do Marfim, no período de 9 a 13 de setembro.

A certificação que dá status diferenciado para países que exportam cacau fino e de aroma é feita desde 1972 pela ICCO. A última atualização da lista, que atualmente conta com 23 países, ocorreu em 2015.

A aprovação definitiva do Brasil deve ser homologada pelos membros do Conselho no próximo mês.  O Brasil é um dos 52 membros da ICCO, mas é o único País da América do Sul que ainda não integra a lista do cacau fino e de aroma.

O dossiê brasileiro sobre a produção nacional de cacau fino apresentado ao ICCO foi elaborado por técnicos da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento responsável por impulsionar a cacauicultura no país.

Leia Mais

CURSO RECONHECIDO

Tempo de leitura: < 1 minuto

Por meio da portaria de número 422, publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 18, o MEC reconheceu o curso de fisioterapia da FTC de Itabuna, que foi implantado no ano de 2005. A portaria de reconhecimento está assinada pelo secretário de Educação Superior do MEC, Luiz Cláudio Costa.

O curso de fisioterapia da FTC já formou três turmas, com um total de 80 profissionais graduados.

Back To Top